Minhas primeiras impressões sobre Sydney, Austrália

Atualizado em

Vim falar um pouquinho sobre minhas primeiras impressões sobre Sydney e como uma cidade conseguiu fazer com que eu me apaixonasse por um país inteiro!

É engraçado falar, mas um amigo me perguntou como estava a viagem e eu (como namorado em início de namoro) respondi deslumbrado que estava apaixonado: pela vida, pelo sol, pelo mar!…

Mas é assim mesmo, Sydney te deixa embasbacado. E é ainda pior quando se é pego de surpresa: eu não esperava gostar tanto de um lugar que até então nunca tinha me despertado interesse algum.

Leia mais para saber o basicão de Sydney:

Roteiro a pé pelo centro de Sydney

Qual o melhor seguro de viagem para Austrália?

Primeiras impressões de Sydney, Austrália

Sydney não é a capital da Austrália, mas eu entendo quem imagina que seja: com mais de 5 milhões de habitantes, Sydney parece mesmo o umbigo dessa parte do mundo.

A capital da Austrália é Canberra, a quase 300 km de distância, mas Sydney é a maior, mais densa e mais “interligada” cidade da Oceania. É por Sydney que geralmente começa qualquer nova aventura pelas bandas de cá.

Sempre achei esse contraste super convidativo: Sydney é movimentada como uma metrópole e paradisíaca como uma cidade litorânea. Tem como não gostar de um lugar assim?

O que esperar de Sydney?

Sydney é um dos lugares mais bonitos que já conheci. Essa mistura de cidade grande com paraíso converteu um desinteressado logo no primeiro dia: não sou um apaixonado por praia, mas desde semana passada não consigo ficar sem!

Juro, eu não esperava por isso: conheci primeiro aquela loucura que é o centro da maior cidade do país, depois conheci a primeira praia e me apaixonei antes de descer do ônibus – Coogee é incrível, e ela está longe de ser a minha preferida.

Quase todas as praias são ligadas por caminhos incríveis que te incentivam a ir cada vez mais longe: quando a gente menos espera foram mais de duas horas de caminhada e mais de cinco praias pelo caminho.

Primeiras impressões de Sydney

Primeiras impressões de Sydney: minha primeira foto caminhando por Potts Point

Como é o transporte público de Sydney

Extremamente útil e funcional, mas complicado para marinheiros de primeira viagem. Juro que darei o meu máximo para ajudá-los a não cometer os mesmos erros que eu, mas ainda assim em algum momento você provavelmente irá jogar dinheiro fora ou ficar trancado na saída de uma estação por não ter pago a tarifa correta.

O legal é que existem dezenas de funcionários extremamente educados e dispostos a liberar a catraca para turistas desavisados.

Todos os trens que peguei eram da nova frota, que foi recentemente atualizada. Os ônibus são funcionais e nunca lotam: por lei apenas 15 ou 20 pessoas podem ficar de pé. Para saber quando o próximo irá chegar basta mandar um sms que a resposta vem pelo celular.

O que geralmente fazemos é um mix de todos eles que podem ou não ser interligados, depende do quanto pretendemos gastar ou o quão rápido chegar.

Os gastos não são nada moderados: andar de trem, ônibus e ferry em Sydney é caro, mas esse é o preço que se pega para atravessar a cidade em segurança, conforto e, o melhor, sem trânsito.

Como usar transporte público em Sydney

É difícil dirigir na Austrália?

St Mary's Cathedral em Sydney

St Mary's Cathedral em Sydney

Duas noivas de mundos completamente diferentes se casando a menos de 200 metros de distância

Sydney é uma cidade segura?

Morro de inveja desses países evoluídos onde as pessoas caminham pelas ruas como se estivessem em estacionamentos de shoppings.

Caminhei tarde da noite por ruas completamente desertas e por bairros bem distantes do centro sem me sentir ameaçado em momento algum, e todos próximos a mim usavam os seus celulares sem nenhum receio aparente.

Um amigo australiano me contou sua opinião sobre a relação dos brasileiros com a tecnologia: de acordo com ele os australianos vivem focados em seus celulares e por isso tendem a se trombar ou são atropelados, mas de acordo com ele brasileiros não eram assim – sim, são sim!

O problema é que no Brasil somos todos vacinados e sabemos o quanto é perigoso usar o celular em público.

Comer, beber e se divertir em Sydney

Beber é tão caro que a gente sente aquela vontade louca de permanecer sóbrio a maior parte do tempo. E nada de caminhar embriagado ou carregar uma bebida que não esteja lacrada: você pode ser detido ou multado, apesar de que turistas provavelmente receberiam apenas uma advertência.

Com a comida não tive muita sorte, não lembro de nenhuma experiência incrível que me faça escrever sobre isso. Lembro quando perguntei para um local onde ele levaria a esposa para comemorar uma conquista no emprego e ele me sugeriu um lugar tão comum que nem vale escrever sobre.

Os preços são salgados por pratos que seriam baratos nos Estados Unidos e ainda mais baratos na Europa, além de não ter aquela atenção que esperamos de um lugar que cobra 30 dólares pela massa com camarão – que vem com cabeça, casca e por pouco conseguiria fugir nadando.

Primeiras impressões de Sydney: Harbour Bridge

Primeiras impressões de Sydney: essa foi a primeira vez que vi a Harbour Bridge…

O que esperar de Sydney: turismo

Turistas são bem-vindos e muito bem recebidos em Sydney.

Não perca muito tempo procurando atrações que cobrem pela entrada: o que você foi fazer ali foi ver algumas das praias mais incríveis do mundo!

Claro que não conheço todas as praias de Sydney, mas sou um namorado deslumbrado em início de namoro, lembra? De qualquer forma, lembre-se: mesmo que a cidade ofereça museus incríveis e algumas atrações que devem ser realmente muito boas (não que eu tenha conhecido alguma), o que viemos ver ali está em Manly, Coogee, Bondi e todas as outras praias que aparecem quando menos se espera.

É fácil se localizar e nenhuma caminhada em ritmo moderado leva mais de 30 minutos no centro de Sydney, mesmo que você atravesse todo ele de ponta a ponta.

Para chegar nas praias você precisará de carro ou transporte público, mas com o mínimo de pesquisa você não tem dificuldade alguma.

Primeiras impressões de Sydney: Harbour Bridge

… e essa foi a vez inesquecível

Sydney é uma cidade cara?

Sim, Sydney é uma cidade cara, aliás, é a terceira mais cara do mundo – a verdade é que a Austrália é o país mais caro em que já estive.

Quando digo que um país é caro levo em consideração a acomodação, uma refeição simples, o transporte público e a gorjeta – e tudo isso é extremamente caro por aqui, exceto pela gorjeta que é inexistente.

Imaginei uma viagem com gastos médios de 100 dólares/dia, mas quando descobri que minha onda é praia tem sobrado um bom dinheiro no fim do dia, principalmente depois que desisti de perguntar onde as pessoas comemoram os seus aumentos.

Onde ficar em Sydney?

Antes de se hospedar em Sydney vale pesquisar e investir mais do que o mínimo para não se arrepender depois.

Procurar hotel em Sydney é complicado, até tenho algumas dicas para dar, mas adianto desde já o que percebi bem cedo: como marinheiro de primeira viagem gostei de ter ficado nos arredores do centro, mas isso não impede que eu escolha uma das praias na próxima viagem.

Ah, outra: procure pelos apartamentos. Apartamentos são práticos e tem preços mais acessíveis quando comparado com as redes hoteleiras mais famosas.

Uma diária de 160 dólares em uma região disputada já é uma grande conquista.

Um ótimo lugar para se hospedar em Sydney

Sydney-CBD-119-NSW-Food-&-Festival

Primeiras impressões de Sydney: comer camarão no parque, quem nunca?

O que esperar de Sydney: os locais

Os locais são incríveis, mas é injusto eles concentrarem tanta beleza: mulheres, vocês irão se sentir gordas, homens, vocês também.

Sydneysiders são jovens, bonitos e saudáveis (a última vez que fui assim eu estava no primeiro período da faculdade). Esse é um país onde as pessoas levam a saúde a sério, e além disso são solícitos, pacientes e simpáticos.

Os homens bebem muito (o que me leva a crer que são todos muito ricos, porque eu definitivamente não tenho carteira para acompanhá-los) e podem ficar inconvenientes no fim da noite, principalmente quando andam em bando, mas, tirando isso, sou todo amores por essa gente linda e simpática.

Sydney-CBD-82-Westfield-e-Pitt

Primeiras impressões de Sydney: sydneysiders

E o que vem pela frente

Já coloquei dezenas de posts no forno, e você irá notar o quanto gostei daqui em cada um deles.

Estou publicando esse primeirão da varanda de um quarto de frente para o mar de Surfers Paradise, mas não tiro Sydney da cabeça: também acho que Deus seja brasileiro, mas tenho certeza que foi em Sydney que ele descansou no sétimo dia.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Sydney? Fiz três listas com as melhores opções de onde ficar nos arredores de Darling Harbour, Bondi Beach e Kings Cross. Eu fiquei no Regents Court de Kings Cross e recomendo!

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Austrália pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e minhas dicas no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Minhas primeiras impressões sobre Sydney, Austrália' tem 1 comentário

  1. 2 de março de 2014 @ 19:18 Carol Guelber

    Adorei, Thiago! Eu também não pensava na Austrália, até este ano e espero visitar este país ano que vem. Vou acompanhar os posts e com certeza, eles me darão mais água na boca! Beijos

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost