Conhecendo os estúdios de Harry Potter em Londres

Atualizado em 21 de junho de 2018 por Thiago Khoury

Update: 5 de dezembro de 2016

Esse é o novo programão londrino para quem é potterhead: conhecer os estúdios onde foram gravadas as cenas internas e parte das cenas externas dos oito filmes da saga Harry Potter.

Só não confunda os programas: uma coisa é visitar os parques de Orlando, tanto em Universal Studios quanto em Islands of Adventure, um passeio que geralmente agrada todo tipo de turista, outra coisa completamente diferente é visitar os estúdios em Leavesden, Londres, um programa para fãs.

Os estúdios de Harry Potter em Londres

Os estúdios ficam em Leavesden, nos subúrbios de Londres. O engraçado é que o objetivo principal era justamente esse: encontrar um lugar discreto e barato para adaptar o roteiro de um livro despretensioso sobre a adolescência de um menino bruxo.

Santa ingenuidade: eles estavam preparados para um longa de Sessão da Tarde e acabaram lançando a saga de maior sucesso de todos os tempos.

Londres - The Making of Harry Potter 03

Londres - The Making of Harry Potter 02

Na primeira foto a saída da estação de trens Watford Junction. Saindo dela basta virar a esquerda e esperar pelo shuttle que passa em direção aos estúdios

Quando o primeiro filme começou a ser gravado ninguém esperava por tudo aquilo: foi com o passar do tempo que os investidores decidiram multiplicar por dez os custos de produção entre o primeiro e o último filme.

Foram mais de dez anos de gravação, aqueles meninos passaram a maior parte de suas vidas ali, gravando em um lugar que até então pouca gente conhecia.

Como começa o tour pelos estúdios de Harry Potter

Saindo da estação de trens Watford Junction todo mundo começa a esticar o pescoço procurando pelos shuttles que seguem em direção aos estúdios. São dez minutinhos de viagem, mas o ônibus é pago, o que não é nada legal: pagar outras duas libras pelo transporte depois de desembolsar 39 pelo ingresso é uma coronhada com varinha de condão.

Enfim, chegando lá não se esqueça de usar o número gerado pelo voucher para imprimir os ingressos que, além de data, possuem também horário de entrada.

Atenção, toda visita deve ser agendada e paga antecipadamente, não existe venda de ingressos no local!

Londres - The Making of Harry Potter 109

Londres - The Making of Harry Potter 110

O galpão de entrada em duas fotos, mas é como se fosse uma só: você imprime a sua entrada nos computadores da direita e entra pela portaria principal a esquerda

Londres - The Making of Harry Potter 08

Londres - The Making of Harry Potter 09

O saguão de entrada com guarda-volumes e quadros de alguns dos personagens dos filmes

Londres - The Making of Harry Potter 12

Depois das primeiras projeções os portões se abrem e começa o passeio!

Uma fila indiana leva para a sala onde é feita a primeira projeção. Todos de pé como em uma pre-attraction qualquer da Disney.

De lá a gente segue para a segunda sala de projeção, mas dessa vez todos sentados. Tem uma host em frente a um tapume desenhado e, de repente, as paredes se abrem e começa o passeio pelo Great Hall real, que é infinitamente menor do que aquele pela qual imaginamos passar assistindo aos filmes.

Depois de umas instruções iniciais a gente começa a caminhar pelos estúdios por conta própria. Não necessariamente estúdios montados como o do Great Hall, mas pequenas ilhas espalhadas em um grande galpão onde vários cenários foram montados lado a lado.

Londres - The Making of Harry Potter 13

Londres - The Making of Harry Potter 14

Esse é o Great Hall original, onde todas as cenas que se passam nele foram gravadas entre o primeiro e o último filme. Com o passar dos anos os atores escreviam nas mesas e cadeiras, o que a produção acabou não inibindo, afinal, Hogwarts era uma escola como outra qualquer!

Londres - The Making of Harry Potter 30

O teto mágico do Great Hall foi produzido digitalmente, inclusive as velas flutuantes. No início elas eram reais, mas depois de muito acidente com cera quente eles resolveram digitalizá-las – já o teto nunca existiu em tamanho real: ele sempre foi esse da foto de cima, que cabe em um abraço.

Londres - The Making of Harry Potter 39

Conhecer o dormitório dos meninos da Grifinória foi especialmente divertido: como os objetos usados em cena nunca foram mudados, no primeiro filme todos cabiam perfeitamente bem em suas camas, mas ao longo dos anos as cenas começaram a ser gravadas em close para que não aparecessem os pés saindo para fora dos colchões.

Londres - The Making of Harry Potter 40

Uhm, no início a coberta quadriculada de Harry seria produzida pelo departamento de figuro do filme, mas um produtor acabou comprando exatamente o que ele queria em uma loja a caminho dos estúdios. Londres - The Making of Harry Potter 46

Londres - The Making of Harry Potter 50

O sala comunal da Grifinória com o figuro do terceiro filme e o escritório de Dumbledore, onde todos os livros são listas telefônicas encadernadas com capas de couro

Saindo do primeiro galpão tem esse espaço a céu aberto onde está o único trecho real da ponte de Hogwarts que não existe nos livros, apenas nos filmes. Tirando esse pedacinho onde você pode subir todo o resto foi feito por computação gráfica. Logo ao lado o verdadeiro Knight Bus, criado da sucata de três antigos double deckers ingleses, forma verdadeiras filas ali fora.

A casa dos Dursleys, que apenas no primeiro filme foi usada uma locação real na cidade de Berkshire, foi recriada em estúdio para o segundo filme em diante. É exatamente ela que você vê nessa recriação da Privet Drive Street – que na verdade é bem curta, não tem mais do que três ou quatro casas:

Londres - The Making of Harry Potter 70

Londres - The Making of Harry Potter 71

Ah, a boa vida dos Dursleys!… Só uma dúvida resta: o que será que tem da porta pra dentro, tapume ou estúdio?

Londres - The Making of Harry Potter 78

A ponte que não existia nos livros, mas fez sucesso nos filmes. Cuidado com os chineses, eles não deixam a ponte vazia por mais de 10 segundos

Londres - The Making of Harry Potter 88

Londres - The Making of Harry Potter 84

Bem-vindo ao Beco Diagonal! E a vontade louca de entrar em todas as portas?

Tem também uma barraquinha vendendo as mesmas cervejas amanteigadas da Universal e uns docinhos para tapear a fome, inclusive um delicioso com massa folheada, açúcar, manteiga e chocolate. Sério, aquilo é mágico!

De lá a gente segue para o segundo galpão, especializado em efeitos visuais, fotografia, maquiagem e figurino. Passei direto, inclusive pelas maquetes. Já tinha visto muito e ficado duas horas ali. Ele não é muito grande, fica colado no Beco Diagonal, que você vê no vídeo lá em cima.

O passeio termina na maquete real de Hogwarts, que é um verdadeiro trabalho de mestre! É impressionante o nível de detalhamento da coisa: além dos detalhes arquitetônicos o ambiente muda para simular diferentes momentos do dia, como noite e dia!

Essa é a Hogwarts que aparece nas tomadas abertas e aéreas, é o lugar onde todo mundo que passa por ali tira pelo menos uma foto!

Olha, resumidamente é caro e é longe, mas é fantástico. Não é para desavisados: é para interessados. Eu passei horas lendo cada demonstrativo, tirando milhares de fotos e ainda tentei entender como toda aquela grandiosidade dos filmes consegue caber ali, em um galpão.

Só os puro-sangue entenderão.

Londres - The Making of Harry Potter 104

Como chegar no tour pelos estúdios de Harry Potter

Bem, você provavelmente precisará de algum tempo livre se não quiser correr o risco de se atrasar e não entrar. O objetivo final é chegar em Watford Junction e de lá pegar o shuttle até o o estúdio.

É uma viagem longa, mas um pouco menos problemática se você começa saindo do centro: pegue a Victoria Line em direção a estação Walthamstow Central e desça em Euston. De lá você pega um trem (atenção, eu disse trem, não disse metrô!) para Watford Junction, a estação final. São oito trocas de zona, certifique-se estar usando o passe correto.

Rodei foi convidado pela Visit Britain para escolher algumas atrações de Londres e é claro que Harry Potter seria uma delas.

18 comentários sobre “Conhecendo os estúdios de Harry Potter em Londres

  1. Oi Thiago! Estou sempre por aqui! Curto bastante e não canso de dizer o quanto as suas dicas nos ajudam na organização de viagens! Uma pergunta: vc chegou a ir ao Highclere Castle (local de gravação de Downton Abbey) ? Tem alguma dica ? Desde já, obrigada ! E que venham mais e mais posts! Sucesso !!!!

  2. Oi Thiago… Gosto bastante do blog…
    Estou numa dúvida cruel e quero que você me ajude…
    Vou viajar em julho do ano que vem para Portugal e queria combinar com outros lugares, estou na dúvida entre Paris e Londres… Pensei em fazer os dois, mas a grana tá curta. Bjuss

  3. Eu como grande fã de HP tô louca pra fazer esse passeio!
    Já conheci o parque na Disney e achei tudo sensacional, acho que esse também não decepciona em nada.

    Bjs,
    Karine

  4. Ei Thiago,
    Realmente os estúdios são maravilhosos para os fãs da série. Há também um ônibus que sai da Victoria que vai para os estúdios. É da empresa “Golden Tours”, e acho que fica mais ou menos o mesmo preço do trajeto que você citou. A vantagem é que vai mais rápido e é direto (o valor já inclui o ingresso e o trajeto de ida e volta) ;)

  5. Thiago,

    O nome correto é Grifinória, não Grinfindória.
    E quando você diz no último parágrafo “pega um trem EM Watford Junction” seria PARA Watford Junction, né.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*