O que fazer em uma parada de navio em Cozumel

Atualizado em

Cozumel no México foi a primeira parada que fizemos em nosso cruzeiro de sete dias pelo Caribe. Todo mundo sabe que esse foi o meu primeiro cruzeiro, mas hoje vim falar de outra primeira vez: Cozumel foi a minha primeira parada em um “port of call”, eu ainda não sabia como esses pitstops funcionavam.

+ 21 coisas que eu não sabia sobre cruzeiros

+ Como é fazer um cruzeiro da Disney

O Disney Fantasy e o Norwegian Jade parados lado a lado no porto de Cozumel

Depois paramos também em Grand Cayman e Castaway Cay, a ilha da Disney nas Bahamas. O legal de ter começado por Cozumel é que as paradas foram melhorando de forma exponencial e crescente: não que Cozumel não seja legal, pelo contrário, mas Bahamas e Ilhas Cayman são de outro mundo.

+ Castaway Cay: a ilha privativa da Disney nas Bahamas

Só assim para ver o navio bem de perto

A primeira coisa que percebi tendo parado primeiro em Cozumel é que a gente desembarcou caminhando, sem ajuda de botes. Fui logo pensando que esse era o modus operandi padrão, mas foi só chegar em Grand Cayman que descobri que não existe nenhum padrão: é possível descer do navio caminhando ou com a ajuda de botes, cada porto oferece uma ou mais formas de desembarque.

Passando pelo portal de imigração “Punta Langosta” em Cozumel

Outra coisa que percebi é que meus anos de experiência pesquisando tim tim por tim tim o que fazer em um novo destino foram por água abaixo: conhecer um destino viajando para ele é uma coisa, mas conhecer um destino em uma parada de navio é outra completamente diferente.

Foi estranho não quebrar a cabeça pesquisando informações e tentando entender como funciona o turismo local ou o transporte público: para conhecer um destino em uma parada de navio a gente encontra uma dica e segue firme com ela, não dá tempo de desbravar mais do que a opção escolhida.

Plaza La Fiesta, o comércio local de Punta Langosta

Diferente de uma viagem tradicional onde a gente tem tempo para explorar e modificar o roteiro a medida que ele vai sendo cumprido, em um pitstop de port of call a gente tem que ser prático: a dica é pesquisar e escolher um passeio que você gostaria de fazer e fazê-lo, não se tem tempo para mudança de planos.

Uma coisa que facilita cumprir o planejamento é estar com internet no celular, assim você otimiza seu tempo usando aplicativos de localização e comunicação, além de poder entrar em contato com o pessoal responsável pelo passeio.

Na saída de Punta Langosta aparecem as vans para até oito passageiros e a tabela de preços

Em cidades portos de parada onde as praias são os maiores atrativos o mais comum é escolher a que parece melhor e ir, simples assim. Em Cozumel existe esse serviço de vans logo na saída do porto que leva o pessoal para os destinos mais comuns.

Lembrando que a gente escolhe aquilo que é rápido e prático, caso contrário o tempo que já é curto fica menor ainda: claro que se chega de transporte público em todas as praias e beach clubes, mas não se esqueça que uma hora o navio zarpa e ele não espera por ninguém!

Por isso, dou dois conselhos importantes para quem faz viagens de navio e desce em suas paradas: primeiro, “comece a ir embora” duas horas antes do horário limite para retorno, assim você minimiza qualquer chance de ficar para trás. Segundo, contrate um bom seguro de viagem que ofereça ressarcimentos em caso de infortúnios.

Update: você pode usar o Seguros Promo para listar os melhores seguros disponíveis e depois aplicar o cupom do blog para ter 5% de desconto no valor final da compra.

O que fazer em uma parada de navio em Cozumel

Claudia e eu seguimos o conselho da Luciana e partimos para Paradise Beach. O quanto antes chegássemos e aproveitássemos a piscina, o mar e o parquinho flutuante melhor seria. Infelizmente parte do dia foi lindo, mas parte foi nublado.

Desafiando a lógica teve sol na piscina e nuvem no mar em vários momentos do dia!

Olha que lindo o beach club de Paradise Beach:

Piscina de frente para o mar com bar molhado

Os garçons atendem na praia, mas existe um food truck estacionado na piscina

Saindo da região da piscina e indo para o mar

E com vocês, a praia!

Existem caiaques para alugar

Esse beach club em Paradise Beach é provavelmente a opção mais barata de Cozumel: você chega de van ou da forma que parece ser mais atraente para você, entra e paga um valor simbólico para usufruir da piscina e ter acesso ao mar (regularidade latina: geralmente 3 ou 5 dólares de acordo com quem te cobra).

Depois paga um valor mínimo de consumação se quiser usufruir das espreguiçadeiras (regularidade latina: geralmente oscila entre 10 e 15 dólares por pessoa) ou paga um determinado valor, geralmente não mais de 20 dólares, para usar o parquinho flutuante.

O famoso pier de Paradise Beach

Eu andando no pier

No finalzinho do píer, olhando para a praia

O legal desse píer é que ele te leva para uma parte razoavelmente mais funda do mar de Paradise Beach. O mar é lindo e a água é transparente (claro que isso varia de acordo com o clima e a época do ano), mas na parte mais rasa do mar você pode ter o azar de pegar muito alga, o que inconvenientemente estraga um pouco da magia do lugar.

Quando eu cheguei do mar Claudia e Luciana já tinham pedido essas belezuras aqui:

Depois voltei para o mar porque sou mineiro e não é um apocalipse caribenho que vai me atrapalhar:

Bom, essa é a minha dica do que fazer em Cozumel. Foi um passeio delicioso, além de barato e prático. Queria que o dia estivesse mais bonito, mas depois de pegar aquele azul indecente no céu e no mar de Castaway Cay não se pode reclamar muito.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já cotou o seu cruzeiro? Eu indico a Luciana, uma agente de viagens especializada em cruzeiros. Peça um orçamento sem compromisso, comprei todos os meus com ela e recomendo!

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro no Brasil e no exterior pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Se quiser receber os últimos posts do blog e cupons de descontos exclusivos no WhatsApp é só adicionar (31) 98263.3937 aos seus contatos e mandar um "alô" para ativar o robô do blog!


'O que fazer em uma parada de navio em Cozumel' têm 4 comentários

  1. 27 de outubro de 2017 @ 16:29 Juliana

    Oi Thiago, tudo bem? Gostaria de tirar algumas dúvidas com você… Quanto tempo do porto até Paradise Beach? Esses brinquedos no mar eram pagos a parte ou estão incluídos na tarifa paga para entrar? É possivel usar o seapass ou você teve que pagar tudo em dinheiro/cartao?
    Obrigada!

    Responder

    • 27 de outubro de 2017 @ 20:28 Thiago Khoury

      oi Juliana! Não conheço esse seapass, depois vou pesquisar sobre ele. Os brinquedos são pagos a parte, como não usei e não tentei usar só soube depois. Na ida durou uns 15 min, na volta pegamos trânsito e foi o dobro do tempo.

      Responder

      • 16 de novembro de 2017 @ 16:20 Juliana

        Oi Thiago, o seapass é um cartão fornecido pela RoyalCaribbean aos passageiros ( não sei se outras tb fornecem), onde ficam todas suas informações e é possível realizar compras com ele a bordo, porém li relatos de que também seria possível usa-lo em terra. Achei estranho, mas talvez seja por conta de alguma parceria, enfim… minha maior preocupação era com o tempo de percurso, mas de 15 a 30 minutos é bem tranquilo! Super obrigada por responder!

        Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2019. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost