San-Francisco-Outubro-2011-16

San Francisco: Pier 39 e Fisherman’s Wharf

Preciso me retratar com o Pier e Fisherman’s Wharf antes que me acusem de maus tratos: pode não parecer, mas, juro, gosto dos dois.

Bem, mais ou menos, prefiro o Pier. Depois de uns bons cinco, seis anos voltei a Fisherman’s Wharf e achei aquele miolinho ali bem decadente – o legal é que ambos estão muito próximos e visitar um é visitar o outro.

Depois de uma autoanálise descobri que o que deve ter me incentivado a pensar assim foi o cheiro de churrasquinho grelhado em Fisherman’s Wharf, além daquele misto de amor e ódio que os chineses nutrem pelo ataque das gaivotas. Sempre tive essa dificuldade de lidar com chinês, pipoca e gaivota.

Enfim, Fisherman’s Wharf já foi um lugar estritamente comercial, onde os peixeiros saiam cedo para pescar e voltavam para as feiras que aconteciam ali mesmo. Foi no final da década de 1970 que a cidade transformou a região do pier 45 em atração turística.

Comer

Existem dois restaurantes lado a lado bem tradicionais: Fisherman’s Grotto e Alioto’s. Os locais recomendam o segundo e dizem que o primeiro é estritamente turístico.

Quando fiz meu primeiro intercâmbio foi no Alioto’s que rolou o almoço de despedida, mas já não lembro nem o que comi.

Passear em Jefferson Street

Quem vem caminhando pelo Pier 39 pode vir margeando o cais através da The Embarcadero até que ela se encontra com a Taylor: é nessa curvinha que está o poste que aparece na primeira foto do post.

Desça a Taylor, onde estarão Fisherman’s Grotto e Alioto’s, e chegue na Jefferson. Você pode virar à direita a título de curiosidade e comer no fast-food mais famoso da Califórnia, o In-n-Out, mas a maioria faz o retorno pela Jefferson, pela esquerda.

Fazendo o retorno você estará nos dois quarteirões mais charmosos da Jefferson. Boudin Sourdough é a primeira loja à esquerda, uma uma padaria que você não pode deixar de conhecer – sério, não deixe de conhecer! Eles servem um delicioso “chowder in the sourdough”, que é a tradicional sopa de queijo no pão.

Além de várias lojinhas, na Jefferson você ainda encontra Wax Museum, Ripley’s, Rainforest Cafe‎, Johnny Rockets, Ben & Jerry’sRocky Mountain Chocolate (canadense, a gente ainda vai falar sobre eles) e umas três ou quatro companhias de city tour.

fishermanswharf.org

visitfishermanswharf.com

Logo na entrada tem duas atrações bem concorridas, mas nenhuma me pega: Hard Rock Café e Aquarium logo ao lado. Passei por ambos e fui experimentar os biscoitinhos da Biscoff, mas eu também poderia ter ido dormido sem essa.

Passei direto também pelo Wipe Out, mas parece que fui o único: a moça da entrada tinha uma lista de espera de 150 minutos! O que eles têm de mais famoso é a “panhoca” recheada com creme de queijo e camarão – o mesmo “chowder” do Boudin, que também tem uma unidade dentro do Pier.

Para quem não conhece o sourdough, ele aparece de relance no post do Tad’s. O “clam chowder in a sourdough bowl & salad combo” do Wipe Out custa U$ 12,95 e ainda rolam promoções do tipo pague três e leve quatro.

pier39.com

sanfrancisco.travel/dine

Sabe essa placa azul, em cima dos cookies da Mrs. Fields? Esse é o California Welcome Center, um lugar onde você pode se informar sobre tudo e ainda consegue descolar um serviço extremamente útil: guardar as suas malas até o fim do dia. Já não lembro o preço, mas era algo bem acessível entre U$ 5 e U$ 10 por peça.

Para quem está fazendo uma rápida conexão na cidade, vale deixar tudo ali, passear pelo Pier e, tendo tempo, dar um pulinho em Union Square.

Quem não tem Ben & Jerry’s caça com Dreyer’s, um sorvete da Nestlé que a gente geralmente encontra em supermercado. Meus sabores prediletos são Rocky Road (chocolate com amêndoas) e o Cookie Dough (sorvete de baunilha com cookie de chocolate), mas você também pode pedir para baterem com leite e se matar de tanto milk-shake.

Já a foto de baixo foi tirada lá do fundo, onde tem o carrossel e um espaço onde sempre rola alguém apresentando algo. Stand-up comedy e street dance são os mais comuns. Já a escada rolante à direita leva ao Bubba Gump, o mesmo de Manhattan.

Na última foto temos o moço do Crêpe Cafe, que fica sempre com a vitrine abarrotada de turistas. Nunca comi, mas, junto com o Wipe Out, eram os dois lugares mais disputados do Pier. Os crepes eram enormes, não consegui ver o preço, mas o que dá para ver pela imagem acima convence fácil, fácil: olha o tamanho da faca no pote de Nutella!


About

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


Busque o seu hotel pelo booking.com!


'San Francisco: Pier 39 e Fisherman’s Wharf' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

Rodei Viagens 2010 - 2014. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!