Hostel Suites Palermo: corre, é cilada

Quando comecei a sondar um albergue para que eu e meus outros oito amigos nos hospedássemos Buenos Aires pela primeira vez ouve um consenso: Hostel Suites Palermo, bem no fundinho de Palermo Soho, onde na verdade já é Palermo Viejo:

Bem, vamos lá: dos três amigos que me aconselharam a escolher o Suites Palermo, dois viajaram acompanhados de suas respectivas, só o terceiro viajou sozinho, na cara e na coragem.

Batendo fotos e descrições descobri que os dois casais ficaram em um mesmo quarto duplo com banheiro privativo. Consenso dos pombinhos: ótimo, sem nada a reclamar!… Bom, é simples, mas eu ficaria novamente.

Tudo bem, mas meus amigos e eu ficaríamos em dois quartos compartilhados, um com dois beliches, outro com três. Todos os dois quartos possuíam banheiros próprios, o que na verdade foi um péssimo negócio, porque eram os piores banheiros do albergue.

Enfim, o amigo número três, que é super desprendido de luxos e mordomias, disse apenas que tem um aspecto bem antigo, talvez não faça o seu estilo. E olha que esse sujeito faz a linha ogro, e como todo bom ogro que se preze ele não faz a menor ideia do que seja cheiro de mofo.

5

Facebook-icon Instagram-icon Twitter-icon Siga o blog nessas e em outras redes sociais: sempre @rodeiviagens Facebook-icon Instagram-icon Twitter-icon

Dica de onde não ficar em Buenos Aires

Hostel Suites Palermo

A entrada e a recepção do Suites Palermo é super charmosa. Fomos bem recebidos e bem tratados por todos os funcionários. Não é bem localizado: apesar de ser relativamente próximo a uma estação de metrô, aquilo já não é o que se espera de Palermo, principalmente de Palermo Soho. Durante a noite é desértico, mas é um lugar seguro, principalmente se você vem caminhado por dentro do bairro e não pelas avenidas laterais madrugada afora.

Não conheci os quartos duplos, mas os quartos comunitários são horríveis, é como você vê no vídeo. É tudo muito mal cuidado, desleixado e a higiene mandou abraço: vi pequenas baratinhas nos corredores e outras tentando passar pelo ralo do banheiro. Fiquei em um quarto para quatro pessoas que, pasmem, tinha apenas uma chave.

Sorte nossa não sermos quatro desconhecidos com diferentes horários ao longo da estada.

Por último, o cheiro de mofo é sim insuportável: quem tem problema respiratório só fica ali medicado, caso contrário morre aquela morte silenciosa ao longo da noite e nem percebe.

Salvar

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Buenos Aires? Fiz três listas com as melhores opções nos bairros mais procurados: Palermo, Microcentro e Puerto Madero.

  Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! O buscador Seguros Promo é parceiro do blog e oferece 5% de desconto para leitores, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip de celular internacional com internet ilimitada – o frete é por minha conta! Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Argentina pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou no boleto com desconto.


Sobre

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


'Hostel Suites Palermo: corre, é cilada' têm 7 comentários

  1. 1 de abril de 2016 @ 22:20 Milena

    Vou em outubro e pensando em ficar no Milhouse Avenue. Até então bem falado… não espero me decepcionar assim… rsrsrs

    Responder

  2. 1 de agosto de 2013 @ 16:16 Karina Conceição

    E eu que estava pensando em ficar nesse Hostel em novembro com mais 5 pessoas depois de ler esse post desisti de vez.
    Vou tentar ou o Hotél Colón (que ameeeei de paixão e é relativamente barato) ou o Hostel Suites Florida.

    Responder

    • 8 de agosto de 2013 @ 10:11 Thiago Khoury

      Oi Karina, já ouvi muito a respeito do Colón, não lembro exatamente o que, mas sei que ele é popular entre brasileiros. Depois volta aqui para dizer o que achou!

      Responder

  3. 29 de julho de 2013 @ 14:19 Nivaldo Lima

    É triste ver essa decadência de Buenos Aires, especialmente de Palermo, bairro com vocação e identidade boêmia. Agora, quanto a isso dos mofos, acho que é generalizado. Cidade velha, portuária, que vai de 0 a 40 graus durante o ano… Paraíso para os ácaros e inferno dos alérgicos.

    Responder

  4. 14 de março de 2013 @ 17:40 Thiago Pereira

    Caramba que quarto tenebroso. E o banheiro? Eu hein. Pô Thiago, a hospedagem em BsAs tá tão barata, poderia ter escolhido um hotel. Se bem que eu já fiquei em hotel 4 estrelas em Palermo, que não valia metade do valor da diária.

    Responder

    • 14 de março de 2013 @ 20:38 Thiago Khoury

      Sim sim, mas é porque tinha todo aquele lado lúdico que viajar com outros oito amigos solteiros e ficar em um albergue, sabe como né?

      Responder

  5. 11 de março de 2013 @ 15:32 Adeliz Siqueira

    Oi amigo,

    Entendo perfeitamente pelo que você passou. Também sou alérgica. Fiquei hospedada no centro em uma pousada pequena, mas pelo menos não tinha mofo, apesar do banheiro não ser uma maravilha também. Na verdade, é um apartamento enorme adaptado para receber hóspedes. Boa sorte na próxima vez.
    Adeliz Siqueira

    Responder


Gostaria de deixar um comentário?

Seu endereço de email não será publicado.

*

Rodei Viagens 2010 - 2018. Todos os direitos reservados. Colabore com o blog! | Orgulhosamente hosted pelo DreamHost