Tudo que você precisa saber sobre seguro médico internacional

Update: 3 de agosto de 2017

Tem gente que chama de seguro de viagem, tem gente que chama de seguro internacional, mas só quem já usou sabe bem que aquele pedacinho de papel é uma apólice dos milagres, porque se tem uma coisa que pode levar qualquer um a falência é precisar de atendimento médico nos Estados Unidos e em alguns países da Europa.

seguro-de-viagem-01

Imagem de Flickr

É realmente necessário viajar com um seguro médico internacional?

Sim, é essencial. Existem centenas de possibilidades disponíveis, mas independente da sua escolha o que não tem opção é viajar desprotegido: viajar sem um seguro médico de viagem não é uma economia, é só o caminho mais curto entre a mancada e o arrependimento.

E quando o país para qual irei disponibiliza saúde pública de qualidade?

Lembre-se que saúde pública em um país estrangeiro é para o público de lá: residentes que pagam por ela. Turistas devem estar cobertos por planos de saúde internacionais em qualquer tipo de viagem.

Mas e se minhas vacinas, exames e check-ups estiverem em dia?

Sem querer causar celeuma, mas eu já fui atropelado na saída do aeroporto :(

Que tipo de plano de saúde preciso?

É importante ficar atento aos detalhes do que eles chamam de assistência médica internacional. Assistência cultural, legal e operacional são serviços interessantes, mas não são nada essenciais – até porque a gente raramente lembra de usar.

Eu sempre vou atrás da indicação de amigos e de pessoas em que confio antes de escolher um seguro de viagem.

Qual empresa que você indica?

Eu uso muito a australiana World Nomads porque eles oferecem um ótimo serviço por um preço muito bom, além de poder fazer tudo pela internet em menos de cinco minutos. Eles são australianos mais abriram escritório no Brasil para poder cobrar em real e sem incidência de IOF.

Não existe valor de franquia caso você precise utilizar o seguro e ele também pode ser usado em cruzeiros.

World Nomads é uma empresa grande, provavelmente uma das maiores do mundo, e como as vendas são feitas exclusivamente pela internet os custos são mais baixos e eles podem cobrar menos dos clientes.

Você pode cotar o valor do seu seguro sendo redirecionado para o site ou usando a calculadora do blog que aparece na barra lateral para quem está acessando de um computador ou no final da página para quem está acessando de um celular.

Se você clicou no link para ser redirecionado não se assuste porque apenas a primeira página é em inglês: depois de preencher o país de destino, o país de residência, as datas da viagem e a idade de quem viaja que o site fica em português.

World-nomads

Print da página inicial em inglês para quem acessa o site da World Nomads

É bem fácil, mas se você tiver alguma dúvida me mande um e-mail, talvez eu possa ajudar: contato (arroba) rodei (ponto) com (ponto) br.

É seguro contratar um seguro de viagem pela internet, como esse World Nomads por exemplo?

Sim, não tem nada hoje em dia que não possa ser feito pela internet.

Claro que já viajei assegurado por outros seguros de viagem, mas nas últimas viagens tenho feito minhas apólices pela World Nomads por causa do preço, mas você pode pesquisar outras empresas como SulAmérica, Assist Card, Travel Ace e Vital Card (só para ficar nas mais famosas) através do Seguros Promo, que é basicamente um buscador de seguros de viagem.

Você entra com as datas da viagem e ele mostra o preço de cada seguro disponível – mas não aparece a World Nomads nos resultados, por isso vale cotar em ambos os sites.

Seguros Promo é uma ótima dica para quem curte ou já ouviu amigos recomendarem seguros de empresas como SulAmérica, Assist Card, Travel Ace e Vital Card, assim você consegue comparar todos os preços de uma só vez.

Print da página inicial do Seguros Promo

Em que devo prestar atenção antes de escolher um seguro?

O primeiro valor que você deve observar é a “assistência médico-hospitalar por acidente” e “por enfermidade”. Cada um deles deve cobrir, no mínimo, U$ 50 mil.

Se você for praticar esportes de risco é necessário checar se essa cobertura está inclusa (raramente está) ou quanto será pago pelo opcional.

É preciso confirmar também se a apólice cobrirá medicamentos prescritos durante a viagem, repatriação (transporte do corpo em caso de acidente fatal), emergência odontológica, passagem aérea e acomodação para um familiar em caso de necessidade médica.

Claro que qualquer outro serviço fica a critério do passageiro e é sempre bem-vindo.

Na World Nomads eles oferecem cobertura hospitalar de um milhão de reais para cada caso registrado, além de outros valores para despesas com medicamentos, despesas odontológicas, envio de acompanhante em caso de necessidade e outros gastos, como perda de voo e atraso de bagagem.

Como utilizo os serviços da minha assistência médica internacional?

O ideal é entrar em contato com o seguro antes de dar carteirada em um hospital qualquer, mas lembre-se de sempre guardar todos os recibos e prescrições médicas.

É importante que você leia todos os detalhes do plano contratado: talvez estejam inclusos serviços interessantes e quase nunca utilizados, como “acompanhamento de bagagem em caso de extravio” ou “aconselhamento legal em caso de divergências sociais”, que também fazem parte dos planos da World Nomads.

É muito importância dar o número da apólice para as outras pessoas que irão viajar com você e deixá-lo com familiares no Brasil. Essa é uma medida de segurança que eu sempre tomo e uma dica que sempre dou!

Posso utilizar minha assistência médica internacional no Brasil?

Não, nenhuma apólice é válida no país em que o passageiro reside.

Quanto custa viajar sem seguro médico?

Assistência médica hospitalar nem sempre é barata. De acordo com a ISIS, um braço quebrado nos Estados Unidos pode custar até 20 mil dólares.

 

seguro-de-viagem-02

Imagem de Flickr

O que é o Tratado de Schengen?

Tratado de Schengen é uma convenção entre países da Europa que regulamenta o trânsito de pessoas em um determinado espaço geográfico europeu. De acordo com ele, turistas brasileiros podem visitar a Europa por até 90 dias sem a utilização de visto, desde que preencham certos pré-requisitos, como possuírem comprovante de hospedagem e passagem de volta.

Outro critério do Tratado de Schengen e constantemente cobrado pelos agentes de imigração é a posse de um seguro médico internacional com cobertura mínima de € 30 mil por evento.

Por isso, lembre-se: tenha sempre um seguro médico internacional.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar


About

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


Busque o seu hotel pelo booking.com!


'Tudo que você precisa saber sobre seguro médico internacional' have 56 comments

  1. 17 de May de 2016 @ 11:10 Geovana Sousa

    Olá, Thiago.
    Gostaria de saber se esses seguros vendidos por empresas internacionais, nas quais você citou, no momento em que fazemos o contrato, recebemos via e-mail algum documento que prove.
    Pretendo fazer intercâmbio, e a universidade exige uma apólice, então preciso saber se vou ter algum documento pra mostrar, ao contratar o serviço dessas empresas citadas.

    Reply

  2. 9 de March de 2016 @ 17:14 Mylena

    Olá, tudo bem? Sou leitora do blog Rodei, tava olhando algumas matérias sobre seguro viagem e me surgiu duvida sobre o World Nomads que você mencionou.

    Pretendo viajar à Australia transitando por 3 cidades via companhia aérea low cost (Virgin Australia). Esse tipo de companhia costuma atrasar ou cancelar voos com certa frequencia, nesse caso terei direito a algum reembolso pela World Nomads? E se por ventura, o atraso dos voos domesticos acima causar perda no voo internacional de Australia para Brasil?

    Outra dúvida: irei a turismo em maio/2016, moro no Brasil e tirei o visto ETA pelo passaporte japones (tenho dupla nacionalidade). Já o passaporte brasileiro vence em 22/ago/2016, sendo assim, existe a proibição de viajar para Australia faltando 3 ou 6 meses para acabar a validade dele?

    A maioria das agencias de turismo não têm essa info correta, então agradeço demais se puder me dar uma resposta detalhada, por favor.

    bjs obrigada desde já e parabens pelo site! :)

    Reply

  3. 11 de January de 2016 @ 23:45 Joyce

    Ficarei 6 meses no Canadá, vou pela cia aerea Delta o que me faz passar pelo EUA, devo contratar o seguro com cobertura para o EUA?

    Reply

    • 15 de February de 2016 @ 22:44 Thiago Khoury

      Olá Joyce, se você estiver fazendo uma conexão ou escala nos EUA, não, apenas um seguro para o número total de dias viajados.

      Reply

  4. 6 de November de 2015 @ 15:15 Luana

    Procurei pela internet, esse artigo eu achei bem explicativo. até os comentários foram curiosamente as minhas dúvidas. Obrigada.

    Reply

  5. 29 de October de 2015 @ 19:03 Leilianne

    Thiago, tudo bem?

    Estou com dúvida relacionada ao seguro viagem, vou passar 50 dias na Austrália apenas como turista, o seguro que é vendido com a passagem é suficiente? Eu teria que contratar outro seguro para entrar no país?
    Por exemplo, já comprei a passagem mas sem o seguro, terei problemas na hora de entrar no país?

    Abs!

    Reply

    • 29 de October de 2015 @ 19:54 Thiago Khoury

      Olá Leilianne, eu não ei que seguro é esse que você se refere. O seguro que eu indico e uso sempre é esse que aparece no post.

      Reply

  6. 12 de January de 2015 @ 16:56 Renata Schuttz

    Olá, Thiago!

    Até o final do ano pretendo já estar morando em Lisboa. Devo fazer seguro também, ou existe algum plano de saúde que devo contratar por lá? Obrigada.

    Reply

    • 12 de January de 2015 @ 17:00 Thiago Khoury

      Oi Renata, esse seguro é para turistas apenas, residentes devem se informar sobre planos de saúde locais.

      Reply

  7. 5 de October de 2014 @ 12:29 Ynessa Alfano

    Oi Thiago, sempre viajo com seguro por recomendação do meu agente de viagem. Nunca usei, entretanto, na minha última viagem a Paris, caminhei tanto que luxei meu pé ficou inchadíssimo. Meu hotel recomendou uma farmácia próxima. Conversei com farmaceútico responsavel (é obrigatorio a presença do mesmo em todas as farmácias). Peguntei a possibilidade de usar o seguro e ai achei interessante: fui aconselhada a não utilizar tal
    socorro porque senão seria INTERNADA.

    Reply

    • 6 de October de 2014 @ 10:43 Thiago Khoury

      Oi Ynessa, a gente tem que tomar cuidado com todas as particularidades que envolvem cada situação. Nenhum hospital gosta de “segurar paciente”, muito pelo contrário, eles querem liberar o leito para um próximo, mas existem situações em lugares específicos que possuem uma cultura particular para determinadas situações.

      Reply

  8. 3 de October de 2014 @ 15:41 Davidson

    Mano Thiago o atendimento da WN é em português ?
    abração ae!

    Reply

    • 6 de October de 2014 @ 10:39 Thiago Khoury

      Oi Davidson, infelizmente não, é um serviço australiano com a base toda na Suíça – mas eles entraram em contato comigo e disseram que já tem um representante no Brasil que está cuidado de tudo e mudanças nesse sentido virão em breve!

      Reply

  9. 16 de September de 2014 @ 12:45 Eduardo

    Thiago blz?
    Belo blog e belo texto! Precismaos de mais pessoas que compartilhem seu conhecimento, parabéns!

    Tenho uma dúvida sobre seguro-viagem. Supondo que uma pessoa faça um contrato de uma semana do dia 1 ao dia 7 por exemplo. Se no dia 7 ela for internada, do dia 8 em diante ela quem arca os custos, ou a seguradora?

    Obrigado! Até mais!

    Reply

    • 17 de September de 2014 @ 14:22 Thiago Khoury

      Oi Eduardo, obrigado! Não, de forma alguma: se ela precisar estender a viagem por restrição médica o seguro cobre, ela só tem que dar entrada ainda coberta pela apólice.

      Reply

      • 17 de September de 2014 @ 22:46 Eduardo

        Ótimo Thiago, muito obrigado!

        Reply

  10. 9 de August de 2014 @ 8:40 Sylvio

    Tenho pesquisado na net sobre seguro de viagem e encontrei poucos relatos de pessoas que tenham usado a WN .vc sabe onde encotro essas referencias?
    .

    Reply

  11. 10 de June de 2014 @ 9:47 Filipe Alvarenga

    Olá Thiago,

    pelo que eu vi, é necessário que o seu seguro emita o certificado Schengen para que você possa entrar na europa. Eu sei que a World Nomads extrapola o que é exigido no tratado, mas eles não fornecem tal certificado. Pergunta: você já entrou na Europa usando o seguro da World Nomads e teve problema?

    Abraços

    Reply

    • 7 de July de 2014 @ 18:33 Thiago Khoury

      Oi Filipe, tudo bem? O Worldn Nomads é aceito em todos os países da Europa e é amplamente conhecido em todo o hemisfério norte, principalmente pelos agentes de fronteira. Você não precisa viajar com uma “carta” que ateste a usabilidade do seguro Schengen, principalmente quando se trata de um seguro facilmente reconhecido. Sim, só viajo com World Nomads.

      Reply

      • 7 de July de 2014 @ 19:08 Filipe Alvarenga

        Olá Thiago, obrigado pela resposta. Na dúvida, eu acabei entrando em contanto direto com o pessoal do World Nomads e eles foram muito prestativos e providenciaram, juntamente com a ihi Bupa, uma carta atestando que o seguro atendia todos os requerimentos do tratado Schengen. Mas como você mesmo escreveu, isso não foi necessário.

        Reply

        • 7 de July de 2014 @ 19:12 Thiago Khoury

          Que ótimo Filipe! Se for uma carta ampla, sem nenhum dado particular seu constando nela, será que você pode disponibilizá-la aqui? Só mandar para contato@rodei.com.br

          Reply

  12. 21 de May de 2014 @ 23:50 Clarissa

    Na minha primeira viagem internacional com meus pais o seguro viagem foi importantíssimo. Minha mãe passou muito mal no último dia em Paris e ficou 6 dias internada (seriam os dias que visitaríamos Praga). O plano cobriu todas as despesas e foi super prestativo comigo. No dia em que minha mãe recebeu alta descobrimos que a internação teria custado 9 mil euros. Já imaginou se não tivéssemos o seguro? Desde então o seguro é uma das primeiras coisas que faço quando planejo nossas viagens.

    Ah, estou amando as dicas sobre a Irlanda.

    Beijos.

    Reply

    • 29 de May de 2014 @ 15:33 Thiago Khoury

      Que bom Clarissa, espero que sejam úteis! ;)

      Reply

    • 30 de June de 2015 @ 18:32 Sonia

      Clarissa, boa noite, qual seguro vc utilizou? vc teve que pagar alguma coisa e ser reembolsa depois ou não precisou arcar com nenhum custo?
      agradeço antecipadamente…

      Reply

      • 3 de July de 2015 @ 17:30 Clarissa

        Oi, Sônia!

        Sempre que viajo utilizo o Mondial!

        Nesse incidente com minha mãe tive que pagar a ambulância, mas assim que retornei ao Brasil enviei todos os comprovantes do pagamento e eles me ressarciram o valor pago.

        Reply

  13. 16 de May de 2014 @ 10:36 Rodrigo Severo

    Thiagão!

    Ok, está feito conforme você orientou, assim realmente não terá erro.
    Não preciso esperar chegar nenhuma apólice fisica, certo? O que devo imprimir para carregar comigo durante a viagem?

    Valeu!

    Reply

    • 29 de May de 2014 @ 15:45 Thiago Khoury

      Rodrigo desculpa, não tinha visto seu comentário. Não existe apólice física, basta imprimir o seu e-mail. ;)

      Reply

  14. 14 de May de 2014 @ 21:57 Rodrigo Severo

    Cara,

    Eu saio do Brasil dia 7/6, chego em Frankfurt dia dia 8/6. Volto dia 9/7, chego no Brasil dia 10/7.
    Ou seja, dentro da Europa vou estar por 32 dias.
    Dentro do site só há opções redondas para selecionar, no caso 4 semanas. Pela tua experiencia, há algum problema se eu fizer com inicio dia 8/6 e termino dia 5/7? Ou existe alguma maneira de incluir esses dias extras?

    Valeu pela dicas Thiagão!

    Reply

    • 15 de May de 2014 @ 13:37 Thiago Khoury

      Oi Rodrigo, bem, vamos lá: a World Nomads sugere que você dê início ao seu plano sempre no dia do embarque, e não no dia que você chega de viagem no destino. Esse procedimento é muito importante para comprovações legais, principalmente em casos mais sérios como expatriação (“… the start date is the day you leave on your trip”). Com relação as opções redondas, ou você adquire uma apólice com tempo maior (e “perde” alguns dias), ou você compra extensões ao longo da viagem (existem extensões de dois, três e cinco dias, e você pode comprar quantas quiser). Eu acho mais prático “perder” alguns dias, até porque a diferença de preço da WN geralmente compensa no final das contas.

      Reply

  15. 12 de May de 2014 @ 12:25 Rodrigo Severo

    Thiagão!

    Fiz a cotação e a World Nomads oferece duas opções de preços.
    Posso ir na mais barata? Se enquadra com os padrões Europeus?
    Não vou praticar nenhum esporte, quero apenas algum seguro barato que cúbra as exigencias.
    Valeu!

    Obrigado!

    Reply

    • 13 de May de 2014 @ 14:45 Thiago Khoury

      Sim Rodrigo, eu geralmente vou na mais barata também! É só não se por em riscos que só são protegidos pela opção Explorer, a mais cara.

      Reply

  16. 21 de April de 2014 @ 20:53 Marcos

    Thiago, o post está excelente, achei o máximo.
    Meus parabéns!

    Reply

  17. 31 de March de 2014 @ 16:56 Stéffani

    Olá!
    Alguém sabe se o World Nomads cobre extravio de bagagem e qual é o valor? Não encontrei no site deles.
    Obrigada!

    Reply

  18. 17 de March de 2014 @ 0:52 Leandro

    Olá Thiago, você também saberia me dizer se a World Nomads, em caso de acidente, paga pelo atendimento médico ou é na base do reembolso? Não consegui achar essa informação no contrato. Obrigado pela ajuda!

    Reply

    • 17 de March de 2014 @ 11:27 Thiago Khoury

      Olá Leandro, funciona como quase todo seguro de viagem: se você tiver tempo e condições de entrar em contato com eles antes de ser atendido você não precisa gastar nada. Se for uma urgência (ou você estiver inconsciente), a ambulância provavelmente irá te levar para um hospital público ou então para um hospital privado onde você terá que pagar e depois pedir o ressarcimento.

      Reply

  19. 17 de March de 2014 @ 0:36 Leandro

    Olá Thiago, obrigado pelas dicas. O dólar utilizado na compra é o americano mesmo? Obrigado!

    Reply

  20. 16 de December de 2013 @ 15:43 Jonas

    World Nomads não é uma empresa dinamarquesa. World Nomads é australiana, mas oferece seguros da empresa IHI Bupa, que originalmente era uma empresa dinamarquesa (IHI danmark), mas que hoje é inglesa (Bupa).

    Reply

    • 16 de December de 2013 @ 19:28 Thiago Khoury

      Oi Jonas, você está certíssimo, pensei que eu já tinha mudado essa informação. World Nomads é uma empresa australiana que distribui os seguros da dinamarquesa Bupa pelo mundo. Eu só não sei exatamente sobre ela ter sido comprada pelos ingleses, parece mais que ela tem se expandido pelo Reino Unido – dei uma lida no site internacional do grupo Bupa (http://www.bupa.com/business-and-investors/our-history-timeline/) e vi que eles estão comprando dezenas das “maiores empresas” de seguro de saúde pelo mundo, inclusive hospitais, asilos e seguradoras inglesas.

      Reply

  21. 4 de December de 2013 @ 22:31 Louise

    ola, bem bacana seu artigo !!Gostaria de saber se eu posso citar o seu blog e adicionar o link para a pagina aqui? Pessoal pergunta bastante sobre isso e achei que voce descreveu bem o assunto !!!

    Reply

    • 5 de December de 2013 @ 15:00 Thiago Khoury

      Oi Louise, claro que pode! Eu que agradeço.

      Reply

  22. 5 de November de 2013 @ 14:01 Vinicius Nogueira

    Boa tarde!
    Encontrei essa matéria e achei excelente.
    Estou viajando para o Canadá por 6 meses e estou à procura de um seguro. Achei muito interessante este da World Nomads porém me foi oferecido por uma agência, um da guard.me por um preço mais baixo.
    Gostaria de saber se vocês conhecem este seguro, se é confiável, etc. e o que vocês sugerem que eu analise na hora de fechar com o seguro?
    Muito Obrigado pela força e parabéns pelo site!

    Reply

    • 5 de November de 2013 @ 17:25 Thiago Khoury

      Ola Vinicius, infelizmente não conheço esse seguro! O que você deve olhar é a reputação dele, procure por resenhas online.

      Reply

  23. 16 de August de 2013 @ 13:20 Marina Faria

    Olá, gostei muito da matéria. Não pude deixar de observar que você utiliza a World Nomads.
    Eu vou fazer um intercâmbio, cotei por eles, e sai bem mais barato, porém me preocupo com ter que desembolsar US$100,00 para poder utilizar o benefício.
    Você saberia me informar se esse valor é reembolsado?
    Obrigada :D

    Reply

    • 29 de August de 2013 @ 17:03 Thiago Khoury

      Oi Marina, esse valor de 100 dólares é o que a gente chama de franquia aqui no Brasil, ou seja, você paga esse valor sempre que for utilizar o seguro. Teoricamente ele seria cobrado, mas venho conversando com vários amigos e com outros blogueiros de viagem que utilizaram o World Nomads nos últimos meses e nenhum pagou por isso.

      Reply

  24. 6 de August de 2013 @ 17:36 Paula Nascentes

    Texto excelente. Simples, prático e objetivo, do jeito que eu gosto rs. Procurei muito sobre o tema na web mas o seu texto foi o melhor que encontrei! Parabéns e obrigada

    Reply

  25. 29 de February de 2012 @ 10:39 Izabela

    A média é de 150 dólares por mês.

    Orcei o ISIS do STB e o World Nomads indicado pelo Rodei. O World Nomads é mais barato e tem a opção worldwide sem EUA, que é mais barata ainda.

    Reply

  26. 5 de January de 2012 @ 17:32 Francielle

    Eu vou fazer um ano de intercambio nos EUA, mais vou precisar fazer exame de 2 em 2 meses, por 6 meses, para medir os hormonios da tireóide. Consulta com médico para o pedido do exame de sangue, e o próprio exame de sangue estão inclusos em algum seguro? No World Nomads está?

    Reply

    • 29 de August de 2013 @ 17:04 Thiago Khoury

      Oi Francielle, não. Para exames rotineiros ou habituais não se pode usar seguros internacionais.

      Reply

      • 13 de January de 2016 @ 18:03 Felipe Domingues

        Olá Thiago, vou para Austrália e minha noiva está na mesma situação que a Francielle, gostaria de saber o que você recomenda e quais os procedimentos devemos fazer? Ou onde podemos nos informar mais sobre o assunto?

        Obrigado!

        Reply

  27. 21 de January de 2011 @ 15:27 Alexandre Correia

    Obrigado pelo esclarecimento. Mesmo assim não fiquei a saber os valores desses seguros em média. Não sei se ficam a 50€, se a 500€… por dia ou por semana.

    Reply

    • 29 de August de 2013 @ 17:06 Thiago Khoury

      Oi Alexandre, para saber o valor você tem que fazer uma cotação no site, mas é um valor único pago para toda a viagem.

      Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

*

Rodei Viagens 2010 - 2017. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!