Como é viajar de Latam para Santiago, Chile

Atualizado em 27 de março de 2020 por Thiago Khoury

Vamos falar sobre como é viajar de Latam para Santiago, Chile? Eu poderia dizer que é como viajar para qualquer outro lugar, mas eu não estaria dizendo a verdade: existe um detalhe que faz toda a diferença, mas só falo sobre ele depois, até porque ele só aparece no fim do voo.

Na verdade a minha experiência foi ainda melhor do que a da maioria: optei por pagar 40 dólares pelo direito de sentar na saída de emergência, que é um assento conforto.

Outras dicas essenciais para planejar uma viagem ao Chile:

+ Roteiro de um dia no centro de Santiago, Chile

Qual o melhor seguro de viagem para o Chile?

+ Qual o melhor chip de viagem para o Chile?

Eu só não sabia que o casal ao meu lado simplesmente pediu para sentar ali, sem desembolsar nada a mais por isso.

Senti uma vontade incontrolável de cortar a garganta da pessoa que fez isso por eles e não por mim, eles nem sequer sabiam que os assentos da saída de emergência eram pagos!

Não que o cara do check-in não possa fazer uma gracinha para um cliente especial, mas um cliente que nem sequer pediu por isso?

Foi injusto, nunca mais pago por assento, prefiro pagar pela fisioterapia depois.

Voando de Latam para Santiago do Chile

Como foi viajar de Latam para Santiago do Chile

Enfim, a Latam opera o trecho Guarulhos-Santiago em um Airbus 320, a mesma aeronave que geralmente faz o voo Confins-Guarulhos.

Talvez seja por isso que a gente não se sente atravessando a fronteira, inclusive porque a viagem dura pouco menos de quatro horas.

Existe um único corredor dividindo duas fileiras de assentos com três poltronas cada. Fiquei na janela, apesar de geralmente optar pelo corredor.

De qualquer forma, fica a dica: na hora de escolher a saída de emergência, jamais escolha um assento que possua outra saída de emergência atrás – geralmente as poltronas da primeira fileira da saída de emergência não reclinam.

Lembre-se: sempre que houver duas portas de emergência em sequência, sente-se em uma poltrona da fileira de trás.

Como é viajar de Latam para Santiago, Chile

Esqueci de mencionar que o entretenimento de bordo fica restrito a quem tem o aplicativo da Latam instalado no celular, só assim voc6 consegue assistir os filmes e séries disponíveis.

Tirando isso p que lhe resta é a revista Vamos (que é diferente dessa que aparece na foto) que é muito boa, uma das minhas revistas de bordo preferidas.

Embaixo dela o catálogo de produtos do duty free.

Como é viajar de Latam para Santiago, Chile

O que tem de diferente no voo da Latam para Santiago é isso

E agora o que a gente só encontra viajando para o Chile, independente do tamanho do avião ou da companhia aérea: a chance de sobrevoar os Andes e ver as montanhas pela janela.

Sabe isso que na foto parece nuvem? Então, olha de novo: o branco é a neve no topo da Cordilheira!

Sempre que tiver disponível, tente sentar nas poltronas da direita: você vai ter a visão da Cordilheira por mais tempo e ainda de quebra vai poder fotografar o Aconcágua, o ponto mais alto do Hemisfério Sul.

É um igual que vale a diferença.

Boa viagem. E prepare a câmera!

Ps.: lembrando que você também pode ter a chance de fazer esse trecho em um 777, o mesmo que voa para Europa – e, claro, aí tudo muda: o avião é maior e mais espaçoso.

6 comentários sobre “Como é viajar de Latam para Santiago, Chile

  1. Pudim é uma delicia , porém, é a sobremesa mais banal do universo. Geralmente qdo viajamos estamos a fim de provar o novo , e isso inclui a gastronomia ( seja no avião, aeroporto, lugar de destino, hotel, etc ). Qto a TAM, pasmem ! Cada dia piora a “qualidade” das refeições a bordo. Em outubro passado ( 2013 ) serviram refrigerante com uns biscoitinhos sem sabor a bordo ( melhor nada q isso, rsr ). Devolvi, claro. Dignidade sempre !

  2. Thiago, as revistas da TAM não estão a venda em bancas, mas dá pra baixar de graça no iPad. O aplicativo TAM Nas Nuvens é 0800 e lá dentro é só escolher quais edições vc quer baixar. Deve ter pra Andoid tb. :)
    E sim, essa vista dos Andes é de tirar o fôlego! Na minha ida, eu estava do lado direito (e – sem querer tirar onda, mas já tirando – de classe executiva, graças a uma mega promoção de milhas), deu pra ficar apreciando por muito tempo. Pena que as fotos não ficaram tão boas, mas vale a pena.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*