Boston são muitas e vale a pena conhecer todas

Finalmente minhas primeiras impressões de Boston estão no ar! Nem minha mãe acreditou quando falei que aquela era a minha primeira vez em Boston. Tão estrategicamente posicionada, a menos de quatro horas de trem de Nova York, Boston tem tudo a ver comigo: é cidade grande (e invejavelmente segura), é dividida por bairros urbanos com arquiteturas muito específicas, tem alguns dos melhores restaurantes em ascensão do país e foi feita para ser desbravada caminhando por ela, mesmo com o suporte de um conveniente sistema de transporte público subterrâneo.

Boston é tão particularmente incrível (ênfase no “particularmente”) que é dela um dos melhores happy hours do país, logo na cidade onde o happy hour é proibido por lei.

E se essa informação não for capaz de despertar sua curiosidade por Boston eu não consigo pensar em mais nada que o faça.

Primeiras impressões de Boston

Minha primeira vez em Boston

Eu não esperava que Boston fosse tantas.

Por fazer parte dessa região americana conhecida como New England, imaginei que Boston fosse o que é Beacon Hill, o bairro histórico que é a melhor tradução do que se espera de uma cidade construída a imagem da Inglaterra original: muros com tijolinhos avermelhados, telhados escuros em escamas, chaminés soprando uma fumaça acinzentada…

Primeiras impressões de Boston

Quando vista de cima, Boston é extremamente (New) England

Que nada, os bairros são muito diferentes, basta atravessar a ponte para que a sensação seja a mesma de atravessar a fronteira: eu fiquei em Seaport, um bairro novo e em expansão que é assustadoramente diferente de Downtown Waterfront – a uma ponte de distância!

Primeiras impressões de Boston: será que Boston é cidade grande?

Você pode escolher qualquer um dos bairros mais famosos para se hospedar, como Back Bay, Theatre District, Downtown Waterfront ou, minha escolha pessoal, Seaport District a um túnel de distância do aeroporto.

Como Boston é uma cidade para pedestres nem sempre a gente usa as opções de transporte público oferecidas pela prefeitura, na maior parte das vezes é sola de sapato e Uber para dinamizar o processo de pular de um bairro a outro – o que é uma das melhores atrações da viagem: a medida que a gente caminha tudo muda, arquitetura, lojas, restaurantes… É uma nova cidade a cada bairro.

Primeiras impressões de Boston: Downtown Waterfront

O charmoso Boston Harbor Hotel…

Primeiras impressões de Boston: Boston Common

… e o Boston Common, o mais antigo parque público americano

Em Boston, principalmente com os novos voos diretos da Latam saindo de Guarulhos, chega-se de avião pelo Boston Logan International Airport que, olha que inveja, é conectado com a cidade através da linha prata do metrô – que é gratuita para quem embarca no aeroporto.

No mais, a linha prata tem uma estação em Seaport bem ao lado da minha dica de hotel em Boston e duas estações depois já é South Station, provavelmente a maior estação da cidade, de onde partem os trens da Amtrak para quem escolhe chegar em Boston de trem.

Clima em Boston: qual a melhor época para visitar Boston?

Ah, o clima de Boston… Eu sugiro que você acompanhe a previsão do tempo com mais afinco nas 24 horas que antecedem os seus planos, qualquer coisa antes disso não leva o selo Maju de qualidade e precisão.

É como dizem os locais: se você não gosta de como está o clima, espere pelos próximos cinco minutos.

Primeiras impressões de Boston: Newbury Street

Lojas novas de marcas europeias contrastam com a Emmanuel Episcopal Church, inaugurada em 1860, no início da Newbury Street

Primeiras impressões de Boston: Downtown

Old State House entre novos arranha-céus em Downtown Boston

Dito isso, fica a dica número dois: tenha sempre um casaco disponível, em Boston uma rajada de vento (principalmente a medida que o dia avança) nunca deve ser subestimada.

No verão não é incomum precisar de uma blusa com mangas no fim da tarde, principalmente se você pretende se aventurar pelos ferries.

Qual a melhor época para visitar Boston?

Provavelmente primavera e outono, sendo que as médias históricas de chuva são mais baixas na primavera. O verão é sempre a época mais desejada e pipocam eventos pela cidade, que fica mais cheia e a hotelaria aproveita para cobrar as diárias mais altas do ano.

Transporte público em Boston: tem metrô em Boston?

São mais de vinte bairros ligados por mais de 150 linhas de ônibus e cinco linhas de metrô, sendo que uma delas, a prata, tem cinco ramificações – inclusive a que sai do aeroporto, passa por Seaport District e Downtown Waterfront.

O sistema de transporte público é interligado e inclui até bonde e ferry, então ele cobre toda a cidade e leva as cidades mais próximas – mesmo quem usa apenas o metrô, conhecido como “T” pelos locais, consegue chegar em todos os pontos mais famosos da cidade e de cidades próximas, como Harvard Square, em Cambridge.

Primeiras impressões de Boston: Seaport District

O rooftop do Envoy Hotel em Seaport District bombando no fim da tarde…

Primeiras impressões de Boston: Seaport District

… e o “happy hour” do The Barking Crab também, logo embaixo

Me arrependi por não ter usado mais o metrô de Boston, acabei gastando muito com Uber – que é prático, principalmente quando se precisa fazer como eu e rodar muito em pouco tempo, mas o dólar está caro e qualquer 10 dólares no app viram 40 reais na fatura do cartão no mês seguinte.

Enfim, nada será mais barato do que comprar um passe local, semanal e de uso ilimitado: por 21,25 dólares você corta a cidade em todas as direções, e quantas vezes quiser, por sete dias.

Vale a pena fazer compras em Boston?

Ainda estou inseguro para dizer, mas não acho que Boston seja um lugar incrível para fazer compras.

É incrível porque é uma cidade americana e fazer compra nos Estados Unidos é sempre um ótimo negócio, mas para Boston ser o destino dos sonhos para quem viaja em função das compras é preciso incluir outras cidades próximas que compõe a região metropolitana da capital.

Na cidade propriamente dito tem a duplinha Boyston Street e Newbury Street, além dos shoppings Copley Place e Prudential Center, ou seja, tudo imediatamente próximo e em um mesmo bairro, mas fora isso lembro que tive que ir em Fenway para fazer compras em um Target.

Primeiras impressões de Boston: Target em Fenway

O bairro Fenway vai muito além do estádio do Red Sox…

Primeiras impressões de Boston: Fenway Red Sox

… que também é um ótimo passeio, diga-se de passagem!

Concordo que o Faneuil Hall é uma opção para compras em Boston (tem até Urban Outfitters e Uniqlo), mas não me venha colocar Charles Street em Beacon Hill como região de compras se você não é um colecionador.

No mais, Cambridge tem um shopping ótimo, CambridgeSide, e um Target bem próximo dali.

Soube que o Burlington Mall, um shopping da rede Simon na cidade de Burlington, fica a 30 minutos de carro ou um pouco a mais do que isso se feito usando a duplinha metrô e ônibus.

Comer e beber em Boston – happy hour!

Comer em Boston é um ótimo programa. Boston é famosa pelos frutos do mar, principalmente pelos pratos típicos da região de New England, como a lagosta e o clam, mas não sei exatamente como se traduz clam para o português – marisco, talvez?

Enfim, o clam chowder é um prato que vale experimentar, principalmente por quem reclama da falta de personalidade da comida americana.

Ainda irei dar nome aos bois e mostrar todos os lugares onde comi e bebi nessa viagem, mas não posso mudar de subtítulo sem antes mencionar duas curiosidades, sendo a primeira delas o festival Dine Out Boston, antigo Restaurant Week Boston, com menu de preços fixos em alguns dos melhores restaurantes da cidade em duas semanas selecionadas do mês de agosto.

Primeiras impressões de Boston: Downtown

O pessoal começando a encher a fila do happy hour do Trillium Garden

Primeiras impressões de Boston: Downtown

… que faz parte do Rose Fitzgerald Kennedy Greenway, um parque linear em blocos que passa por várias partes de Downtown Boston

Restaurantes em Boston: Bar Boulud

Uma releitura do hambúrguer mais famoso dos Estados Unidos no delicioso Bar Boulud do Mandarin Oriental – e por menos de 30 dólares!

A segunda foi a que mencionei lá em cima: não só em Boston, mas em todo o estado de Massachusetts o happy hour é proibido por lei.

Claro que as pessoas podem frequentar restaurantes no fim da tarde e comer e beber o que quiserem, mas nenhum estabelecimento pode usar “happy hour” como estratégia de marketing, muito menos oferecer descontos em bebidas durante as últimas horas do dia.

O curioso é que isso fez com que Boston se tornasse um expoente do happy hour em todo o país: existem lugares lindos para comer e beber durante o pôr do sol, inclusive rooftops, que por não oferecerem descontos em bebidas passaram a oferecer ofertas em entradas e outros tipos de comidinhas.

Não sei muito bem em quais circunstâncias rolou o “ban” estadual, mas sei que ele aconteceu na década de 1980 depois de um acidente de carro no fim da tarde causado por alguém alcoolizado.

É engraçado como uma lei tão arcaica continua vigente em um estado americano tão próspero como Massachusetts.

Turismo em Boston

Boston é uma cidade popular entre brasileiros, e isso não deve mudar tão cedo, principalmente agora com um voo direto que liga São Paulo a ela. Como Harvard e MIT sempre foram destinos dos sonhos para graduandos e graduados, Boston se especializou em cursos de Inglês e programas de Work and Travel para abocanhar o outro lado da maçã – um terço da população da região metropolitana de Boston é composta por estudantes.

Boston demarca um dos limites territoriais dessa região conhecida como New England, o que por si só já justificaria uma viagem histórica pelos Estados Unidos, mas estar próxima de Washington DC, Nova York e Philadelphia faz de um Boston um destino super propício para roteiros casados, seja de carro, seja de trem.

Shoppings em Boston: CambridgeSide

Procurando compras em Boston? Tem o shopping CambridgeSide pertinho do MIT…

Quincy Market em Boston

… e o Quincy Market que faz parte do Faneuil Hall, bem no coração de Boston

Boston é conhecida por ser a terceira melhor cidade americana para ser desbravada caminhando por ela (o que soa como música quando dito para mim). Rola também um eficiente porém não tão extenso sistema de metrô subterrâneo, aliás, foi Boston que inaugurou a primeira linha de metrô do país no final do século 19.

Boston são muitas e ainda quero voltar para conhecer todas as outras. Está tão próxima de cidades incríveis e, ao mesmo tempo, mantem suas particularidades que a distanciam de todas elas – sabia que Boston é nacionalmente conhecida por não se render a cultura do fast food? Se somarmos todas as opções da cidade o número não chega a 50.

Boston são muitas, pretendo voltar para conhecer as outras, mas estou adorando falar sobre as que já conheço!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Boston? Eu fiquei em Seaport District, um bairro novo cheio de restaurantes e bares. Back Bay e Theatre District são outros dois bairros ótimos e mais tradicionais para se hospedar em Boston.

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece 5% de desconto para leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular americano com internet ilimitada! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Boston são muitas e vale a pena conhecer todas' têm 2 comentários

  1. 31 de agosto de 2018 @ 10:00 Munique

    Gostei muito desse post, vai me ajudar muito para minha ida a Boston em novembro, mas queria conversar com voce, ou que por aqui mesmo passasse a informação de como faço para comprar os passes do metro em Boston, por favor?!

    Responder

    • 31 de agosto de 2018 @ 10:06 Thiago Khoury

      Oi Munique, você pode comprar direto nas estações, tem guichês eletrônicos.

      Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2018. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost