Todas as falhas de um mochileiro romântico

Atualizado em 29 de novembro de 2017 por Thiago Khoury

Um mochileiro romântico é aquele sujeito que a gente conhece através das rede sociais, é que faz contagem regressiva no status do whatsapp: “uma mochila nas costas e um celular nas mãos: faltam 2 dias”.

Ninguém viaja com as mesmas metas de quem vai à padaria: para mochilar, ou embarcar em uma longa viagem qualquer, é necessário se interessar, se preparar para romper a casca. Atenha-se aos três pontos essenciais para quem pretende ganhar o mundo: tenha planejamento, praticidade e bom-senso.

Planejamento em mochilão para Europa

Planejamento. É impossível viajar pela Europa sem saber ao menos onde ficar. Bem, possível é, mas será que é legal? Mesmo saindo do Brasil com hospedagem garantida, roteiro traçado e dicas de onde comer e conhecer, você não estará traindo o movimento: mochileiro de filme americano nunca é uma boa referência.

Tudo que é essencial antes de embarcar:

– Roteiro. Saiba onde ir, o que visitar e como chegar aos lugares que pretende conhecer. Procure saber a que horas essas atrações abrem, fecham e, o mais importante, se estarão abertas no dia em que você pretende visitá-las.

– Planejamento financeiro. Quanto será gasto diário? Nunca dividi meu gasto diário em diversão, compras e alimentação. Caso eu estipule 50 dólares ao dia, serão 50 dólares para tudo que acontecer naquelas 24 horas (exceto hospedagem). Faça o controle diário em um bloco de notas ou ande apenas com a grana do dia na carteira e um extra para emergências.

– Hospedagem. Tenha a reserva impressa de onde você irá se hospedar e mande um email para o hotel ou albergue na semana do embarque confirmando a sua ida. Tenha sempre uma segunda possibilidade de hotel ou albergue caso haja necessidade. Deixe o Brasil sabendo exatamente quanto você gastará em hospedagem e, para os ainda mais organizados, viaje com com um cartão pré-pago específico para esses gastos.

[adrotate banner=”39″]

– Pasta de viagem. Todo mochileiro precisa de uma pasta com cópias de documentos, reservas de hospedagem e de viagem. Não se esqueça de um dos documentos mais importantes em uma viagem gringa, principalmente para quem está embarcando para a Europa: o comprovante de contratação de um seguro médico internacional. Se você ainda não fez o seu, clique aqui.

– Lista de lembretes. Durante a preparação da viagem, faça uma lista com tudo que passa pela sua cabeça. Escreva o que você não pode deixar de por na mala e mantenha-a por perto; assim você poderá atualizá-la constantemente.

– Cópia dos documentos na internet. Tire cópias do passaporte e de tudo que considerar importante e faça o upload em um servidor online.

Praticidade em mochilão para Europa

A mala mais bonita e que cabe o maior número de coisas provavelmente não é mala de Europa. Carregue o mínimo possível. Pode parecer irreal, mas em vários momentos a gente considera a séria possibilidade de andar apenas com a roupa do corpo para ter o mínimo de preocupação possível.

Por isso, seja na mochila, na mala, na pasta… Leve apenas aquilo que for necessário. Com relação as roupas também: sinto-lhe dizer, mas é impossível viajar bem e carregar pouco sem visitar a lavanderia ao menos uma vez.

Bom-senso em mochilão para Europa

Nem sempre aquilo que é melhor é mais barato. Viajar de trem entre Paris e Bruxelas é cômodo e custa pouco, mas se uma viagem de trinta dias começa em Lisboa, passa por Praga e chega em Roma, desista, vá de avião.

Use o bom-senso antes de entrar em um lugar ou passar por uma rua. Uma vez entrei em um bar em Bruxelas que era tão escuro, tinha tanta escada e o teto era tão baixo que eu já sentia Luxemburgo se aproximando. Senti também que era melhor voltar e beber na praça.

Use o bom-senso quando te ofereceram algo na rua, embarcar em uma excursão ou quando for comer em um restaurante.

Deixe o romantismo nas telas de cinema. Com planejamento, praticidade e bom-senso as coisas ainda assim podem dar errado, mas você estará preparado para lidar com a situação da melhor forma possível.

3 comentários sobre “Todas as falhas de um mochileiro romântico

  1. Posso fazer contagem regressiva e não ser uma mochileira romântica? hahaha. Ansiedade a mil! Não sei porque esse post não entrou em algum dos 7 links. É um dos meus preferidos!

  2. ORodei sempre dando dicas excelentes e direto ao ponto. não dá pra mochilar bem sem ter umm bom planejamento. Você gasta menos, terá mais segurança, aproveitará mais e sem dúvida alguma terá uma viagem memorável!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*