9 de agosto de 2022
Para onde vamos agora?

Dicas para quem visita os parques de Orlando

Atualizado em 20 de novembro de 2021 por Thiago Khoury

Update: 5 de abril de 2017

Escrevi algumas dicas que serão bem úteis para quem está programando a primeira visita aos parques de Orlando. São conselhos gerais que nem sempre se aplicam a um ou outro parque, mas a experiência completa.

Ficou algo de fora? Faça os seus comentários, escreva também as suas dicas porque esta lista está em constante atualização, colabore!

13121004

Bem-vindo ao Universal Orlando Resort!

Dicas para quem visita os parques de Orlando

Planeje sua viagem com antecedência. Tanto os parques quanto os hotéis de Orlando podem alcançar os níveis máximos de lotação. Considere vários fatores antes de fechar a data da viagem: escolher entre inverno e verão, entre férias escolares e período letivo, escolher ou não comemorações especiais e pesquisar fechamento temporário de atrações.

Confira aqui um calendário não oficial com o fechamento temporário de atrações e apresentações Disney.

Escolha a baixa temporada. Entre os meses de março e maio, setembro e novembro, as temperaturas são mais agradáveis, os parques estão mais vazios e alguns hotéis oferecem preços bem mais baixos.

Outubro é um dos melhores meses para conhecer Orlando. As chuvas começam a diminuir e Disney e Universal comemoram o Halloween, a comemoração mais interessante e uma das mais disputadas do ano!

Vista roupas confortáveis. Nove em cada dez lugares nos complexos Disney e Universal permitem a entrada de pessoas vestidas de forma bem casual. Esteja você jantando no Fulton’s ou assistindo uma apresentação do La Nouba, o traje obrigatório é aquele que combina com um dia de parque.

Aproveite cada minuto da viagem. Geralmente os parques de Orlando não anunciam facilidades especiais para idosos, gestantes e portadores de deficiência física por terem sido criados visando o acesso fácil de todos, mas você pode alugar cadeiras de rodas e carrinhos motorizados por valores entre 15 e 60 dólares ao dia.

Aproveite ainda mais cada minuto da viagem.  A única maneira de possuir tratamento especial nos parques é contratando os serviços de um guia particular, seja na Disney, seja na Universal. Na Disney o serviço possui diversos tipos de possibilidades e pode ser agendados através do site. Os valores começam a partir de 200 dólares por hora e podem ser contratados por um mínimo de seis horas/dia.

Os parques Universal possuem um serviço semelhante por um preço menor, porém menos personalizado.

22121002

The Incredible Hulk Coaster

Escolha o melhor tíquete. Ingressos combinados possuem maior custo-benefício. Não deixe nada para depois, compre tudo o quanto antes e no menor número possível de compras. Parques aquáticos, espetáculos, planos de alimentação e festas temáticas devem ser adicionados ao pacote principal.

Faça parte do Cirque Club. O Cirque du Soleil possui uma área destinada a membros com inscrição gratuita que oferece tíquetes para alguns de seus espetáculos pela metade do preço. Vale a tentativa!

Escolha a opção hopper. Ingressos hopper são aqueles que não limitam a quantidade de parques visitados em um mesmo dia, assim você pode fazer dois ou mais parques em um mesmo dia sem perder uma ida ao longo da viagem. Esse benefício sai por aproximadamente 30% do valor total do ingresso.

Coma mais pagando menos. Caso esteja disponível e você pretenda ficar em um hotel Disney, adquira o plano de alimentação da Disney. Os planos de alimentação dos parques Universal e SeaWorld não oferecem nenhum benefício significativo.

Fale em português. No concierge do hotel ou no Guest Relations dos parques da Disney peça um tradutor simultâneo que irão pegar o telefone mais próximo e fazer uma conferência entre vocês em um brasileiro.

Reserve um dia para cada parque temático. Coloque shoppings e outras formas de entretenimento nos fins de tarde destinados aos parques que não possuem shows de encerramento, como Islands of Adventure, SeaWorld e Bush Gardens, nessa ordem.

Reserve as manhãs para parques aquáticos. Distribua-os na primeira parte dos dias destinados aos parques que você acredita serem os menos interessantes.

Reserve os melhores restaurantes. Para muitos restaurantes onde o cliente é atendido na mesa é necessário reserva antecipada. Pesquise os mais interessantes e reserve-os ainda no Brasil. Para economizar sem deixar de comer bem, uma boa alternativa são os buffets com preço fixo.

Faça pedidos especiais. Se você possui ou está viajando com alguém que possui restrições alimentares informe, durante a reserva do pacote, aquilo que pode ser substituído nos parques e hotéis Disney. Já os parques Universal e SeaWorld encorajam os convidados com dietas especiais a levarem seus próprios lanches.

Clique aqui para saber mais sobre os restaurantes que disponibilizam cardápios especiais.

Faça lanches no parque. Carregue frutas, biscoitos, barrinhas de cereais e garrafas d’água na mochila, assim você gasta menos ao longo do dia e economiza para as principais refeições. É proibido levar instrumentos de preparo de comida, como coolers, facas ou filtros. Enfim, é permitido levar lanches, mas não é permitido fazer piquenique!

22121001

Conheça todo o resort. Não se restrinja aos parques temáticos e aquáticos: conheça bares, restaurantes, lojas e não deixe de visitar e comer em outros hotéis.

Conheça todos os parques. Pegue os mapas de cada parque o quanto antes e planeje o dia seguinte: saiba quais são as atrações, os restaurantes disponíveis e o valor médio cobrado por cada um. Saia cedo, não perca as primeiras horas do dia: se o cansaço bater é mais interessante voltar para o hotel às três da tarde e continuar o dia às seis ou sete da noite do que trocar o café da manhã pelo almoço.

Não carregue sacolas e mochilas. Alugue escaninhos na estrada de todos os parques de Orlando ou, para hóspedes Disney, aproveite a comodidade de receber as compras do dia no hotel sem pagar nada a mais por isso.

Use os transportes Disney. Hospedando-se em um hotel Disney você não gasta com transporte para se locomover dentro do complexo. Assim, quem opta pelo aluguel de carro pode tentar colocar os parques Disney em sequência para diminuir o número de diárias da locação.

Use o período de Extra Magical Hours. Os parques Disney abrem ou fecham em alguns dias da semana duas horas antes ou duas horas depois do horário tradicional para os hóspedes de seus hotéis, mas, verdade seja dita: isso só é realmente útil quando acontece de manhã, antes do parque abrir.

Clique aqui para saber mais sobre o Extra Magic Hours.

Outras dicas do blog para programar a sua viagem:

  Já sabe onde ficar em Orlando? Fiz uma lista com as melhores opções nos arredores da Disney e outra na região central da International Drive, mas um que gosto muito é esse Holiday Inn completinho.

  Já contratou seguro de viagem? Seguro é essencial nos Estados Unidos, principalmente em tempos de Covid! O comparador Seguros Promo oferece pelo menos 10% de desconto para leitores do blog e ainda parcela no cartão!

  Você consegue viajar sem celular? Não deixe de sair do Brasil já com o seu chip americano com internet ilimitada de verdade - e através do link do blog você leva pelo menos 15% de desconto e ligações gratuitas e ilimitadas para o Brasil!

  Para alugar carro na Flórida pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez na Rentcars. Eles possuem escritório no Brasil com atendimento em português!

Previous Article

12 formas de se apaixonar por Toronto

Next Article

5 lugares para comer bem em Times Square

You might be interested in …

22 Comentários

  1. Ola gostaria de saber se os parques disponibilizam cadeiras de rodas eletricas ou manuais como emprestimo ou locacao para uso de deficientes fisicos e se os mesmos tem algum tipo de cortesia como no brasil onde nao precisa ficar na fila.

  2. Bom dia! Vou ficar em Orlando aproximadamente uns 5 dias como poderia dividir melhor meus dias como parques, compras e restaurantes. Gostaria de assistir ao circo de soleil, me falaram que Blue Man Group é mais legal qual a indicação? e em relação aos aquáticos nessa época da aproveitar? sera que é frio ? Atenciosamente.
    Aline

  3. gostaria de saber se deficiente fisico tem desconto na compra de ingressos na entrada dos parques.
    vou viajar dia 14 de dezembro/12, aguardo sua dica.

  4. Oi Thiago,
    Gostaria de uma ajuda. Qual a melhor localização de um hotel em orlando? levando em consideração que não vou estar de carro.
    também gostaria de saber qual a diferença do ingresso park to park admission e single park admission da universal, no caso eu irei um dia no universal e um dia no islands of adventure.
    Obrigada!!
    Adoro seu blog, tirei muitas dicas dele pra NY
    Danielle

  5. Thiago bom dia. Estarei com minha mulher em Orlando no final de novembro, ficarei 11 dias. Tens um roteiro básico.Básico mesmo, sobre primeiros parques intercalando com dias de compras.
    De qualquer forma obrigado pela atenção e, parabéns pelo site, realmente muito bom e útil.
    Atenciosamente

  6. Caro Thiago,

    vou para Orlando agora em maio (chego lá dia 12) e estou super ansiosa. Vou ficar por lá em torno de 8 ou 9 dias. Gostaria de dicas quanto a transporte. Não vou por agencia, logo não tenho traslado até o hotel. Vou ficar hospedada na Disney e queria saber qual a melhor opção (barata) para chegar do aeroporto ao hotel. Tambem pretendo fazer compras nos outlets. É facil ir do hotel até eles? Qual a melhor opção? Obrigada!

  7. Olá, Thiago! Adorei o blog (acho q já li TODOS os posts sobre Disney)
    Estou planejando minha viagem para maio do ano que vem, saberia me indicar o melhor lugar para comprar ingressos (se a melhor opção seria nos sites dos próprios parques)?
    Nenhum site informa o prazo para a ultilização, se comprar os ingressos neste ano, eles valerão para ano que vem?

    Obrigadaaa!

    1. Olá Vanessa, sim, você pode comprar nos próprios sites, mas pode comprar também na entrada do parque, os preços serão os mesmos – a Universal geralmente dá um desconto para quem compra pela internet. Ingressos Disney, Universal e Sea expiram apenas 14 dias depois do primeiro uso. Os ingressos Disney também tem a função “eterna”, mas isso custa mais.

  8. Boa noite Thiago, estou indo para a Disney com a minha esposa em novembro para ficar por 13 dias e gostaria de saber quanto você sugere que eu leve para a alimentação dos dois(não fazemos questão de comer em lugares caros) e também se você sugere utilizar o transporte publico de la para economizar para uma comprinha????
    Obrigado

  9. Caro Thiago, estamos indo em família pra Orlando no mês de dezembro.
    Vc sabe me dizer qual a maneira mais fácil pra entrar em contato com os hotéis dentro da Disney??? Tentamos por diversas vezes pela internet e não conseguimos.
    Obrigada, Sílvia.

  10. Thiago, parabéns pelo blog! Muito legal a forma como vc compartilha suas experiências aqui!
    Não sei se estou pedindo demais, mas vc poderia me ajudar com umas dúvidas?
    Estou planejando visitar e comer em outros hotéis, como vc sugeriu acima. É possível entrar e circular livremente como os hóspedes? Estou pensando no Grand Floridian e Portofino Bay, mais pelo visual deles. O que acha, recomenda algum outro?
    Gostaria de saber tbm se vc já foi ao Halloween Horror Nights e o que achou?
    Desde já agradeço.

  11. Olha eu de novo… depois de NY vou para Orlando e tenho uma dúvida, veja se pode me ajudar: comprei o ingresso para Cirque du Soleil e queria saber se posso entrar no parque só para assistir o show, caso resolva ir nesse parque em outro dia?

  12. Não façam igual a mongolóide que eu ví lá… Ela alugou o escaninho pra guardar as coisas e guardou a bolsa com carteira e tudo… depois não tinha como pegar o dinheiro pra pagar o escaninho pois ele estava lá dentro… ahhaha é triste mas é verdade. Apesar de rir muito por dentro e querer sentar no chão pra assistir à reação dela por mais alguns momentos, emprestei 1 dolar pra ela abrir o escaninho e poder pegar o dinheiro denovo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*