27 de janeiro de 2022
Para onde vamos agora?

Downtown Disney: West Side

Atualizado em 20 de novembro de 2021 por Thiago Khoury

Update: 23 de março de 2017

Com a transformação de Downtown Disney em Disney Springs, West Side ficou muito mais charmoso, apesar de que todos os restaurantes que aparecem aqui continuam funcionando normalmente. West Side vai mudar ainda mais quando La Nouba chegar ao fim e Disney Quest virar NBA Experience.

Mapa-de-Downtown-Disney-West-Side

No cantinho esquerdo tem o Cirque du Soleil, no cantinho inferior direito, em azul, Planet Hollywood. Mapa da Disney. Todos os direitos reservados.

Meu instituto de pesquisa pessoal anda analisando dados polêmicos nos últimos anos: as pessoas nunca foram tão pouco ao La Nouba do Cirque du Soleil. No mês passado levei apenas dois passageiros de um grupo de quarenta. Isso é inédito!

Tenho um amigo, que também é guia, que acredita que isso tem acontecido porque a trupe canadense passou a vir ao Brasil com mais frequência, mas eu acredito que seja porque a gente tem cada vez mais atrações em cada vez menos tempo de viagem – e você sabe que ninguém topa perder uma noite de compras!

Bem, como na última viagem rolou esse tempo livre eu aproveitei para tirar algumas fotos de lá e destrinchar Downtown Disney em uma série de três posts: esse e mais de Pleasure Island e outro de Marketplace.

Downtown-Disney-05-West-Side

Cheguei em West Side vindo de Animal Kingdom. Sim, sem baldeações: Animal Kingdom está testando uma linha de ônibus que liga o parque ao Cirque du Soleil sem paradas. Não sei por quanto tempo essa mamata deve continuar, mas acredito que eles não devem interrompê-la tão cedo.

Cirque du Soleil está ali desde 1998, é um dos poucos espetáculos residentes em algum lugar do mundo que não seja Las Vegas. Com o seu teatro com pouco mais de 1.600 assentos, em setembro desse ano eles comemoraram 7 mil apresentações.

La Nouba vem do francês, faire la nouba, que significa algo como festejar, viver com qualidade. No verão existem duas apresentações por dia de terça a sábado com ingressos entre U$ 60 e U$ 150. Tanto os preços quanto os horários mudam ao longo do ano.

Downtown-Disney-01-West-Side

Downtown-Disney-03-West-Side

Logo ali em frente está uma das casas noturnas mais famosas do país, House of Blues. Lembrando que além de balada eles tem um palco que recebe todo tipo de artista, um restaurante com pratos elaborados e uma loja cheia de compráveis interessantes, depois escrevo sobre ela.

Balada boa, mas só para quem é over, ou seja, tem mais de 21. House of Blues é um dos meus lugares prediletos em Orlando, desde quando usávamos carteira com idade levemente modificada para entrar ali – quando eu ainda tinha 19 anos com carinha de 17, e não 27 com carinha de 30.

Downtown-Disney-04-West-Side

Já desse lugar eu nunca gostei, nem durante essa mistura de 17 com 19 anos. DisneyQuest é um parque indoors, um enorme fliperama em cinco andares com jogos tradicionais e versões tecnológicas de atrações famosas nos parques, como Piratas do Caribe e Space Mountain.

Tem anos que não vou ali, muitos, mesmo. Funciona como um parque qualquer: com o ingresso na mão você tem direito a usufruir de todas as atrações até o fim do dia. Lembro o sacrifício que era levar passageiro ali quando DisneyQuest ainda fazia parte da programação.

Downtown-Disney-09-West-Side

Bem, continuamos caminhando em direção a Pleasure Island e passamos pela Curl, uma loja de surf wear que revende marcas do estilo Billabong. É uma loja legal, eu que já não tenho idade para usar o que ela vende.

Downtown-Disney-08-West-Side

Downtown-Disney-10-West-Side

Bem do lado da Curl ficava a antiga Virgin Megastore, que era uma delícia de visitar. Fecharam a de Manhattan e pouco tempo depois fecharam a de Orlando também. Depois de algumas tentativas de usar aquele espaço todo para trazer exibições itinerantes eles resolveram inaugurar esse lugar que ainda não conheço por dentro, Splitsville.

Downtown-Disney-15-West-Side

Olha, que pena que ainda não entrei, mas o lugar é legal, todo mundo elogia. Splitsville é um enorme boliche com pistas super tecnológicas e preços camaradas: dependendo do dia da semana e do momento do dia você paga entre U$ 15 e U$ 20 para jogar durante um período.

Um período varia entre 60 e 105 minutos de acordo com o número de pessoas que dividem a pista. Para quem joga sozinho um período dura 60 minutos, mas se você está dividindo a pista com outras 7 pessoas o período precisa ser maior, por isso ele pula para quase duas horas.

Rola também esse bar com música ao vivo, que aparece na foto, e um restaurante todo descolado com um cardápio que mistura italiano, japonês, mexicano, chinês e americano. É quase uma volta ao mundo.

Downtown-Disney-11-West-Side

Logo depois tem o cineminha da AMC que, nesse caso, é cinemão: são nada mais nada menos do que 24 salas, sendo que eles tem um pacote que inclui pratos quentes durante a projeção – e os preços são bem acessíveis. Tem basicamente pizza e hambúrguer, mas é uma experiência bacana!

Os restaurantes Bongos e Wolfgang Puck estão ali desde o início e tem um custo-benefício que vale o investimento – bem, na real eles não tem absolutamente nada de especial, mas é bacana para quem quer comer legal e gastar o mínimo possível.

Bongos Cuban Cafe era da cantora Gloria Stefan no passado, não sei se ainda é. Eles são grandes em Miami e são famosos também em Orlando. Já comi o churrasco a lo cubano duas vezes: por U$ 25 eles servem uma carne de boi com arroz temperado e ervilhas que é bem parecido com o nosso brasileirinho.

Eu nunca comi no Wolfgang Puck de Orlando, mas sei que são dois restaurantes em um mesmo lugar: no andar de cima está The Dining Room, com pratos mais elaborados, e no andar de baixo The Grand Cafe, com cozinha americana. Já dividi duas pizzas individuais para três pessoas no Wolfgang Puck Express, que fica ao lado.

Downtown-Disney-18-West-Side

Continuando reto em direção a ponte que leva para Pleasure Island a gente passa por algumas lojinhas legais, mas nenhuma muito útil – pelo menos as maçãs do amor da Candy Cauldron são bonitas, mesmo que nem sempre gostosas!

Downtown-Disney-32-West-Side

Downtown-Disney-34-West-Side

Harley Davidson abriu no ano passado e vem fazendo sucesso. Tanto ela quanto a Curl existiam em versões menores em Pleasure Island, mas depois que chegaram em West Side a gente vê muito mais gente caminhando por ali e dentro delas.

Essa mistura de Wetzel’s Pretzels com Häagen-Dazs está ali desde o começo também. Eu adoro o Wetzel Dog, que é um cachorro quente com massa de pretzel. Bem, na verdade é uma salsicha enrolada em uma tira de pretzel, mas agora eles fizeram uma versão com queijo que deve ter ficado ainda mais gorda e gostosa.

Downtown-Disney-20-West-Side

Downtown-Disney-21-West-Side

Bem, eu ia dizer que estamos chegando na última atração de West Side, mas a entrada principal do AMC na verdade fica depois do balão, assim como o Planet Hollywood que é super popular entre brasileiros. Pena que não tenho fotos de nenhum dos dois, mas vale lembrar que o Planet é um restaurante com cardápio bem americano onde você pode almoçar, jantar e passear pela famosa “memorabilia”, que são os artigos reais usados em diversos filmes americanos.

Downtown-Disney-35-West-Side

Mas a última grande atração continua sendo o voo de balão no Characters in Flight, que tem preços bem acessíveis quando você lembra que está pagando para subir de balão em terras da Disney – e é “subir”, não é “andar”: o balão sobe mais de 120 metros preso por cabos de aço.

Esse é o maior balão preso por cabos do mundo: ele suporta até 30 pessoas e faz voos que duram 10 minutos.

E por U$ 18 por pessoa a gente encara, não encara?

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Orlando? Fiz uma lista com as melhores opções nos arredores da Disney e outra na região central da International Drive, confira!

  Já contratou o seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos! O buscador Seguros Promo oferece até 10% de desconto para leitores do blog, além de parcelar em até 12x no cartão. Se tiver alguma dúvida, fale comigo!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade - e através do nosso link exclusivo você leva 10% de desconto! Se precisar, entre em contato comigo.

  Para alugar carro na Flórida pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rent Cars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português e dividem em até 12x no cartão ou com desconto no boleto.

Salvar

Previous Article

Volta ao mundo pelas compras do World Showcase de Epcot: Noruega

Next Article

Downtown Disney: Pleasure Island

You might be interested in …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*