Fui conhecer o Escape 60 e já saí indicando para todo mundo!

Não sei se vocês sabem, mas nesse último final de semana rolou um super encontro de blogueiros em BH e eu aproveitei para fazer alguns programas que eu nunca tinha feito por aqui (logo na cidade onde moro, casa de ferreiro, espeto de pau, sabe como?).

Foi assim que acabei indo no Escape 60. Você conhece ou conhece alguém que tenha ido? Fui procurar saber do que se tratava Escape 60 depois de ver tanto amigo postando foto em frente a um fundo preto com aquelas plaquinhas de vitória dizendo que eles tinham se dado bem e escapado a tempo, coisa que eu fui incapaz de fazer, mesmo com ajuda de outros cinco amigos!

escape-60-fachada-bh

Fachada do Escape 60 em BH

Bem, Escape 60 é o que eles chamam de escape game. O objetivo é resolver a charada que a história propõe em até 60 minutos, caso contrário você e seus amigos perdem. O legal é a expectativa que o relógio cria, é matar a charada em menos de 60 minutos, porque esse é um jogo de busca por pistas, o objetivo não é sentir medo – em nenhum momento tem susto envolvido, nem escuridão e muito menos pegadinha: todo mundo é bem-vindo, inclusive crianças.

Como funciona o Escape 60?

Eu também tinha essa dúvida, nunca tinha participado de nada parecido, mas é o seguinte: Escape 60 é uma casa (existem várias espalhadas pelo Brasil) com quartos e salas e cada quarto ou sala é um jogo diferente com seu próprio cenário e história. Em BH existem três quartos: Operação Resgate, Salvem nossas almas e Corredor da morte. Se você não conhece nenhuma minha dica é reservar aquela que comporta você e todos os seus amigos, porque algumas são maiores ou menores e podem receber mais ou menos participantes por vez.

Eu fiz a reserva para Operação Resgate. Meus amigos e eu chegamos 10 minutos antes do horário marcado, que era 13:50, colocamos nossas carteiras, celulares e chaves do carro em um escaninho, subimos a escada em direção ao quarto da Operação Resgate e ficamos de frente para a porta esperando pelas instruções do moço que nos acompanhava.

escape-60-hotel

Não podemos levar celular ou máquina, essas fotos são de divulgação

Ficamos lá, parados, em frente a porta que estava plotada como a entrada de um quarto de hotel em Buenos Aires. Ele contou um pouquinho da história que envolvia o cenário daquele quarto. Eu pensei em contar para vocês exatamente o que ele falou, mas achei melhor copiar a descrição do site que é para não correr o risco de dar spoiler algum:

“Sua prima desapareceu durante uma onda de assassinatos em série que ocorrem exatamente à meia-noite. Pouco antes do sumiço, ela mencionou que estava namorando um rapaz recém-chegado na cidade e que estava hospedado no Hotel Plaza. A polícia vasculhou o local e não encontrou pistas. Uma camareira, porém, informou que havia um quarto que a polícia não viu. Você e sua equipe tem 60 minutos para resgatá-la”.

Bom, foi mais ou menos isso que ele falou antes de abrir a porta. Ele se despede, a porta fecha e um cronômetro gigante começa a contar. Pronto, essas são todas as informações que temos enquanto o relógio começa a contagem regressiva de 60 minutos. Não tem nenhuma pista, nem uma primeira dica, nenhum ponto de partida, nada!

Depois de se dar conta de que já passaram alguns segundos a gente cai na real e começa a revirar tudo na esperança de encontrar alguma coisa que leve a outra e a uma próxima até que consigamos descobrir como sair dali – ah, isso eu posso dizer: a porta tranca, mas não tem fechadura. Então uma coisa que a gente percebe logo de cara que não é uma chave que vai nos tirar dali.

Gente, sério, é muito legal. Eu queria falar mais, mas qualquer coisa que eu diga pode estragar a surpresa já que metade da graça está em chegar ali e não saber por onde começar. Por isso, se você tem algum amigo que já foi, encerre a conversa antes de ouvir algo que você não deveria.

E boa sorte!

Escape 60

Em BH funciona no Santo Antônio, mas tem vários em Curitiba, Rio de Janeiro, Fortaleza e São Paulo

Rodei foi convidado a participar do Escape 60


About

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


Busque o seu hotel pelo booking.com!


'Fui conhecer o Escape 60 e já saí indicando para todo mundo!' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

*

Rodei Viagens 2010 - 2016. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!