40 coisas para fazer de graça em Londres

Atualizado em

Procurando o que fazer em Londres? Listei 40 programas incríveis e gratuitos, coisas que eu realmente faria, sem mandar ninguém para programa tiro no pé: Londres é muito mais interessante do que essa infinidade de dicas que parecem legais na hora de embelezar a lista, mas dificilmente alguém faria.

Com vocês, 40 coisas icônicas e realmente interessantes para se fazer em Londres sem gastar nenhum centavo:

40 coisas para fazer de graça em Londres

Programas musicais gratuitos em Londres

40. Se tem uma coisa que gosto, e olha que não sou fã de música clássica, são lunchtime free recitals, sendo que o mais famoso deles é patrocinado pela Mastercard no Royal Festival Hall. Também é gratuito para entrar, passear e fotografar as dependências dos prédios, por isso não deixe de pegar o elevador de vidro em direção a varanda do quinto andar.

39. Não perca também as apresentações gratuitas do Royal Opera House, mas lembre-se que as reservas começam, pela internet, nove dias antes.

Opera-House

Royal Opera House por Visit Britain. Todos os direitos reservados.

Performances gratuitas em Londres

38. Bem ao lado da prefeitura está The Scoop, com uma das arquiteturas mais interessantes da cidade. No verão centenas de pessoas lotam o pátio principal para acompanhar exibições gratuitas de peças, filmes, danças e aulas aeróbicas.

37. Há 700 anos um grupo de pessoas fardadas fazem a cerimônia de encerramento da Tower of London, o que ficou conhecido como a cerimônia das chaves, uma experiência única e gratuita, mas é bem burocrática.

36. Uma cerimônia bem popular, que eu particularmente acho insuportável, é a cerimônia da troca da guarda, ou Changing the guard at Buckingham Palace.

Buckingham-Palace

Buckingham Palace por Visit Britain. Todos os direitos reservados.

Museus e galerias gratuitas em Londres

35. Quem escolhe um único museu para conhecer geralmente fecha com o British Museum. O saguão principal já é uma viagem por si só com aquela arquitetura incrível e o teto de vidro, mas não deixe de procurar no mapa as salas que parecem mais interessantes.

34. O Museum of London é um passeio incrível para apaixonados pela cidade, sendo que as galerias permanentes começam antes da Londres romana, passam pela Londres medieval, pelos períodos de guerra e terminam na parte que mais gosto, os dias de hoje.

33. Basta entrar no Tate Modern que ao sair você já se torna alguém mais interessante: a cada seis meses um artista preenche o Turbine Hall com uma escultura gigante que vira referência mundial. O Tate é um dos meus lugares preferidos na Europa e é sempre uma novidade.

32. Outra paixão que tenho é a National Gallery, um lugar que mesmo sem prestar muita atenção a gente acaba cruzando com alguma pintura que já conhece. Existem trilhas temáticas e audio-tours disponíveis, e depois de passar um tempinho ali nada te impede de dar um pulinho na prima pobre, logo em frente, National Portrait Gallery.

31. Passeando pela Oxford Street, bem pertinho da Bond Station, procure pela linda Hertford House, e os mais interessados podem entrar para conhecer as obras de arte da Wallace Collection, coisa que nunca fiz, mas já tirei foto na entrada.

British-Museum-Great-Court

British Museum por Visit Britain. Todos os direitos reservados.

Igrejas com entrada gratuita em Londres

30. Sim, as igrejas cobram pela entrada de turistas, mas não cobram de fiéis em oração: para conhecer a abadia de Westminster basta entrar, sem a sua câmera no braço, durante o horário de missa – claro que as mais legais são as com presença do coral que acontecem todas segundas, terças, quintas e sextas às 17 horas.

29. Conheci um templo cristão que prega a inclusão e a tolerância religiosa. Juro! St Martin in the Fields é uma igreja moderninha em Trafalgar Square que convida músicos clássicos em início de carreira para tocar em seus lunchtime recitals.

Westminster

Westminster Abbey por Visit Britain. Todos os direitos reservados.

Parques e jardins gratuitos em Londres

28. Onde antes Henrique VII caçava se tornou a segunda maior área verde da cidade: o parque Regent’s é enorme, tem espaços muitos diferentes e relativamente próximos, além de jardins muito bonitos que deixam o zoológico, pago, em segundo plano. Fique de olho na agenda de verão, são dezenas de coisas interessantes que pipocam por lá.

27. Dentro dele, o parque Queen Mary’s tem um dos roseirais mais famosos do país, um lugar que rende fotos incríveis.

26. Depois de conhecer o meu preferido, conheça também o mais famoso: o parque Hyde. Não vejo muita graça, nem muita beleza, mas gosto especialmente da minha dica 29.

25. Também não é dos mais bonitos, mas quando William III mudou para o palácio de Kensington todo esse lado do Hyde passou a se chamar Kensington Gardens. Foi nele que assisti a uma montagem incrível de Peter Pan, porém paga, é claro.

24. Conheça um parque diferente: Holland House é uma enorme mansão reconstruída depois da segunda guerra, mas antes disso, no século 19, era o espaço das artes nobres, onde Lorde Byron escreveu os seus primeiros rascunhos. O gramado da casa passou a se chamar parque Holland, que tempos depois inaugurou um lindo jardim japonês conhecido como Kyoto Gardens.

Tate-Modern

Tate Modern por Visit Britain. Todos os direitos reservados.

Lugares com arquitetura linda e entrada gratuita em Londres

23. Saindo do Royal Festival Hall atravesse a ponte é chegue em Somerset House, o lugar que recebe a semana de moda londrina. Uma boa é pegar o guided tour gratuito.

22. Com sua arquitetura peculiar o Barbican se tornou o centro de entretenimento mais visitado da cidade. Pegue o guided tour e conheça a cobertura. Não deixe de passar pela galeria Curve com instalações muito loucas, como o quarto que faz chover.

21. Seja curioso no Building Centre, onde você pode ver e acompanhar o projeto de melhorias urbanas e revitalização conhecido como New London Architecture. Procure pela enorme maquete da cidade e descubra o que vem pela frente em termos de engenharia e arquitetura.

20. Tire uma foto em frente a British Library. Claro que você pode entrar, se embasbacar com a profundidade dos corredores ou até mesmo ler um bom livro, mas não deixe de tirar uma foto no pátio de entrada, em frente ao prédio principal.

Somerset

Somerset House por Visit Britain. Todos os direitos reservados.

Mercados, feiras e eventos gastronômicos com entrada gratuita em Londres

19. Passe pela Columbia Road em uma manhã de domingo: a rua vira um lindo mercado de flores com algumas lojas pelo caminho.

18. Passe por Portobello Road, que não é o meu mercado favorito, mas é o programa oficial das manhãs de sábado: tem barracas legais com frutas frescas, algumas opções de gastronomia, muitos antiquários e moda local.

17. Diga você também ainda quero morar aqui quando passar por Camden pela primeira vez. Sério, não deixe de ir.

16. Falando sobre gastronomia, muita gente gosta do tradicional mercado Borough, mas eu fecho com o Kerb: todo foodie deveria dar um pulinho em King’s Cross entre terça e sexta por volta do meio-dia, quando o mercado é maior e mais completo.

Londres - Camden Town 89

15 pontos turísticos gratuitos em Londres

15. Ver o tempo passar em Trafalgar Square, tirar uma foto na fonte e ver as pessoas caminharem em direção ao Buckingham Palace. Quase tudo que aparece aqui embaixo está muito próximo, mas para caminhar entre eles você precisará de mais de um dia se quiser aproveitá-los e não só seguir em linha reta.

14. Passear por Covent Garden é um dos meus programas favoritos: o lugar é bem charmoso e cheio de gente linda, lojas legais e restaurantes deliciosos.

13. Caminhar sem pretensão por Southbank já é melhor do que que qualquer atração paga ao longo do caminho, aliás, caminhar é o que faço de melhor, olha a próxima dica:

12. Depois de andar bastante você irá passar pelo Tate, e mesmo que não pretenda pagar para entrar na St Paul não deixe de atravessar a Millenium Bridge e sentir a ponte tremer.

11. Já que o assunto é ponte, caminhe pela Tower Bridge de ponta a ponta, sem pressa, tirando mil fotos. Ou então espere até que ela se abra e prepare-se para outras mil fotos…

10. … e outras mil selfies em Picadilly Circus depois do anoitecer.

9. Passe um fim de tarde incrível em Canary Wharf, jante em grande estilo pagando bem pouco por isso e depois estique até as docas.

8. Saindo de lá conheça Greenwich como a maioria geralmente conhece: completamente perdido, sem saber muito bem por onde ir ou até onde subir.

7. Fique de olho nos lançamentos do Odeon: se você conseguir encaixar Leicester Square no dia de uma premiere mundial é bem provável que veja e fotografe famosos.

6. Sei que é o de Paris que todo mundo quer, mas existem dezenas de arcos do triunfo pelo mundo, mas Marble e Wellington de Londres são dois dos mais famosos.

5. Tire uma foto na Plataforma 3/4 em King’s Cross.

4. Mesmo que você não vá a Paris de Eurostar, não deixe de conhecer a belíssima St Pancras International e tirar uma foto da estátua do casal apaixonado.

3. Conheça a livraria especializada em guias de viagem que originou a história de Um Lugar Chamado Notting Hill (update: não tenho certeza, mas parece que ela foi vendida e fechada!)

2. Passe pela faixa de pedestres mais famosa do mundo: o cruzamento da Abbey Road, capa do cd de mesmo nome dos Beatles.

1. Por último, o mais tradicional e eternamente gratuito: entre em uma cabine vermelha de telefone público e bata uma foto – você não pode deixar de fazer isso!

9117975621

Gostou de algumas dessas 40 dicas de coisas para fazer de graça em Londres? Então dá uma olhada agora em

7 motivos para conhecer Londres e

28 motivos para se apaixonar por Londres!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Londres? Não tem custo benefício melhor do que o do St Giles, um hotel super bem localizado no miolinho do Soho. Para quem tem pouco tempo na cidade vale olhar os arredores da estação King Cross St Pancras.

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é obrigatório na Europa! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip europeu com internet boa de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Europa pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'40 coisas para fazer de graça em Londres' têm 6 comentários

  1. 6 de outubro de 2015 @ 11:59 Larissa Leonel

    Quando fiquei sabendo que ia mudar pra Londres ja entrei no site pra ver o que achava sobre a cidade, e AMO essa lista, melhores dicas, a cada dia risco um item hahaha saudades, Thiti!!

    Responder

  2. 24 de novembro de 2014 @ 11:00 Dany Colares

    Preciso confessar que visitar a Westminster durante a missa e ver o coral foi muito, muito, muito bacana. Belíssima dica!!
    ;)

    Dany Colares
    http://www.feriadopessoal.com

    Responder

  3. 19 de novembro de 2014 @ 16:48 Luiz

    Maravilho esse post ! ele e de estrema importância para quem pretende fazer uma viagem completa em Londres ! Meus Parabéns

    Responder

  4. 17 de novembro de 2014 @ 17:13 Fabricia Carvalho

    Que post ótimo! Eu adoro me perder, acho que assim conheço melhor a cidade. Andar sem compromisso é delicioso.

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost