Experimentei o novo NYC Ferry – e gostei muito!

Adorei a primeira fase dessa nova forma de passear por Nova York: acrescente ao metrô e ao ônibus o novíssimo NYC Ferry, uma parceria público privada que transformou o ferry em uma opção bem prática e barata de transporte em Nova York.

Barata? Bem, pelo menos de maneira comparativa: o governo subsidia a maior parte do bilhete e repassa para o povo apenas o equivalente ao valor do ônibus ou metrô, ou seja, 2,75 dólares. Em qualquer outra cidade americana, ou em outros lugares que inspiraram essa iniciativa, como Sydney, na Austrália, andar de ferry é consideravelmente mais caro do que pegar um ônibus.

As rotas que ligam Manhattan e Brooklyn foram as primeiras, na semana passada estrearam a rota que leva ao Queens e outras rotas irão inaugurar outras paradas nesses boroughs e no Bronx até meados de julho do ano que vem. Quando tudo estiver funcionando, serão 18 barcos em 9 rotas.

Essa é estação East 34th Street da linha East River vista das docas, não da rua

NYC Ferry: ferry em Nova York

Eu usei a linha East River para sair de Manhattan e descer em Dumbo, aquela região embaixo da ponte do Brooklyn no Brooklyn. Como eu estava no Belleclaire, a dica de hospedagem que tenho dado a rodo nos últimos meses, seria mais prático pegar o metrô até lá, mas como eu tinha pouco tempo na cidade e queria experimentar a novidade não perdi a oportunidade!

Claro que voltei de metrô, por isso acabei comprando um passe apenas nas máquinas que ficam na entrada da estação. Não sei se era porque era um domingo de manhã, mas as janelas dos guichês estavam vazias, não tinham funcionários ali.

Chegando na estação os guichês estavam fechados…

… mas as máquinas para comprar as passagens estavam funcionando!

Pronto, 2,75 dólares o bilhete de ida!

Fui caminhando para a doca A, ou “Slip A”

Essa linha East River é muito útil para quem quer sair de Manhattan e ir para o Brooklyn. Ela sai da 34th Street e passa por alguns pontos bem práticos para turistas, como duas paradas em Williamsburg, uma em Dumbo e uma em Governors Island.

O legal é que antes de voltar para a 34th Street o ferry ainda passa pelo Pier 11 de Manhattan, onde já é Wall Street. Enfim, a linha completa tem oito paradas e passa por todas elas em 40 minutos de viagem, são aproximadamente 5 minutos entre cada estação, só Governors Island leva o dobro do tempo.

Entrando no ferry que iria parar primeiro em Hunters Point South

Geralmente eles possuem área externa e interna

Olha eu saindo de Manhattan!

Chegando em Hunters Point South (como as estações são todas novas, elas também são bem bonitas)

Cada parada na estação dura menos de um minuto

O legal de ir para o Brooklyn nessa rota é passar pela Manhattan Bridge

Passando por baixo da Manhattan Bridge…

E depois com ela ao fundo

Outras linhas do NYC Ferry que você pode usar:

Astoria, que é a mais curtinha e abriu na semana passada: ela para em Roosevelt Island, Long Island City e depois 34th Street e Pier 11, assim como a linha East River (sim, baldeação está inclusa no valor da passagem!). São dez minutos de viagem entre cada estação, uma ótima forma de conhecer o Queens!

Rockaway, que tem as viagens mais longas: saindo do Pier 11 para em Sunset Park no Brooklyn e em Rockaway no Queens. Não conheço as praias de Rockaway, ainda quero conhecê-las, de ferry a viagem dura uma hora. Não sou nenhum conhecedor das redondezas de Sunset Park, mas conheço o parque propriamente dito e acho uma bela de uma bobagem, perda de tempo.

South Brooklyn, muito útil para quem quer conhecer a parte baixa do Brooklyn, como Caroll Gardens e Red Hook, onde geralmente se chega de ônibus ou pegando o ferry da IKEA: saindo do Pier 11 passa por Dumbo, Brooklyn Bridge Park, Governors Island, Red Hook, Sunset Park e Bay Ridge.

Depois me conte como foi a sua experiência e se você gostou tanto quanto eu!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Nova York? Fiz uma seleção com as melhores opções para quem não abre mão de ficar em Manhattan. Se você me segue no Insta sabe que nas últimas viagens tenho ficado no Belleclaire e indico para todo mundo!

  Já contratou o seu seguro médico de viagem? Eu gosto da World Nomads, uma empresa australiana que cota em reais e oferece a maior cobertura que conheço pelo menor preço. Cote também nas melhores empresas nacionais de uma só vez pelo Seguros Promo.

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular internacional com internet ilimitada. Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo!

Compre seu ingresso da Broadway pelo TodayTix e ganhe U$ 10 de desconto com o código TWUNU

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Experimentei o novo NYC Ferry – e gostei muito!' têm 3 comentários

  1. 19 de September de 2017 @ 12:10 Laura

    Legal Thiago,estarei lá em novembro,posso descer e depois pegar o próximo?

    Responder

    • 19 de September de 2017 @ 16:17 Thiago Khoury

      Olá Laura, não é hop on hop off, você deve comprar outro tíquete.

      Responder

  2. 5 de September de 2017 @ 11:02 Leonardo

    Gostei da dica, Thiago!
    Vai ficar anotada para uma próxima viagem para NY!
    Abraço,

    Leonardo

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2017. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!