Meatpacking District: Whitney Museum e Gansevoort Market

Atualizado em

Meatpacking District sempre foi um dos meu bairros preferidos, principalmente agora com o Whitney Museum, um novo mercado e o High Line completamente pronto.

Calma, vou falar sobre todos eles, mas preciso dizer que Meatpacking District, famoso por ter alguns dos restaurantes mais badalados da cidade, está se tornando um ótimo passeio diurno também.

Qual seguro de viagem fazer para os Estados Unidos?

Qual o melhor chip de viagem para os Estados Unidos?

Meatpacking District em Nova York

Meatpacking District é um bairro nobre na região sul da ilha de Manhattan, vizinho de Chelsea e Greenwich Village.

É em Meatpacking que começa o High Line, onde ficam os restaurantes mais badalados e os escritórios de várias gigantes da tecnologia, como Google e Samsung.

O curioso é que há cinquenta, sessenta, setenta anos ninguém imaginava que Meatpacking se transformaria tanto: Meatpacking era exatamente o que o nome sugere, um enorme coletivos de açougues, um ao lado do outro.

Meatpacking District era uma área industrial tão grande que foi ali que nasceram as primeiras fábricas nacionais de biscoitos americanos, aliás, o Oreo, foi criado ali.

Se quiser saber mais sobre isso dá uma lida em:

+ Chelsea Market em Nova York: restaurantes em dicas.

Hoje Meatpacking District está em transição: de região boêmia com alguns dos restaurantes mais caros e disputados da cidade, o bairro está se transformando em um misto de point noturno com zona turística.

Ah, e uma das mais requisitadas: Whitney Museum e High Line sozinhos atraem mais de 20 mil turistas por dia.

Meatpacking District

O cruzamento de Meatpacking District em Nova York

Whitney Museum em Nova York

Fui com a minha amiga Lilian conhecer o Whitney Museum (acesse o site) e acabamos passando horas batendo perna pelo bairro antes de entrar no museu que, aliás, ficou lindo por sinal.

É impressionante como o prédio subiu em tão pouco tempo. Lembro que um ano antes não tinha absolutamente nada ali, só um enorme terreno baldio.

Agora essa virou a esquina oficial da selfie em Meatpacking District. É só enquadrar o High Line e o Whitney ao fundo e sorrir para a foto:

High Line

Eu não consigo para de olhar essa foto! Olha o início do High Line logo em frente ao Whitney

Diz a lenda que a senhora Whitney, lá nos idos de 1920, era tão altruísta e endinheirada que comprava quadros e esculturas de artistas pobres e locais.

Uhum. Sei.

Enfim, o museu existe desde 1931 em Greenwich Village, mas ele nasceu em 1914 como estúdio. Foram quase 20 anos para catalogar e exibir pouco mais de quinhentas obras em um lugar que tivesse a infraestrutura de um museu.

Na verdade, e é aqui que a história fica interessante, dizem que o estúdio só virou museu porque a senhora Whitney ofereceu o seu acervo ao Metropolitan que, mirando no oriente médio, recusou arte local sem pensar duas vezes.

Whitney Museum

As escadas de incêndio ganharam decoração especial

Nesse novo endereço que foi inaugurado em maio de 2015, o museu tem mais de 21 mil peças de mais ou menos três mil artistas americanos em seu acervo permanente.

O foco do Whitney Museum é arte norte-americana dos séculos 20 e 21, inclusive as queridinhas dos curadores: aquelas mesmas quinhentas e poucas peças que inauguraram o museu em 1931.

Existem mostras temporárias e itinerantes, inclusive essa, que mostro agora, ficou disponível até meados de 2017 e depois seguiu para Los Angeles:

Whitney Museum

Whitney Museum

Whitney Museum

Feminismo na cultura norte-americana

Olha, adorei bater perna ali dentro, mas na minha opinião o que o museu tem de melhor é o prédio propriamente dito.

Como o Whitney Museum fica colado no Hudson River e na parte baixa da ilha de Manhattan, espere por vistas incríveis de Nova York do alto de seus terraços:

Whitney Museum

Meatpacking District

Do Whitney dá pra ver o The Standard, um dos hotéis mais icônicos de Nova York…

High Line

… olha o início do High Line correndo lá embaixo

Meatpacking District

No cantinho direito um pedacinho do Empire State, viu?

Gansevoort Market em Nova York

Depois Lilian e eu descemos para o Gansevoort Market (acesse o site), que apesar de bem legal não se destacou tanto em uma viagem onde conhecemos pelo menos outros cinco mercados incríveis na cidade.

Coitado, o problema de Gansevoort Market é que ele tem um concorrente direto bem perto dali, o famoso Chelsea Market, que todo mundo quer conhecer.

Gansevoort Market

Gansevoort Market em Meatpacking District

Quando fui ao Gansevoort Market pela primeira vez, o mercado mal tinha sido inaugurado e já estava de mudança: ele se aproximou ainda mais do concorrente mais famoso em menos de dez meses de funcionamento.

Dizem que o novo mercado bombou tanto que precisaram pegar esse espaço maior antes que fosse tarde demais. Agora, além das mesas na calçada durante os meses mais quentes, são quase duzentos lugares protegidos do frio do inverno, além de novos fornecedores, como Big Gay Ice Cream, Luke’s Lobster e The Truffleist.

Gansevoort Market

Gansevoort Market em Meatpacking District

Meatpacking District não cansa: tem alguns dos melhores restaurantes da cidade, dois mercados incríveis, um museu recentemente inaugurado, uma enorme loja da Apple e o início do High Line que todo mundo adora visitar.

O que você mais gostou em Meatpacking District? Já conheceu o novo Whitney Museum?

Whitney Museum of American Art

22 dólares | Linhas 1, 2 e 3, ou A, C e E descem na estação 14 st

Os horários mudam de acordo com a época do ano, mas no verão é de domingo a domingo

Salvar

Salvar

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Nova York? Fiz uma seleção com as melhores opções nos arredores de Times Square. Se você acompanha minhas viagens sabe que tenho ficado bastante no Hotel Belleclaire de Upper West Side e gostado muito!

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo oferece até 10% de desconto para leitores do blog, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Meatpacking District: Whitney Museum e Gansevoort Market' não tem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost