Testei os lacres de viagem da SealBag – você sabe o que são?

1 comentário Share:

Atualizado em 10 de dezembro de 2018 por Thiago Khoury

Publieditorial | Imagem de destaque do Blog SealBag

DSC02426

Em outubro do ano passado postei pela primeira vez uma foto desses lacres e alguém perguntou porque os ladrões se intimidariam com uma cordinha se nem cadeado com segredo e chave eles respeitam.

Então meu amigo, não é assim que funciona, cadeado e lacre são itens complementares de segurança: cadeado foi feito para evitar com que uma mala seja aberta sem que você saiba, mas o lacre foi feito para informá-lo se ela foi aberta, independente da forma.

Não é difícil abrir um cadeado, com cinco minutos de Google você aprende a abrir qualquer um usando um clips de papel – e sem querer discutir teorias conspiratórias, é comum hoje usarmos cadeados que um milhão de pessoas possuem a chave, que são aqueles aprovados pelo governo americano.

DSC02428

Clique aqui para aprender a passar o lacre da forma correta: o fio de nylon tem que passar por um ponto fixo da mala, como a alça

Tudo bem, mas por que preciso saber se minha mala foi aberta?

Para que você possa reclamar, ora essa! E o mais importante: reclamar em tempo hábil, porque geralmente reclamação de bagagem avariada ou itens subtraídos (que é a maneira formal de dizer mala quebrada com coisa roubada), só pode ser feita antes que você saia da sala de desembarque.

E quem abre mala e confere o que tem dentro dela logo depois de tirá-la da esteira? Ninguém, a não ser que você veja o lacre violado, porque assim você não precisa sequer abrir o cadeado: pode procurar um funcionário da companhia aérea e fazer a reclamação, o lacre violado funciona como prova.

E por que não uso um desses lacres de plástico que tenho em casa ou que a companhia aérea oferece?

Justamente porque todo mundo tem um monte desses lacres. É muito fácil violar o seu e substituir por um igual sem que você perceba. Inclusive a nossa Oprah brasileira, Ana Maria, mostrou exatamente isso: um sujeito afirmou que conseguia lacres com amigos e fazia a substituição logo depois do crime, assim os passageiros só percebiam depois de chegar em casa.

DSC02433

Peguei um alicate do meu pai para cortar o lacre depois de usado, mas uma tesoura simples ou cortador de unha também funcionam

E você já usou esses lacres?

Na verdade eu não conhecia a SealBag até que no ano passado eles me mandaram uma porrada de lacres de presente. Mandaram para vários blogueiros amigos e todo mundo fez o teste. Joga no Google, parece que todo mundo gostou da experiência.

Eles me mandaram tantos lacres que eu comecei a usá-los com outro propósito: sabe quando você deixa a mala no saguão do hotel depois do check-out? Como qualquer tentativa de violação fica evidente, com os lacres da SealBag é mais tranquilo deixar a sua mala esperando por você, principalmente nos Estados Unidos onde todo mundo consegue abrir um cadeado aprovado pelo TSA.

E quanto eles custam?

R$ 40 por um pacote com 10 lacres. O que é muito bom se você pensar que é um investimento de 4 reais por mala por viagem. E quer uma dica minha? Depois de passar o lacre, que você aprende como fazer clicando aqui, tire uma foto com seu celular onde apareça o número de série, assim você não precisa anotar nada e ainda tem uma prova de que o lacre violado foi o lacre utilizado.

É, parece que é bom!

Lacre é que nem seguro de viagem: todo mundo vai e volta rezando para ser um investimento não utilizado, mas, caso precise, você irá adorar ter investido em provas de violação de bagagem.

DSC02434

Lacre cortado, descarte e use outro na próxima viagem!

Você conhece a política de publieditorial do blog? Os publis do Rodei são escritos em primeira pessoa e refletem a opinião do blogueiro, caso contrário não seriam publicados. Todas as parcerias do blog são orgulhosamente anunciadas.

Previous Article

Você sabe quanto custa um intercâmbio?

Next Article

Curso de um dia de fotografia em Nova York com Jamie Diamond

Agora dá uma olhada nesses aqui:

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*