13 de agosto de 2022
Para onde vamos agora?

Um pouquinho de 2012 para cá, um punhadinho de 2013 para lá…

Atualizado em 22 de agosto de 2018 por Thiago Khoury

Minha receita é sempre essa: um pouquinho do que foi bom com um punhadinho do que ainda vai ser. O que não é legal a gente despacha e recicla!

Em 2012 foi uma fornada inteira de boas novidades, começando em março, quando viajei com a Trident para Florianópolis.

Na verdade eu deveria ter viajado com a Trident por todo o litoral brasileiro, o que não rolou, me deixou depressivo e ainda me fez perder os óculos que eu mais gostava no metrô do Rio. O legal é ter o dom de tirar sempre uma boa lição, e se tem uma coisa que aprendi com tudo isso é que nós nunca devemos pegar a linha vermelha às seis da tarde.

Profissional do Verão P12 Jurerê Internacional

Profissionais do Verão em Jurerê

Não fui Profissional do Verão, mas fui estagiário. Conheci o Marcel que mandou super bem no cargo e a gente ainda tirou onda na P12 de Jurerê Internacional!

Outra que adorei e nem pintou por aqui porque emendei uma viagem na outra: o pessoal da Globo me convidou para conversar sobre o lançamento de Salve Jorge, lá no Rio.

O blogueiro estava insuportável durante o passeio pela Central Globo de Produção, também conhecida como Projac. Pedi tanto para conhecer o lixão do Nilo que acho que nunca mais me deixam voltar ali.

E ainda almocei no lendário bandejão da Globo. Foi como ganhar o Big Brother, mas sem levar o prêmio: passei pelas ilhas dizendo “quero isso, aquilo e um pouquinho daquilo ali também”, aliás, quando ouvi uma atriz perguntando se o spaghetti tinha glúten, troquei de prato e perguntei até pelo sódio do alface.

Conhecer o Projac é como passear sozinho pela Europa: o segredo é se misturar aos locais.

Depois de Avenida Brasil achei que não ia assistir outra novela tão cedo, mas já estou na fila de quem tenta salvar Jorge: voltei fã de Glória Perez e fã daquele mundo que a Globo construiu em Jacarepaguá. Não conheci o lixão, mas conheci o Alemão e Istambul em uma mesma viagem.

Não dá para não falar da viagem mais surpreendente do ano: e eu que fui convidado a mudar de opinião sobre Paris? E mudei. Paris é fantástica, mas a França foi a melhor surpresa do ano: me apaixonei pelo país, viajei de carro por Camargue e descobri que o que não falta é lugar para rodar ali.

Não posso falar muito de Montpellier porque a cidade ainda não pintou por aqui, mas foi ousadia e alegria, do início ao fim. Foram três dias em uma cidade tão francesa, e tão diferente de Paris, que o efeito rebote foi um desejo incontrolável de rodar por toda a França!

Em 2013 muitas outras viagens irão acontecer. Começo logo mais no dia 26, emendando ano novo com a família e viagem para o Chile e depois Orlando.

Salve Jorge que depois do dia 21, agora, o mundo continue como sempre: rodando!

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar? Veja a lista com todos os hotéis que já conheci na página "dicas de hospedagem" e faça a sua escolha!

  Já contratou seguro de viagem? Seguro é essencial, principalmente em tempos de Covid! O comparador Seguros Promo oferece pelo menos 10% de desconto para leitores do blog e ainda parcela no cartão!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada de verdade - e através do nosso link você leva pelo menos 15% de desconto!

  Para alugar carro no Brasil e no exterior pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez na Rentcars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português!

Previous Article

Se liga: o Facebook pode não estar mostrando tudo para você

Next Article

Eventos e comemorações especiais nos parques de Orlando

You might be interested in …

61 Comentários

  1. Oi Thiago, tudo bem?
    Quando você lançou a promoção (e eu fiquei triste porque não havia participado inicialmente pois havia perdido o prazo) e o requisito era colocar a matéria com a dica que mais o leitor havia gostado, minha reação foi imediata: Moleza! É a das “7 coisas que aprendi sobre Paris!”
    https://www.rodei.com.br/2012/08/23/7-coisas-que-aprendi-sobre-paris/#ler

    Já acompanho seu blog há um bom tempo, e digo que esta foi a mais bacana pra mim porque eu fiz uma trip em agosto para alguns paises da Europa, e o meu ânimo maior era conhecer Londres. Foi espantosa a semelhança das suas considerações com a minha percepção de Paris, e um dos trechos q mais me identifiquei foi este:
    “Sei que mesmo que aos meus olhos Paris possa não ser essa cidade luz onde todos se apaixonam, reconheço que ela tem, sim, a sua carga de “boreaugodot”*

    Fui a Paris por tabela, porque tinha ido pra Londres, decidi já estando lá. Não tinha uma vontade enooorme de conhecer, mas acontece que hoje, de fato me encantei. E concordo com tudo o q você sagazmente colocou lá, principalmente desmistificando muitas dessas bobagens que a gente pensa dos franceses (que eles não falam francês, que turista é mal recebido, etc…), mas o que posso dizer de Paris hoje para mim é que: ela foi uma das minhas últimas escolhas para o roteiro, e é ai que mora minha maior surpresa – Paris é assim, única.

    Super abraço, Thiago!
    E sucesso nas andanças!

  2. A dica mais valiosa para mim foi a de 3 dias e Paris. Em abril vou dar uma escapadinha até lá e seguirei o roteiro passo a passo! Esses guias seriam um bom presente de natal para me orientar ainda mais!

  3. Gostei muito do “7 coisas que aprendi sobre Paris”
    Me identifiquei muito com esse post, também conheci Paris depois de Londres e Amsterdã. Parece que não tava na hora de visitar Paris, ainda mais que cheguei lá em um feriado europeu, e a cidade estava lotada, o que prejudicou muito minha experiencia por lá. Além de ter perdido o guia que eu tinha comprado sobre a cidade, assim segui um roteiro de um francês que conheci por lá, mas como fiquei poucos dias, apenas 3, não tive tempo para conhecer nem metade do que ele havia indicado. Mas da parte que conheci, concordo com tudo que você diz. A cidade é linda e romântica e a gastronomia é impressionante, mas meu Deus como é caro comer bem por lá.

    E concordo com você, acho que a cidade merece sua segunda chance, dessa vez quero começar por lá e visitar outras cidades francesas antes de seguir viagem.

    https://www.rodei.com.br/2012/08/23/7-coisas-que-aprendi-sobre-paris/#ler

  4. https://www.rodei.com.br/2012/08/23/7-coisas-que-aprendi-sobre-paris/#ler

    “7 coisas que aprendi sobre Paris” é uma síntese precisa do que não se pode discutir. Gostando da cidade ou não, se você a conheceu de verdade, não pode negar aquelas 7 maravilhosas verdades.
    Mostrei o post ao meu companheiro de viagem. Ele sempre tinha na ponta da língua o discurso ‘porque prefiro Londres’, cheio de acidez nos comentários sobre Paris.
    Ele leu com direito a pausa em cada parágrafo e virando os olhos para cima, relembrando as cenas que os textos do Rodei inspiram – reação típica dos leitores do blog. Ao final, outra pausa grande, um profundo silêncio e um tom de voz surge bem mais complacente: “Éeee [suspiro]… mas eu ainda prefiro Londres”.
    Naquela hora eu percebi o enorme significado que um não-dito pode conter. Aquela reticência, sem dúvida alguma, quis falar: “impossível não concordar com isso; Paris é mesmo encantadora”.
    E olha que o responsável por esse amolecimento começou o texto dizendo “não sou um apaixonado por Paris”!
    É muito boreaugodot num blog só!

  5. Esse site tem dicas otimas, mas a melhor dica para mim foi https://www.rodei.com.br/2012/08/01/como-viajar-acompanhado-sem-destruir-velhas-amizades/, especialmente o check-list de o que pode dar bronca. Pretendo viajar com uma pessoa que nunca viajei antes e vou dar o link para que ela possa ler… Assim fica até mais facil abordar um assunto que realmente é bronca numa viagem. Podemos planejar detalhes de tudo o que vamos ver, mas é nesses detalhes de coisas inusitadas e as vezes corriqueiras que bons relacionamentos voltam estragados para sempre. Na ultima viagem que fiz, aonde estava indo para Paris pela terceira vez, fiquei sem acesso à chave do apartamento que dividimos e refem dos programas em comum (a maioria já vistos por mim). Sempre que eu queria sair para algo diferente do que já tinha visto, a “dona da chave” alegava: E como é que vc vai entrar pois só tem uma chave (que ela tomava conta…) Engraçado foi que no último dia a “dona da chave” resolveu fazer um programa diferente com o namorado e só aí liberou a chave do apartamento. Bom, aí já não tinha mais jeito, 5 dias de viagem chatos e uma amizade no ralo… Para mim, disparado, como viajar acompanhado sem estragar velhas amizades é o primeiro e mais importante passo para trazer boas lembranças de qualquer viagem em comum.

  6. #promo
    https://www.rodei.com.br/2012/12/10/lonely-planet-lanca-cinco-guias-de-conversacao/#ler

    Esta é a “A” dica principalmente para mim que irei conhecer Paris agora no carnaval! Quando me deparei com o guia de conversação de francês pensei que foss eum sinal! Acredito ser tudo o que preciso para afiar o meu idioma na realização deste baita sonho! Será para mim, portanto, muito útil e de grande valia – REAL – ganhar esta promoção!

  7. Amei a dica:
    https://www.rodei.com.br/2010/06/18/o-melhor-passe-turistico-e-o-de-roma/
    Já fui sozinha à Roma em 2007 e pretendo voltar, agora casada, com meu marido e meu filho, num roteiro que incluirá início em Paris, Normandia (tudo ligado ao Dia D), o roteiro da FEB (Força Expedicionária Brasileira) na Itália e de quebra Ercolano, Pompéia e Roma para termninar, e eu não conhecia esse passe turístico. Vou incluí-lo na próxima viagem. Não precisa nem dizer que “pirei” com a idéia de ganhar o “guião” da França!!!

  8. https://www.rodei.com.br/2012/11/28/fiap-jean-monnet-hospedagem-para-todos-em-paris/#ler

    Me apaixonei pelo seu modo de escrever desde a primeira vez que li, é algo bem claro, explicativo e muitas vezes engraçado. Gostei de quase todas as postagens sobre Paris já que pretendo viajar pra lá e as suas dicas ajudaram muito. Gostei dessa forma de hospedagem nenhum pouco tradicional, e os preços também estão muito bom.
    Parabéns pelo Blog. Boa Sorte pra mim. haha

  9. Oiii!
    A dica que mais gostei foram as da DISNEY! Estou planejando levar as crianças e meus pais junto numa viagem o ano que vem, lá por maio. Meus pais me levaram pra Diseny quando eu era pequena, agora quero levar meus pais e meus filhos!
    Eu me lembrava sod nomes dos lugares e algumas das cenas, mas não os detalhes! Foi muito bom passear pelos posts, numa espécie de tunel do tempo… alguns até me fizeram chorar de saudade! Como o do https://www.rodei.com.br/2012/07/14/magic-kingdom-12-horas-de-parque/#ler e o post de 2010: https://www.rodei.com.br/2010/07/09/atracoes-fantasticas-que-passam-despercebidas-em-walt-disney-world/#ler

    Adorei! E espero que nosso passeio seja mágico!

    Quero muuuuuuuuuuito o Guia Proibido Para Adultos de Paris, pq tb viajei pra Paris quando adoelscente, mas agora quero tb plenjas um passeio com KIDS, pra lá. É os sonho da minha menina passear em Paris e na neve!
    Abraços, gisele e kids

  10. Pirei com a dica do dia 05/12 sobre Paris https://www.rodei.com.br/2012/12/05/paris-como-um-restaurante-barato-pode-custar-os-olhos-da-cara/, nãó é que é isso mesmo? Fui em agosto com a minha filha de 1 ano e 1/2, minha mãe e contei com a sorte de um primo que mora lá há quase 30 anos. Viagem maravilhosa, mas na hora de comer beeeemmm difícil hemmm? Nós vamos muito pelo visual, o problema já começava por aí, porque a maioria dos Bistrôs são bem abertos, com direito a ‘ratinho’ estilo o desenho animado Ratatoille passeando embaixo da mesa, mas a fome falava mais alto e dependendo do horário o atendimento também era outro, deixamos estes ‘pequenos pormenores’ de lado e resolvemos aproveitar para perder aqueles insistentes quilinhos. Raros foram os dias que comemos muito bem e sem surpresas no valor final. Quase compartilhei das papinhas com a minha filha, mas como ela estava sempre tão faminta quanto eu nem me atrevi rs!!

  11. Oiii!
    A dica que mais gostei foram as que falavam de Buenos Aires!
    https://www.rodei.com.br/2012/04/26/compras-em-buenos-aires-dicas/
    Essa, de onde comprar, foi muito boa!
    E tb essa com TODOS os “podes e não podes”, “deves e não deves” está ótima! Ajudou muito no planejamento das nossas férias.
    Nós só não vamos poder aproveitar a balada pq os filhos vão juntos! Mas esse índice de dicas é muito valioso! Parabéns!

    Abraços, gisele e kids

  12. Uau!! 30? Meu Deus!! Que sonho! Ia ser muiiito legal se eles conseguissem lançar alguma coisa bem inédita da Disney! Tipo um “Proibido para Adultos” de curiosidades mesmo, ainda faço aquele passeio que mostra a parte interna da Disney. Minha Avó fez e achou muito interessante, na proxima eu vou tentar ir tb. Posso linkar seu blog ao meu como favoritos? Acho q esse comentário não era para ser neste post :) Sorry & Obrigada

  13. A dica que mais gostei tem muito haver com o que mais gosto de fazer em uma viajem: Aprender!
    No post 7 coisas que aprendi em Paris (https://www.rodei.com.br/2012/08/23/7-coisas-que-aprendi-sobre-paris/#ler), recibi 7 dicas incríveis como “não é preciso saber francês” e “a comida é deliciosa”, mas o que mais me chamou atenção foi a dica de que “a luz que banha lá não banha cá!”
    Através das inúmeras fotos de Paris que já vi, essa é uma idéia que pairava em minha cabeça!
    Ainda não tive a oportunidade de tirar esta viagem do papel, mas breve estarei na França e vou aproveitar a dica do Rodei para realmente conferir se essa tal luz de lá é diferente mesmo da de cá…
    Amei!

  14. Olá!
    No ano de 2012 uma das dicas mais úteis foi: “10 regras para quem pretende pedalar em Amsterdã”
    Eu teria pago micos históricos porque realmente eles levam a sério a bicicleta como meio de transporte (como deveria ser aqui no Brasil também) e tudo flui naturalmente. Sem as dicas eu teria aparecido em várias fotos usando capacete ou presa nos trilhos dos bondes… OMG!
    A dica de procurar o aviso “uitgezonderd” e o símbolo de uma bicicleta livrou de ficar confusa ou perdida, foi super útil!
    Já estou programando a viagem à Paris e sempre de olho nas dicas aqui, pois salva de muita roubada!!
    Abraços.

  15. A matéria ou dica que mais gostei foi concidentemente foi https://www.rodei.com.br/2012/06/01/proibido-para-adultos-lonely-planet/#ler. Porque fui para a Europa em Fevereiro e na viagem fiquei mega curiosa com várias coisas q ninguém sabia me explicar.
    Já até pensei em fazer um blog só com a minha visão (de uma criança de quase 11 anos, faço aniver amanhã) desses lugares e outros que visito para ver se encontro outras crianças tão curiosas quanto eu, ai me veio através do “Rodei” a indicação desses “guias”. Achei perfeito, ganhei o de Roma e amei! Na minha lista de natal já estão os outros 3. Vou em Julho para Dubai, China e Japão, adoraria que eu pudesse levar comigo esses mas infelizmente não tem. Fica como sugestão para a Lonely Planet através desse blog que eu amo! Adorei os post sobre Paris, e vi que um dos lugares q vc mais gostou foi “embasbacadora Sacré Coeur”…rsrs…tb amei, tirei tantas fotos naquelas escadas e no carrossel q minha mãe teve que brigar comigo, para sairmos de lá.
    Já escrevi um montão, mas fiquei feliz de poder dar a minha opinião! Ai!!! Esqueci de comentar (porque fiquei empolgada com a Europa) que Disney é Disney…nem preciso falar mais nada né? Só uma pergunta quantas vezes vc já foi? rsrs Perfeito o Blog!!!

    1. Que legal Gabriela, boa sorte heim? Proibido Para Adultos é realmente muito legal! Vamos ver quando a LP lança alguma coisa sobre a Disney de Orlando. Já fui muitas vezes, umas 30 mais ou menos viu? Beijos

  16. Bom, já que é para falar de Paris, vamos lá: adorei as dicas para quem não curte Montmartre. Acho o bairro o pico do clichê parisiense para turistas de primeira viagem, mas as dicas do site até me inspiraram a voltar lá e tentar fazer as coisas um pouco diferente, com um olhar atento.
    https://www.rodei.com.br/2012/12/06/montmartre-para-quem-nao-gosta-de-montmartre/

    Ah, e em tempo, a dica do Amorino em Paris também é imperdível. Quem comer verá!
    https://www.rodei.com.br/2012/12/04/amorino-em-paris-guarde-esse-nome/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*