37 coisas surpreendentes que aprendi sobre a Austrália

Atualizado em

Nessa minha primeira viagem eu passei quase trinta dias explorando lugares lindos e colecionando curiosidades sobre a Austrália. Que país incrível (e estranho, e curioso!).

O legal é que nada disso é ruim, pelo contrário: a Austrália é um continente por si só, com gente, lugares e costumes muito próprios. Quem chega ali minimamente atento se surpreende com novidades muito inusitadas o tempo todo!

Antes de começar a falar sobre as curiosidades que me chamaram atenção na Austrália, vou deixar aqui alguns posts essenciais para quem está programando uma viagem para lá:

Minhas primeiras impressões sobre Sydney

+ Minhas primeiras impressões sobre Melbourne

+ Onde ficar em Sydney: dica de apartamento

+ Onde ficar em Melbourne: dica de apartamento

Qual o melhor seguro de viagem para Austrália?

37 curiosidades sobre a Austrália

1. Que país grande! É por isso que as pessoas perguntam o que pretendemos fazer sempre que alguém pede dicas do que conhecer. Com suas delimitações ocupando toda a região continental da Oceania, esse é o sexto maior país do mundo e, de quebra, a ilha com as maiores dimensões: um lugar que consegue ser banhado por três oceanos e assim ter algumas das praias mais bonitas (e frias) do mundo.

2. Mundo habitado por cangurus, coalas e diabos da Tasmânia – o triste é que um segundo de distração pode causar acidentes inimagináveis em algumas das estradas mais bonitas do mundo, principalmente no fim da tarde, quando os cangurus saem para se alimentar (e isso é muito mais comum do que você imagina).

Curiosidades sobre a Austrália: Taronga Zoo

Sem entender muito bem o motivo de tanta máquina apontada para ele…

3. Para dar fim a briga marrenta entre Melbourne e Sydney, em 1908 foi decidido que a capital do país seria criada do zero por uma dupla de designers americanos em uma área completamente plana e ampla: foi assim que nasceu Canberra, mas diferente do que eu imaginava, a pronuncia correta é “quen-bra”.

4. Falando em pronuncia, sempre li a palavra “aussie” mas só agora passei a pronunciá-la da forma correta, “ozzy”, como o cantor, e não “oh-ssie”, como eu imaginava. Só de imaginar quantas vezes falei bobagem sem que ninguém me corrigisse…

5. O inglês australiano compartilha daquela pompa britânica, mas tem um gingado quase carioca com suas expressões completamente estranhas para quem nunca viveu ali: em alguns momentos a gente não tem a menor ideia do que acabou de ouvir, como I bought new thongs, thanks heaps for your help mate! Hooroo, see you in the city! *

Caminhada entre Coogee Beach e Bondi Beach

Coastal Walk: caminhando entre as praias Coogee a Bondi

6. Lembre-se: na dúvida, mande um cheers! entusiasmado junto com o seu melhor sorriso e peça mais um chope. Geralmente é assim que eles se entendem.

7. Você também pode pedir uma Frozen Coke (coisa que não fiz por princípios), a famosa raspadinha de refrigerante que é tão popular quanto o seu formato tradicional e líquido.

8. Também não acreditei quando descobri que McDonald’s é Macca’s, um apelido tão forte que obrigou a marca a abraçá-lo: apesar de continuarem usando a logo com a palavra McDonald’s, ao dizer o nome eles dão preferência ao apelido, mesmo que em propagandas e outras peças publicitárias.

9. Inusitado mesmo é ver que Burger King é Hungry Jack’s: quando eles chegaram na Austrália logo descobriram que uma lanchonete local tinha os direitos sobre esse nome, por isso decidiram usar uma outra marca da qual eles já possuíam a patente em outros países de língua inglesa – nascia assim o Hungry Jack’s, com o mesmo cardápio base mundial.

Curiosidades sobre a Austrália: Burger King é Hungry Jack

Curiosidades sobre a Austrália: McDonald's é Macca's

Hungry Jack’s e Macca’s de Surfers Paradise, Gold Coast

10. É estranho imaginar um país com uma economia tão bem estabelecida cobrar adicional de quem paga com cartão de crédito. Isso não acontece sempre, geralmente restaurantes e lojas não cobram nenhum acréscimo, mas para compras on-line e de setores ligados ao turismo (como hospedagem e transporte) a cobrança gira entorno de 1,5% do valor total da compra.

11. Os animais são lindos, mas com ressalva: você já ouviu falar das pragas australianas? Jogue no Google você também: o possum é urbano e se esconde em lixeiras, mas as raposas voadas (morcegos com quase dois metros de envergadura) podem ser vistas em florestas e acampamentos.

12. Que povo simpático! Posso ter tido sorte, mas acredito que minha experiência corresponde a realidade: o australiano é solícito, educado e paciente, e errar não é nenhum crime, seja no transporte público ou na imigração.

Queen Victoria Market em Melbourne

Dia de feira em Melbourne

13. Que povo é bonito! Não que eu vá me aprofundar aos detalhes, até porque quero falar sobre algo que até então eu não sabia: aquilo que senti nas ruas na verdade é o reflexo de uma série de valores compartilhados que são conhecidos por representarem o australian way of life, que é defendido publicamente pelo governo:

a. o respeito pela igualdade de valor, dignidade e liberdade do indivíduo,

b. liberdade de expressão e de livre associação, liberdade de religião em um governo laico,

c. apoio à democracia parlamentar e ao estado de direito, igualdade perante a lei,

d. igualdade entre homens e mulheres, a igualdade de oportunidades,

e. tranquilidade.

Imagina que incrível viver em uma lugar onde a “tranquilidade” é algo que define um povo, além de ser uma qualidade reconhecida pelo governo?

14. Desculpa, mas precisamos falar mais sobre isso: a sociedade australiana é egalitarian, ela preza pela igualdade. Nesse mesmo documento o governo demonstra preocupação com a desvantagem social, principalmente quando a divergência é oriunda de qualquer tipo de descompasso social: de acordo com eles, todos devem compartilhar das mesmas ferramentas para “conquistar os seus sonhos e atingir os seus objetivos”.

15. Quanto a religiosidade, parece ser como no Brasil: a maioria esmagadora é católica, mas aquele tipo de católico que só frequenta missa de sétimo dia, batismo de parente próximo e colação de formatura.

Manly em Sydney

Essa simpática igreja anglicana a caminho da praia em Manly

16. Parece que a gastronomia australiana é muito abrangente, até mesmo pela enorme influência europeia, mas eles não tem nenhum prato típico nacional, apesar do frango à parmegiana ser bem popular. O vinho é delicioso e cabe em todo tipo de bolso. Eles comem carne de crocodilo e canguru em eventos culturais, mas diferente do que eu imaginava comer um símbolo nacional não pega nada bem.

17. Sim, comer canguru é gostoso, mas a carne é um pouco mais chicletes do que eu imagina. E diferente do que eu esperava é uma carne magra, com pouquíssima gordura.

18. Esquece isso de que australiano vive no deserto: três quartos deles vivem na cidade e tem vida cosmopolita, a diferença é que 80% da população vive a menos de 100 km da costa, fazendo das cidades praianas os grandes centros urbanos do país.

Chegando em Melbourne

Chegando do aeroporto de Melbourne, com a cidade no fim da estrada

19. CBD, que é a sigla para Central Business District, é como os australianos chamam o centro cultural e financeiro das grandes cidades, o que os americanos conhecem como downtown. E mesmo que o turismo e o governo usem a sigla, é mais comum ouvir australianos dizerem “city”. Os maiores CBDs da Austrália são os de Sydney, Melbourne e Brisbane, respectivamente.

CBD de Sydney

CBD de Sydney

20. Australianos são informais, raramente investem em roupas que cobram pela etiqueta. Provavelmente isso é respingo de cultura praiana, porque nos subúrbios mais elegantes de Melbourne vi pela primeira vez um pessoal que me fez pensar “eles não parecem australianos”.

21. Australianos também são informais ao se cumprimentar: não existe hello, how are you?, que é predominantemente substituído por day mate ou cheers. E lembre-se: sempre pelo primeiro nome, raramente pelo último.

Coogee Beach em Sydney

Clima carioca no ar, mas se liga nas placas: elas sempre querem dizer algo

22. Esporte é uma coisa assustadoramente local e divergente: em Sidney as pessoas gostam de mar, mas em Melbourne é impressionante a força do footy, o futebol australiano que lembra rugby, mas não é. Só em Melbourne existem nada mais nada menos do que dez times confederados.

Main Beach em Gold Coast

Faça sol ou faça chuva: Main Beach em Gold Coast

23. O churrasco é culturalmente forte por lá, mas é churrasco americano, não é churrasco gaúcho: e o legal é que muito dos barbies, ou barbecues, são feitos nas praias em churrasqueiras compartilhadas. Esses encontros informais são chamados de byo, ou bring your own.

24. De acordo com uma pesquisa, 88% da população australiana compareceu a pelo menos um evento cultural no último ano, e isso inclui teatros, recitais e óperas. Parece que Melbourne é estatisticamente a mais cultural, mas a impressão que tive é que Sydney tem mais eventos, muitas vezes simultâneos.

Churrasqueiras em Bronte Beach, Sydney

Churrasqueiras em Bronte Beach, Sydney

25. Foi incrível pegar em uma nota de 50 dólares australianos pela primeira vez: quem estampa a parte da frente é o aborígene David Unaipon, um nativo australiano com dezenas de patentes que revolucionaram a engenharia. E o mais interessante: a rainha aparece apenas na nota de cinco, ou seja, é a ciência sambando na cara da política!

26. E como se isso já não bastasse, quem estampa a parte de trás da maior nota impressa, de cem dólares, é Edith Cowan, uma das maiores sopranos de todos os tempos e a primeira musicista australiana a ser exportada para todo o mundo.

Curiosidades sobre a Austrália

Um dinheiro lindo que rasga fácil, mas pode ser molhado o quanto for – o que vem a calhar em um lugar onde as pessoas vão muito a praia. Foto por lodolce. Todos os direitos reservados.

27. Como falei em rainha, para quem como eu não entende muito bem, a Austrália é uma monarquia constitucional, também chamada de parlamentarista, ou seja, eles possuem uma rainha, que é diretamente representada pelo Governador-Geral australiano, mas no fim do dia o que vale mesmo é o que manda a constituição vigente.

28. Para minha surpresa, gambling é um problema sério no país, que tem uma das maiores taxas de adesão popular aos jogos de cassino: o povo australiano é o que mais perde dinheiro com cartas, roletas e slot machines, não como nação, mas com um assustador índice de perda per capita.

Curiosidades sobre a Austrália: Crown Casino em Melbourne

Crown, o maior cassino de Melbourne

29. Quer ficar ainda mais surpreso? Completamente diferente do que vi nas ruas e praias, o australiano é o povo mais obeso do mundo, com uma taxa de sobrepeso gigante e obesidade mórbida superior a 26% da população – mas você dificilmente irá notar isso nas ruas.

30. O povo geralmente é bem direto, lembram os americanos, mas são irônicos como os ingleses. O que percebi é que é uma ironia que ri de si mesmo, muitas vezes autodepreciativa.

31. Melbourne é a única cidade do mundo a ganhar sete vezes consecutivas como o melhor lugar para se crescer e viver, e olha que ela divide o top ten com outras três cidades australianas, incluindo Sydney.

Mailing Road de Canterbury, Melbourne

Toda a tranquilidade da Mailing Road de Canterbury, Melbourne

32. Infelizmente a tv australiana foi tomada pela tv americana, muitas vezes a gente não consegue destingir produção nacional e importada, até porque os programas com maior audiência são versões australianas dos realities americanos.

33. O que salva são os poucos programas australianos de culinária, que são febre no país, e vem acompanhados de uma esmagadora programação de realities culinários na sequência.

34. Sabe essas botas UGG que as brasileiras adoram e compram aos montes nos Estados Unidos? Então, na Austrália a gente encontra uma loja em cada esquina e, o que eu não sabia, elas são odiadas pelos locais, tanto por motivos estéticos quanto políticos, lembra a relação dos americanos com as suas Crocs.

Curiosidades sobre a Austrália

Foto por Chris John Beckett. Todos os direitos reservados.

35. É invejável a segurança pública australiana: segurança no transporte, ruas, praias e centros urbanos. Em um país onde a proporção de homicídios é de um caso para cada 100 mil habitantes, três meses depois do acontecido ainda era discutido em horário nobre o caso do homem que foi assassinado em Sydney com um único soco fatal, na nuca, na virada do ano passado.

36. O governo estadual precisou de exatamente 55 dias para dialogar, criar e sancionar a lei que restringe o consumo e venda de bebida alcoólica na maior parte de Sydney: conhecida como one-punch, a lei entrou em vigor no dia 24 de fevereiro e imediatamente cancelou todos os novos pedidos de concessão para venda de bebida alcoólica pelos próximos dois anos. Com a nova lei em vigor, fica disponível transporte gratuito entre Kings Cross e o CBD nas madrugadas de sexta e sábado, com policiais fardados e a paisana para garantir a segurança de turistas e locais.

Curiosidades sobre a Austrália: Sydney Opera House

Foi só mostrar a câmera para fazer novos amigos na Opera House de Sydney

37. O mais legal é que os australianos se identificam com o estereótipo divulgado pelo governo: em uma pesquisa de 2008, 80% do povo acredita naqueles valores que discutimos lá em cima; quem nasce na Austrália acredita ter os pés no chão, acredita em lealdade e multiculturalidade. E são modestos: de acordo com eles, escolaridade e sucesso profissional não aparecem como qualidades capazes de destacá-los entre os demais.

Tudo bem, 37 já é um número grande. E você, o que te surpreendeu na Austrália?

* Em português, “eu comprei novos chinelos, muito obrigado pela sua ajuda, amigo! Tchau, te vejo no CDB!”

+ Onde ficar em Sydney? Dicas de hospedagem em Sydney

+ Onde ficar em Melbourne? Dicas de hospedagem em Melbourne

+ Onde ficar em Gold Coast? Dicas de hospedagem em Gold Coast

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular com internet ilimitada - e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Austrália pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e minhas dicas no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'37 coisas surpreendentes que aprendi sobre a Austrália' têm 17 comentários

  1. 18 de julho de 2018 @ 10:20 Patrick Jean Divorne

    Olá Thiago,
    Sim muitas coisas surpreendentes, mas fiquei surpreso de não ter encontrado algum comentário sobre um produto gastronômico típico Australiano, o Vegemite !
    Para quem conhece o Vegemite, agora tem no Brasil um similar com o nome de Cenovit, um extrato de levedura.
    Além de passar no pão, que só os habituados conseguem fazer isto ! … é também muito usado como tempero no cozinha porque além de dar um sabor diferenciado, o Cenovit realça os sabores, tendo o efeito “umami”.
    Um abraço, Patrick.

    Responder

  2. 23 de outubro de 2015 @ 7:28 Camilla

    oi Thiago! Tudo bom? Estou fazendo uma viagem de volta ao mundo e dei uma paradinha na Australia…estou há 4 semanas em Melbourne fazendo um curso e semana que vem tenho livre para passear, daí procurando na net algumas dicas da cidade, cheguei no seu blog. Muito legal, parabéns.
    Adorei este post, concordo plenamente. Achei muito interessante o que você colocou no número 35. Hoje estava vendo o noticiário e estava passando o caso de um assassinato de uma mãe e uma criança, como não estava entendendo direito, fui ver na internet o caso. Enfim, elas foram assassinadas em 2008 (!!!) e o corpo da mãe foi achado em 2010 e o da menina começo deste ano, e eles estão investigando ainda, aparece várias vezes no noticiário e tal. É meio chocante para nos brasileiros, que acontece cada crime terrível e dois dias depois ninguém mais lembra,não se fala do culpado, da pena…
    Eu escrevi um post com algumas impressões da Austrália também, está aqui oh: http://www.asaseraizes.com.br/2015/10/12/20-dias-de-australia-e-as-primeiras-percepcoes/
    Abs
    Camilla

    Responder

    • 29 de outubro de 2015 @ 19:55 Thiago Khoury

      Que legal Camilla! E que coisa fora da nossa realidade, não é? Eu acabei de chegar de Melbourne, estou voltando do aeroporto agora :)

      Responder

  3. 30 de julho de 2014 @ 20:29 Marcos Borges

    Item 22)
    Existem tantos clubes confederados no estado de Victoria, por que a liga (chamada de AFL) começou como VFL (Victoria Football League) e depois da adesão de times de Sydney, Brisbane, Perth e Adelaide (não sei a ordem), não tinha mais sentido ser VFL e aí virou AFL (Australian Football League). Por isso há tantos clubes de Victoria.

    Responder

  4. 4 de abril de 2014 @ 2:17 Erica

    Melhor lugar do mundo… Morei na Austrália por 2 anos e concordo com tudo que você disse!! Lendo seu post me bateu uma saudade… quem volta sempre fica com pensamento de voltar um dia!
    Quem ainda não conheceu, conheça!!!! Vale muito a pena!!!

    Responder

  5. 19 de março de 2014 @ 21:43 Cida Soares

    Muito bom Thiago, seu post pegou tudo muito bem. Conseguiu ir no restaurante onde a minha filha trabalha?

    Responder

    • 1 de abril de 2014 @ 17:00 Thiago Khoury

      Oi Cida, achei que já tinha respondido seu comentário, desculpa. Infelizmente não! :( Minha passada por Melbourne foi corrida, fiquei mais nos subúrbios. Mas já já eu faço isso e ainda tiro uma foto com ela pra você!

      Responder

  6. 19 de março de 2014 @ 10:46 Paula

    Voltei!!
    comentando sobre tudo que tinha aprendido aqui, com um antigo morador de gold, fiquei sabendo que lá eles também não tem costume de escovar os dentes após o almoço – e que na própria embalagem da pasta de dente o uso é recomendado ”2x ao dia”.

    eca!!

    Responder

  7. 19 de março de 2014 @ 8:28 Giulya

    Ótimo post! Morei em Perth por mais de um ano e só tenho elogios ao povo Australiano. Um povo bem educado, receptivo, que sabe conservar a natureza bonita que eles têm. O que me surpreendeu muito por lá foi o incentivo ao consumo dos produtos locais, os australianos com os quais morei sempre que iam ao supermercado davam preferência aos produtos feitos na Austrália, mesmo que eles fossem mais caros. Em relação às UGG boots, não senti que os australianos não gostam delas em Perth. Pelo contrário, na época de frio muita gente usa por lá, só que, de novo, eles sempre verificam a procedência, pois tem algumas UGG que já não são mais fabricadas na Austrália. Ah, e a carne de canguru quando bem cozinhada não fica chicletenta, fica bem macia, uma delícia!

    Responder

  8. 18 de março de 2014 @ 22:33 Silvia

    Adorei a listinha de curiosidades, que me deixou com vontade de correr pra lá! :)
    A obesidade mórdida me surpreendeu tb.
    Eu tb falava Aussie errado, como imaginar? haha

    Responder

  9. 18 de março de 2014 @ 21:15 Elis

    Lá vai mais um lugar pra minha “pequena” listinha de lugares para conhecer! Esse país parece ser mesmo magnífico!
    E como sempre, um post com muita informação útil e que não se acha em qualquer lugar. Toda vez que vou fazer uma viagem dou uma passada aqui para me informar
    Parabéns

    Responder

  10. 18 de março de 2014 @ 17:26 Eduardo

    Podia ser mais perto né? ou então a passagem ser mais barata um pouco :D

    Responder

  11. 18 de março de 2014 @ 17:10 Paula

    que post incrivel! super rico de coisas q eu não sabia..
    a parte do ”ozzy” me deixou surpresa mas a parte da obesidade caiu meu queixo

    adorei!! já posso ir pra lá pq to por dentro de tudo!!
    parabéns

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost