La Rotonde para comer e curtir a noite em Paris

Não estamos falando do antigo La Rotonde em Montparnasse, mas de um novo e todo descolado na Place de la Bataille, em Stalingrad, bem na quina mais fotogênica do Bassin de la Villette, no 19e arrondissement de Paris.

La Rotonde faz parte da história da cidade: ele foi concluído em 1788, praticamente um abre-alas para a Revolução Francesa que começaria no ano seguinte. O prédio não é lá o mesmo do século 18 porque muita água rolou desde então: a construção já serviu como casa de pedágio, quartel da Guarda Municipal, depósito de sal e várias outras coisas que os livros não contam.

La Rotonde

La Rotonde é um sobrevivente, desde o século 18 ele teima em ficar de pé, mesmo que ao trancos e barrancos: além de ter sobrevivido aos desejos destruidores do Barão Haussmann, Rotonde sobreviveu também ao grande incêndio de 1871 e a construção da linha 2 do metrô que derrubou muita coisa por ali.

Hoje o La Rotonde é um prédio público arrendado pela Beds & Bars, uma empresa responsável por mais de vinte bares, restaurantes e albergues em toda a Europa, todos com a mesma pegada jovem cultural.

La Rotonde

La Rotonde

O interessante do La Rotonde é que ele é o primeiro empreendimento gastronômico do grupo em Paris e fica no lado oposto ao St. Christopher, o albergue sensação que também pertence a eles, na outra ponta do la Villette. Jana, Pamela e eu também nos hospedados no St. Chris.

Bem, chegamos ao La Rotonde meia-hora antes do horário marcado. Como já tinha anoitecido e o frio era de rachar, desistimos da ideia suicida de tirar as mãos do bolso e procurar pelo endereço do lugar. Descemos na estação Jaurès da linha 2 e resolvemos bater perna por ali, mas fomos atraídos pela luz de um prédio rosa.

Sim, La Rotonde é rosa, mas depois descobrimos que ele pode ser de outras cores a pedido do cliente; mas, a priori, La Rotonde é sempre rosa. Sentamos nos sofás da entrada e nos deliciamos reclusos em nossos mundinhos particulares com a wi-fi gratuita naquela meia horinha de liberdade.

Os blogueiro pira.

La Rotonde

La Rotonde

La Rotonde

Conhecemos o pessoal de lá que foi extremamente simpático e receptivo. Demos uma volta por todo o prédio, que parecia não acabar nunca: são vários andares circulares, a maior parte deles é reservada para eventos privados e baladinhas homéricas que rolam por lá, inclusive a noite de classic rock toda quinta, quando dizem que o público causa paixões repentinas.

Bem, eu não botei muita fé no La Rotonde, por isso a surpresa foi tão agradável. Uma viagem a Paris nos incube desejos loucos e irreais de curtir pequenos bistrôs e não restaurantes centenários que pertencem a grandes corporações internacionais, mas até a parte cafona do passeio, comer em um coliseu cor de rosa, foi surpreendentemente agradável.

La Rotonde nos pegou pelos olhos (olha que simpático esse lustre feito com taças de vinho), mas a gente gamou foi pelo estômago. No Atrium, o restaurante principal na qual jantamos, experimentamos um cardápio bem eclético, que agrada a todos, vai do hambúrguer ao filé de pato.

Eu e Jana fomos de caviar na entrada, olha que fino que a gente é (aliás, se quiser ler sobre a experiência dela, clique aqui). Eu adorei comer caviar, nunca tinha visto, só ouvido falar.

La Rotonde: cardápio

Como decidi ousar sem limites na hora da entrada, resolvi me ater ao tradicional na hora do prato principal e fui de filé de boi. Que filé, Jesus… Coloquei algumas fotos do cardápio para você ter noção dos preços. Pedimos algumas sobremesas diferentes, mas como minha onda são doces gordos fui de mousse de chocolate com sorvete que já não lembro qual, mas salvo engano era praline.

Rapidinhas do La Rotonde:

√ Sim, rola paquera, fácil, fácil. Muitos grupos de amigos, muitos gringos e diferentes DJs durante o jantar.

√ A casa chama La Rotunde, mas o restaurante principal é o Atrium, que também tem cardápio com preço fixo no almoço: dobradinha entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa por 18 euros; ou a trinca completa por 24. Claro que você pode tentar a sorte no jantar.

√ Se tem restaurante principal tem também um alternativo, e é aqui que entra o Bar du Coin com seus drinks, aperitivos e sobremesas. Funciona como esquenta, principalmente para quem quer curtir as noites de quinta antes das 20:00.

Já sabe onde ficar em Paris? Conheça minha dica de hotel em Paris, indico tanto que todos os amigos já conhecem.

Já contratou seguro médico de viagem aceito na Europa? Conheça a World Nomads, uma empresa australiana com ótimos preços e com a maior cobertura que conheço.

Já sabe onde alugar carro na Europa? Para fazer um bom negócio pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rental Cars.

Para sair do Brasil com pacote de ligação e dados, leia sobre a minha experiência com a Travel Mobilenos Estados Unidos – agora eles também possuem planos para a Europa!

La Rotonde Place Stalingrad

6-8 Place de la Bataille, Stalingrad

Tel: 01 80 48 33 40

Rodei foi convidado pela Atout France para um passeio pela França


About

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


Busque o seu hotel pelo booking.com!


'La Rotonde para comer e curtir a noite em Paris' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

*

Rodei Viagens 2010 - 2016. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!