Para começar a rodar em Roma

Atualizado em 12 de março de 2019 por Thiago Khoury

Update: 21 de dezembro de 2016

Roma é a cidade da perplexidade: a capital que você visita para conhecer várias construções, casas e paisagens que até então eram inimagináveis.

Horário: quatro horas a mais | Língua: Italiano | Moeda: Euro | Emergência: 112 (número padrão de emergências da União Europeia, atendimento em diversas línguas)

Oi: Ciao | Tchau: Ciao | Por favor: Per favore | Obrigado: Grazie

Consulado: Piazza di Pasquino, 8 | 00186. Fone: (39) 06 6889.661

Sites turísticos do país, da cidade, do turismo, do transporte público e do aeroporto internacional.

Ligação a cobrar para o Brasil via Embratel ligue 800 172211 ou use um chip internacional.

Vendo o Rio Tibre passar lá embaixo, sem pressa…

Para começar a rodar em Roma

Clima em Roma

Roma possui um verão longo onde as temperaturas começam a subir em março. Em outubro o calor dá trégua, mas as chuvas são incessantes. O inverno raramente aparece com temperaturas difíceis de lidar: pouca probabilidade de neve e um centro turístico com temperaturas oscilando entre 10o C e 12o C. Fico com abril, maio e setembro, meses que possuem as menores temperaturas e chuva moderada.

Dinheiro em Roma

Roma tem o melhor cartão-desconto da Europa, o Roma Pass, que funciona como tíquete de transporte público, dá entrada gratuita nas duas primeiras atrações históricas visitadas e desconto em quase todas as outras – e ainda é fura-fila no Coliseu. No último domingo do mês as atrações mais populares da cidade não cobram pela entrada.

Por aqui é complicado comer bem sem desembolsar um pouco mais: o lance das  “massas mais deliciosas do mundo” não deixa de ser verdade, mas não é tão simples e nem tão barato. Por outro lado, lembro de ter comido um delicioso spaghetti à carbonara em um dos restaurantes mais turistões da Piazza Navona por menos de 12 euros .

Em Roma o caro e o barato costumam dividir o mesmo quarteirão e nem sempre a gente sabe se está fazendo ou não um bom negócio: a cidade é esperta e eleva seus preços no verão, além de cobrar mais de quem se senta ao ar livre.

Transporte público em Roma

Roma é uma cidade com quase três mil anos. Isso dificulta a construção de qualquer nova linha de metrô, por isso a chamada linha C vem sendo prometida há décadas, mas sempre que eles começam a escavar algo milenar é descoberto e as obras são interrompidas.

Enfim, o metrô de Roma é um dos mais simples possíveis: são apenas duas linhas que se cruzam apenas uma vez: na estação de trens e viagens Termini, no epicentro da cidade. Diferente de outras capitais, é impossível visitar todos os pontos turísticos locomovendo-se apenas pelo subsolo.

Taxistas romanos geralmente são malandros, vale ficar atento para não dar voltas desnecessárias: nenhuma corrida nas proximidades do centro de Roma ultrapassa 20 euros – o que já é uma corrida longa.

Só tenha cuidado com quem se passa por taxista: entre em carros que forem facilmente identificados e não aborde veículos em movimento.

Uma vez no centro histórico, o melhor é caminhar.

Hospedagem em Roma

Roma é um dos lugares mais difíceis de se hospedar por um preço razoável. E mesmo que você se desprenda de uma grana um pouco maior do que esperava tenha certeza que dificilmente terá um hotel à altura do valor cobrado.

Cuidado com os albergues, os romanos possuem os piores da Europa. Pesquise a opinião de quem já passou por eles antes de fazer a sua escolha.

Lembrando que você deve sempre tentar se hospedar próximo a uma estação, procure pelas redondezas da Fontana de Trevi. Ficar ao lado da estação Termini não é a melhor escolha, mas muita gente gosta e eu reconheço a praticidade de se hospedar ali – gosto mais de uma ou duas estações depois, como a Vittorio Emanuele.

Segurança em Roma

É em Roma que os batedores de carteira fazem a festa, por isso, fique especialmente atento aqui nos lugares com maiores aglomerações – é absurda a ação de crianças cometendo furtos na Itália: você não precisa de mais de alguns segundos para perder a mochila que colocou no chão ou o celular no bolso de trás da calça.

Sabe aquela mania de deixar a conta paga na mesa e caminhar em direção a porta? Cuidado, antes de chegar à rua você pode ouvir o garçom dizer que o dinheiro não está na mesa.

Em Roma você também verá muitos pedintes, em sua grande maioria ciganas com aquela cara de dor e sofrimento – mas, como a própria polícia instrui, não se deixe levar e não contribua: elas são inofensivas.

Fique atento e evite andar desacompanhado em regiões desertas sempre que possível.

Comer e se divertir em Roma

Roma duela com Paris como o melhor lugar para se despistar a fome: ao longo do dia não faltam opções deliciosas para saciar o apetite ou empurrar a próxima refeição para mais tarde.

“Pizza al taglio” é o pedaço de pizza a gosto do freguês: você escolhe o sabor e comanda o tamanho que quer, a pizza cortada é pesada e você paga proporcionalmente pelo preço do quilo. Para enganar a fome seis euros devem bastar.

Exatamente como em Paris os “paninis” de Roma também são famosos, porém servidos em ciabatta. Você pode comprá-los na rua ou em padarias de bairro, onde eles sempre saem mais baratos.

Os sorvetes são deliciosos e o preço vai de acordo com a badalação do bairro: já paguei 1,50 euros por dois sabores diferentes, mas já me cobraram oito por uma bola de chocolate.

A Fontana di Trevi é a maior e mais visitada fonte de Roma

Sobre baladas, claro que posso estar errado, mas a impressão que tenho é que Roma não é o melhor lugar para curtir a noite, tem um clima bem trash no ar – Roma parece a cidade onde você deve ir ir com amigos ou fazê-los lá, porque nada que tenha sido feito para gringos parece interessante.

Roma é de uma diversidade sem limites: não espere que o tipo de música, público e festa permaneça o mesmo por muito tempo.

Gorjeta em Roma

Roma é a cidade da gorjeta. Como em qualquer parte da Europa ela depende exclusivamente da qualidade do serviço, mas aqui ela é extremamente bem vista: digo isso porque é bem comum pagar além do serviço que vem incluso na conta (arredondá-la costuma bastar). Taxistas esperam ao menos um euro como gorjeta.

Fique atento: alguns restaurantes costumam cobrar um pouco mais de quem se senta ao ar livre, na calçada, com vista para a rua (principalmente durante a alta-temporada).

Enfim, italianos costumam ser mesquinhos na hora da gorjeta, mas eles esperam que turistas sejam solidários (principalmente os que se parecem com americanos).

Turismo em Roma

Muito é dito sobre Paris, mas para mim o lugar mais difícil de se comunicar sem falar a língua local é a Itália de forma geral. Nos grandes centros turísticos de Roma você não terá problemas, mas é só se afastar dos lugares mais famosos que você começa a passar perrengue.

Procure sempre os mais jovens, a possibilidade deles falarem outras línguas costuma ser maior.

O cartão-desconto de Roma é ótimo e merece ser comprado. Ande sempre com um guia em mãos, qualquer que seja seu passeio por Roma: a cidade é histórica e metade de seu charme está no que os olhos não veem.

10 comentários sobre “Para começar a rodar em Roma

  1. Mariane Hietzge

    Ola adoro seu blog, sempre que vou viajar entro aqui para ver se vc ja passou pelas cidades que vou …. rss ! Bom vou para Italia e gostaria de uma dicas de quantos dias devo ficar em Roma, Pisa, Milão, Veneza e Verona. Ainda estou montando o roteiro então não tenho dias fixos. Obrigada.

  2. Gostei de Roma, maaaaaaas…
    Tive pequenos problemas em Roma, pessoas mal educadas e sem um pingo de vontade de ajudar, minha irmã e eu não andamos de metrô só trem e ônibus urbano mesmo e poucas vezes, nós andamos mesmo foi a pé, mas nenhum romano desagradável conseguiu estragar nossa viagem ou nos fazer perder… Fui em Dezembro de 2011 – Inverno e vi coisas lindaaaas, emocionantes e que eu perderia muito se não as tivesse visto. É muita Historia, é muita arte, enriquece a alma!
    Ja meus pais que foram com minha irmã e mais dois casais de amigos no Verão em Agosto de 2012 sofreram um pouco mais, varias vezes os Romanos tentaram tirar vantagem, foram desonestos e mal educados, teve um caso de um jantar na hora da conta ela foi conferir item por item e eles haviam colocado um monte de coisas na conta, ela os fez tirar e na hora do pagamento o dono queria cobrar 30 Euros a mais POR PESSOA de taxa ( e nem era ao ar livre), claro eles se recusaram a pagar, e ainda jogaram a bolsa da minha mãe no meio da rua, o dono era um bárbaro, nojento e mal educado, ficou gritando e xingando… Olha que absurdo!
    Eles saíram de lá e chamaram a policia, mas a policia só disse que isso era normal e nada fez. Depois eles ficaram mais atentos, dos problemas este foi o maior.
    Roma é cidade Turística, principalmente no verão onde o fluxo de pessoas é enorme, vc está suscetível a esses probleminhas, nós brasileiros, quando vamos ao Rio ou outra cidade turística também passamos raiva com a galera tentando lucrar em cima, a diferença na malandragem é só a língua.
    Recomendo Roma/Vaticano, vi coisas incríveis, passei momentos de emoção, me arrepiava a cada monumento, a cada obra de arte e realmente recomendo a viagem, mas mesmo eu não passando por nenhum perrengue ou problema, definitivamente não me cativou a ponto de ficar ansiosa querendo voltar, talvez daqui alguns anos eu volte, afinal joguei minha moedinha na Fontana di Trevi, e ela vai me fazer voltar.
    Quanto a Itália, ahhh essa ainda tenho muito o que conhecer…

  3. Antes de tudo gostaria de parabenizar pelo seu blog.
    Infelizmente a cidade foi administrada muito tempo por partidos de esquerda. E a esquerda na Italia, ao contrário da espanhola e francesa, adora Romenos que são na maioria ciganos que invadiram a Italia depois do Tratado de Roma. Uma vez perguntei a um policial porque eles davam tanta margem para os batedores de carteira ciganos e ele disse que não adianta prender porque a justiça(de ideologia de esquerda) manda soltar. Não é a toa que 70% da população carcerária da Itália é formado por imigrantes. No mais, a cidade é uma surpresa Artística e arquitetônica a cada esquina! Pra pessoas mais maduras e turismo mais cultural, é uma Festa!

  4. Adorei os informes. Estou indo pra lá em Agosto, mas com uma pessoa que mora na Itália. Torna-se mais fácil.
    As dicas dos preços é ótima! Mas Jesus amado! € 8 por uma bola de sorvete, realmente… aiaiai, uiuiui. Se fossem duas bolas tudo bem! rs
    Grazie.
    Bjão.

  5. Mto boas as dicas, Thiago!
    Aproveito pra sugerir um filme espanhol “Elsa & Fred”… ele se passa na Espanha mas creio que vá estimular os leitores do seu blog a quererem (e muito!) visitar Roma e a Fontana di Trevi… é lindo! Enquanto isto, fico na programação do meu próximo destino: a Itália…

  6. Roma é pra mim La piu bella Citta del mondo! eu, particularmente, recomendo andar a pé pela regiao das piazzas (espagna, navonna, fontada di trevi, etc.) e também sugiro, pra comprar um sorvetinho perto da Fontana di Trevi e ficar sentado por la, só olhando!

    Tem mais uma coisa, em Roma, existem taxistas, que nao sao taxistas!!!!! tem que cuidar muito com isso, porque é malandro!!!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*