Vale a pena comprar o CityPASS de Nova York?

Atualizado em

Para quem esteve em uma caverna isolada nos últimos 20 anos e ainda não sabe o que é o CityPASS, calma, eu explico: CityPASS é um livreto com páginas destacáveis que possibilita a entrada em algumas das atrações mais famosas de uma determinada cidade.

Esse post é sobre o CityPass de Nova York, mas, se você tem outra viagem em mente, vou deixar aqui uma lista com todas as cidades que atualmente disponibilizam CityPASS:

  • Atlanta
  • Boston
  • Chicago
  • Dallas
  • Denver
  • Houston
  • Nova York
  • Philadelphia
  • San Francisco
  • Seattle
  • Souther California
  • Tampa Bay
  • Toronto

Quais são as atrações contempladas pelo CityPASS de Nova York?

O CityPASS de Nova York dá direito a entrada em seis atrações de Manhattan, são elas (coloquei na frente de cada uma delas o valor da entrada caso fossem compradas separadamente):

  • Empire State Building (40 dólares)
  • American Museum of Natural History (23 dólares)
  • Metropolitan Museum of Art (25 dólares)
  • Top of The Rock Observation Deck (entre 40 e 52 dólares) ou Guggenheim Museum (25 dólares)
  • Statue of Liberty & Ellis Island (18,50 dólares) ou Circle Line Sightseeing Cruises (média de 40 dólares)
  • 9/11 Memorial & Museum (26 dólares) ou Intrepid Sea, Air & Space Museum (33 dólares)

Importante lembrar que quase todas as atrações oferecem preços diferentes em função do horário escolhido ou se você opta por adicionar um tour ou algo do tipo, mas eu coloquei os valores referentes as entradas mais simples possíveis.

Quanto custa o CityPASS de Nova York?

O CityPASS de Nova York pode ser comprado em duas versões: o tradicional que dá direito a entrar em seis atrações da cidade (como mostrei acima) ou a nova versão C3 onde você escolhe três atrações quaisquer entre todas as disponíveis (inclusive duas das que geralmente deve se escolher apenas uma).

A versão tradicional custa 132 dólares e a versão C3 custa 83 dólares.

Top of the Rock® para mim é parada obrigatória! (imagem de divulgação)

Você pode comprar pela internet ou in loco em qualquer uma das atrações participantes, mas é mais barato comprar pela internet.

Pela internet existe um custo de processamento de um dólar, mas você não paga taxa (que, a propósito, é 8,875% em Nova York). Para não pagar taxa de entrega é só pedir a versão digital, seja para usar no celular, seja para imprimir em casa.

Vale a pena comprar o CityPASS de Nova York ou é melhor pagar pelas atrações?

Sim, vale a pena comprar o CityPASS de Nova York, mas, atenção: para que ele pague o investimento você tem que usá-lo em pelo menos quatro atrações quando o Top of The Rock for uma delas. Outra forma de dizer isso seria: quem usa o CityPASS no Top of The Rock e em apenas outras três atrações já está se dando bem.

Quando o Top of The Rock não é uma das atrações escolhidas você geralmente precisa visitar cinco atrações para que ele pague o investimento, e é aí que você se pergunta: essas atrações realmente me interessam e eu pretendo visitá-las? Porque se você não curte museu vale lembrar que ao comprar o CityPASS você está pagando por pelo menos dois deles, o American Museum of Natural History e pelo Metropolitan Museum of Art.

Isso sem contar com o 9/11 Memorial & Museum (mas ele é um museu que geralmente interessa mesmo que não curte museu).

Dá uma olhadinha na lista e vê o que você realmente pretende fazer. Tem gente que não curte a ideia de visitar dois observatórios em uma mesma viagem (e a dobradinha Empire State Building com Top of The Rock tem as duas entradas mais caras da lista), tem gente que não vê necessidade em pagar pelo American Museum of Natural History (o CityPASS dá acesso a tudo, mas se você topa pular a sala de projeção gigante e outras exibições especiais pode pagar o que achar conveniente, eu geralmente dou dois dólares).

Depois me diga qual foi a sua decisão e como usou o CityPASS de Nova York.

Se você clicar em qualquer link desse post irá comprar o CityPASS através do site próprio, americano, mas, caso queira comprar através da WePlann, você irá comprá-lo em reais e sem IOF.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Nova York? Fiz uma seleção com as melhores opções nos arredores de Times Square. Se você acompanha minhas viagens sabe que tenho ficado bastante no Hotel Belleclaire de Upper West Side e gostado muito!

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo oferece até 10% de desconto para leitores do blog, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e minhas dicas no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'Vale a pena comprar o CityPASS de Nova York?' não tem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2018. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost