Programas para repetir em Nova York: Bubby's

Os bairros de Manhattan: quais são e o que conhecer em cada um

Atualizado em

Como eu precisava falar mais sobre os bairros de Manhattan, este post foi inteiramente reescrito para fazer com que você entenda um pouquinho da geografia de Nova York.

Sabendo como ela se divide você poderá montar os seus próprios roteiros pelo My Maps e acessá-los pelo celular!

Só não se esqueça do conselho de quem mora na cidade: Nova York vai muito além de onde os turistas estão. A quantidade de brasileiro que perde a chance de se aventurar por qualquer coisa que não seja Times Square é absurda!

Por isso vale começar dizendo que Nova York é dividida em distritos, os distritos são divididos em regiões e algumas dessas regiões são divididas em áreas ou bairros.

Manhattan não é bairro, Manhattan é um dos cinco distritos de Nova York, é praticamente uma cidade por si só:

Os boroughs de Nova York

Manhattan é só a parte azul clara do mapa (imagem de vecteezy.com)

Os outros distritos de Nova York são Brooklyn, Bronx, Queens e Staten Island. Um turista passeando por Nova York pela primeira vez em uma viagem de sete dias dificilmente terá tempo de conhecer todos eles, é mais comum ficar restrito a Manhattan.

Como dividir Manhattan em regiões

Manhattan não é o maior distrito de Nova York, mas é o mais famoso e mais denso. É comum dividi-lo geograficamente em pelo menos seis regiões:

  • Uptown Manhattan (em cima do Central Park,a partir da 110th Street)
  • Upper West Side (o lado oeste do Central Park, entre 59th Street e 110th Street)
  • Upper East Side (o lado leste do Central Park, entre 59th Street e 110th Street)
  • Midtown Manhattan (entre a 59th Street e a 34th Street)
  • Downtown Manhattan (entre a 34th Street e a Chambers Street)
  • Lower Manhattan (abaixo da Chambers Street)

Muita gente chama o cantinho leste de Lower Manhattan de Lower East Side, mas é mais comum chamarem o oposto de Financial District do que de Lower West Side.

Claro que para dar aquele empurrãozinho no trabalho dos corretores (e encarecer o preço do metro quadrado sempre que possível), cada pedacinho de Manhattan pode ser subdividido em uma nova região com um nome que nem todo mundo conhece.

Não se preocupe com isso: passeando pela cidade você irá notar que muitas vezes é difícil dizer onde começa um bairro e termina outro, por isso, não se preocupe em delimitá-los, preocupe-se em desbravá-los!

Os bairros de Manhattan

Os bairros de Manhattan (imagem de vecteezy.com)

O planejamento urbano de Manhattan

A maior parte de Manhattan teve um projeto urbano bem minucioso: dois terços do distrito foi planejado como um campo de batalha naval, com avenidas numeradas cortando Manhattan no sentido Norte-Sul e ruas numeradas perpendiculares a elas cortando o mapa no sentido Leste-Oeste.

Por isso a maior parte dos pontos de encontro são ditos como um combinado de números, assim:

– Te encontro na 7th Avenue com 15th Street, ou

– Nos vemos na 57th Street esquina com 5th Avenue

Parece muito simples, e realmente é, mas para não fazer confusão vale fazer três menções especiais às avenidas de Manhattan:

  • Não existe 4th Avenue. Entre a 3th Avenue e 5th Avenue existem outras três com nomes especiais: Lexington Avenue, Park Avenue e Madison Avenue, respectivamente.
  • Quando 8th Avenue, 9th Avenue e 10th Avenue passam por Upper West Side elas mudam de nome e passam a ser chamadas de Central Park West, Columbus Avenue e Amsterdam Avenue, respectivamente.
  • A Broadway é transversal e corta o mapa de fora a fora. Ela é vertical quando passa pela parte alta de Upper West Side, mas logo depois do Museu de História Natural a Broadway começa a ser diagonal.

Não é muito importante dividir dividir Manhattan em Norte e Sul, mas é importantíssimo dividi-la em Leste (East) e Oeste (West) tomando a 5th Avenue como ponto de partida.

Essa divisão é muito útil para localizar um endereço mesmo sem a ajuda de um mapa: se eu digo que moro no 205 W 15th Street é possível deduzir que moro na terceiro quarteirão à esquerda da 5th Avenue, ou seja, logo na esquina da 15th Street com a 7th Street.

Entendeu?

É mais ou menos assim: a gente sabe que o número 205 W fica no terceirão quarteirão à esquerda da 5th Avenue porque os números W de 0 a 100 ficam no primeiro quarteirão à esquerda da 5th Avenue e os números de 101 e 200 ficam logo depois, no segundo quarteirão.

Trocando em miúdos: o trecho planejado de Manhattan (da maior parte de Downtown para cima), as ruas são contadas de baixo para cima do número 1 até o número 191 (mas quem está a passeio dificilmente passa da 125th Street, quando muito), já as avenidas vão da direita para a esquerda do número 1 ao número 11.

As ruas de Manhattan

Viu como os bairros de Manhattan são divididos em ruas perfeitamente perpendiculares?

Manhattan é segura?

Manhattan é extremamente segura. Se você pretende conhecer qualquer parte da cidade em função de algum atrativo turístico, por mais desconhecido que seja, provavelmente será uma região segura, tanto para caminhar quanto para usar transporte público.

Claro que como toda cidade grande você deve continuar atento aos perigos de sempre, mas de maneira geral aqueles pequenos delitos muito comuns na Europa não acontecem em Nova York, nem mesmo na região turística.

E qual é a região turística de Nova York?

Já que estamos falando sobre Manhattan, fico tentado a generalizar e dizer que entre o extremo sul da ilha e a maior parte do Harlem, no norte, é praticamente tudo turístico.

Fico tentando imaginar uma área que deveria ser evitada, mas não consigo pensar em nada concreto que vale a menção, exceto o conselho mais antigo de todos: evite atravessar parques cobertos por árvores e cercado por arbustos depois que anoitece, onde quer que você esteja, principalmente mulheres.

Lembro que não gostava de caminhar do centro de convenções Javits a Herald Square, mas agora com a inauguração do Hudson Yards até isso mudou.

O Harlem também é muito seguro desde que você não queira desbravar os conjuntos habitacionais de lá, mas qual a probabilidade que isso aconteça com você?

Existem muitos crimes em Nova York, mas a maior parte deles não acontecem nas ruas de Manhattan e, quando acontecem, você dificilmente irá vê-los, até porque é estatisticamente provável que seja um crime encomendado.

Os bairros de Manhattan

Como eu disse lá em cima, Manhattan é dividida em regiões e algumas dessas regiões são divididas em áreas ou bairros.

Vou falar um pouquinho sobre cada um dos bairros de Manhattan (de cima para baixo), mas antes preciso deixar duas dicas essenciais para quem está de viagem marcada:

+ Qual o melhor chip de viagem para os Estados Unidos?

+ Qual seguro de viagem fazer para os Estados Unidos?

Toda viagem aos Estados Unidos passa por hospedagem, seguro de viagem e chip de internet. Você pode clicar nesses links aqui em cima e resolver dois terços da viagem, mas sobre hospedagem vamos falar ao longo do post de hoje.

Uptown Manhattan

Uptown é onde fica o Harlem, mas o que as pessoas chamam de Harlem é na verdade um aglomerado de bairros lado a lado, famosos pela cultura negra, principalmente o gospel e o soul.

De maneira geral, o lado esquerdo do mapa é mais agradável do que o direito. Guias turísticos aconselham a restringir-se à região entre as ruas 110 e 125, nos arredores de Morningside Heights.

O que posso dizer, depois de anos escrevendo sobre lá, é que Uptown é a parte de Manhattan que desperta menos interesse em turistas brasileiros.

+ Columbia University em Nova York: como conhecer

+ 10 melhores cinemas de Nova York

Columbia university em Uptown Manhattan

Columbia University em Uptown Manhattan

Columbia University vale o passeio, o bairro onde ela está chama Morningside Heights. Já a região do Harlem que conheço e gosto de passear é nos arredores da estação da 125th Street, falo sobre ela no post sobre cinemas.

Não curto a ideia de me hospedar em Uptown porque a região fica bem distante da maior parte das atrações de Nova York – e uma corrida de metrô para o extremo sul da ilha leva aproximadamente 40 minutos.

Upper West Side

Todo mundo concorda que Upper West Side começa na 59th Street, na parte sul do Central Park. Onde rola dissonância é onde ele termina: eu digo que termina na 110th Street, outros dizem que vai além do Central Park e chega até a 125th Street (exatamente a parte mais turística do Harlem).

Enfim, o importante é saber que Upper West Side é a região entre o Hudson River e o Central Park.

Upper West Side é uma das regiões de Manhattan que gosto mais, e é onde me hospedo na maior parte das vezes.

A maior parte de Upper West Side é extremamente residencial, por isso essa região tem uma das arquiteturas mais charmosas da cidade, além de ser bem mais tranquila e menos movimentada.

Upper West Side tem ótimas opções de onde ficar com preços muito melhores do que os de Midtown, além de ser um verdadeiro paraíso para quem curte gastronomia, independente do quanto você está disposto a gastar em comida.

Gosto de ficar entre a 70th Street e a 80th Street, e ultimamente tenho ficado muito no Hotel Belleclaire por causa da dobradinha localização e preço, além de gostar muito dos restaurantes da Columbus Avenue que ficam logo ali atrás.

Atrações mais famosas de Upper West Side:

  • American Museum of Natural History
  • Beacon Theatre
  • Central Park
  • Columbus Circle
  • Lincoln Center

Não deixe de ler a parte de Upper West Side no meu guia de compras em Nova York, ela funciona como guia de viagem também!

Todos os posts que aparecem aqui têm dicas de onde comer em Upper West Side.

Bairros de Manhattan: Upper West Side

Saindo da estação na 72nd Street em Upper West Side…

Hotel Belleclaire

… a caminho do Hotel Belleclaire

Upper East Side

Upper East Side tem as mesmas delimitações Norte-Sul de Upper West Side, a única diferença é que ele está entre o Central Park e o East River.

É em Upper East Side que fica a parte mais exclusiva da trinca de avenidas Madison, Park e Lexington, além de doze grandes museus ao longo da 5th Avenue, inclusive o Metropolitan, o mais famoso deles.

Outros dois lugares que vale conhecer são a loja de departamento Bloomingdale’s e a entrada para o bondinho que leva a Roosevelt Island:

+ Vale a pena conhecer Roosevelt Island?

+ Compras em Nova York: guia completo

Particularmente não gosto muito de me hospedar em Upper East Side porque os hotéis ali tendem a ser mais caros e geralmente servidos pelas linhas 4 e 6 do metrô, que sem baldeação não são das mais úteis.

Se mesmo assim você procura uma dica de onde se hospedar em Upper East Side, sugiro o Renaissance 57, pertinho da Bloomingdale’s.

Atrações mais famosas de Upper East Side:

  • Bloomingdale’s
  • Central Park
  • The Metropolitan Museum of Art
  • Roosevelt Island
  • Dos outros museus cito os dois mais visitados:  Henry Clay Frick House (mais conhecido como “The Frick Collection”) e o Solomon R. Guggenheim Museum (o famoso “Guggenheim”)

Uma forma de inserir Upper East Side no seu roteiro é chegando no Metropolitan pelo Central Park ou caminhando da 5th Avenue em direção a Bloomingdale’s.

Lembrando que depois da Bloomingdale’s ainda tem o famoso (e geralmente lotado) restaurante Serendipity 3 e o bondinho de Roosevelt Island.

Midtown Manhattan

Localizado entre a 59th Street e a 34th Street, Midtown Manhattan é uma região central e por isso é super popular entre turistas, principalmente os arredores de Times Square.

Midtown precisa ser divida em bairros porque ela é enorme e cada pedacinho seu é um destino por si só: são mundos completamente diferentes ainda que vizinhos.

Como sei que nem sempre posso chamá-los de “bairros”, essas são as principais “regiões” de Midtown Manhattan:

  • 5th Avenue (e Rockefeller Plaza)
  • Hell’s Kitchen
  • Herald Square
  • Hudson Yards
  • Times Square (ou Theater District)

5th Avenue é a rua de compras mais famosa dos Estados Unidos. Como eu disse no meu guia de compras em Nova York, ela não é exclusiva para os mais endinheirados, além de ser um ótimo passeio independente da sua pretensão de gastos.

Rockefeller Plaza poderia fazer parte da área da 5th Avenue, e faz, mas como suas torres cercam uma praça com lojas, restaurantes e atrações que são um mundo a parte, resolvi separá-la em região própria.

Times Square, que se confunde com Theater District e os teatros da Broadway, é a região mais turística e popular de Manhattan, nova-iorquino geralmente diz que aquilo nem Nova York é.

Como é extremamente central (no cruzamento da Broadway com a 7th Avenue, entre as ruas 42nd Street e 53rd Street), quem decide se hospedar ali tem que estar ciente que optou pelo olho do furacão, mas é inegável que esse é o ponto mais estrategicamente posicionado para partir em qualquer direção.

+ Hotéis baratos em Times Square: onde ficar e quais escolher

+ New York Marriott Marquis: dica de hotel em Times Square

Hell’s Kitchen são os “fundos” de Times Square. Existem teatros com peças Broadway e Off Broadway, mas o ponto alto são os restaurantes étnicos. Escrevi um post recentemente sobre lá.

Hudson Yards é um bairro que nasceu do zero: no quesito “morar e trabalhar em um mesmo lugar” é o lugar dos sonhos, mas do ponto de vista turístico também é um programão!

Herald Square é só um pracinha em frente a icônica loja da Macy’s em Nova York, mas ela representa a região de compras da 34the Street entre a 5th Avenue e a 9th Avenue.

Atrações mais famosas de Midtown Manhattan:

  • 46th Street Restaurant Row (Hell’s Kitchen)
  • Bryant Park (Times Square)
  • Empire State Building (Herald Square)
  • Grand Central Terminal (seria um “Midtown East”)
  • Macy’s (Herald Square)
  • Madison Square Garden (Herald Square)
  • MoMA (Museum of Modern Art) (5th Avenue)
  • New 42nd Street (Times Square)
  • New York Public Library (Times Square)
  • ONU (seria um “Midtown East”)
  • Rockfeller Plaza (5th Avenue)
  • St. Patrick’s Cathedral (5th Avenue)
  • The Vessel (Hudson Yards)
  • Times Square (Times Square)
  • Top of The Rock (Rockfeller Plaza)

Compras em Nova York: Times Square

Bairros de Manhattan: Times Square

Downtown Manhattan

Diferente de quem diz que Downtown Manhattan só começa lá embaixo, na 23rd Street, acho mais didático dizer que Downtown começa um pouco antes, a partir da 34th Street.

Entre a 34th Street e a Chambers Street, Downtown Manhattan é a parte sul da ilha que ainda não é extremo sul, é uma transição entre a região central e Battery Park. Foi onde morei e é uma das regiões da cidade que gosto mais.

Como sei que nem sempre posso chamá-los de “bairros”, essas são as principais “regiões” de Downtown Manhattan:

  • Chelsea
  • East Village
  • Flatiron District
  • Greenwich Village
  • Meatpacking District
  • Soho
  • West Village

Chelsea foi onde morei. A parte mais turística é a 14th Street que conecta Meatpacking District e Union Square, uma praça super charmosa que é também destino de compras.

Flatiron District é o nome da região nos arredores do icônico Flatiron Building e da pracinha Madison Square Park que muita gente confunde com a arena de shows Madison Square Garden. É onde fica o primeiro Eataly de Nova York.

Meatpackig District é a parte mais badala de Nova York, com bares, lounges e restaurantes disputados. É uma região super charmosa também durante o dia, é ali o início do High Line, logo atrás de Chelsea Market.

+ Meatpacking District: Whitney Museum e Gansevoort Market 

West Village é a parte residencial de Meatpacking District. O maior atrativo ali é caminhar em direção a Greenwich Village.

+ Onde fica o apartamento de Friends em Nova York?

Greenwich Village (ou Village) é um charme. É impressionantemente residencial e turístico ao mesmo tempo, com vários restaurantes incríveis da cidade, o charmoso Washington Square Park e a Bleecker Street, uma rua que funciona como espinha dorsal do bairro e serve como porta de entrada do Soho.

Soho é o bairro embaixo da Houston Street, a parte mais movimentada dessa parte da cidade. O trecho da Broadway que passa por ela é a “Times Square de Dowtown”, uma região de cheia de gastronomia e compras. Vale ler meu guia de compras no Soho para saber quais são as principais ruas de lá.

Importante: é a partir da Houston Street (ou seja, a partir do Soho) que o planejamento estilo batalha naval (a malha simétrica de cruzamentos entre ruas e avenidas) deixa de existir e as ruas começam a ter nomes comuns e tamanhos fora do padrão.

East Village é a parte da cidade que frequento menos (de maneira geral, sou sempre mais “west” do que “east”). Quando estou em East Village estou na divisa com o Soho, nos arredores da Houston Street.

Atrações mais famosas de Downtown Manhattan:

  • Apartamento de Friends (Greenwich Village)
  • Bleecker Street (Greenwich Village)
  • Broadway (Soho)
  • Chelsea Market (Chelsea)
  • Eataly (Flatiron District)
  • Flatiron Building (Flatiron District)
  • Gansevoort Market (Chelsea)
  • High Line (Chelsea/Meatpacking District)
  • Katz’s Delicatessen (East Village)
  • Madison Square Park (Flatiron District)
  • Union Square (Chelsea)
  • Washington Square Park (Greenwich Village)
  • Whitney Museum (Meatpacking District)

Meatpacking District

Os bairros de Manhattan: Meatpacking District

Essa parte vai a título de curiosidade: East Village tem um outro bairro dentro de si, “Alphabet City”, a região onde se passa a história do musical “Rent” durante o boom da Aids no início dos anos 1990.

Alphabet City leva esse nome porque o mapa de Manhattan tem um “dente” em East Village onde couberam quatro avenidas com nomes de letras logo depois da 1st Avenue.

Lower Manhatan

Lower Manhattan é o extremo sul da ilha.

Para quem (como eu) confunde Tribeca com Financial District, não faz muita diferença brigar pelo início do que dizem ser Lower Manhattan: seja na Chambers Street ou um pouco mais acima (na Canal Street), o importante é que Lower Manhattan vai do fim do Soho a Battery Park.

+ Battery Park em Nova York: o que fazer 

Eu adoro essa parte da cidade, principalmente Battery Park, mas não curto a ideia de ficar hospedado ali pelo mesmo motivo de não curtir ficar hospedado em Uptown: ficar a longas distâncias de quase tudo.

(Apesar de que essa comparação é injusta: independente da distância em relação ao centro, Lower Manhattan dá de mil em Uptown!)

A gente pode dividir Lower Manhattan em três áreas principais: Financial District, Battery Park e Lower East Side, que por sua vez se divide em bairros étnicos como Little Italy e Chinatown.

Chinatown e Little Italy são bairros colados que tendem a crescer a cada temporada.

Para quem curte um passeio cultural bem imersivo, Chinatown começa assim que a Canal Street cruza a Broadway. É um verdadeiro mercado a céu aberto e vários restaurantes locais. É um bairro residencial onde as pessoas de fato vivem imersas na cultura oriental.

Little Italy é bem diferente, além de ser menor e restringir-se aos três ou quatro quarteirões entre as ruas Canal e Broome (Norte-Sul), Baxter e Elizabeth (Leste-Oeste). Devido ao tamanho, ao festival de San Gennaro e as poucas pessoas que de fato vivem ali, Little Italy se parece mais com uma atração turística do que com um bairro propriamente dito.

Como se já não bastasse Financial District ser enorme eu ainda acoplo Tribeca a ele, mas a parte mais importante é a mais próxima de Battery Park, onde ficam o 9/11 Memorial e o shopping Westfield, além da Wall Street que é icônica.

Por falar em shopping, basta sair de Westfield e atravessar a rua para chegar em Battery Park. Você passará primeiro por Brookfield Place, um shopping para foodies com o mercado francês Le District e a praça de alimentação Hudson Eats.

No meu roteiro por Battery Park ensino a passar por pontos famosos como o Touro de Wall Street, o ferry para a Estátua da Liberdade e o gramado do Robert F. Wagner Junior Park.

Atrações mais famosas de Lower Manhattan:

  • 9/11 Memorial (Financial District)
  • Battery Park City Esplanade (Battery Park)
  • Brookfield Place (Battery Park)
  • Brooklyn Bridge (Financial District)
  • City Hall (Financial District)
  • Charging Bull (Financial District)
  • Robert F. Wagner Junior Park (Battery Park)
  • Trinity Church (Financial District)
  • Wall Street (Financial District)
  • Westfield (Financial District)

Lower Manhattan ainda tem Seaport District que está passando por uma super revitalização e ainda está em fase de transformação.

Agora, um presente para quem leu até aqui: coloquei todos esses pontos turísticos que mencionei aqui em um mapa interativo que você pode acessar pelo celular!

Como todos estão divididos por bairros, esse mapa não deixa de ser um roteiro em Nova York com alguns dos principais pontos turísticos de Manhattan:

Bairros de Manhattan: mapa com as principais atrações

Se você tiver alguma dúvida sobre Nova York, bairros de Manhattan e regiões mais famosas, só deixar um comentário aqui embaixo que eu prometo que respondo!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Nova York? Fiz uma seleção com as melhores opções nos arredores de Times Square. Se você acompanha minhas viagens sabe que tenho ficado bastante no Hotel Belleclaire de Upper West Side e gostado muito!

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo oferece até 10% de desconto para leitores do blog, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Os bairros de Manhattan: quais são e o que conhecer em cada um' têm 4 comentários

  1. 16 de janeiro de 2017 @ 12:19 O Transporte Público em Nova York - Trip Feeling

    […] de ir eu li ESSE POST e ESSE POST do blog Rodei, e consegui entender um pouco melhor o que ficava aonde na cidade, o que facilitou eu […]

    Responder

  2. 14 de dezembro de 2013 @ 18:12 Tatiana

    nossa! vcs realmente estao de parabéns.
    quanta riqueza de detalhes ao descrever a cidade e ajudar a marinheiros de primeira viagem como eu a entederem NY!
    aff! estava perdida com tantos numeros e ruas e lados… bem,agora estou por dentro!
    para mim em 2 semanas de pesquisa,este foi o melhor blog.
    Parabens mesmo!!!

    Responder

  3. 26 de março de 2013 @ 15:17 Laisa Sobral

    estou indo pra NYC dia 29/04 e seus posts foram de grande importância para eu entender a cidade e conseguir programar o que quero fazer! obrigada! =)

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost