Taronga Zoo, o zoológico de Sydney

Atualizado em

Conhecer o Taronga Zoo de Sydney é um dos passeios que você provavelmente irá fazer, e não é porque as pessoas gostam de zoológicos caros, distantes e burocráticos, mas porque é difícil imaginar uma viagem à Austrália sem canguru, sem coala e sem ao menos uma atração em que você tenha que deixar um rim para pagar a entrada.

Taronga abriu as portas em 1916 e desde então é uma das atrações mais desejadas do país: o governo criou um zoológico público, com entrada paga, e cara, onde os animais tem sim uma certa liberdade de locomoção, mas não é nenhum safári, é um zoológico como qualquer outro.

Taronga, que é bela vista na língua nativa, nasceu com outro nome e em outro lugar em 1884, mas hoje ele está em um terreno alto e de frente para a baía de Sydney, onde você pode tirar algumas das melhores fotos da viagem com a ponte em primeiro plano.

Sydney-Taronga-Zoo-31

A lojinha do Taronga Zoo

Como chegar no Taronga Zoo

Confesso que já passei pela catraca com uma pedra na mão: fui convidado pelo instituto responsável pelo Taronga a conhecer o zoológico, mas depois de três dias na cidade a última coisa que eu queria era perder tempo me deslocando até lá, o que por si só já é uma viagem.

É possível chegar de carro e ônibus, mas vindo da cidade a forma mais rápida e comum é pegando a balsa que sai de Circular Quay em direção ao Taronga.

Leia mais para saber o basicão de Sydney:

Minhas primeiras impressões sobre Sydney

Um ótimo lugar para se hospedar em Sydney

Como usar transporte público em Sydney

Roteiro a pé pelo centro de Sydney

Qual o melhor seguro de viagem para Austrália?

Se você decidiu seguir minha dica e está hospedado no Regents Court o metrô te deixa exatamente em Circular Quay, de onde saem os ferries, é bem prático.

Importante dizer que o ferry não te deixa na entrada, mas na saída: para chegar nas catracas você deve subir um morro íngreme caminhando, ou pagando pelo ônibus ou bondinho – o que é inexplicável: é um absurdo cobrar ônibus do sujeito que pagou 50 dólares pela entrada, ainda mais por um trajeto de dois minutos.

Sydney-Taronga-Zoo-07-Ferry

Basta procurar os guichês eletrônicos e comprar a passagem de ida e volta: para o Taronga Zoo, como diz a placa em cima da tela, você precisa de um MyFerry 1

Sydney-Taronga-Zoo-02-Ferry

Tudo é muito bem sinalizado: você sabe de qual cais o barco sai, de qual lado e em quantos minutos chega o próximo

É inconcebível deixarem uma linha de transporte público ligando saída e entrada que estão separadas por 200 metros de morro. E para piorar descobri que o bondinho só está disponível para quem comprou o tíquete pela internet e adicionou esse extra ao preço final.

Update: através desse link o ingresso já inclui o bondinho!

Quando vi a pirambeira que eu deveria subir acabei entrando no ônibus, mas só fui entender que eu deveria pagar por ele, como em um ônibus qualquer, depois de cinco minutos de discussão com o motorista – que acabou liberando a minha entrada sem cobrar por ela, diga-se de passagem.

Horário de funcionamento do Taronga Zoo

Primeiras impressões

Na verdade não é justo chamar o que vem depois disso de “primeiras impressões”, até porque se antes era pedra na mão agora era corda no pescoço. E o pior é que logo depois disso veio a pior de todas as decepções:

– Oi moça, é aqui que fica o coala?

– Isso querido, é só comprar o passe e entrar na fila.

– Que passe?

– O coalapass, custa 20 dólares e você tem direito a uma foto.

Sei de nada, inocente.

Sydney-Taronga-Zoo-35

Com vocês, a fila do coala

Não consigo incentivar ninguém a gastar 46 dólares com a entrada, 12 com a balsa e 20 com o coala. São quase oitenta dólares, sem contar alimentação.

E o mais surreal é que a foto deveria ser com as mãos para trás, porque de acordo com eles é proibido acariciar coalas, lei estadual ou federal, mas eu não li nada a respeito disso.

E o que foi bom?

Olha, pouca coisa valeu o investimento de tempo, até porque com a cortesia do ingresso, o desprezo pelo coala e a camaradagem do motorista o investimento financeiro tinha sido nulo até então.

Sydney-Taronga-Zoo-30

Pirei quando vi esse pavão entrando dentro do restaurante na entrada do zoológico. Sério, eu não esperava por isso: ele andava como se estivesse em casa, e olhava sem pudor algum para o que você trazia nas mãos ou no bolso analisando se aquilo era do interesse dele ou não.

Sydney-Taronga-Zoo-40

Depois fui ao banheiro e encontrei um peru em frente ao mictório.

Sem piadinhas de duplo sentido, juro que é verdade: tinha um peru dentro do banheiro.

Sydney-Taronga-Zoo-48

Curti ver os cangurus, esses sim eram gratuitos. Existem duas espécies em uma área não muito grande e bem próximos do público.

Sydney-Taronga-Zoo-55

Claro que curti a vista, não é a toa que se chama Taronga: existem vários eventos musicais noturnos e sleepovers com essa vista de cair o queixo.

Você consegue tirar fotos legais da baía passeando pelos morros de The Rocks, mas em um dia de sol as fotos do zoológico são algumas das mais incríveis.

Sydney-Taronga-Zoo-57

Não sei exatamente que bicho é esse, mas depois de um pavão no restaurante e um peru no banheiro foi a coisa mais comum do mundo encontrar essa criatura embaixo da mesa.

Sydney-Taronga-Zoo-53

Olha o Diabo da Tasmânia dando o ar da graça, o que não é muito comum: você pode passar pelo Taronga e não vê-lo, até porque não foi pela sociabilidade que ele ficou famoso: exceto pelo rabo, que funciona como contrapeso, ele lembra um urso, além de ser forte, musculoso e nutrir uma relação de amor e ódio com o Pernalonga desde 1954.

Sydney-Taronga-Zoo-82

Sou um fanático por elefantes, mais precisei de quase uma hora para encontrá-los. Inclusive entrei no terreno deles por falta de sinalização e barreiras, mas só fui vê-los horas depois, no final do dia, em uma arena a céu aberto em um dos horários em que eles saem para uma apresentação.

Sydney-Taronga-Zoo-87

Imagino que eu teria curtido o aquário, mas quando cheguei naquela região ali tudo que eu queria era ir embora e pegar o pôr do sol em Bondi – santa decisão a minha, depois posto sobre ela aqui.

Sydney-Taronga-Zoo-96

Sydney-Taronga-Zoo-97

O melhor foi ter terminado o dia ali, com o melhor do zoológico: a descida de bondinho e as fotos incríveis que dá para fazer de cima dele – além de ser um ótimo lugar para ver os elefantes:

Sydney-Taronga-Zoo-100

Taronga Zoo

Geralmente de 9:30 às 16:30, todos os dias da semana

50 dólares

Como ver animais incríveis na Austrália

Hoje sei que existem mil formas muito mais interessantes para ver esses animais australianos em seu habitat natural: visitando santuários ecológicos onde veterinários, muitas vezes voluntários, tratam de animais feridos encontrados em estradas.

Esses são alguns santuários famosos entre locais, onde os australianos realmente vão – raramente um residente opta por conhecer um lugar como o Taronga. Em quase todos eles você consegue inclusive acariciar coalas mediante a doações espontâneas, sem se sentir o último dos turistas:

Healesville Sanctuary | Santuário e zoológico em Healesville, pertinho de Melbourne

Werribee Open Range | Safári em Werribee com acomodação, pertinho de Melbourne, na direção da Great Ocean Road

The Kangaroo Sanctuary | Em Alice Springs, bem no miolinho do país

Lone Pine Koala Sanctuary | Em Brisbane, tem a maior quantidade de coalas do mundo reunidos em mesmo lugar

Taronga Conservation Society Australia | Uma versão safári do Taronga original, com acomodação, em Dubbo, a seis horas de carro de Sydney

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Sydney? Fiz três listas com as melhores opções de onde ficar nos arredores de Darling Harbour, Bondi Beach e Kings Cross. Eu fiquei no Regents Court de Kings Cross e recomendo!

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece até 10% de desconto para nossos leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip internacional com internet ilimitada – e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Austrália pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Taronga Zoo, o zoológico de Sydney' têm 2 comentários

  1. 25 de fevereiro de 2017 @ 9:12 Taronga, um incrível zoológico para crianças e adultos em Sydney – Com os Erros Aprendi

    […] Mas, é caro eu diria que até sem graça, pois além de pagar pela entrada (cerca de 40 dólares australianos), ainda é preciso pagar mais 20 doletas pela foto. O Thiago do Blog Rodei falou mais sobre isso nesse post aqui.  […]

    Responder

  2. 4 de setembro de 2014 @ 3:11 Giulya

    Para quem pretende visitar Perth, em WA, temos uma opção ótima: Caversham Wildlife Park (http://www.cavershamwildlife.com.au/). O ingresso custa cerca de $25 e te dá direito a alimentar cangurus e tocar e tirar fotos com coalas. Além disso, eles têm vários outros animais e o parque é muito bem conservado. Sempre que alguém vem me visitar eu levo para o parque e todo mundo ama! É bom que você tenha deixado suas impressões aqui, pois assim as pessoas podem evitar as atrações pega-turista e ir atrás de outros locais que não explorem os turistas.

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2018. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost