Restaurantes em Buenos Aires: onde comer

Restaurantes em Buenos Aires: onde comer (e não comer)

Atualizado em

Este post é constantemente reescrito com dicas atualizadas de onde comer em Buenos Aires, sem deixar de fora as dicas de onde não comer, porque, como aprendi com minha mãe, mais importante do que saber o que fazer é saber do que fugir.

Enfim, esta lista de restaurantes em Buenos Aires é atualizada com dicas de amigos que moram na cidade, por isso ela é um mix de restaurantes famosos onde vão turistas e segredinhos locais onde se come no dia a dia.

Mas preciso falar das limitações de um texto como este: enquanto ele é atualizado na data que aparece lá em cima, a Argentina registra uma inflação de 47,6% ao ano, e isso faz com que seja impossível falar sobre preços – eles mudam constantemente, por isso os cardápios tendem a ser preenchidos a lápis.

Isso leva a outro grande problema: a inflação faz com que os restaurantes mais famosos fiquem cada vez mais caros, e os que não acompanham a inflação tendem a perder qualidade – e isso pode levá-los por dois caminhos: ou eles fecham ou eles ficam inexplicavelmente ruins.

De toda forma, leia as dicas que dou aqui, elas dizem muito sobre o processo de escolha de onde comer:

+ Comer em Buenos Aires: 8 coisas que você deve saber

Dicas de restaurantes em Buenos Aires

Vou deixar também os posts principais para ajudá-lo no planejamento da viagem, assim você não deixa nada de fora na hora de fazer o roteiro:

Pensando alto: Buenos Aires, primeiras impressões

Buenos Aires: perguntas e respostas

Buenos Aires: 25 dicas de hotéis

+ Como se locomover em Buenos Aires

+ Qual o melhor seguro de viagem para Argentina?

Onde comer em Palermo

  • Pekin: Honduras 5303 (esquina com Godoy Cruz)

O Pekin é um super esquenta para as baladas de Palermo, principalmente a Kika, que fica ao lado. A rotatividade é grande então a gente sempre consegue uma mesa ou um espaço no balcão. Para comer pizzas, massas e principalmente empanadas, aliás, eles tem a melhor empanada da região – não deixe de experimentar a de cordeiro!

  • Cabernet: Jorge Luis Borges 1757 (bem próximo da Plaza Serrano)

É um dos mais charmosos da trinca de ruas Thames, Borges e Russel. Apesar de estar sob os cuidados do chef Joaquín Alberdi, é uma simpática atleticana que comanda a cozinha. Fui de massa, que originalmente seria gnocchi, mas por uma confusão acabou virando tagliatelle. O T-Bone com batatas recheadas é maravilhoso.

Onde comer em Buenos Aires

Onde comer em Buenos Aires: Cabernet

A Plaza Serrano é um ponto de encontro extremamente boêmio em Palermo Soho. Para apaixonados querendo causar uma boa primeira impressão o Sans é uma ótima pedida: uma padaria super charmosa, à luz de velas e com diferentes entradas a base de diferentes tipos de pães.

  • La Cabrera: José Antonio Cabrera 5099 (esquina com Thames)

La Cabrera é a parrilla mais famosa da cidade. Seja no aeroporto, no hotel ou pelas ruas, em algum momento alguém irá incentivá-lo a conhecer a “melhor parrilla de Palermo”, ou pelo menos a mais famosa. Ter uma reserva é imprescindível, mas são apenas dois horários disponíveis: 12:30 para almoço ou 20:30 para jantar.

La Cabrera

Onde comer em Buenos Aires: La Cabrera. Imagem de “The Real Argentina”, todos os direitos reservados

La Cabrera continua fazendo sucesso, mas mudou muito desde quando fui pela primeira vez: hoje existem várias entradas (que não incluem carne) como cortesia, o que para muita gente pode ser suficiente. Outra dica é a degustação de sobremesas: vem um pouquinho de cada e a fartura é enorme.

Don Julio é o concorrente direto do La Cabrera, aliás, entre locais, ele faz mais sucesso. É um pouco menor e mais tradicional, até porque não passou pela mudança radical de incluir um cardápio inteiro de entradas no valor da refeição. Foi onde Angela Merkel almoçou com a delegação alemã no encontro do G20 em dezembro do ano passado.

Para quem curte comida orgânica, consciente e vegetariana, Casa Munay é uma ótima dica em Buenos Aires. O ambiente é fofo e os preços são convidativos, além de ser tudo muito artesanal. O sanduíche de cogumelos, ricota e grão de bico é incrível!

Onde comer em Recoleta e Almagro

Essa é uma dica da Marina que ama comida peruana. Não é chique como o La Mar (em Palermo, que inclusive também tem em São Paulo), mas a comida é genuinamente peruana e deliciosa. Fica pertinho do shopping Abasto.

  • Recoleta

Essa dica em Recoleta vale por três: La Stampa, Piegari e Sorrento são três restaurantes deliciosos lado a lado no início da 9 de Julio, em uma verdadeira vila embaixo do viaduto.

O lugar é um empreendimento chamado Recova de Posadas (está no inicio da Calle Posadas, a um quarteirão do Patio Bullrich) e sem sombra de dúvidas será uma das melhores experiências da sua viagem:

La Stampa serve massas e são todas deliciosas. Dos quatro amigos na mesa, três pediram diferentes tipos de macarrão a base de diferentes frutos do mar. Eu fui de carbonara e mandei muito bem. Pedimos também duas carnes diferentes para dividir entre duplas: baby beef e chorizo mariposa, ambas deliciosas, porém a segunda tem uma capa de gordura e vem dividida ao meio, como uma borboleta.

Piegari é mais uma churrascaria deliciosa com preços razoavelmente mais altos sem nenhum motivo aparente – e você não vê um único turista ali, apenas homens de terno almoçando por volta das duas da tarde.

Sorrento, que não conheço, serve comida mediterrânea, o que a gente não vê muito em Buenos Aires. Pode ser uma ótima pedida de escape depois de uma semana de muito chorizo, lomo e costela.

Onde comer em Belgrano

Fui em Belgrano pela primeira vez procurando pelo Sucre, um dos restaurantes mais famosos da cidade, mas ele estava fechado. Se você quer conhecer um restaurante celebridade e estiver disposto a pagar por isso, vale incluir o Sulcre no seu roteiro.

  • Selquet: Figueroa Alcorta 6402 (esquina com Sucre)

O preço é o mesmo do Piegari, mas eles também servem uma enorme variedade de massas e frutos do mar. O lugar estava razoavelmente vazio, pedimos um chorizo e meio para três pessoas e um prato principal para cada um. As massas estavam todas formidáveis: recheadas com molho de cogumelos, uma delas gratinada, eram divinas!

Onde comer em San Telmo

  • La Brigada: Estados Unidos 465 (esquina com Bolivar)

É inexplicável como esse lugar conseguiu a fama que tem. A comida é péssima e o restaurante é imundo. Ficamos em um espaço pequeno à direita da entrada com um enorme tecido no teto que fazia chover poeira em cima de nós. Não só o cheiro de mofo era insuportável como os talheres vieram sujos.

  • Saigon: Bolivar 986

Para que conhecer o La Brigada se tem o Saigon tão pertinho dali? Saigon é delicioso e barato, o tipo de dica que você só escuta de quem mora perto dali. Não é para ficar, pelo contrário, a rotatividade é grande e os pedidos são entregues no balcão: é pedir, comer e sair para continuar batendo perna por San Telmo.

  • El Desnivel: Defensa 855 (entre Estados Unidos e Independencia)

Desnivel é um famoso copo-sujo que fica entupido nos fins de semana. A diferença entre o La Brigada e ele é que esse não possui pretensão alguma (e cabe um lanche por ali se você estiver com fome saindo da feirinha de San Telmo).

Nos limites de San Telmo e no fim da Caseros (que foi revitalizada e está linda!), é um lugar cheio de restaurantes deliciosos. O Napoles foi uma super novidade do início do ano passado e continua famoso: um restaurante italiano dentro de um antiquário cheio de esculturas, carros, bicicletas e algumas obras de arte. É uma das melhores dicas para se dar porque a experiência é completamente inusitada (e gostosa).

Restaurante de comidas saudáveis que fica em frente ao Napoles e conta com uma padaria incrível. É lindo, tem um “q” francês e é ideal para brunch e lanches da tarde, mas sei que também servem almoço. O preço do restaurante é bem salgado, mas a padaria não me pareceu tão cara, inclusive comprei vários pães diferentes e gostei de todos.

Onde comer em Buenos Aires: Hierbabuena

Onde comer em Buenos Aires: Hierbabuena

La Puerta Roja é um pub delícia perto da casa da Marina, uma das amigas que me ajudam com as atualizações de Buenos Aires. Além da cerveja artesanal, tem nachos e sanduíches deliciosos, mas tem uma pegada bem universitária. Ideal para ir com amigos.

Onde comer no Microcentro e Puerto Madero

  • Siga la Vaca: Alicia Moreau de Justo 1714 (no quarto dique de Puerto Madero)

Uma das maiores furadas da cidade e uma das mais repetidas. Quem foi o primeiro a dizer “siga la vaca” e como conseguiu transformar essa cadeia de restaurantes em algo tão popular entre brasileiros? Nem um restaurante de comida mineira em Buenos Aires conseguiria reunir tantos brasileiros como o Siga la Vaca de Puerto Madero.

No rodízio de lá você deve ir até o balcão abarrotado para conseguir colocar algo no prato – e o pior: não é barato! Fujam.

É um restaurante italiano bem simples inspirado nas trattorias italianas de Nova York. Fica bem no centro, perto do Obelisco. A Marina foi duas vezes, na primeira todos pediram massa e na segunda alguns pediram carne (ela é vegetariana). O que quero dizer é que todos saíram satisfeitos  – e fica bem próximo do shopping Galerías Pacifico, então é fácil (e barato) encaixá-lo no roteiro.

Obrigado Marina e Maria!

Salvar

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Buenos Aires? Fiz três listas com as melhores opções nos bairros mais procurados: Palermo, Microcentro e Puerto Madero.

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Argentina pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou no boleto com desconto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e minhas dicas no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Restaurantes em Buenos Aires: onde comer (e não comer)' têm 7 comentários

  1. 15 de julho de 2013 @ 22:52 Larissa

    Olá Thiago!
    Eu e uma amiga iremos pra BA no final de setembro, ficaremos próximo do Obelisco! Alguma sugestão de um bom restaurante próximo?
    E quanto ao Zoo de Lujan, teria alguma dica especial?
    Agradeço desde já e parabéns pelo blog!

    Responder

  2. 15 de dezembro de 2012 @ 0:03 Francisco

    Tche, muitíssimo obrigado. Vou passar por B. Aires a caminho da Patagônia pela enésima vez e como nunca tinha ficado em Palermo resolvi conhecer. Mas a minha dúvida era onde comer. Com o teu post deu pra decidir pelo Donca que fica do lado do Hostel onde ficaremos. Obrigado novamente e parabéns pelo site.

    Responder

    • 15 de dezembro de 2012 @ 1:38 Thiago Khoury

      Francisco, você vai ficar no hostel da HI literalmente em frente ao Donca? Semana que vem vou publicar um post sobre lá beeeem desanimador! :(

      Responder

  3. 11 de fevereiro de 2012 @ 12:51 Luciana

    Um lugar onde NÃO se deve comer em Buenos Aires é o IL GATO, na Corrientes, perto do Obelisco. Você pede uma pizza para duas pessoas e pergunta se dá para ser de dois sabores. O garçom diz que sim, traz a pizza (que não é grande coisa) e na hora de pagar, combram de você o dobro do menu, só porque se pediu dois sabores (e, desconfio, porque se é brasileiro. Em vez de Il Gato, devia ser IL GATUNO.

    Responder

  4. 8 de setembro de 2011 @ 13:20 Karla

    Opa! Claro que espero… ansiosa. Vou aproveitando as outras dicas pra planejar meus passeios, onde comer, etc. Abraços

    Responder

  5. 7 de setembro de 2011 @ 21:14 Karla

    Olá Thiago, irei a Bs As no início de outubro e tenho dúvidas quanto às moedas que devo levar. Um amigo acaba de voltar de lá e disse que R$ 1 está 2,47 pesos.
    O que vale mais a pena, levar R$ e U$ e fazer o câmbio lá? Levar só R$? Só U$? Levar só pesos daqui?
    Parabéns, adorei o blog! Os textos são super úteis e bem escritos. Com certeza virarei leitora assídua.
    Espero ler mais posts de Buenos atéa minha viagem… :)

    Responder

    • 7 de setembro de 2011 @ 21:41 Thiago Khoury

      Carla, semana que vem entra um mega texto sobre dicas de grana em Buenos Aires, você espera?

      Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost