15 de agosto de 2022
Para onde vamos agora?

Como lidar com eletricidade em viagens: tomadas e voltagens

Atualizado em 3 de dezembro de 2017 por Thiago Khoury

Sou do time de quem morre de medo de tomar choque e nunca sabe ao certo se em BH as tomadas são 110 ou 220. Para mim, quando o pino entra no buraquinho da parede meu trabalho já foi feito, na pior das hipóteses a gente procura um adaptador, o importante é fazer o aparelho funcionar.

Pensei aqui comigo: será que todo elétrico é um eletrônico?

Não, nem todo elétrico é um eletrônico.

Os elétricos são aqueles que tem motor, que esquentam, que “se não desligar queima”. Quase todos tem dupla voltagem, mas na maior parte das vezes a troca é manual. Secadores de cabelo, ferros de passar e barbeadores são elétricos e geralmente somos nós que mudamos a chave do 110 para o 220.

Os eletrônicos possuem chip, circuitos internos, fazem menos barulho. Eles possuem múltiplas voltagens e geralmente a troca é automática, basta plugar. São smartphones, laptops, readers, câmeras e recarregadores de bateria.

Existem aparelhos, tanto elétricos quanto eletrônicos, que possuem uma única voltagem. Nesse caso você pode precisar de um transformador ou conversor de voltagem, mas, para isso, não tem solução: tem que ler as instruções.

E como que eu leio o rótulo de um eletroeletrônico?

Calma, eu também não sabia, aprendi agora:

Isso significa que é um aparelho com voltagem única de 100 volts. Sim, sei que aparece 120, mas é que esse intervalo entre 100 e 120 (ou 220 e 240) não significa se tratar de um aparelho de múltiplas voltagens: é um intervalo muito curto, não existe real diferença entre elas.

O Brasil não possui nenhum padrão de voltagem, muitos estados e algumas cidades variam entre 127 e 220. Uma forma de se guiar é imaginar que quanto mais para o norte maiores as chances da voltagem ser 220, mas o melhor a fazer é buscar as informações na internet.

Esse já é uma aparelho de múltiplas voltagens, ele tem um intervalo entre 100 e 240, ou seja, aceita qualquer voltagem entre esses dois extremos. Quando isso acontece ambos os números aparecem separados por um hífen para representar o intervalo entre eles.

Quando se trata de um aparelho de dupla voltagem os números aparecem com uma barra entre eles, como em 120/240V. Isso não representa um intervalo, pelo contrário: ou 110, ou 220.

Qual a diferença entre adaptador, conversor e transformador de energia?

Conversor e transformador de energia são semelhantes, servem para o mesmo fim: aparelhos para acelerar quem é 110 e será usado em 220 ou frear quem é 220 e será usado em 110 – a diferença está no tipo de gadget em que será usado: transformadores servem para eletrônicos, conversores servem para elétricos.

Uma coisa é o aparelho usado para adaptar a energia, outra são aqueles pequenos adaptadores de tomada, que existem porque países diferentes possuem tomadas diferentes – ou seja, um laptop comprado nos Estados Unidos precisa de um adaptador para ser plugado nas tomadas brasileiras, mas não precisa de um transformador.

Tudo bem, resumindo então: o que preciso antes de viajar?

Primeiro você precisa saber qual a voltagem dos seus aparelhos e qual a voltagem do país para onde você irá. Os eletrônicos geralmente funcionam tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos no que diz respeito a voltagem.

Depois, descubra se o plug do seu aparelho irá entrar no padrão vigente de tomadas do país de destino: meu laptop possui pino chato, por isso preciso de adaptadores de tomada no Brasil, mas não preciso de adaptadores de tomada nos Estados Unidos.

Para responder a ambas as perguntas você pode acessar electricaloutlet.org e checar uma lista com informações e imagens de provavelmente todos os países do mundo!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar? Veja a lista com todos os hotéis que já conheci na página "dicas de hospedagem" e faça a sua escolha!

  Já contratou seguro de viagem? Seguro é essencial, principalmente em tempos de Covid! O comparador Seguros Promo oferece pelo menos 10% de desconto para leitores do blog e ainda parcela no cartão!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada de verdade - e através do nosso link você leva pelo menos 15% de desconto!

  Para alugar carro no Brasil e no exterior pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez na Rentcars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português!

Previous Article

Mapas amassáveis – como ninguém pensou nisso antes?

Next Article

Compare trechos de trem, ônibus e avião na Europa

You might be interested in …

3 Comentários

  1. Isso me lembra quando tive que comprar um adaptador em NY, perto do hostel, no meio da noite. Toda loja que eu entrava me diziam que tinha acabado. Só fui achar depois de muitos minutos e alguns quarteirões depois…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*