Orlando Eye, Sea Life e Madame Tussauds: será que essa moda pega?

Atualizado em

Uma viagem para Orlando nunca é uma viagem barata. Bem, partindo do pressuposto de que quem vai para Orlando vai também para os parques de Orlando, porque por mais econômico que você seja o valor das entradas não muda.

Orlando com pouco parque é, por alto, 250 dólares por dia, que é uma estimativa do preço de entradas individuais, transporte e o mínimo de alimentação para quem é econômico. Em uma Orlando com muito parque o preço do ingresso cai, mas por outro lado o número de dias em que esse dinheiro será gasto aumenta.

Se a gente tem os melhores parques do mundo em uma mesma cidade, tempo limitado para conhecê-los e força na peruca para bancar o investimento que isso requer, será que uma roda gigante, um aquário e um museu de cera se sustentam?

Orlando-Orlando-Eye-01

Orlando-Orlando-Eye-03

Bem, é difícil dizer, mas eu tenho as minhas impressões sobre isso.

Orlando Eye, a roda gigante de Orlando

Podemos começar analisando o que se espera de Orlando: será que quem nunca foi para Orlando sonha em conhecer a Orlando Eye, a roda gigante de Orlando? Eu acho que quem não conhece Orlando sonha em conhecer a Disney, mesmo que isso signifique conhecer os parques da Universal também.

É bem difícil fazer com que um visitante de primeira viagem (a) lembre de encaixar a roda gigante em seu roteiro e, (b), tope pagar por ela, independente de quanto custe. Consigo imaginar os meus amigos dizendo “pronto, já tenho todo o dinheiro necessário para conhecer os parques, agora tenho que economizar para as compras”, mas duvido que alguém diga “nossa, ainda tem a roda gigante, quase me esqueço!”.

Orlando-Orlando-Eye-10

Será que quem já está careca de ir a Orlando gostaria de conhecer uma coisa nova?

Eu acho que a melhor resposta para essa pergunta seria um sonoro “depende”. Quem volta muitas vezes volta porque gosta do que a cidade tem de melhor, não por causa da concorrência que luta para se destacar entre os gigantes – coisa nova por coisa nova os parques nunca ficam mais de uma temporada sem inaugurar algo que saia nos jornais. É bem complicado fazer uma roda gigante competir com novas montanhas-russas, novos fogos, novas princesas e expansões de outlets e uma agenda que, não adianta, já nasce pequena.

Já parou para pensar no quanto o mercado de Orlando é injusto? No lugar onde a única concorrência da Disney é o Harry Potter, qualquer outra coisa tem ar de atração pirata – e nós não estamos falando daqueles do Caribe: por mais interessante que seja, ou você está na Disney, ou você está na Universal, qualquer outra coisa é prêmio de consolação.

Orlando-Orlando-Eye-11

E vamos combinar que “por mais interessante que seja” não se aplica a Orlando Eye porque ela nem é tão interessante assim.

Sabe porque a roda gigante de Londres é interessante? Porque assim que ela começa a rodar o Parlamento aparece enorme bem na nossa frente, com um dos rios mais famosos da Europa passando aos nossos pés. Já em Orlando a gente dá de cara com um amplo e enorme… Estacionamento.

Uhm, mas por isso mesmo a roda gigante vem acompanhada por um museu de cera e um aquário, certo?

Bem, mais ou menos: desde quando imitação de gente e peixe em aquário é novidade em Orlando? Nunca foi tão fácil convencer um filho antes: já consigo imaginar os pais cansados de tanto parque dizendo “para que outro aquário se já estamos indo em SeaWorld?” ou “para que Madame Tussauds se a Disney inventou os bonecos de cera e lá eles andam e conversam?”.

Orlando-Orlando-Eye-21

Claro que a roda gigante é bonita, claro que o complexo ficou charmoso com suas lojas e restaurantes, mas a estraga prazeres da Disney foi lá e transformou Downtown Disney em Disney Springs, trazendo para Orlando mais um shopping com dezenas de lojas e restaurantes, o único que pode concorrer com o Mall at Millenia no quesito “uau, que lugar é esse!”.

Orlando-Orlando-Eye-24

Orlando-Orlando-Eye-27

Essas são as lojas que bombam no quesito “e essa, cê conhece?”:

Tem que rolar muita promoção para incentivar o turismo por ali: pensando no valor do ingresso base, e desconsiderando as mil oportunidades que fazem ele cair de preço, uma volta na Orlando Eye custa 25 dólares, mas o ingresso que também dá direito ao museu de cera e ao aquário sai por 40.

O problema é que com 40 dólares eu e dois filhos (hipotéticos, diga-se de passagem) poderíamos subir juntos no balão de Disney Springs que nem na altura deixa a desejar (ela é exatamente a mesma, 120 metros do chão) além de não ter vidro nos cobrindo e termos os quatro parques bem próximos de nós.

Orlando-Orlando-Eye-40

Orlando-Orlando-Eye-51

Olhando para o estacionamento…:

Orlando-Orlando-Eye-43

Olhando para o horizonte:

Orlando-Orlando-Eye-49

Dá para ver, sem nenhuma dificuldade, o centro de convenções de Orlando, mas depois dele tudo que se vê é com uma certa dose de achismo, como o pedacinho das montanhas-russas de SeaWorld:

Orlando-Orlando-Eye-50

Você que já andou na roda gigante de Orlando, achou que valeu a pena? E para quem já teve a oportunidade de andar também em outras rodas gigantes, como a de Londres e Las Vegas, consegue ver diferenças entre elas e a Orlando Eye?

Quero saber a sua opinião.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Orlando? Fiz uma lista com as melhores opções nos arredores da Disney e outra na região central da International Drive, confira!

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo oferece até 10% de desconto para leitores do blog, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Flórida pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Orlando Eye, Sea Life e Madame Tussauds: será que essa moda pega?' têm 3 comentários

  1. 13 de novembro de 2018 @ 21:42 Gabriel

    O q vc aconselha fazer em Orlando fora aqueles parques?

    Responder

  2. 1 de agosto de 2016 @ 16:42 Sidnei

    Pra mim to fora dessas atrações digamos secundárias, agora aquele prédio montanha russa se realmente sair acho que vai chamar a atenção pois será uma experiência única.
    O Aquário é só mais um entre opções com mais atrativos já existente.
    O museu de cera acho ate legal de se visitar mas nas outras cidades pois em Orlando acho desnecessário.
    A roda gigante a vista não é interessante, se fosse próxima aos parques seria outra historia e sem aquele vidro cobrindo tudo que pra quem tem claustrofobia como eu já descarto sem pensar duas vezes.

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost