Battery Park em Nova York: o que fazer

Atualizado em

Julho-2008-05

Essas duas fotos foram tiradas em uma viagem que fiz em julho de 2008. Olha que o tempo passa e não dá mole pra ninguém… Pre-para porque tem foto ainda mais antigas do que essas!

Julho-2008-08

Não se preocupe se sentir-se meio perdido caminhando por ali, é complicado saber se virar bem nos caminhos que levam para Battery Park, um “anexo” acoplado ao extremo sul da ilha de Manhattan onde as ruas já não são quadriculadas, elas são mais um emaranhado de curvas, entradas e saídas.

Tanto a prefeitura quanto dezenas de instituições financeiras não param de fazer reformas por ali. Tem tanto tapume por todos os lados que a gente não consegue ver através deles e se localizar fica ainda mais difícil.

O legal é que você pode se perder ali quantas vezes quiser, não tem problema algum – e de quebra é um dos passeios mais gostoso em Manhattan, principalmente no verão.


Visualizar Battery Park em um mapa maior

Battery Park, Nova York

O parque Battery tem esse nome porque no passado aquela costa tinha verdadeiras baterias de armamento para proteger a ilha de Manhattan. Hoje Battery é um parque com muito verde colado em Financial District, em uma área residencial bem careira até para os engravatados que moram ali.

Tem muita coisa histórica legal para descobrir caminhando por lá com um guia em mãos, não deixe de pesquisar online e traçar um roteiro em uma caminhada que geralmente dura a maior parte do dia.

The-King-of-The-Hill

Ra! Blogueiro em início de carreira detected – maio de 2006! Esse é o Charging Bull, agora ele fica todo protegido por grades, mas ainda dá para tirar fotos como essa, é só entrar na fila

Museum of Jewish Heritage

É o primeiro pino azul no cantinho esquerdo do mapa, é também onde começa nosso passeio por Battery Park. Eu nunca consegui entrar, mas ele parece bem bacana. Na verdade entrei no museu ao lado (em frente na verdade, só atravessar a rua), The Skyscraper Museum, que é bem pequeno, mas é legal para quem curte construções e arranha-céus.

Skyscraper mostra algumas maquetes, projeções e filmes sobre as construções dos prédios mais altos de Manhattan – mas o museu do arranha-céu é um passeio rápido, você geralmente não gasta mais de 40 minutos.

3053674121

Essa foto é legal porque mostra quase tudo: o gramado do parque Robert F Wagner Junior, o prédio do Museum of Jewish Heritage em formato de pirâmide e a entrada do Skyscraper Museum logo em frente a ele, é só atravessar a rua. Quem segue caminhando até chegar no cantinho direito da foto vê o Charging Bull a uns 100 metros de distância.

3421302445

O prédio com a entrada do Museum of Jewish Heritage

Robert F Wagner Junior Park

É a parte mais bonita de lá, tem uma vista linda para a Estátua da Liberdade e um gramado protegido por um paredão de tijolos que dá para subir e fazer fotos bem legais – e tem um restaurante na altura do gramado, do lado direito:

Battery-Park-02

Battery-Park-03

Tá vendo uma escultura logo em frente ao homem caminhando na foto acima? Então, existem quatro ou cinco delas feitas com escombros do Word Trade Center

Charging Bull

Agora a gente pula para o pino azul lá na direita, em cima de um parque chamado Bowling Green, encontrou? Então, na pontinha dele tem o Charging Bull, que representa o finalzinho do distrito financeiro. Já o Bowling Green é esse triângulo que fica de frente para o The National Museum of The American Indian, que é enorme e um s@co de tão monótono, mas eu aposto que minha amiga Turomaquia discorda.

Como a entrada é gratuita, mesmo que o museu não seja dos mais famosos vale entrar para ver e fotografar o salão oval principal.

6033852995

Entrada preservada da estação Bowling Green, das linhas 4 e 5

332255620

Prédio onde desde 1994 funciona The National Museum of The American Indian. Reza a lenda que foi nele, em 1626, que os europeus oficializaram a compra de Manhattan pelo equivalente a bagatela de… U$ 24

Clinton Castle

Bem, agora voltamos para o pino da esquerda, onde está Clinton Castle, ou Fort Clinton, ou Castle Clinton. Ele foi o primeiro pitstop dos imigrantes, muito antes de Ellis Island existir, ainda no século 19, mas de aquário a anfiteatro ele já foi de tudo um pouco.

Hoje ele é só um monumento público onde você compra os ingressos para o ferry que segue em direção as duas ilhas mais famosas de Nova York: Ellis Island e Liberty Island. Já me disseram que no verão rola apresentações gratuitas de bandas dentro dele.

9518095423

Clinton Castle, mas a entrada fica virada para o rio

Whitehall Terminal

O último pino azul, de onde saem os barcos para Staten Island. É a parada final da linha 1, então pode ser um ótimo começo para o nosso passeio por lá.

Bem, em resumo é isso. Você pode ir caminhando pela orla do rio e passar por todas esses prédios e atrações. Bom passeio!

3979784

Ah, quer se hospedar ali? Bem, o melhor preço que consegui no lugar mais próximo possível das atrações que aparecem no post foi em um Double Tree do grupo Hilton. Ele é um quatro estrelas econômico com quase dez variações de quartos, por isso você encontra tantas tarifas diferentes.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Nova York? Fiz uma seleção com as melhores opções nos arredores de Times Square. Se você acompanha minhas viagens sabe que tenho ficado bastante no Hotel Belleclaire de Upper West Side e gostado muito!

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo oferece até 10% de desconto para leitores do blog, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Battery Park em Nova York: o que fazer' tem 1 comentário

  1. 17 de agosto de 2016 @ 11:06 Nei

    Estive em NY em 2003, sim a 13 anos atrás e tirei uma foto sentado em cima do Charging Bull, o legal foi que quando comprei o pacote da viagem ganhei esse city tour, a guia era uma brasileira residente em NY, ela me disse sobe em cima pra eu tirar uma foto sua mas tinha uma excursão de japoneses no local ai fiquei meio receoso mas ela insistiu fica tranquilo é só um subir que todos fazem o mesmo, foi tiro e queda quando desci do touro virou um alvoroço toda japonesada indo tirar foto montado também.

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost