Como escolher o melhor assento em voos internacionais

Atualizado em 28 de agosto de 2018 por Thiago Khoury

Update: 28 de novembro de 2017

De maneira geral prefiro sentar o mais próximo possível da classe Executiva. Não só porque é deprimente viajar dez horas espremido no semi-leito que é a Econômica, mas porque acredito que lá a aeronave balança menos e o desembarque será mais rápido.

Sentar na frente tem outras duas grandes regalias: é mais fácil encontrar espaço para guardar a bagagem de mão nos compartimentos superiores e você tem a chance de escolher o que comer no jantar – a verdade é que nem sempre os passageiros das últimas poltronas podem escolher entre “carne”, “massa” ou “frango”, sendo que em grande parte das vezes pelo menos uma dessas opções já chegou ao fim quando os comissários passam pelas asas do avião.

Antes de continuar, deixa eu fazer um jabá importante: agora leitores do blog tem 5% de desconto em qualquer seguro de viagem cotado pelo Seguros Promo, basta acessar pelo link!

Como escolher o melhor assento em voos internacionais

Tudo bem, diga lá, qual poltrona devo escolher? Primeiro é necessário saber qual aeronave opera naquele trecho. A informação é dada no ato da compra, mas você pode descobrir por conta própria acessando o SeatGuru. Escolha a companhia aérea e digite o número do voo. Abrirá então um mapa de assentos como esse aqui ao lado.

Beleza, e agora? Agora tomemos como exemplo o voo AC91 da Air Canada que sai de São Paulo com destino a Toronto. A primeira coisa que percebemos é que nesse Boing 767-300 a classe Executiva serve só para complicar nossa autoestima ainda mais: se na frente temos verdadeiras camas reclináveis, atrás temos um emaranhado de poltronas.

Caramba, que sofrimento… Não se desespere, afinal o mais importante é chegar em segurança (não deixe que cinco mil dólares de diferença influenciem seu humor). Podemos perceber que a econômica se divide em três fileiras de assentos: fileira dupla à esquerda (“a” e “c”), dupla à direita (“h” e “k”) e tripla entre elas (“d”, “e” e “f”).

Sim, algo mais que devo saber? Existem outras informações importantes sobre a aeronave nos ícones acima: todas as poltronas possuem vídeo e áudio sob demanda; as fileiras “a”, “d”, “e” e “h” possuem tomada para laptop.

Eu prefiro sentar na janela! Em voos internacionais os assentos da janela são chamados de “window seats” e, os do corredor, “aisle seats” (fala-se “aiou”). O “g” indica o que eles chamam de “galley”, que é onde os comissários trabalham e preparam os lanches de bordo.

Existe algum lugar que não é legal? Existem alguns onde se sofre menos. Caso você seja colocado na fileira “e” a situação não é das melhores, você acaba de conseguir a pior fileira de assentos do voo. Você passará a noite entre duas pessoas desconhecidas e passará grande parte da viagem disputando o descanso de braço. A única solução aqui é ter a sorte de estar entre um casal de conhecidos para que um deles tope trocar com você.

Mas para quem curte janela (cerca de nove em cada dez passageiros) tudo é muito simples de ser resolvido: você tem duas opções de assento, fileira “a” ou “k”, sinta-se à vontade.

E você, prefere janela ou corredor? Não me importo em ficar com a janela quando estou viajando acompanhado: aproveito para encostar na parede e sempre que dá estico as pernas, mas de maneira geral prefiro o corredor.

Nossa, corredor? Sim, corredor.

Existe um corredor que seja melhor do que o outro? Existe sim: o corredor de quem senta nas extremidades dos assentos do meio, ou seja, fileiras “d” e “f”. Pense comigo: viajando desacompanhado nas fileiras “c” e “h” você inevitavelmente deverá levantar para dar passagem para o desconhecido que estiver na janela, mas nas poltronas do meio o sujeito que se sentar na fileira “e” pode escolher incomodar o outro em vez de você.

Ah, mas eu ainda prefiro a janela! Que bom, porque quem senta na janela tem um poder de barganha violento, ela é uma valiosa moeda de troca.

Até porque eu sou um sujeito muito grande. Então você deve tentar as saídas de emergência e evitar a última fileira, nesse caso, a 39. As saídas de emergência possuem espaço extra para as pernas, mas a fileira 39, rente a parede, pode não reclinar.

Existem outros lugares que devo evitar? No geral, deve-se evitar sentar próximo as “galleys” e as asas do avião, onde o barulho é maior. Evite também a fileira que fica antes da saída de emergência em direção à cauda, onde as poltronas também não reclinam – porque se reclinassem atrapalhariam seu eventual uso, o mesmo motivo que faz da fileira de trás ter mais espaço para pernas do que as outras.

E se você é daquele tipo que morre de frio e nem moletom resolve, evite as saídas de emergência, onde o frio é maior.

Antes de contar com um voo vazio onde você terá mais de uma poltrona disponível, o mais importante é conhecer o seu vizinho ao lado: vai que é alguém bom de papo?, vai que você se apaixona loucamente?

Tenha um ótimo voo!

[adrotate banner=”54″]

13 comentários sobre “Como escolher o melhor assento em voos internacionais

  1. No parágrafo em que diz “[…]Em voos internacionais os assentos do corredor são chamados de “window seats” e, os do corredor, “aisle seats” (fala-se “aiou”). […]” Acredito que há um erro. Fica a dica! Ah e parabéns pelo site.

  2. Cara, acho que nunca “perdi tempo” comentando em sites e blogs, mas, pela qualidade, pelo conteúdo e pela forma deliciosa com que você escreve, torna-se quase uma “obrigação moral” te dar uma força.

    Parabéns (e, ao mesmo tempo, muito obrigado) pelo site. Conteúdo extremamente relevante e escrito de uma forma leve, que passa uma opinião firme, mas que ao mesmo tempo, respeita e até incentiva outros pontos de vista. Difícil encontrar sensatez assim.

    Acho que a sensação de quem entra aqui e lê uma (ou melhor, a primeira) meia dúzia dos seus posts e dicas, praticamente, é de já te conhecer como um amigo de longa data, ou então, de pensar “cara, como seria legal beber uma cerveja com esse maluco!”. Enfim, conheci seu site hoje e me tornei “fã”. O que vc faz, pra mim, realmente é quase um serviço de utilidade pública!

    Forte abraço, continue nessa e quando aparecer pelo Rio, se quiser, manda um email, que a primeira gelada é por minha conta!

  3. A vantagem de ficar ao centro do avião é que vc está localizado na região do CG da aeronave onde onde todas as forças atuantes se equilibram.

  4. Quanto a balançar mais ou menos, eu prefiro ficar mais ao centro do avião, ao menos sinto que naquela parte o avião costuma balançar menos, já que fica próximo ao centro dos eixos de rolagem.

  5. Fala, Thiago.

    Lembrei da minha última viagem agora! Na ida de fileira “A”; na volta, de fileira “F”. Tudo é mais tranquilo msm e dei sorte em sentar ao lado de pessoas que pelo menos conversavam um cado.
    As dicas que você deu são realmente boas, já minimiza o fato de não estarmos entre os primeirões e suas “camas reclináveis”. Rs!

    Abraço.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*