Transporte público em Sydney

Como usar transporte público em Sydney

Atualizado em

Segurança pública e transporte público em Sydney são duas coisas que andam de mãos dadas – e isso me fascinam!

Este post foi inteiramente reescrito para refletir as incríveis mudanças que aconteceram nos últimos anos (e irão acontecer até 2024).

Leia mais para saber o basicão de Sydney:

Minhas primeiras impressões sobre Sydney

Onde ficar em Sydney: dica de apartamento

Roteiro a pé pelo centro de Sydney

Qual o melhor seguro de viagem para Austrália?

Transporte público em Sydney: dicas de como se locomover

O que os sydneysiders faziam antigamente era imaginar cada um dos serviços de transporte público de Sydney como concorrentes e não como complementares.

Graças a integração proposta pelo Opal isso já não muito comum, mas vale dar uma pesquisada para escolher entre ônibus, balsa e trem antes de optar por um trajeto que inclua baldeação usando veículos diferentes para que você não seja cobrado por mais de uma viagem.

Calma, eu explico.

Opal

O antigo tíquete do trem e o atual Opal lado a lado

Mas eu posso pagar pela integração, não posso?

Claro que pode, até porque você é turista e não vai ficar contando migalha, vai?

Na verdade, desde que o Opal foi instaurado a integração passou a ser automática (e mais barata): antigamente cada meio de transporte tinha um tíquete próprio ou a gente optava por usar um único tíquete que dava acesso a todos eles, mas ele era bem mais caro.

Atualmente com um Opal carregado você faz tudo (e de forma inteligente), mas quando usamos meios de transporte diferentes em uma mesma viagem ele cobra por cada um desses meios, mesmo que estejamos em uma mesma viagem.

Enfim: percorrer A e B usando um único meio de transporte mais lento será mais barato do que percorrer A e B usando dois meios de transporte complementares para encurtar a viagem.

Como funciona o Opal?

Simples, é o seguinte: você compra um cartão pré-pago chamado Opal com um determinado valor em qualquer banco, loja de conveniência e na maior parte das estações de trem e ferry.

Sugiro que você compre o seu já no aeroporto, assim poderá pegar o trem ali mesmo e ir direto para o hotel – que foi o que fiz hospedado em Potts Point, região de Kings Cross (não gastei nem quinze minutos).

O cartão propriamente dito é gratuito, mas deve ser carregado com pelo menos 10 dólares australianos para quem tem mais de 16 anos (não deixe de registrá-lo para acompanhar o saldo e cancelá-lo em caso de perda).

Trem em Sydney

Circle Line do NSW Train

O Opal é bem parecido com o Myki de Melbourne: você deve acioná-lo antes e depois de embarcar e desembarcar de ônibus, trens e ferries, assim de acordo com a distância percorrida ele irá subtrair o valor da passagem sem que você precise fazer nenhum cálculo.

O problema é que ônibus, trens e ferries cobram valores diferentes para cada trecho de distância percorrida, por isso os valores mudam (você pode checá-los aqui) em função do meio de transporte utilizado.

Mais uma vez: se você vai de ônibus de A a B será cobrado um determinado valor referente a distância percorrida de ônibus entre esses pontos, mas se você opta por ir de A a B usando a dobradinha trem e ônibus será cobrado de acordo com a distância percorrida de ônibus e a distância percorrida de trem.

Parece complicado, mas não é de forma alguma: o Opal faz tudo por você, não é necessário fazer nenhum cálculo (mas caso você queira calcular se o saldo no cartão será suficiente para fazer a viagem, basta usar o planejador on-line).

Ah, uma coisa importante de dizer é que quando você usa mais de um meio de transporte dentro de 60 minutos o Opal considerada aquilo uma baldeação (e não uma nova viagem) e já calcula o valor final pelo trecho com desconto na distância percorrida.

Outra coisa importante é que existe um desconto de 30% no valor da distância percorrida dos trens caso você os utilize fora dos horários de pico.

Existem outras formas de viajar sem utilizar o Opal?

Existem outros tipos de Opal, mas eu acredito que o Opal tradicional seja a melhor e mais prática forma de se locomover em Sydney para a maior parte das pessoas.

O “Opal single ticket” é um Opal de uso único, mas ele foi feito e é encarado como um plano B no caso de perda do cartão principal ou para quem usa transporte público muito pouco, geralmente menos de oito vezes por semana.

Ele é ruim porque só é válido no dia em que é comprado e só pode ser usado uma vez, então você tem que saber exatamente quanto custará sua viagem antes de comprá-lo.

Outra forma de usar o transporte público de Sydney é com cartões de crédito Visa, Master ou American Express, assim o valor da viagem já é descontado automaticamente da sua conta.

Parece legal, mas não é: Opal é a forma mais barata de se locomover em Sydney, porque tanto cartão de crédito quanto “Opal single ticket” não oferecem descontos fora do horário de pico na malha de trens e você sempre pagará a tarifa mais cara.

Outro ponto negativo do uso do cartão de crédito é que ele só é aceito nos trens e ferries, mas não em ônibus.

Onde posso usar o meu Opal?

O Opal é a única forma de usar todos os meios de transporte público que circulam dentro da cidade de Sydney e subúrbios: ônibus, ferry e trem.

Você não pode usar o Opal nas linhas da NSW TrainLink, que são os trens regionais e intermunicipais. Para eles você precisa comprar uma passagem própria.

Usar o planejador on-line é uma ótima forma de saber qual a melhor forma de fazer um determinado trajeto, porque muitas vezes (dependendo de onde você estará hospedado) é possível fazer uma viagem só de ferry ou só de ônibus (ou mesclando ambos), você escolhe em função do tempo de viagem de cada um.

Mapa do transporte público em Sydney

Mapa com as linhas de trem e a nova linha de metrô de Sydney

Vale dar uma olhada nos timetables para não perder a viagem, mas geralmente os trens só interrompem o funcionamento no ápice da madrugada, mas ônibus e ferries funcionam sem interrupções – apesar de diminuírem a intensidade ao longo da madrugada.

Existe metrô em Sydney?

Trem e metrô são coisas diferentes: o trem é super tradicional em Sydney e liga o centro da cidade a Circular Quay, Kings Cross, Bondi Junction e até o aeroporto.

Já o Sydney Metro é uma das grandes novidades da Austrália e será inaugurado a qualquer momento deste ano. Essa é a maior obra de locomoção pública do país e será um dos sistemas de transporte mais tecnológicos do mundo, com trens controlados a distância de forma remota.

A primeira linha do metrô de Sydney será enorme e um dia passará até pelo centro da cidade, mas durante a fase de lançamento ela contará com 16 estações e terá trens indo e vindo a cada quatro minutos.

Pela primeira vez uma cidade na Austrália não terá um “quadro de horários” já que os trens irão chegar constantemente e irão funcionar 24 horas.

O Opal também será aceito no Sydney Metro da mesma forma que é aceito nos trens, ferries e ônibus.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Sydney? Fiz três listas com as melhores opções de onde ficar nos arredores de Darling Harbour, Bondi Beach e Kings Cross. Eu fiquei no Regents Court de Kings Cross e recomendo!

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Austrália pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Como usar transporte público em Sydney' não tem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost