Roteiro de três dias em Chicago

Finalmente publiquei um roteiro em Chicago para facilitar a vida de quem lê as dicas do blog e fica imaginando uma forma de reuni-las em uma viagem de poucos dias.

Sim, eu sei que o título do post é Roteiro de três dias em Chicago, e fui isso que fiz usando pinos coloridos nesse mapa interativo que você pode abrir pelo celular – mas saiba que será um batidão e se você passar muito tempo em qualquer uma dessas atrações três dias provavelmente não serão suficientes.

Bem, as outras dicas dou ao longo do post, mas lembre-se de usar esse roteiro a seu favor: modifique-o para que ele se encaixe da melhor forma no seu tempo de viagem!

Roteiro de três dias em Chicago

Dia 1: Magnificent Mile e arredores

Usei dois pinos azuis para marcar o que eu considero as extremidades turísticas de Magnificent Mile: o observatório no alto do John Hancock Center e a bilheteria do tour de barco pelo Chicago River. São duas atrações que já pintaram por aqui e eu adorei conhecê-las, recomendo para todos.

Só não se esqueça: Magnificient Mile é a avenida marcada pelos dois pinos azuis que aparecem no mapa, mas a região de Magnificent Mile engloba os primeiros quarteirões que a cortam de ambos os lados – olhando para o mapa, River North do lado esquerdo e Streeterville do lado direito.

Lembrando que eu já expliquei bem a geografia do centro de Chicago, inclusive fiz um bairro a bairro.

Não deixe de caminhar por tudo. Bem, mais ou menos: Streeterville tem poucas atrações, eu lembro que além de alguns restaurantes espaçados tem uma das minhas dicas de hospedagem em Chicago e um lugar delicioso para tomar café da manhã, no mais é o Navy Pier que eu achei extremamente família, não acredito que entretenha amigos viajando sem crianças.

Uma dica para conhecer o lado esquerdo de Magnificente Mile, o bairro que eles chamam de River North, é passar pelos pinos vermelhos e roxos, que são minhas dicas de onde comer em Chicago. Dessa forma você passa pelas ruas mais movimentadas: Ohio, Ontario, Erie, Huron e Superior, além de Oak lá na ponta e a State que é perpendicular a essas todas.

Dia 2: The Loop e Museum Campus

The Loop é a continuação de River North, duas regiões separadas pelo Chicago River. Basicamente a diferença entre elas é que The Loop é muito mais denso, cheio e movimentado. O tipo de compra também muda, existem muitas lojas de departamento e marcas fast fashion.

Eu usei pinos amarelos para mostrar os principais atrativos da região, mas como você irá passar por eles depende de por onde você começa o seu dia (na verdade, onde estará hospedado): Millennium Park, Art Institute of Chicago e Willis Tower/Sears Tower.

O famoso Chicago Theatre na State Street

O Millennium Park é aquele com o enorme feijão prateado. Ele é lindo e sem dúvida vale conhecer e passear por ele. Se você curte galerias de arte vale descer também até o Art Institute of Chicago, principalmente se conseguir conciliar o passeio com a hora do almoço e experimentar o restaurante de lá que é delicioso.

Se vale ou não caminhar até a Willis Tower depende de você: leia o que penso sobre ela para decidir se vale escolher entre o observatório do Hancock Center ou o observatório dela – ou subir em ambos se é o tipo de programa que você gosta.

Os outros pinos amarelos são da Buckingham Fountain e do Field Museum. A fonte é bonita e faz parte do caminho a beira lago que leva ao Museum Campus, onde fica não só o Field Museum como o aquário e o planetário.

Bem, podemos resumir assim: tem que passar pelo (1) Millinnium Park e tem que conhecer o miolinho de The Loop que é famoso por ter a State Street e pelos quarteirões que a cortam, mas se você vai chegar a (2) Willis Tower e se vai descer até a (3) região dos museus depende do tipo de programa que te agrada: conhecer tudo e ficar fera em Chicago ou passar o dia pelos arredores da State Street?

Dia 3: Lincoln Park e arredores

Usei pinos verdes para mostrar três lugares que adorei conhecer em uma região que não faz parte do centro de Chicago, mas nada muito longe, pelo contrário, é até bem pertinho: Lincoln Park é enorme, mas logo no início dele tem o Chicago History Museum que é incrível.

Quem curte compras de casa vale seguir a North Avenue de Chicago, essa que começa no museu, um quilômetro antes das lojas de decoração, cozinha, mesa e banho começarem a pipocar em ambas as calçadas.

Nesse post eu digo exatamente o que fiz passeando pelo Lincoln Park, inclusive dei dicas de onde comer por aquelas bandas de lá.

Eu a minha mãe na Apple da North Avenue

O que mais fazer em Chicago?

Bem, agora é com você: se você tem um quarto dia na cidade você pode simplesmente fazer tudo isso que digo aqui em cima com calma e repetir o que gostou mais no último dia, ou pode adicionar um dia de outlet que fica a, no máximo, uma hora de carro do centro da cidade.

+ Conheça os dois outlets de Chicago: Chicago Premium Outlets e Fashion Outlets of Chicago

Ou você pode conhecer Lakeview que é uma região residencial bem charmosinha e tem também opções de onde comer e coisas para conhecer, mas tudo que conheço ali é o Blue Man Group.

Depois dê as suas dicas do que fazer em Chicago e diga se esse roteiro funcionou!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Chicago? Fiz uma lista com as melhores opções nos arredores de The Loop, mas eu prefiro a região de Magnificent Mile, onde já fiquei em três lugares que recomendo: DoubleTree, Raffaello e Whitehall.

  Já contratou o seu seguro médico de viagem? Eu gosto da World Nomads, uma empresa australiana que cota em reais e oferece a maior cobertura que conheço pelo menor preço. Cote também nas melhores empresas nacionais de uma só vez pelo Seguros Promo.

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular internacional com internet ilimitada. Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo!

  Para alugar carro em Chicago pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Roteiro de três dias em Chicago' não tem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2017. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!