Eu nunca soube da existência da Inner Space, uma caverna pré-histórica entranhada ao longo da Interstate 35, a maior rodovia do Texas.

Enquanto eu dirigia a caminho de Austin, abri o Google Maps e descobri que eu estava a minutos de um sistema subterrâneo de túneis que existe há pelo menos 25 milhões de anos.

Inner Space é uma atração paga que te permite entrar dentro de um labirinto milenar formado por água e calcário.

E isso enquanto milhares de carros continuam passando por cima de você como se nada tivesse acontecendo.

O que é Inner Space no Texas

Inner Space é o nome de uma atração no Texas que permite com que as pessoas entrem em algumas áreas da Laubach Cavern, uma das mais antigas cavernas de calcário do mundo.

Paleontólogos dizem que a formação rochosa que deu origem aos túneis tem pelo menos 25 milhões de anos (outros dizem 60 milhões de anos), mas uma de suas rochas mais antiga pode ter pelo menos cem milhões de anos.

Ninguém sabe ao certo o tamanho da caverna porque muitas de suas áreas são de dificílimo acesso, inclusive vários “missões não tripuladas” já falharam na tentativa de descobrir o tamanho real dos túneis.

Hoje, sabemos que Inner Space é um labirinto subterrâneo com mais de seis quilômetros de rotas!

Inner Space: caverna pré-histórica no Texas
Quem passa pela estrada não imagina que uma das maiores cavernas pré-históricas do país está ali embaixo…
Inner Space
… e essa coisa poética é a entrada da caverna

Inner Space foi descoberta em 1963 completamente por acaso, em uma obra de expansão da rodovia I-35.

Depois de horas de perfuração com uma daquelas enormes escavadeiras, em algum momento ela simplesmente começou a girar no ar sem perfurar nada.

Foi aí que desligaram a máquina, recolheram a broca e olharam para um enorme vazio com mais de dez metros de profundidade – e não viram nada, é claro.

Colocaram um homem para descer, de ponta cabeça, por aquele buraco com 90 centímetros de diâmetro até que chegasse do outro lado.

Quando foi puxado de volta, esse homem voltou dizendo que viu uma enorme caverna, tão grande que a luz da lanterna não era capaz de iluminar tudo.

E ele ainda disse que ouviu barulho de água, tanto água que pingava de forma ritmada quanto água corrente.

Inner Space
O famoso buraco que deu início a tudo

Esse enorme vazio que foi visto primeiro por um homem de ponta cabeça com uma lanterna no capacete recebeu o nome de “Catedral Externa”.

Essa Catedral é um dos pontos altos do passeio, inclusive é possível ver o buraco do túnel que deu origem ao processo de exploração de Inner Space.

Atualmente, existem pouco mais de seis quilômetros mapeados em diversos túneis, mas na década de 60 acreditavam que todo o sistema de túneis tivesse menos de dois quilômetros e meio.

O público tem acesso às partes principais, o que inclui a Catedral Externa, a Catedral Interna, o Lago da Lua, a Paisagem Lunar e o que acredita-se ser a rocha mais antiga da caverna, a famosa “The Flowing Stone of Time”.

A gente também vê restos fossilizados de mamutes e tigres dente-de-sabre, além de outros animais que a gente não faz a menor ideia de com eram, como besouros subterrâneos.

Existem pelo menos três passeios regulares disponíveis:

  • Adventure Tour (o mais comum, basta chegar de hora em hora)
  • Hidden Passage Tour (mesma coisa, não precisa reserva)
  • Wild Cave Tour (esse precisa de reserva)

Todos são pagos na bilheteria, inclusive o que requer reserva antecipada.

O Adventure Tour é o mais tradicional, dura pouco mais de uma hora e dependendo da época do ano ele chega a sair a cada vinte ou trinta minutos.

Crianças e idosos sem dificuldade de locomoção conseguem fazê-lo tranquilamente.

Foi esse o que fiz. Lembro que cheguei cinco minutos atrasado e me levaram até o grupo, foi bem tranquilo. Custa 23 dólares.

Infelizmente é bem difícil tirar fotos legais lá dentro!

O Hidden Passage Tour inclui uma lanterna individual para explorar os detalhes de uma área “nova” da caverna.

Ele não é recomendado para claustrofóbicos, mas não sei o quão claustrofóbico o passeio realmente é (não existem fotos). Custa 28 dólares.

Agora, o Wild Cave Tour parece bem interessante! São quase quatro horas de passeio por fendas, lama, grutas…

Inclusive eles recomendam o uso de botas de hiking, além de calça comprida e camisa com manga que podem ficar “inutilizáveis” depois do passeio.

Custa 125 dólares e só acontece aos sábados e domingos.

Vale a pena conhecer Inner Space no Texas?

Sim, é um passeio muito legal, até o tour comum é bem interessante porque é algo que foge completamente do óbvio em uma viagem aos Estados Unidos.

E não é nada difícil associar uma visita a Inner Space a um destino de pernoite no Texas.

Se você pegou um carro em Dallas e pretende dirigir até Austin, Inner Space fica logo na entrada da cidade, a trinta minutos de distância do centro.

Ou se você está em Austin e pretende almoçar em Waco, Inner Space também é uma ótima pedida, assim você faz uma curta road trip com duas ótimas paradas.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Austin? Eu fiquei no SpringHill Suites de The Domain e recomendo. Se quiser ficar no centro, o Hyatt Centric não tem erro!

  Já contratou seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O comparador Seguros Promo oferece 15% de desconto para leitores do blog e ainda parcela no cartão!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade - e através do link do blog você leva pelo menos 15% de desconto.

  Para alugar carro nos Estados Unidos pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez na Rentcars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

*