O melhor fim de tarde em Amsterdã: Albert Cuyp Market

Atualizado em 22 de novembro de 2017 por Thiago Khoury

Aelbert Jacobsz Cuyp foi um pintor de paisagens holandesas no final do século 17. Nascido em uma família de grandes talentos artísticos (é impressionante como cada um ficou famoso por uma arte diferente), Aelbert tem alguns de seus quadros mais famosos em exibição na National Gallery de Washington DC.

Depois de casado sua participação no cenário artístico europeu diminuiu até cessar por completo e hoje ele é lembrado pelo mercado de rua que leva seu nome no charmoso bairro De Pijp em Amsterdã.

Albert Cuyp Market em Amsterdã

Os vendedores se reúnem nos quarteirões entre as ruas Ferdinand Bolstraat e Van Woustraat desde 1904, mas, com o crescimento acelerado do comércio, o governo instaurou a criação formal e oficial de um mercado a céu aberto.

Flores por Alexandra Lande/Shutterstock.com | Header por Vladimir Mucibabic/Shutterstock.com

Hoje existem cerca de 300 barracas ao longo da Albert Cuypstraat. Dizem que é possível encontrar de tudo por lá, o que não é verdade, mas existe uma farta oferta de frutas, sucos, peixes, lanches, cosméticos naturais e produtos artesanais. Com os vários imigrantes que se estabeleceram na cidade oferecendo um pouco de sua cultura local, o mercado se tornou um centro cultural com forte influência do oriente médio.

Albert Cuyp Market está aberto de segunda a sábado, geralmente entre às 9:00 e pouco antes das 18:00. O melhor é chegar de bicicleta, estacioná-la e percorrê-lo a pé. O mercado começa quatro ou cinco quarteirões atrás do Heineken Experience, uma caminhada muito simples.

As linhas de bonde 16 e 24 saem da estação central e te deixam na parada Stadhouderskade, ao lado da cervejaria. A próxima parada, em Albert Cuypstraat, é ainda mais próxima.

Sei que a mistura não é perfeita, mas no dia que estive lá passei horas comendo queijo e tomando suco de grapefruit.

Sappen en kazen, vreemdeling!

Salvar

Salvar

Albert Cuyp Marketcompras em amsterdãmercado de pulgas amsterdãmercado de rua em amsterdãonde fazer comprar em amsterdãpintor holandês
Comentários (0)
Adicionar comentário