Roteiro de cinco dias em Toronto

Atualizado em

Para quem sentiu falta de nossas andanças pelo Canadá, voltemos a programação normal com um roteiro de cinco dias em Toronto, a capital mais próxima de “quase tudo” no Canadá.

Toronto está a 130 km de Niagra Falls, um dos destinos mais visitados do país. As cataratas rivalizam visitação com outros pontos turísticos bem populares em Ontário que geralmente são feitos em viagens de um dia, como o parque Canada’s Wonderland e o outlet Vaughan Mills.

As viagens são curtas e geralmente não duram mais do que uma hora, mas se você não pode ou prefere não alugar um carro, a ISX tem vários passeios legais que incluem essas e outras paradas – mas, se você realmente pretende cair na estrada, o melhor é dirigir em direção a Quebec.

São quase 800 quilômetros de estrada entre Toronto e Quebec City, mas antes disso você passa por Ottawa (450 km) e Montreal (545 km) em uma viagem super agradável, mesmo para quem como eu decide fazer o trajeto de ônibus.

Caso você prefira o bom e velho avião, a viagem para Ottawa dura 30 minutos, já as viagens para Montreal e Quebec duram entre 50 e 70 minutos respectivamente.

Para quem tem visto americano e pretende se arriscar por lá, a ISX tem um disputado passeio de quatro dias em Manhattan, mas é bom reservá-lo o quanto antes, as vagas são sempre limitadas.

Manhattan está a 790 km de Toronto, Philadelphia a quase 800, Chicago a pouco mais de 840, Boston a 890 e Washington a 900. De avião, nenhuma viagem dura mais de 70 minutos.

Mas, cumprindo o que foi combinado no título, para quem deseja passear pela cidade de Toronto, cola em mim.

Toronto-header-01

Phillips Nathan Square em Toronto

Leia mais para saber o basicão de Toronto:

Perguntas essenciais sobre o Canadá

Dicas de hospedagem em Toronto

Roteiro de cinco dias em Toronto

+ Qual o melhor seguro de viagem para o Canadá?

Ps.: ah, uma dica: cinco dias podem ser menos do que o necessário para conhecer Toronto, principalmente se você curte tomar um sol ou curtir o ócio. No roteiro abaixo não sobra tempo para curtir nenhuma viagem, nem mesmo Niagara Falls.

E se liga na nossa dica de hospedagem em Toronto: Pantages, em Yonge-Dundas Square. É a partir dele que começamos o nosso roteiro:

Roteiro de 5 dias em Toronto

Dia 1: Downtown Toronto para principiantes

Atrações: os arredores de Yonge-Dundas Square e Nathan Phillips Square

Se eu colocasse todas as atrações pelas quais passaremos nas proximidades do miolinho de Yonge-Dundas Square estaríamos no parágrafo anterior até agora. Nosso primeiro giro pela cidade começa no hipercentro de Downtown porque acredito que é ali que você estará hospedado.

A estação Dundas, da linha Yonge-University-Spadina, fica exatamente sob a praça caso você precise usar o metrô para chegar até lá.

Toronto-Mapa-01

Pontos do mapa 01:

A. Yonge-Dundas Square

B. Nathan Phillips Square

C. Church of The Holy Trinit

D. Ontario College of Art & Design

E. Art Gallery of Ontario

F. St. Patrick’s German Parish Church

Saindo do subterrâneo, no cruzamento entre as ruas Yonge e Dundas, você estará exatamente onde estive quando gravei esse vídeo. A cabine T.O.TIX, uma central de vendas de ingressos de espetáculos, estará ao seu lado esquerdo. Hard Rock Café estará ao lado do Eaton Centre, o maior shopping do país e a atração mais visitada de Toronto.

Como você estará vindo de uma longa viagem internacional à espera da liberação do seu quarto, acredito que o melhor a fazer é deixar as compras para outro dia e curtir um almoço no Hard Rock Café – geralmente eles oferecem um menu com preço fixo por menos de 10 dólares.

Desça a Yonge e vire à direta na Queen. Logo ali, na esquina, você passará pela antiga prefeitura em um prédio que parece ter sido feito de bairro, e ao lado Nathan Phillips Square, a nova sede da prefeitura (e um ótimo lugar para ir ao banheiro!) que é super criticada por quem ainda não se acostumou com a pegada arquitetônica mais contemporânea.

Atrações: Church of The Holy Trinity

Bem, agora você sobe a Bay, essa rua discreta que divide as duas prefeituras. Poucos metros acima você vê a Igreja da Santíssima Trindade, um templo cristão aberto em 1847 que se tornou um centro ecumênico para “expressão da fé”.

Agradando a uma parcela maior de devotos e promovendo a caridade (não é raro cancelarem a missa quando existem doações ocupando os assentos dos fiéis), a igreja se tornou uma das principais defensoras da causa gay na cidade. Enfim, não é todo dia que se conhece uma igreja gay-friendly que tem acesso direto ao segundo piso de um shopping center.

Ah, dica de hospedagem: outro ótimo lugar para se hospedar é o Marriott Toronto Downtown Eaton Centre Hotel que fica exatamente ali. Hospedando-se lá você fica na paz de Cristo sem sair do hipercentro dos acontecimentos.

Atrações: St. Patrick Church, Art Gallery of Ontario e Ontario College of Art & Design (OCAD)

É muito fácil seguir até lá: continue subindo a Bay, vire à esquerda na Dundas e caminhe por ela até chegar ao cruzamento com a McCaul Street.

Ali você pode fotografar a fachada da Ontario College of Art & Design à esquerda, visitar a famosa Art Gallery of Ontario logo em frente e dizer que conheceu a St. Patrick Church à direita.

Dia 2: o bom e velho turismão

Atrações: St. Lawrence Market e Hockey Hall of Fame

Não adianta reclamar, você sabe que nos roteiros do blog a gente geralmente preza pela caminhada: vamos começar nosso dia mais ou menos de onde paramos ontem, em Nathan Phillip Square, na Queen Street. Você pode caminhar até lá ou descer logo na estação Osgoode da linha amarela. Caminhe alguns metros pela Queen Street e entre à direita na York. Comece a descê-la. Chegamos em Financial District.

Toronto-Mapa-02

Pontos do mapa 02:

A. Estação Osgoode, linha amarela

B. Strathcona Hotel

C. St. Lawrence Market

Lá embaixo você irá passar pelo Strathcona Hotel e pelo famoso Fairmont logo em frente a ele. Você irá ver vários sport bars pelo caminho, escolha um para voltar depois.

Continue descendo até a Front Street cruzar a sua frente. Entre nela, à esquerda, e caminhe até a Market Street. Você estará ao lado do St. Lawrence Market. Sou suspeito para falar de mercado, mas acredito que você conseguirá passar um bom tempo ali.

Dicas: você pode começar o seu dia saindo na estação Union, linha amarela, e economizar a caminhada pela York. Pode também passar pelo Hockey Hall of Fame antes de chegar ao mercado, mas quem não tem muita intimidade com o esporte pode não gostar muito.

Atrações: CN Tower e Rogers Centre

Para chegar à torre mais famosa do Canadá basta pegar a direção contrária da Front Street. CN Tower tem filas maiores ou menores de acordo com a época do ano. No verão vale reservar um tempo maior para quem deseja subir até o topo.

Rogers Centre é uma arena de baseball que também recebe outros eventos itinerantes. De qualquer forma, existe um tour para quem deseja apenas conhecê-la.

Vale terminar o dia descendo ainda mais e chegar em Queens Quay, a avenida à beira-lago de Harbourfront. O trecho mais agradável dela é justamente esse. Caminhando em ambas as direções ela permanece segura, mas não tem charme algum.

Toronto-Mapa-03

Pontos do Mapa 03:

A. Strahcona Hotel

B. CN Tower e Rogers Centre

C. Harbourfront

Dia 3: meio a meio, turismo e compras

Atrações: Eaton Centre

Vamos acordar um pouco mais tarde e conhecer esse labirinto de lojas que é o Eaton Centre.  Os horários de funcionamento variam, vale checar o site, mas de segunda a sexta ele geralmente abre às 10:00, aos sábados às 9:30 e aos domingos às 11:00. Você pode chegar lá caminhando ou descendo na estação Dundas, linha amarela.

Talvez você precise deixar as compras no hotel para continuar o dia.

Atrações: University of Toronto

Chegou aquela hora em que o blogueiro indica um passeio tão fora do comum que ou você adora ou não volta aqui outra vez tão cedo.

Saia do shopping pela Dundas e caminhe por ela até chegar a University Avenue. Suba por ela até chegar ao Queen’s Park, que cá entre nós não tem muito charme. Logo depois dele já começam os gramados da Universidade. Para quem vê pelo mapa, o “Front Campus” fica em King’s College Circle.

Sugiro comprar um Subway no Eaton e comê-lo em algum lugar que tenha gente descansando na grama. Ou você pode se dizer interessado em conhecer a Universidade e pegar um dos tours que saem em frente ao Front Campus.

Claro que se você tiver passado no hotel vale descer logo na estação Queen’s Park, linha amarela.

Atrações: Royal Ontario Museum, Bata Shoe Museum e Honest Ed’s

Ali, nos arredores da Universidade, você irá caminhar pela Bloor em ambas as direções: primeiro para conhecer o Royal Ontario Museum, depois para voltar e conhecer o Bata Shoe Museum, ambos já pintaram por aqui.

Coloquei também, no mapa, a localização da Honest Ed’s, que é bem tradicional na cidade. Honest Ed’s é um verdadeiro galpão com uma lixaiada sem fim por ninharias. Para quem gosta de comprar bugiganga lá é o lugar – mas o grande barato é passar por ela a noite, quando o letreiro já está iluminado.

Toronto-Mapa-04

Pontos no mapa 04:

A. Front Campus da University of Toronto

B. Royal Ontario Museum

C. Bata Shoe Museum

D. Honest Ed’s

Dia 4: take your time, this is Canada

Atrações: Casa Loma e Spadina Museum

Começamos o dia na Casa Loma, um lugar que o cinema adora. Apesar do seu maior papel ter sido o de mansão canadense durante décadas, no cinema ela ficou conhecida como a escola de mutantes de X-Men. É um passeio legal, mas não dura muito tempo.

Em frente a ela existe o Spadina Museum que esteve fechado durante anos, mas reabriu em meados de 2011. Tem cara de furada, sei não…

Para chegar até ambas as atrações basta pegar a linha amarela e descer na estação Dupont. Logo na saída da estação a Spadina Road corta perpendicularmente a Dupont Street. Suba pela Spadina. Você passará por baixo de uma pequena ponte até chegar aos pés de uma escadaria famosa chamada Baldwin Steps. Suba. A Casa Loma estará à sua esquerda e o Spadina Museum à sua direita.

Atrações: Yorkville

Update: faltou dizer como fazer o trajeto Casa Loma-Yorkville. Bem, vamos lá: volte para estação Dupont para pegar a linha amarela até a próxima estação, Spadina. Faça a transferência para a linha verde. Já na linha verde, desça na terceira parada, a estação Bloor-Yonge.

Facebook-icon Instagram-icon Twitter-icon Siga o blog nessas e em outras redes sociais: sempre @rodeiviagens Facebook-icon Instagram-icon Twitter-icon

Agora é hora de colocar os óculos de sol. Saem os turistas com suas câmeras no pescoço e entra a maior concentração de mercedes por esquina. Yorkville é a Beverly Hills canadense, os quarteirões mais caros e bem frequentados do Canadá.

Ainda iremos dar uma dica deliciosa de restaurante por aqui, mas vale caminhar pela Yorkville Avenue, pela Bloor, pela Hazelton… Enfim, se você curte essas lojas para quem pode gastar sem perguntar pelo preço ou está atrás de uma gastronomia requintada, caminhe por todas essas ruas que aparecem dentro do detalhe do mapa abaixo.

Clique aqui para tentar entender onde as lojas e restaurantes estão.

Toronto-Mapa-06

Atrações: The Beach

É uma das regiões mais interessantes da cidade mesmo que não se pareça em nada com o resto de Toronto. Nós gringos geralmente falamos no plural, beaches, mas se você quiser se sentir um local diga no singular, the beach.

Bem, você tem duas coisas para fazer aqui: caminhar pelo “boardwalk”, uma passarela de madeira à beira-lago, ou caminhar pela Queen East curtindo o clima californiano de Toronto. Eu o aconselho a fazer ambos os passeios: você pode ir pela passarela e voltar pela Queen East. Passeando por ela você pode ir parando nas lojinhas de artesanato e gastronomia local até achar o melhor pub para curtir o fim do dia.

A linha verde te deixa na estação Woodbine, que é a mais próxima do início do caminho. De lá você pode pegar um ônibus até Queen East, mas eu não faço a menor ideia de como ajudá-lo assim. Sei que a caminhada da estação ao início da Queen East dura cerca de 30 minutos e tem pouco mais de dois quilômetros em linha reta, uma leve descida. Existem táxis logo na saída da estação.

O trecho que a gente percorre caminhando é o que está entre a Woodbine Avenue e a Victoria Park Avenue.

Dia 5: para se despedir em grande estilo

Atrações: Toronto Islands

Nosso quinta dia de roteiro terá apenas uma atração e algumas opções de passeio, assim você escolhe qual a melhor forma de terminar sua viagem por Toronto.

Para chegar nas ilhas de Toronto você deve pegar um dos ferries em Ferrydocks, bem no miolinho badalado da Queen’s Quay, entre Yonge Street e Bay Street – mas você pode ler tudo sobre as ilhas ou como chegar até elas em 7 motivos para conhecer Toronto Islands.

E como terminar a viagem com chave de ouro?

Você pode pesquisar os shows que estiverem acontecendo no anfiteatro do Ontario Place. Quando estive lá uma amiga e eu compramos ingressos nos 45 do segundo tempo para um show do John Mayer aberto pelo Train por apenas 50 dólares cada. Clique aqui para ver a agenda de shows.

Quer um outro ótimo lugar para passear e fazer compras? Caminhe despreocupadamente pela Queen West, uma rua cheia de opções de lojas e restaurantes bem charmosos. Paralela a ela está Chinatown, que pode ser uma coisa que te agrade, eu que não volto nunca mais.

Para saber quais são as peças em cartaz em Entertainment District, acesse toronto-theatre.com.

Dica final, bem old-school e bem gostosa, seja sozinho ou acompanhado: bata perna por Distillery District, o distrito retrô de Toronto. Infelizmente tive pouquíssimo tempo ali, mas você pode pensar em pelo menos duas horas. Existem algumas dicas de Distillery aqui. Clique aqui para saber como chegar.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Toronto? Selecionei os melhores hotéis nos arredores das praças Yonge-Dundas Square e Nathan Phillips Square. Já fiquei no Pantages e recomendo, a localização é perfeita!

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet boa de verdade! Aplique o cupom exclusivo RODEI10 e leve 10% de desconto – se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro no Canadá pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Roteiro de cinco dias em Toronto' têm 17 comentários

  1. 6 de agosto de 2015 @ 4:42 Mariana

    Pequena correçao! como a church of Holy Trinity é uma igreja anglicana, não é chamado missa e sim culto! :) e obg pelas dicas

    Responder

  2. 22 de agosto de 2014 @ 9:32 Lu

    Oi, Thiago, tudo bem?
    Tem noção +/- de quanto se gasta por refeição? Ou quanto de $$ é bom levar? Considerando alimentação e passeio por pessoa?
    Moro em Philly e planejo ficar 5 noites em Toronto, mas não quero congelar não, porque já faço isso por aqui…rs
    Pensei no final de maio, o que acha? OBRIGADA!!!!

    Responder

    • 25 de agosto de 2014 @ 17:08 Thiago Khoury

      Oi Lu, os preços não são diferentes Philly: você pode fazer mais ou menos com a quantia que você resolver levar, vai depender do tipo de lugar que você pretende jantar.

      Responder

  3. 20 de junho de 2014 @ 12:37 Tiene Deccache

    Oi,Thiago
    Muito bacana seu blog, estou indo Pra Canadá em agosto14, e queria fazer o passeio para as Cataratas do Niágara, e eu não vi esse passeio em seu roteiro, mas vi uma foto de seu amigo. Alguma dica de como chegar???
    Abraço
    Tiene

    Responder

  4. 12 de março de 2014 @ 10:27 Thais Coelho

    Thiago, tudo bem?

    Esse roteiro muda muito se for feito no inverno? Estou planejando passar por lá em dezembro e sinto que algumas coisas não seriam tão interessantes, como The Beach e Toronto Islands. Ou ainda assim valem a pena?

    Beijos

    Responder

    • 16 de março de 2014 @ 20:08 Thiago Khoury

      Oi Thais, bem The Islands é completamente dispensável, mas eu iria passear em The Beach pelo menos para um happy hour. O negócio é saber se você vai aguentar ficar na rua se o inverno estiver muito rigoroso :/

      Responder

  5. 4 de julho de 2013 @ 18:16 Mariane

    Thiago vc tem algum roteiro de Montreal e Quebec ? Pois adorei suas dicas de Toronto !!!!

    Responder

    • 9 de julho de 2013 @ 16:15 Thiago Khoury

      Olá Mariane, tudo bem? Infelizmente não, passei só por Montreal e Quebec, não consegui absorver muito :(

      Responder

  6. 31 de julho de 2012 @ 16:24 Vanessa Martins

    Adorei este roteiro e o seu site Thiago. Vou para o Canadá no final de outubro e certamente seguirei suas dicas de Toronto e Ottawa. Passarei também em Québec e Montreal. Voltarei aqui depois para te contar como é que foi e te passar as minhas dicas. Um abraço

    Responder

    • 31 de julho de 2012 @ 17:02 Thiago Khoury

      Que ótimo Vanessa, aproveite muito e volte mesmo! Até lá já teremos algumas dicas de Montreal e Quebec!

      Responder

  7. 19 de junho de 2012 @ 10:08 Helena

    Obrigado
    Boa semana

    Responder

  8. 18 de junho de 2012 @ 17:51 Helena

    Boa noite Thiago!
    Muito bom esse roteiro para Toronto, até já fiz uma cópia. Por acaso, vc não teria outros roteiros de 3/4 dias para Quebec, Ottawa e Montreal?

    Desde já agradeço e ótima semana

    Responder

    • 18 de junho de 2012 @ 18:40 Thiago Khoury

      Ei Helena, tomara que seja útil! Tem um roteirinho simplificado de Ottawa no site, mas Quebec Montreal ainda vai demorar :(

      Responder

  9. 12 de abril de 2012 @ 10:02 Bóia Paulista

    Oi, Thiago. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia Paulista

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2018. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost