Como consegui ingressos para Hamilton, o musical mais concorrido de todos os tempos

Você já ouviu falar em Hamilton?

Hamilton é o musical da Broadway mais concorrido de todos os tempos. Não é o mais assistido porque ele é razoavelmente novo, estreou no começo de 2015, e existem peças mais tradicionais, como Fantasma da Ópera, que estão em cartaz há mais de 30 anos.

O que faz de Hamilton um acontecimento inédito é o quão rápido ele se popularizou: nunca foram vendidos tantos ingressos por valores tão altos. Na primeira semana de janeiro de 2017 o valor médio das entradas atingiu o seu maior preço, 310 dólares por ingresso, o que fez com que a arrecadação atingisse 3.335.430,00 dólares.

Em uma semana!

Para efeito de comparação, na mesma semana, a primeira de janeiro desse ano, Fantasma da Ópera arrecadou 71.291,00 dólares. E olha que Fantasma é historicamente o maior sucessos de todos os tempos.

Hamilton, o musical

Hamilton é uma peça da Broadway escrita e estrelada por um cara extremamente talentoso chamado Lin-Manuel Miranda. Miranda ficou famoso quando estreou o seu primeiro musical, In The Hights, e levou logo quatro Tonys por ele, mas depois do sucesso de Hamilton ele caiu nas graças da Disney: escreveu as musicas de Moana, está gravando a sua participação no novo Marry Poppins e foi anunciado como produtor do live action de A Pequena Sereia.

Essa e a imagem do destaque são de Joan Marcus para Time Out

Hamilton é um musical baseado na biografia de Alexander Hamilton, um dos “Founding Fathers” responsáveis pela Constituição e Declaração de Independência dos Estados Unidos. Claro que esse é um dos motivos do sucesso, não tem nada mais americano do que falar sobre a história dos Estados Unidos, mas a peça é tão boa, mas tão boa que mesmo quem mal conhece a própria história irá adorar conhecer a história de Alexander Hamilton: são dois atos cantados em hip-hop, coral e uns personagens secundários inexplicavelmente engraçados!

E a música, gente, a música é realmente muito boa: “Alexander Hamilton” é ótima, mas “My Shot”, que deve ser a mais famosa, escuto no repeat quase todos os dias. “Guns and Ships” é maravilhosa, mesmo que você não entenda absolutamente nada (é o rap mais rápido que se tem notícia, são 144 palavras por minuto).

Claro que nada chega perto de ver o palco cheio com todo mundo dançando e cantando ao vivo, mas no que diz respeito a trilha sonora de musicais Hamilton é o único no meu Spotify.

Como consegui ingressos para Hamilton

Estávamos minha mãe e eu, em Chicago, quando ela disse que não acreditava que perderíamos a chance de assistir um musical, até porque, de acordo com ela, “não tem nada passando”.

Como assim, não tem nada passando? Comecei o meu discurso que você já conhece e terminei com “Hamilton é a peça favorita do presidente Obama”. “Jura?”, disse ela, e eu respondi: “uhum, inclusive o ator principal foi na Casa Branca cantar a música tema logo depois”.

Pronto, minha mãe disse que não sairíamos de Chicago sem antes assistir Hamilton.

– Mãe, mas não tem ingresso!

– Que não tem ingresso, claro que tem, sempre tem.

Claro que a peça de Chicago não é a mesma da Broadway, é impossível estar em dois lugares ao mesmo tempo, mas é a mesma produção, só os atores que mudam – por isso o personagem principal não seria interpretado por Lin-Manuel Miranda, mas por Miguel Cervantes, esse moço que aparece nas fotos do post.

Não tenho parâmetros para comparar o Alexander Hamilton de Lin-Manuel Miranda com o de Miguel Cervantes, mas o Miguel é incrível, parece que o papel foi escrito para ele que, diga-se de passagem, é a cara do rapper Macklemore.

Chegamos por volta das duas da tarde na bilheteria do PrivateBank Theatre de Chicago, esperamos nossa vez de sermos atendidos e minha mãe disse:

– Gostaria de duas entradas para a apresentação de hoje.

– Não temos, mas temos para depois de amanhã. São os dois únicos assentos disponíveis e são os melhores da casa. 250 dólares cada.

– E qual a outra opção?

– No momento a outra opção são as apresentações de 2017, a partir de junho.

Ela explicou que aqueles dois ingressos sobraram depois de uma desistência e se não fossem vendidos os donos acabariam perdendo as entradas. Eu disse que ela poderia atender as próximas pessoas da fila enquanto pensávamos se estávamos dispostos a gastar 500 dólares, mas ela foi logo dando o toque:

– Eu não posso segurar ingresso, e provavelmente assim que vocês saírem os próximos da fila irão comprá-los.

Ela disse que o valor médio dos ingressos daquela fila, a terceira central, era 600 dólares. Ou seja, caso a gente comprasse eu poderia me apegar ao fato de que os nossos vizinhos mais próximos estavam pagando pelo menos o dobro para estarem ali.

Compramos.

Era uma matinê às duas da tarde no nosso último dia de viagem. O PrivateBank Theatre estava cheio, mas as pessoas começam a chegar dez minutos antes do espetáculo.

Gostei de tudo: dos assentos, do cenário simples, do figurino pomposo, dos atores e da atuação. Foram mais de duas horas que parecem ter passado em menos de 20 minutos. Claro que a gente não consegue entender grande parte da letra das músicas, nem americano tem ouvido para pegar 144 palavras por minuto, mas não se preocupe: em Hamilton, mesmo quando o inglês falha o braço arrepia.

Update: se a medida que o tempo passa Hamilton for se tornando uma peça mais fácil de se conseguir um ingresso, vale comprar antecipadamente pelo Today Tix usando o código TWUNU, assim você ganha 10 dólares de desconto no valor final.

Com o Today Tix você consegue ingressos com antecedência e segurança em várias cidades dos Estados Unidos e Londres.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Chicago? Fiz uma lista com as melhores opções nos arredores de The Loop, mas eu prefiro a região de Magnificent Mile, onde já fiquei em três lugares que recomendo: DoubleTree, Raffaello e Whitehall.

  Já contratou o seu seguro médico de viagem? Eu gosto da World Nomads, uma empresa australiana que cota em reais e oferece a maior cobertura que conheço pelo menor preço. Cote também nas melhores empresas nacionais de uma só vez pelo Seguros Promo.

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular internacional com internet ilimitada. Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo!

  Para alugar carro em Chicago pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Como consegui ingressos para Hamilton, o musical mais concorrido de todos os tempos' não tem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2017. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!