Perda ou roubo de documentos em Buenos Aires: o que fazer

Atualizado em 31 de outubro de 2019 por Thiago Khoury

Vamos falar não só sobre o que fazer em caso de perda ou roubo de documentos em Buenos Aires, mas um pouquinho sobre o tópico documentos como um todo.

Geralmente países que fazem fronteira formam blocos socioeconômicos que permitem livre trânsito de turistas. Como Brasil e Argentina fazem parte do Mercosul não é necessário sequer passaporte para entrar no país hermano: nosso documento de identidade é mais do que suficiente.

Posso viajar para Buenos Aires com carteira de motorista?

De acordo com o Consulado Geral do Brasil em Buenos Aires, carteira de habilitação, certidão de nascimento (mesmo para recém-nascidos ou menores de idade), carteira de associações profissionais ou documentos emitidos por qualquer um dos três poderes não podem ser utilizados como documento de entrada.

Nossas cédulas de identidade civil só perdem a validade se não for possível reconhecer seu portador através da fotografia ou estar em péssimo estado de conservação.

Perda ou roubo de documentos em Buenos Aires

Esse é o Palácio Pereda, a Embaixada Brasileira em Buenos Aires, mas lembre-se: você deve ir ao Consulado! Por @robertomckenzie

Outras dicas essenciais para planejar uma viagem à Argentina:

Buenos Aires: perguntas e respostas

+ Qual o melhor seguro de viagem para Argentina?

+ Qual o melhor chip de viagem para Argentina?

O que fazer em caso de perda ou roubo de documentos em Buenos Aires

Você não foi o primeiro e não será o último a ser furtado, roubado ou ter os seus documentos perdidos na cidade. De acordo com funcionários do Consulado, todos os dias cerca de 70 brasileiros prestam queixa de furto, roubo ou perda de documentos.

A primeira coisa a fazer é comparecer em uma delegacia e fazer o boletim de ocorrência. Existe uma bem próxima ao Consulado, mas você pode ligar ou escrever para a Delegacia do Turista (11) 4346.5748 e perguntar qual a delegacia mais próxima a você.

A impressão do B.O. é rápida e, há muito tempo atrás, custava 10 pesos (o que chamo de assalto duplo: roubo seguido por necessidade de pagamento de B.O.), mas recomenda-se não fazê-lo na parte da manhã, quando as delegacias estão cheias.

Na posse do boletim de ocorrência você deve se dirigir ao Consulado (Carlos Pellegrini 1363, no início da 9 de Julio) e fazer um documento gratuito e provisório chamado de Autorização de Retorno ao Brasil, ou ARB.

Para fazê-lo você precisa de um outro documento qualquer, com foto, que comprove que você é quem diz ser. Caso não haja, o testemunho de um outro amigo ou familiar com documento já é o bastante.

Caso você possua urgência e não possa esperar o horário normal de atendimento do Consulado, ligue para (15) 4199.9668.

Dica para quem perde os documentos em Buenos Aires

Se você perdeu sua carteira ou foi roubado, confira a lixeira dos banheiros mais próximos. A primeira providência de quem rouba uma carteira é se livrar dos documentos o quanto antes.

A Autorização de Retorno ao Brasil é válida por apenas três dias úteis. Por isso é aconselhável fazê-la um ou dois dias antes do embarque.

Quer uma boa notícia? Mesmo quem entra no Brasil com uma Autorização de Retorno pode fazer compras no Free Shop, basta apresentá-la no caixa junto com o B.O. impresso.

Por último, jamais deixe de viajar com um seguro de viagem. Todos os seguros vendidos pela Seguros Promo (que é uma empresa parceira e oferece até 10% de desconto para quem compra através de qualquer link do blog) oferecem assessoria em caso de perda ou roubo de documentos, um serviço que vale a pena usar!

Salvar

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*