Para começar a rodar em Roma

Atualizado em

Update: 21 de dezembro de 2016

Roma é a cidade da perplexidade: a capital que você visita para conhecer várias construções, casas e paisagens que até então eram inimagináveis.

Horário: quatro horas a mais | Língua: Italiano | Moeda: Euro | Emergência: 112 (número padrão de emergências da União Europeia, atendimento em diversas línguas)

Oi: Ciao | Tchau: Ciao | Por favor: Per favore | Obrigado: Grazie

Consulado: Piazza di Pasquino, 8 | 00186. Fone: (39) 06 6889.661

Sites turísticos do país, da cidade, do turismo, do transporte público e do aeroporto internacional.

Ligação a cobrar para o Brasil via Embratel ligue 800 172211 ou use um chip internacional.

Vendo o Rio Tibre passar lá embaixo, sem pressa…

Para começar a rodar em Roma

Clima em Roma

Roma possui um verão longo onde as temperaturas começam a subir em março. Em outubro o calor dá trégua, mas as chuvas são incessantes. O inverno raramente aparece com temperaturas difíceis de lidar: pouca probabilidade de neve e um centro turístico com temperaturas oscilando entre 10o C e 12o C. Fico com abril, maio e setembro, meses que possuem as menores temperaturas e chuva moderada.

Dinheiro em Roma

Roma tem o melhor cartão-desconto da Europa, o Roma Pass, que funciona como tíquete de transporte público, dá entrada gratuita nas duas primeiras atrações históricas visitadas e desconto em quase todas as outras – e ainda é fura-fila no Coliseu. No último domingo do mês as atrações mais populares da cidade não cobram pela entrada.

Por aqui é complicado comer bem sem desembolsar um pouco mais: o lance das  “massas mais deliciosas do mundo” não deixa de ser verdade, mas não é tão simples e nem tão barato. Por outro lado, lembro de ter comido um delicioso spaghetti à carbonara em um dos restaurantes mais turistões da Piazza Navona por menos de 12 euros .

Em Roma o caro e o barato costumam dividir o mesmo quarteirão e nem sempre a gente sabe se está fazendo ou não um bom negócio: a cidade é esperta e eleva seus preços no verão, além de cobrar mais de quem se senta ao ar livre.

Transporte público em Roma

Roma é uma cidade com quase três mil anos. Isso dificulta a construção de qualquer nova linha de metrô, por isso a chamada linha C vem sendo prometida há décadas, mas sempre que eles começam a escavar algo milenar é descoberto e as obras são interrompidas.

Enfim, o metrô de Roma é um dos mais simples possíveis: são apenas duas linhas que se cruzam apenas uma vez: na estação de trens e viagens Termini, no epicentro da cidade. Diferente de outras capitais, é impossível visitar todos os pontos turísticos locomovendo-se apenas pelo subsolo.

Taxistas romanos geralmente são malandros, vale ficar atento para não dar voltas desnecessárias: nenhuma corrida nas proximidades do centro de Roma ultrapassa 20 euros – o que já é uma corrida longa.

Só tenha cuidado com quem se passa por taxista: entre em carros que forem facilmente identificados e não aborde veículos em movimento.

Uma vez no centro histórico, o melhor é caminhar.

Hospedagem em Roma

Roma é um dos lugares mais difíceis de se hospedar por um preço razoável. E mesmo que você se desprenda de uma grana um pouco maior do que esperava tenha certeza que dificilmente terá um hotel à altura do valor cobrado.

Cuidado com os albergues, os romanos possuem os piores da Europa. Pesquise a opinião de quem já passou por eles antes de fazer a sua escolha.

Lembrando que você deve sempre tentar se hospedar próximo a uma estação, procure pelas redondezas da Fontana de Trevi. Ficar ao lado da estação Termini não é a melhor escolha, mas muita gente gosta e eu reconheço a praticidade de se hospedar ali – gosto mais de uma ou duas estações depois, como a Vittorio Emanuele.

Segurança em Roma

É em Roma que os batedores de carteira fazem a festa, por isso, fique especialmente atento aqui nos lugares com maiores aglomerações – é absurda a ação de crianças cometendo furtos na Itália: você não precisa de mais de alguns segundos para perder a mochila que colocou no chão ou o celular no bolso de trás da calça.

Sabe aquela mania de deixar a conta paga na mesa e caminhar em direção a porta? Cuidado, antes de chegar à rua você pode ouvir o garçom dizer que o dinheiro não está na mesa.

Em Roma você também verá muitos pedintes, em sua grande maioria ciganas com aquela cara de dor e sofrimento – mas, como a própria polícia instrui, não se deixe levar e não contribua: elas são inofensivas.

Fique atento e evite andar desacompanhado em regiões desertas sempre que possível.

Comer e se divertir em Roma

Roma duela com Paris como o melhor lugar para se despistar a fome: ao longo do dia não faltam opções deliciosas para saciar o apetite ou empurrar a próxima refeição para mais tarde.

“Pizza al taglio” é o pedaço de pizza a gosto do freguês: você escolhe o sabor e comanda o tamanho que quer, a pizza cortada é pesada e você paga proporcionalmente pelo preço do quilo. Para enganar a fome seis euros devem bastar.

Exatamente como em Paris os “paninis” de Roma também são famosos, porém servidos em ciabatta. Você pode comprá-los na rua ou em padarias de bairro, onde eles sempre saem mais baratos.

Os sorvetes são deliciosos e o preço vai de acordo com a badalação do bairro: já paguei 1,50 euros por dois sabores diferentes, mas já me cobraram oito por uma bola de chocolate.

A Fontana di Trevi é a maior e mais visitada fonte de Roma

Sobre baladas, claro que posso estar errado, mas a impressão que tenho é que Roma não é o melhor lugar para curtir a noite, tem um clima bem trash no ar – Roma parece a cidade onde você deve ir ir com amigos ou fazê-los lá, porque nada que tenha sido feito para gringos parece interessante.

Roma é de uma diversidade sem limites: não espere que o tipo de música, público e festa permaneça o mesmo por muito tempo.

Gorjeta em Roma

Roma é a cidade da gorjeta. Como em qualquer parte da Europa ela depende exclusivamente da qualidade do serviço, mas aqui ela é extremamente bem vista: digo isso porque é bem comum pagar além do serviço que vem incluso na conta (arredondá-la costuma bastar). Taxistas esperam ao menos um euro como gorjeta.

Fique atento: alguns restaurantes costumam cobrar um pouco mais de quem se senta ao ar livre, na calçada, com vista para a rua (principalmente durante a alta-temporada).

Enfim, italianos costumam ser mesquinhos na hora da gorjeta, mas eles esperam que turistas sejam solidários (principalmente os que se parecem com americanos).

Turismo em Roma

Muito é dito sobre Paris, mas para mim o lugar mais difícil de se comunicar sem falar a língua local é a Itália de forma geral. Nos grandes centros turísticos de Roma você não terá problemas, mas é só se afastar dos lugares mais famosos que você começa a passar perrengue.

Procure sempre os mais jovens, a possibilidade deles falarem outras línguas costuma ser maior.

O cartão-desconto de Roma é ótimo e merece ser comprado. Ande sempre com um guia em mãos, qualquer que seja seu passeio por Roma: a cidade é histórica e metade de seu charme está no que os olhos não veem.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é obrigatório na Europa! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip europeu com internet boa de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Europa pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Para começar a rodar em Roma' têm 10 comentários

  1. 23 de dezembro de 2013 @ 13:30 Mariane

    Mariane Hietzge

    Ola adoro seu blog, sempre que vou viajar entro aqui para ver se vc ja passou pelas cidades que vou …. rss ! Bom vou para Italia e gostaria de uma dicas de quantos dias devo ficar em Roma, Pisa, Milão, Veneza e Verona. Ainda estou montando o roteiro então não tenho dias fixos. Obrigada.

    Responder

    • 23 de dezembro de 2013 @ 15:42 Thiago Khoury

      Olá Mariane, infelizmente o conteúdo do blog sobre a Itália é bem pequeno. Dá uma entradinha o site da RBBV (www.rbbv.com.br) e procure outros blogueiros que já escreveram sobre lá. Obrigado! ;)

      Responder

  2. 21 de setembro de 2012 @ 13:08 Talitha Cade

    Gostei de Roma, maaaaaaas…
    Tive pequenos problemas em Roma, pessoas mal educadas e sem um pingo de vontade de ajudar, minha irmã e eu não andamos de metrô só trem e ônibus urbano mesmo e poucas vezes, nós andamos mesmo foi a pé, mas nenhum romano desagradável conseguiu estragar nossa viagem ou nos fazer perder… Fui em Dezembro de 2011 – Inverno e vi coisas lindaaaas, emocionantes e que eu perderia muito se não as tivesse visto. É muita Historia, é muita arte, enriquece a alma!
    Ja meus pais que foram com minha irmã e mais dois casais de amigos no Verão em Agosto de 2012 sofreram um pouco mais, varias vezes os Romanos tentaram tirar vantagem, foram desonestos e mal educados, teve um caso de um jantar na hora da conta ela foi conferir item por item e eles haviam colocado um monte de coisas na conta, ela os fez tirar e na hora do pagamento o dono queria cobrar 30 Euros a mais POR PESSOA de taxa ( e nem era ao ar livre), claro eles se recusaram a pagar, e ainda jogaram a bolsa da minha mãe no meio da rua, o dono era um bárbaro, nojento e mal educado, ficou gritando e xingando… Olha que absurdo!
    Eles saíram de lá e chamaram a policia, mas a policia só disse que isso era normal e nada fez. Depois eles ficaram mais atentos, dos problemas este foi o maior.
    Roma é cidade Turística, principalmente no verão onde o fluxo de pessoas é enorme, vc está suscetível a esses probleminhas, nós brasileiros, quando vamos ao Rio ou outra cidade turística também passamos raiva com a galera tentando lucrar em cima, a diferença na malandragem é só a língua.
    Recomendo Roma/Vaticano, vi coisas incríveis, passei momentos de emoção, me arrepiava a cada monumento, a cada obra de arte e realmente recomendo a viagem, mas mesmo eu não passando por nenhum perrengue ou problema, definitivamente não me cativou a ponto de ficar ansiosa querendo voltar, talvez daqui alguns anos eu volte, afinal joguei minha moedinha na Fontana di Trevi, e ela vai me fazer voltar.
    Quanto a Itália, ahhh essa ainda tenho muito o que conhecer…

    Responder

    • 16 de novembro de 2012 @ 17:25 Pauline

      Talitha, conta que restaurante foi esse! Morri de medo, quero passar bem longe!
      bj

      Responder

  3. 12 de setembro de 2012 @ 13:38 Sandra

    Antes de tudo gostaria de parabenizar pelo seu blog.
    Infelizmente a cidade foi administrada muito tempo por partidos de esquerda. E a esquerda na Italia, ao contrário da espanhola e francesa, adora Romenos que são na maioria ciganos que invadiram a Italia depois do Tratado de Roma. Uma vez perguntei a um policial porque eles davam tanta margem para os batedores de carteira ciganos e ele disse que não adianta prender porque a justiça(de ideologia de esquerda) manda soltar. Não é a toa que 70% da população carcerária da Itália é formado por imigrantes. No mais, a cidade é uma surpresa Artística e arquitetônica a cada esquina! Pra pessoas mais maduras e turismo mais cultural, é uma Festa!

    Responder

    • 14 de setembro de 2012 @ 10:26 Thiago Khoury

      Oi Sandra, obrigado pelo comentário super esclarecedor! Que politicagem não influencie nas nossas fantásticas experiências culturais. Roma continua eterna ;)

      Responder

  4. 16 de junho de 2010 @ 10:55 Ju Meneses

    Adorei os informes. Estou indo pra lá em Agosto, mas com uma pessoa que mora na Itália. Torna-se mais fácil.
    As dicas dos preços é ótima! Mas Jesus amado! € 8 por uma bola de sorvete, realmente… aiaiai, uiuiui. Se fossem duas bolas tudo bem! rs
    Grazie.
    Bjão.

    Responder

  5. 14 de junho de 2010 @ 14:18 Renata

    Mto boas as dicas, Thiago!
    Aproveito pra sugerir um filme espanhol “Elsa & Fred”… ele se passa na Espanha mas creio que vá estimular os leitores do seu blog a quererem (e muito!) visitar Roma e a Fontana di Trevi… é lindo! Enquanto isto, fico na programação do meu próximo destino: a Itália…

    Responder

  6. 14 de junho de 2010 @ 9:29 Ju

    Roma é pra mim La piu bella Citta del mondo! eu, particularmente, recomendo andar a pé pela regiao das piazzas (espagna, navonna, fontada di trevi, etc.) e também sugiro, pra comprar um sorvetinho perto da Fontana di Trevi e ficar sentado por la, só olhando!

    Tem mais uma coisa, em Roma, existem taxistas, que nao sao taxistas!!!!! tem que cuidar muito com isso, porque é malandro!!!

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost