15 de agosto de 2022
Para onde vamos agora?

Roteiro de um dia em Busch Gardens

Roteiro de um dia em Busch Gardens

Atualizado em 26 de maio de 2022 por Thiago Khoury

Pronto, está no ar: meu super roteiro de um dia em Busch Gardens, um dos parques mais queridos pelos brasileiros, principalmente os que curtem montanhas-russas!

Lembrando que para que um roteiro de um dia em Busch Gardens funcione você precisa dedicar o dia a ele, sem dividir Busch Gardens com mais nada!

O objetivo desse roteiro em Busch é transformar o parque em um circuito que te faça andar menos e evitar pegar filas, mas, se você estiver ali nos dias mais vazios (de segunda a quinta), aproveite para repetir o que quiser quantas vezes quiser!

Busch Gardens é uma delícia (mas chuva não combina com montanha-russa)

O problema de propor um roteiro de um dia em Busch Gardens é que em um parque de montanhas-russas ao menor sinal de chuva elas fecham, então nem sempre você conseguirá cumprir o itinerário proposto.

E por falar em propor, sempre sugiro atravessar o parque de gôndola, outra coisa que também pode não funcionar quando o céu fica preto (na verdade, o problema não é a chuva propriamente dita, mas a probabilidade de raio e a velocidade dos ventos).

Claro que esse roteiro foi feito imaginando um dia no parque de alguém que curta atrações radicais porque é isso que Busch tem de melhor, então use-o como base se você é como grande parte das pessoas que estão ali – mas quem procura algo que fuja do comum, não tem jeito, só com roteiro personalizado.

Passeando em Busch Gardens no dia do evento de Natal, o Christmas Town

Principais atrações de Busch Gardens

  • Montu
  • Cobra’s Curse
  • Cheetah Hunt
  • Skyride
  • Tigris
  • Sheikra
  • Congo River Rapids
  • Kumba
  • Falcon’s Fury
  • Iron Gwazi

Qual a melhor forma de fazer Busch Gardens em menos tempo?

Na verdade essas atrações aqui em cima foram colocadas na ordem em que devem ser feitas para otimizar o dia e fugir das filas, ou seja, essa ordem por si só já é uma ótica dica de roteiro em Busch Gardens!

+ Saiba mais sobre a importância de contratar um bom seguro de viagem para os Estados Unidos e cote o seu com pelo menos 10% de desconto!

O que quero fazer agora é mostrar como fazer essas dez atrações em um dia de parque da melhor forma, inclusive como se locomover entre elas, dicas de onde comer ao longo do dia e outras coisinhas que vale incluir ao passar por elas.

Não deixe de andar com um mapa, procure pelas placas indicativas e pergunte aos funcionários do parque qual o caminho mais rápido até a próxima atração, assim você não perde tempo indo na direção contrária – erro clássico em toda primeira visita!

Roteiro de um dia em Busch Gardens

Chegue cedo e vá logo virando a direita assim que entrar no parque. Passe pela Cheetah e Cobra’s Curse até chegar na (1) Montu, a primeira montanha-russa invertida da Flórida (quando os carrinhos são presos por cima e não por baixo).

Montu é deliciosa: a maior queda tem 40 metros de altura, o carrinho chega a 105 km/h e entre loopings e parafusos são sete inversões!

Roteiro de um dia em Busch Gardens
Montu, a primeira montanha-russa da Flórida com os pés soltos e o trilho em cima

Pronto, agora pode voltar em direção a entrada e fazer o que ficou para trás enquanto você caminhava até a Montu: (2) Cobra’s Curse primeiro e (3) Cheetah Hunt depois.

Cobra’s Curse é uma delícia, e é muito tecnológica: o carrinho não só desliza pelos trilhos como é elevado, então você começa lá de cima como se estivesse subindo em um elevador.

Ah, outra coisa: cada carrinho tem um eixo próprio, então eles giram ao longo do percurso – muitas vezes você fica cara a cara com o coleguinha do carrinho de trás, é bem legal!

E olha que antes da Cobra’s Curse eu já amava a Cheetah Hunt: assim como a Manta em SeaWorld, a Cheetah é mais gostosa do que radical – ela simula um guepardo que dá verdadeiras arrancadas (ou “pulinhos”, como dizem os meninos) atrás de sua presa.

Roteiro de um dia em Busch Gardens
Carrinhos da Cobra’s Curse que giram ao redor do próprio eixo
Roteiro de um dia em Busch Gardens
Cheetah Hunt dando uma de suas arrancadas!

Thiago, mas por que a gente começa lá do fundo e vai voltando?

Enquanto a maioria das pessoas atravessam o parque e vão direto para Sheikra (ou para o último lançamento, como a Iron Gwazi), vale mais sair na frente e pegar três atrações no início do dia com pouca ou nenhuma fila.

Continuando: depois de fazer as três primeiras montanhas-russas de Busch Gardens, entre em uma das gôndolas do (5) Skyride e atravesse o parque em direção a famosa (7) Sheikra, a montanha-russa que é basicamente uma queda – mas que queda: 100% perpendicular ao chão, o carrinho chega a 110 km/h antes de virar em um looping final!

Antes de chegar na Sheikra você irá passar pela (6) Tigris, outra novidade do parque: como em um pêndulo, o carrinho vai e volta antes de pegar o impulso que dá início ao percurso com quedas, giros e loopings.

Thiago, e se o parque estiver cheio e eu já estiver com fome?

Uma ótima dica é comer no (7) Zambia Smokehouse que fica ali do lado e tem uma costela (e um hambúrguer de costela) bem gostosa!

Continuando, suba em direção (8) Congo River Rapids e (9) Kumba. A Congo é uma atração de correnteza, é a irmã mais velha e menos tecnológica da Infinity Falls de SeaWorld – na verdade, é mais divertido ver o pessoal passar e pagar 25 cents para atirar água neles do que estar na mira de quem ama fazer isso.

Roteiro de um dia em Busch Gardens
Kumba, uma eterna favorita!

Geralmente pulo a Congo River Rapids e vou direto na Kumba, uma das minhas favoritas: hoje ela passa quase despercebida, mas durante anos ela foi uma das dez melhores do mundo com seus sete loopings quase sequencias a 97 km/h!

Pronto, agora você pode fechar o dia com chave de ouro descendo em direção a (10) Falcon’s Fury, a maior torre de queda livre dos Estados Unidos – são cinco segundos de queda livre, você chega a atingir a impressionante velocidade de 100 km/h!… Mas posso contar um segredo?

Essa é provavelmente a única atração de todos os parques que, mesmo que eu minta para evitar o bullying, eu nunca fui.

E nem pretendo!

Roteiro de um dia em Busch Gardens
A Falcon’s Fury é tão linda de longe…
Roteiro de um dia em Busch Gardens
… mas olha de perto!

Thiago, tem onde almoçar ali perto?

Tem sim, no tradicional Dragon Fire, o restaurante com serviço de balcão dividido em ilhas com comida italiana, americana, chinesa…

Sempre achei a qualidade da comida bem inferior ao Zambia, mas a experiência é melhor porque sempre envolve um show de canto e dança no palco do restaurante – só não esqueça de checar os horários!

Continuando: se despedir de Busch Gardens é sempre um programão! Saindo do Dragon Fire e caminhando em direção a saída você passa pelos elefantes, pelos hipopótamos e pela clínica veterinária do parque onde são feitas cirurgias reais.

Aliás, você pode ter a chance de ver os veterinários de Busch fazendo um procedimento ali, ao vivo!

Muita gente pergunta sobre aquela atração, parecida com a de Animal Kingdom, onde a gente fazia um safári off road, lembra?

Então, acabou, não existe mais, mas tem um safári pago incrível, o Serengeti Safari que aparece no vídeo que coloquei lá em cima – esse sim vale a pena e rende ótimas fotos!

Termine o dia se despedindo de Busch com a (10) Iron Gwazi, a mais nova montanha-russa do parque – na verdade, uma versão turbinada da antiga Gwazi que fechou em 2015.

Agora a Iron Gwazi é uma gigante quase duas vezes maior do que a original, mas eu ainda não tive a chance de conhecê-la pessoalmente – como ela estreou recentemente, em março de 2022, minha dica é não colocá-la no início do dia, mas no fim, quando a maioria das pessoas já deixaram o parque.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Orlando? Fiz uma lista com as melhores opções nos arredores da Disney e outra na região central da International Drive, mas um que gosto muito é esse Holiday Inn completinho.

  Já contratou seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos, principalmente em tempos de Covid! O comparador Seguros Promo oferece pelo menos 10% de desconto para leitores do blog e ainda parcela no cartão!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade - e através do link do blog você leva pelo menos 15% de desconto e ligações gratuitas e ilimitadas para o Brasil!

  Para alugar carro na Flórida pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez na Rentcars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português!

Previous Article

Compras em Orlando: Orlando International Premium Outlets

Next Article

Como se inscrever no programa de fidelidade da Qatar

You might be interested in …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*