Vale a pena comprar o CityPass de Denver?

Atualizado em 24 de maio de 2019 por Thiago Khoury

Já pensou em comprar o CityPASS de Denver? Já expliquei como funciona o CityPASS quando fiz aquela dissertação sobre o CityPASS de Nova York, mas, de toda forma, deixo aqui também o básico sobre ele: CityPASS é um livreto com páginas destacáveis que possibilita a entrada em algumas das atrações mais famosas de uma determinada cidade por um determinado período de tempo.

Só que quando se trata de Denver ele funciona de uma forma um pouco diferente: além de estar disponível exclusivamente na versão digital (seja para usar no celular, seja para imprimir em casa), o CityPASS de Denver oferece oito atrações para que você escolha três, quatro ou cinco delas.

Escolher três, quatro ou cinco atrações entre oito disponíveis é escolher comprar um CityPASS C3, C4 ou C5.

Quais são as atrações contempladas pelo CityPASS de Denver?

Como eu disse aqui em cima o CityPASS de Denver oferece oito atrações, são elas (coloquei na frente de cada uma delas o valor da entrada caso fossem compradas separadamente):

  • Children’s Museum of Denver at Marsico Campus (13 dólares)
  • Downtown Aquarium (20,99 dólares)
  • Denver Art Museum (13 dólares)
  • Denver Botanic Gardens (12,50 dólares)
  • Denver Museum of Nature & Science (16,95 dólares)
  • Denver Zoo (20 dólares)
  • History Colorado Center (14 dólares)
  • Wings Over The Rockies Air & Space Museum (15 dólares)

Quanto custa o CityPASS de Denver?

O CityPASS de Denver (clique aqui para ver o preço) tem três valores: o C3 custa 39 dólares, o C4 custa 48 dólares e o C5 custa 57 dólares. A compra deve ser feita pela internet e é cobrada uma taxa de processamento de um dólar.

Como essa categoria C do CityPASS só existe na versão digital não existe venda do livreto nas atrações participantes.

Vale a pena comprar o CityPASS de Denver ou é melhor pagar pelas atrações?

Essa pergunta é complicada… Eu fiz uma viagem nada familiar em Denver, e por “nada familiar” entende-se nada que não envolvesse álcool, comida ou música. Conheci os museus mais famosos do Golden Triangle, mas não fiz nenhuma “family attraction”, ou seja, nenhum aquário, nenhum zoológico e nem nada remotamente parecido com isso.

Para saber se vale a pena comprar o CityPASS de Denver você deve se perguntar se você está ou não acompanhado por crianças e com disposição para fazer “family attractions”, porque muitas das atrações dessa lista ficam em lugares que não se chega passeando ao léu, deve-se pegar um Uber com o intuito de chegar até elas.

CityPASS de Denver: Denver Art Museum

Denver Art Museum com sua famosa vassoura e pá, viu? (imagem de divulgação)

O Downtown Aquarium e o Children’s Museum of Denver são duas atrações extremamente familiares do Crescent Park, ao lado do estádio de futebol americano Mile High. Com o Denver Zoo e o Denver Museum of Nature & Science é a mesma coisa, porém eles ficam no City Park.

Não conheço nenhum desses dois parques, mas eu teria conhecido City Park que parece ser grande e bem bonito.

Enfim, você está viajando com crianças e fazer “family attractions” soa interessante? Se sim, vale a pena comprar o CityPASS de Denver, mas se você pretende fazer apenas as atrações que ficam na região caminhável de Denver, não, não vale a pena comprar o CityPASS de Denver.

CityPASS de Denver: Denver Museum of Nature & Science

Denver Museum of Nature & Science (imagem de divulgação)

Adultos viajando solo, ou com adolescentes mais velhos: saibam que o único museu do Golden Triangle (que faz parte do city center) contemplado pelo CityPASS de Denver (clique aqui para ver o preço) é o Denver Art Museum e a entrada dele é barata, custa 13 dólares para adultos e é gratuita para qualquer pessoa com menos de 18 anos.

Geralmente as pessoas que visitam Denver não ficam mais de duas noites na cidade – e em apenas duas noites na cidade eu jamais me enfurnaria dentro de um aquário, zoológico ou nada parecido, principalmente em Denver, que tem bairros lindos prontos para serem desbravados, todos eles com food halls deliciosos e vários bares, restaurantes e cervejarias que com certeza ocupariam a maior parte do meu roteiro.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*