Chegando no deserto do Atacama pelo Aeroporto de Calama

O ponto de partida para as suas férias no deserto é uma cidade com pinta de abandonada chamada Calama, essa sim no cruzamento do nada com lugar algum: eu não vi nada, absolutamente nada, nem sequer um hospital ou mercado no caminho entre o aeroporto e San Pedro de Atacama.

Como é o aeroporto de Calama?

Mínimo. Não tem nada que não seja terra batida nos metros mais próximos do aeroporto: basta colocar os pés para fora de lá que não existe nenhuma vida ou estrutura que não seja o asfalto da estrada. Estrada cheia de pequenas subidas e descidas em curvas durante uma hora de trajeto. Sentar na janela é o primeiro baque de quem nunca esteve no deserto.

Saímos do avião, pisamos na pista e vamos caminhando nós mesmos em direção ao único lugar que pode receber alguém, onde está a torre de comando e as esteiras rolantes.

Tirando a pista de pouso e os vulcões ao fundo, mais uma uma vez, não existe nada que não seja poeira e vento.

San-Pedro-Calama-01

San-Pedro-Calama-09

Olha isso, parece pintura!

Depois é só pegar as malas e se dirigir ao balcão da Trans Licancabur, que imagino eu ser a única que leva o pessoal do aeroporto para o deserto e do deserto para o aeroporto. Os ônibus saem de hora em hora ou menos, basta pedir para ser encaixado no próximo horário.

(update: agora já sei que existem outras duas empresas, Transfer Pampa e Transfer Atacama)

Será que essa Trans Licancabur é confiável?

Eles não são nada simpáticos, mas isso não influencia o serviço prestado: o que para nós é uma grande aventura, para eles é apenas mais um dos 500 clientes que eles atendem todos os dias. Pague logo pelo retorno também, é prático e seguro: como meu voo de volta era o primeiro do dia, fiquei temeroso quanto a um possível atraso, mas eles chegaram exatamente no horário combinado, 5:30 da manhã.

San-Pedro-Calama-13

Essa é a entrada do aeroporto

Lembro que meu amigo Lucas ofereceu ajuda ao motorista para colocar a sua própria mala no bagageiro do ônibus e ouviu como agradecimento um nós chilenos somos fortes, não precisamos de ajuda. Enfim, foi o único mal amado que passou pelo nosso caminho durante toda a viagem.

Nosso hotel era o último do trajeto criado pelo motorista, ou então estávamos recebendo um tratamento especial em homenagem a prestatividade do Lucas. De qualquer forma espere entre uma e duas horas para chegar ao hotel depois de deixar o aeroporto.

Você irá gastar 20 mil pesos chilenos pelos dois trechos, ou 24 mil caso seja de madrugada. Sim, é caro, mas tirando isso só lhe resta aluguel de carro: e será que tem alguém com culhões para desembarcar no meio do deserto e sair de lá guiando?

E pior que tem.

San-Pedro-Calama-03

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar no deserto do Atacama? Eu fiquei no Sumaj Jallpa, mas queria ter ficado no Quinta Adela. Já dei muitas dicas de como escolher seu hotel no Atacama.

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece 5% de desconto para leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular internacional com internet ilimitada – o frete é por minha conta! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro no Chile pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Chegando no deserto do Atacama pelo Aeroporto de Calama' não tem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2018. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost