As principais atrações de Los Angeles em um hop on hop off

Atualizado em 7 de setembro de 2018 por Thiago Khoury


Ver Starline Tours – Rota Vermelha num mapa maior

(update: já passei muito mais de um dia em Los Angeles, mas esse post continua bem legal!)

Nunca passei mais de um dia em Los Angeles, mas dessa vez consegui ter pelo menos um gostinho de lá: minha mãe e eu trocamos uma espera de duas horas no aeroporto pelo último voo do dia, o que nos permitiu subir em um desses hop on hop off e conhecer el-ei em um (congelante) batidão!

Vem, mas vem de casaco:

As principais atrações de Los Angeles vistas do city tour

Hop on hop off em Los Angeles

  • Parada 1: Hollywood Boulevard

Pensei que faria o moonwalk assim que chegasse na calçada da fama, mas estava tudo tão cheio que me contentei em pegar ali mesmo, em frente ao Chinese Theatre, o hop on-hop off da Starline Tours. Linha vermelha, que é a mais prática.

  • Paradas 2, 3, 4 e 5: Sunset Boulevard

Foram as paradas que passaram em um piscar de olhos, não desci em nenhuma delas. Fiquei ali na esperança de que algo melhor aparecesse pela frente. Los Angeles é enorme, mas duvido que provoque amores repentinos como San Francisco. Sunset tem momentos muito bonitos, mas tem aqueles quilômetros largados onde você pensa estar em um episódio de Cops.

Bem, você passará pela Sunset Boulevard que também é icônica e enorme, são quase 35 km de extensão: escolha descer na (1) Guitar Center, a maior loja de instrumentos musicais do mundo, (2) o bar de stand-up Comedy Store, (3) o restaurante House of Blues que está em frente ao escritório do Directors Guild of America; e (4) a entrada para Bel Air.

  • Parada 6: Pacific Design Center

Pacific Design é um centro multiuso de design que geralmente agrada todo mundo, não só os entusiastas do assunto: tem cinema, tem compras, tem restaurantes, tem museu e tem um espaço a céu aberto lindo. É gratuito, então vale parar e tirar as fotos mais legais da cidade.

  • Paradas 7, 8 e 9: Beverly Hills

Todos nós temos uma ideia preconcebida de Beverly Hills. Eu tinha a minha, por pouco acertei: um lugar onde estão as pessoas mais bonitas de Los Angeles, as lojas mais caras da Califórnia e um punhado de gente olhando para os lados tentando imaginar como seria fazer parte daquele mundinho ali.

Bem, só errei no final: Beverly Hills não é, nem de longe, um ponto turístico. Claro que a gente vê turista por ali, mas tirando as colinas, onde os famosos realmente estão, Beverly Hills é o lugar menos turístico da cidade: nem ônibus desce ali, ele para três ou quatro quarteirões fora do miolinho onde tudo acontece.

Bem, de qualquer forma vale descer, levar a máquina, olhar para os lados e imaginar como seria fazer parte daquele mundinho ali!

Saindo da região de Beverly Hills o ônibus passa pelo Beverly Center, um shopping bem tradicional onde turistas e meros mortais fazem a festa.

  • Parada 10La Brea Tar Pits

Imagino que devo ter entrado em coma por alguns minutos, não lembro de ter visto La Brea passar por mim. La Brea é um poço de piche, aquele líquido pastoso que prende e fossiliza que pisa sobre ele – inclusive mamutes da era glacial, dizem que é bem legal! Tanto La Brea quanto o Page Museu, com os fósseis que já foram encontrados ali, ficam logo na entrada do Hancock Park.

Por outro lado passei e parei no Lacma, o museu de arte contemporânea que é de quebra o mais visitado da Califórnia. O lugar é lindo de doer e aqueles postes iluminados já apareceram em um zilhão de filmes.

O que passou batido: os museus Petersen Automotive Museum, A+D Architecture & Design Museum e Craft & Folk Art Museum.

  • Parada 11: Farmers Market e The Grove

Essa é a parada que gosto mais: descemos em frente ao mercado e ao lado do The Grove, onde tudo se mistura, é quase uma coisa só – que lugar charmoso! Depois das compras, com algumas das lojas mais famosas do país, minha dica é almoçar na Cheesecake Factory onde não tem erro.

O que passou batido: Los Angeles Museum of The Holocaust, com entrada franca.

  • Paradas 12, 13, 14 e 15: Melrose

Chegamos na avenida Melrose, quem lembra da série? Bem, foi meio decepcionante para mim, achei extremamente deserto. Deveria ser hipster, mas achei underground: é nela que fica o cachorro-quente mais conhecido da costa leste americana, Pink’s, que não aceita cartão de crédito e fica ao lado de um lote abandonado (juro).

Já a parada 14 é o Paramount Studios, que aceita visitas previamente agendadas. Inclusive ao cemitério dos famosos, que fica ali mesmo. Creepy.

Eu não acho que você consiga conhecer a Paramount durante o passeio de ônibus, é impossível sincronizar a parada com o horário agendado pela internet. Enfim, eu nunca fiz, mas a Alexandra fez, dê uma olhada em cafeviagem.com/tour-paramount-studio-hollywood.

16 comentários sobre “As principais atrações de Los Angeles em um hop on hop off

  1. Opa Thiago, valeu pelas dicas. Vou me hospedar com a família (dois filhos de 10) anos próximo à Disneylândia. Quero pegar esse ônibus para conhecer a cidade, mas onde deixo o carro? Pensei em deixar no hotel mas é muito longe do local de saída dos ônibus. Alguma sugestão?

    Obrigado
    Martins

  2. Thiago, a linha amarela Sai de perto do Teatro chinês e vai pra Santa Mónica. Aí fica minha dúvida. A hora que eu estiver em Santa Mónica na praia e quiser voltar pro Teatro chinês como vou saber qual a cor de ônibus que tenho que pegar? Obrigada

  3. Thiago,
    massa as dicas!
    Vou fazer esse passeio e queria saber quanto tempo tu esperava pra pegar o onibus depois que descia em alguma parada.. como tu sabia os horarios que iriam passar de novo?

  4. Oi Thiago!!
    Ótimas dicas, obrigado por compartilhar sua experiência.
    Vou pra LA em janeiro, ficarei lá apenas dois dias e estou super em dúvida sobre alugar carro para fazer um tour independente ou usar Hop on – Hop Off, o que você acha?? Ajuda?! rs

    Obrigada,

    Lady

    • Oi Lady, depende do tipo de turismo que você quer fazer. Acho que o hop on-off é bem útil para quem quer fazer o basicão e não abre mão de conhecer o que é mais importante/famoso. Evita dor de cabeça e é mais barato.

  5. Oi Thiago! Eu vou fazer exatamente a mesma coisa, quero dar uma passeada em LA em uma escala gigante que tenho! Queria saber como você foi para a cidade e onde deixou suas malas (pelo que eu vi não tem guarda volume no aeroporto)?
    Muito Obrigada e parabéns pelo blog!

  6. Oi, gosto bastente do blog e das dicas de viagem que você dá!
    Eu vou pra Argentina em julho e estou com uma dúvida, é necessário apresentar o passaporte para concluir a compra no Duty Free? O meu está vencido, e não pretendia renová-lo por agora… Obrigada.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

*