Qual a melhor câmera para tirar fotos em viagens

Atualizado em 31 de julho de 2018 por Thiago Khoury

Desde que o celular virou um verdadeiro computador de bolso a gente tem se preocupado cada vez menos com câmeras digitais, mas eu não acho de forma alguma que um celular substitua uma câmera tradicional, principalmente para tirar fotos em viagens.

Viagens são conquistas tão especiais que selfie de câmera frontal alguma faz jus ao momento. E olha que quem diz isso é um jornalista diplomado, mas com pouquíssimo conhecimento técnico em fotografia.

Todo o meu talento se resume em mirar e bater a foto. Sei o mínimo sobre iluminação e ISO, mesmo assim na maior parte das vezes o meu conhecimento não supera a harmonia de uma imagem registrada no modo automático da câmera.

Qual câmera comprar para tirar fotos em viagens

Dica de câmera para fotógrafos amadores

Lembro que na minha época de estudante a palavra “Sony” por si só já era motivo de chacota. Ninguém respeitava alguém que não usasse Canon ou Nikon.

Só que a Sony entrou no mercado das câmeras digitais profissionais, DSLR, com uma câmera leve, com lente intercambiável e muito fácil de ser usada por pessoas como eu – com pouco ou nenhum conhecimento em fotografia.

As cores são muito bonitas, principalmente em ambientes escuros. O modo automático faz milagres e a lente mais simples, que vem o corpo da máquina, é um ótimo começo para quem quer apenas o necessário – e com ela você consegue fazer uma viagem com uma única lente tranquilamente.

Sony Alpha a6000

Essa é exatamente a que tenho, não saio sem ela nem para descer no lobby do hotel. Ela custa, em média, 600 dólares já com a lente 16-50 mm que é pau para toda abra.

O que você precisa saber sobre a Sony Alpha a6000: ela consegue registrar até 11 imagens por segundo no modo contínuo, grava vídeos em Full HD, tem flash embutido, um visor de LCD e funciona com bateria recarregável.

Eu que fotografo muito durante um dia de viagem raramente fico sem bateria no fim do dia, mas por via das dúvidas levo uma sobressalente no bolso.

Já falei sobre as cores que são lindas, então falta falar sobre a rapidez do foco da Alpha a6000: se um pássaro passa por você dá tempo de pegar a câmera, mirar e bater. Aliás, descobri agora, lendo a descrição no site, que esse é o foco mais rápido do mercado.

Sony a7 Full-Frame

Essa Sony a7 Full-Frame é a evolução da Alpha a6000 dentro das possibilidades “pagáveis” por pessoas como eu e você – até porque a partir desse modelo existem câmeras que chegam a 5 mil dólares.

Como o próprio nome diz, a Sony a7 é Full-Frame, ou seja, ela tem um enquadramento muito mais amplo – e isso faz uma enorme diferença quando você vê duas pessoas lado a lado fotografando o mesmo ambiente: quem tem uma Full-Frame capta tudo e quem não tem fica dando vários passinhos para trás até conseguir enquadrar o que precisa.

Sony a7 é um pouco mais cara do que a Alpha a6000, custa em média 900 dólares. Sei que ela não é tão rápida quanto a Alpha a6000 (são “apenas” cinco fotos por segundo no modo contínuo), mas não sei se isso é um problema. Ela também não tem flash embutido, mas a qualidade da foto noturna é tão boa que não lembro qual foi a última vez em que usei o meu.

Aliás, depois dê uma olhadinha no meu post sobre o hotel Dolphin de Orlando. Todas essas fotos noturnas que aparecem no post foram feitas com a minha Alpha a6000. E pode acreditar: sem flash!

Enfim, sou fã das DSLR da Sony, provavelmente porque sou o público-alvo delas: estou longe de ser profissional, mas fico deslumbrado com algumas fotos que consigo com elas. E adoro a facilidade de enviá-las da máquina para o celular via wifi.

GoPro Hero 5

Sabe qual é o grande lance de uma GoPro? Você não precisa de uma, mas se tem é ótimo usá-la. Como ela é uma câmera esportiva quem pratica esportes radicais deita e rola com ela, mas é errado acreditar que só usa GoPro quem tem uma vida digna de Olimpíadas.

Uma GoPro é prática: cabe na palma da mão, grava vídeos com qualidade de cinema, as fotos são lindas e angulares – e qualquer lugar que tenha uma bela paisagem fica ainda mais bonito quando fotografado com uma lente angular.

Depois dá uma olhada no meu post sobre o Aulani, a Disney do Hawaii. Todas as 16 primeiras fotos do post foram feitas com uma GoPro. Viu como a usabilidade dela vai muito além dos esportes radicais?

GoPro também é ótima para selfies (pessoais ou em grupo) quando você pretende mostrar o ambiente ao redor de você. Quem viaja sozinho não precisa sequer de pau de selfie: basta estender o braço que você consegue enquadrar a montanha atrás de você sem nenhum esforço.

Eu tenho uma antiga, mas na minha próxima viagem irei investir em uma GoPro Hero 5, essa que aparece aqui em cima. Não acho que a GoPro Hero 6 tenha recursos que justifiquem pagar 100 dólares a mais por ela.

Gosto da GoPro porque ela conecta com o celular e a transferência de fotos é bem prática, além de ter um visor na parte de trás – e desde a GoPro Hero 5 elas entram na piscina e no mar sem necessidade de case de proteção.

Câmera para fotógrafos amadoresMelhor câmera para uso amadorQual câmera comprar para tirar fotos em viagensSony a7 Full-FrameSony Alpha a6000
Comentários (2)
Adicionar comentário
  • Rafael Soares

    tá maluco? só a estabilização de video e o 4k vale total o investimento a mais na gopro 6, se não tem dinheiro pra bancar uma gopro é melhor ir pra outra marca, entendo pra quem estar na 5 e investir tudo de novo nao mesmo, mas pra quem esta comprando pela primeira vez nao tem pq nao.

    • Thiago Khoury

      Valeu pela dica, Rafael, vou repensar ir para 6 em vez de ir para 5. Obrigado