Dicas para passar pela imigração

Update: 4 de março de 2013

Agora você pode ler o que aconteceu comigo no início de 2013: fui para a salinha da imigração comemorar 16 vezes no aeroporto de Miami

Se tem uma coisa que brasileiro não gosta é a tal da imigração. É impressionante o número de turistas que perdem o sono quando lembram que estão prestes a passar pelos agentes de fronteira.

O medo tupiniquim não é difícil de ser explicado: brasileiros são realmente vistos com cautela em países que não são sul-americanos. A começar pelo nosso passaporte, um dos mais visados no mercado paralelo: tanto a loira dos olhos azuis quanto o mulato com rastafári são legitimamente brasileiros, o que aumenta o interesse ilegal pelo nosso passaporte.

A população brasileira que imigra de forma ilegal é grande: em 2003 era de aproximadamente 100 mil brasileiros por ano, um número que deve ter crescido bem de lá para cá.

Somos um país emergente onde a maior parte das viagens internacionais são conquistadas com uma dose cavalar de pesquisa e dedicação. Brasileiros dificilmente idealizam, organizam e realizam viagens internacionais em um espaço de tempo inferior a seis meses, o que aumenta as expectativas e o receio de interrompê-la por algum motivo qualquer.

Passar pele imigração é uma coisa simples desde que feita de forma correta. Preste atenção nas dicas:

Por @runningdevine

– Nenhum visto de turismo ou estudo em um passaporte comum garante sua entrada no país escolhido. Esteja você entrando em um país de visto previamente concedido ou não, quem decide se você vai ou não seguir viagem é o agente de fronteira que realiza a entrevista.

– O momento mais sério da viagem é agora, por isso, comporte-se de maneira formal: deixe os amigos de lado para que o comportamento, ou a entrevista, deles não influencie no seu resultado final.

– Apresente-se com o passaporte aberto na página do visto ou de identificação, além do cartão de imigração entregue no avião já preenchido. Se você tiver um passaporte anterior que mostre entradas prévias é interessante levá-lo também.

– Mantenha a calma, aja tranquilamente. Todo entrevistador tende a fazer cinco perguntas principais: de onde você é, o que veio fazer ali, quanto tempo irá ficar, quanto possui em dinheiro e onde pretende se hospedar. Seria interessante que você soubesse respondê-las na língua local, mas existem tradutores disponíveis e não há nada mais comum do que utilizá-los caso o agente deseje chamá-los – mas lembre-se que ninguém desembarca em um novo país exigindo a presença de tradutores!

– Responda todas as perguntas de forma simples e direta, evite complicar ou treinar o idioma. Existem muitos agentes de fronteira que fazem cara feia e repetem as mesmas perguntas várias vezes, isso também é normal.

– Existem documentos essenciais, como algo que comprove sua profissão, algo que comprove sua hospedagem, dinheiro para permanência no exterior e passagens de volta. Uma pasta organizada, como disse antes, também é importante. Um cartão de visitas geralmente basta para comprovar sua ocupação.

– Lembre-se que em toda viagem ao exterior os agentes de imigração podem cobrar por documentos que comprovem a contratação de um seguro médico de viagens. Leia mais sobre isso aqui.

– Jamais minta. É possível que eles tentem confirmar qualquer informação durante a entrevista. Se você disser que trabalha em uma grande multinacional é provável que você tenha que mostrar um cartão ou testem sua resposta no Google. Se você disser que está indo em um encontro de revistas em quadrinhos não se assuste se te perguntarem quem é Peter Parker.

– Sobre contradições: se você é estudante, como explicar uma viagem de férias em maio ou novembro? Diga apenas o essencial, aquilo que não permita outras interpretações.

– Sobre mentiras: nunca diga que não conhece ninguém no país se um amigo estiver te esperando na porta do aeroporto. Nunca diga que veio fazer apenas turismo se estiver carregando 10 mil dólares no bolso (diga “vim fazer turismo e compras”). Nunca diga que irá ficar em hotel se for ficar na casa de amigos e nunca diga que é médico se for estudante de medicina.

– Vale repetir: nada mais comum do que pedirem que você mostre o dinheiro trazido na viagem ou cartões de crédito. Se você decidir levar cartões pré-pagos não deixe de levar também os recibos de depósito. Lembre-se: não é necessário ser rico para viajar, mas é necessário ter uma quantia que faça jus ao tempo de viagem e saber justificar a origem daquele dinheiro.

– Não existe um valor mínimo estipulado por viagem, mas um orçamento inferior a 50 dólares diários pode causar estranhamento. Lembre-se que a quantia de dinheiro tem que ser proporcional ao seu tempo de viagem.

– Se você for patrocinado durante a viagem por alguém que more no local visitado, tenha uma carta patrocínio que explique a ausência de dinheiro.

– Falando em carta, tenha sempre as reservas dos hotéis ou albergues guardadas, mas se for ficar na casa de amigos ou parentes, tenha então uma carta convite.

Dicas de hotéis econômicos na Europa testados por mim:

Amsterdã: Max Brown Barcelona: Hotel Curious Berlin: Adina Apartment
Bruxelas: Hotel La Grand Cloche Dublin: Paramount Hotel Edinburgh: Palace Residential
Frankfurt: Hotel Scala Lisboa: HF Fenix Gardens Hotel Londres: Hotel St. Giles
Munique: Hotel Demas City Paris: Hotel Paris Rivoli Praga: Hotel Lokal Inn
Roma: B&B da Marlene Viena: Hotel das Tigra

– Nos Estados Unidos é comum encaminhar alguns passageiros para uma salinha enquanto informações são verificadas ou quando é impossível estabelecer comunicação. Mantenha a calma: “ir para a salinha” não é nada complicado.

– Em teoria a aparência não é fator decisivo para considerar a entrada de turistas, mas é claro que a realidade é outra: em “Refusal Shoes” (história romanceada de um agente de imigração inglesa que olhava para os sapatos dos passageiros antes de decidir se eles passariam ou não), o autor Tony Saint diz que é fácil olhar para alguém e saber se aquela pessoa é aquilo que diz ou se está interpretando um personagem. Ele cita os empresários que decidem conhecer Londres pela primeira vez durante as férias e chegam de terno e sapato sem falar uma única palavra em inglês.

– Última dica: lembre-se de dizer apenas a verdade e tenha como comprová-la. Os oficiais de imigração seguem a máxima “if in doubt, keep them out”. Seja harmônico com suas respostas e mantenha-se organizado. Infelizmente os agentes de imigração possuem a autoridade para barrar qualquer passageiro, além de não existir reembolso pelas passagens compradas.

Update: 9 de agosto de 2011

Atenção senhores passageiros: agora as perguntas mais populares aparecem aqui, confiram!

Como irei me hospedar em vários hotéis ao longo da viagem, o que digo na imigração?

Diga que irá ficar em vários hotéis durante a viagem.

Mesmo que eu não tenha reserva em todos eles?

Mostre as reservas que tem e diga que as outras serão feitas ao longo da viagem. Não se esqueça: evite viajar sem reservas.

Caso eu fique na casa de um amigo, devo dizer a verdade ou fazer uma reserva falsa em um hotel ou albergue?

Diga a verdade. Todos podemos ficar hospedados na casa de amigos que sejam residentes legais.

Mesmo que eu mescle hospedagem em hotéis e casa de amigos/parentes?

Sim.

Irei chegar em uma grande cidade, mas depois sigo para o meu destino final. Onde que a imigração será feita? Existem duas imigrações?

Ninguém faz imigração duas vezes no mesmo país. Caso isso aconteça (o que já aconteceu comigo, no Brasil, quando o voo possuía escala em São Paulo mas permanecia internacional até Belo Horizonte e ainda houve troca de aeronave), algum erro aconteceu.

Existem mil formas de se comprar um trajeto aéreo com paradas, mas é bem provável que a imigração seja feita assim que você aterrissa em solo estrangeiro. Se o trajeto aéreo inclui paradas não só em diferentes cidades como em diferentes países, lembre-se que você pode precisar de um visto de trânsito e deverá passar pela imigração.

Fui para os Estados Unidos há menos de um mês e estou voltando agora, como explico isso? Será que serei barrado?

Você deve dizer o que está fazendo ali: visitando alguém, compras, turismo, participando de um seminário… Com visto de turista, sua única obrigação é não permanecer ali por mais de 6 meses, mas não existe limite de viagens.

Tenho passaporte europeu. Passo pela entrevista mesmo assim?

Sim, a imigração independe do passaporte. Você precisa de documentos de apoio da mesma forma (update: agora são bem comuns guichês eletrônicos para portadores de determinados passaportes, isso pode facilitar a entrada em países da Europa e Estados Unidos se você possui passaporte europeu).

Estou viajando com amigos, mas todas as reservas estão em meu nome ou estou viajando com namorado (a)/marido (mulher) que possui passaporte europeu e irá para uma fila diferente, o que faço?

Faça cópias dos comprovantes e entregue para os amigos ou para o namorado (a)/marido (mulher). Baste eles dizerem que estão acompanhados pela pessoa que aparece com o nome nas reservas.

Estou viajando com meu namorado (a), mas não somos casados e não possuímos o mesmo sobrenome, podemos passar juntos?

Sim, não custa tentar. O agente perguntará se vocês são casados, você dirá que são apenas namorados e dificilmente ele irá separá-los.

Estou viajando com meu enteado, minha sogra ou qualquer outro parente que não compartilhe o mesmo sobrenome, devemos entrar separados?

Não, tente passar juntos, vocês dificilmente serão separados.

Estou viajando com amigos que não falam inglês, podemos passar juntos pela imigração?

Não.

Não falo inglês, posso requisitar um tradutor o quanto antes?

Não. Apenas se o agente decidir requisitá-los eles serão chamados. Ninguém desembarca em um novo país exigindo a presença de tradutores.

Quando fiz a entrevista para o visto, disse que iria viajar para a Disney em julho, mas estou indo para Nova Iorque em agosto. Como, quando e onde explico essa troca?

Não é necessário explicar. Nada do que é dito durante a entrevista de visto é cobrado durante a passagem pela imigração.

Sidney International Airport

Como funciona a carta convite?

O residente lhe envia uma carta (tradicional, via correio, para o Brasil) convidando-o para se hospedar em sua casa entre os dias de sua viagem. Simples assim.

Existe email convite?

Teoricamente não porque um email convite não teria o carimbo dos Correios comprovando o envio e o endereço do remetente.

É indispensável viajar com uma carta convite?

Não. Como o visto foi legalmente concedido (ou o país não requer visto para turismo) não seria necessário carta convite ou nenhum outro documento de apoio, mas a gente sabe que a realidade é outra.

Carta convite diz respeito apenas a hospedagem e independe de qual passaporte você possui. Caso o “convite” seja feito pelos próprios pais, filhos ou família próxima, a carta não é necessária – nos guiamos pela realidade da situação: uma coisa é se hospedar na casa de um amigo, outra é se hospedar na casa dos próprios pais.

Estou saindo do Brasil com várias roupas, sapatos e acessórios, isso representa algum problema?

Não.

Estou viajando sozinho, isso representa algum problema?

Não.

Estou viajando com a família inteira, isso representa algum problema?

Não.

Quem já teve visto negado ou entrada negada em países da Europa pode ser barrado nos Estados Unidos ou em outras viagens pela Europa?

Você será arguido sobre o visto/entrada negada, mas isso não define a sua nova passagem por lá.

Um amigo/parente disse que teve a entrada negada no exterior, mas não tive mais notícias desde então. O que posso fazer?

Entrar em contato com o consulado ou embaixada brasileira no país via email ou telefone através do Portal Consular.

Qual o melhor lugar para se entrar na Europa?

Não existem lugares melhores ou piores. Existem lugares que possuem um maior índice de brasileiros barrados nos últimos tempos, como Madri, na Espanha – justamente o lugar que recebe o maior número de brasileiros ilegais.

Quem é turista e planeja uma viagem legal deve entrar pelo lugar que oferece um maior leque de facilidades como preço e possibilidade de realização de roteiro.

Já contratou o seu seguro médico de viagem? Conheça a World Nomads, uma empresa australiana com preços bem acessíveis e com a maior cobertura que conheço.

Já sabe onde ficar? Então dê uma olhada em todas as minhas dicas de hospedagem.

Já pensou em alugar carro no exterior? Para alugar carro em qualquer lugar do mundo pelo menor preço pesquise em todas as locadoras de uma só vez através da Rental Cars.

Para viajar com um chip pré-pago com ligação e internet ilimitados conheça Travel Mobile.

Se você gostou desse post, ele é uma das minhas dicas no Pinterest:

Dicas para passar pela imigração sem problemas


About

Sou mineiro de Belo Horizonte, onde nasci e moro. Sou jornalista, trabalhei com assessoria de comunicação e fui repórter de turismo. Nem toda viagem é trabalho, mas depois do blog todo trabalho virou viagem! Sou @rodeiviagens no Insta.


Busque o seu hotel pelo booking.com!


'Dicas para passar pela imigração' have 198 comments

  1. 1 de November de 2016 @ 2:42 Sara

    Tiago me tire uma dúvida. VOLTAREI a italia agora em novembro. A imigracao quando mostramos uma carta de hospitalidade, eles têm como consultar sua autenticidade? Estou perguntando pq já tenho uma aqui que usei da 1 vez que so tem 8 meses porém eu iria alterar apenas as datas.

    Reply

  2. 13 de March de 2016 @ 18:33 Amanda

    Estou indo com um amigo para NY mas ele tem família la já faz um tempo e não tem o greencard teria problema quando fosse passar na imigração??

    Reply

  3. 28 de August de 2015 @ 0:00 Eneida

    Oi Thiago!

    Estou com uma dúvida: minha irmã irá casar (cartório) com americano (ela tem visto de noiva) nos EUA e me convidou para ir em seu casamento e me hospedar em sua casa. A imigração pode me barrar por esse motivo? Preciso de carta-convite?

    Parabéns seu site está ótimo!

    Abs.

    Reply

  4. 15 de July de 2015 @ 1:08 Guilherme

    Olá Tiago,
    Primeiramente, obrigado por manter esse site, já me ajudou muito quando precisei tirar visto para a Austrália!

    Pesquisei bastante aqui e não consegui encontrar a resposta. Aqui vai a minha situação:
    Eu vou viajar com a minha namorada para a República Tcheca mês que vem, com conexão em Lisboa. Iremos rodar (mochilão) pela Hungria, Áustria e Alemanha também.

    Iremos ficar 30 dias lá, então calculei algo em torno de 2mil euros. Quem está bancando a viagem sou eu, ela tem baixa renda e só estuda no momento. Além disso tenho uns R$3mil de limite no crédito e uns R$50mil na poupança, ou seja, tenho como bancar a viagem. Tudo estará já pago e reservado em todos os trechos, nos nossos nomes (AirBnB, hostels, passagens de trem e ônibus, aluguéis de carro, passagens de ida e volta).

    A minha dúvida é se eles podem negar o visto dela, por algum motivo (como o de o dinheiro não ser dela). Eu já viajei diversas vezes para fora, mas ela é a primeira vez que sai do país! Vou levar tudo impresso, a pasta vai ter umas 40 folhas… Mas fico morrendo de medo de eles não quererem associar o meu dinheiro com os custos dela.

    Você conhece essa situação? Sabe como é a rigorosidade em Portugal?

    Abraço!!!

    Reply

    • 1 de November de 2016 @ 2:35 Sara

      Espero que tudo tenha dado certo para vc. Comigo não foi possível. Tds as férias eu viajava para foto com meu namorado e ele custeava a viagem. Chegou a hora de ir para EUA. Meu visto foi simplesmente negado. :( na entrevista fui discriminada por ser de família pobre e a moça que me atendeu se negou a ver a carta de custeio de meu namorado rsrrs. ELA disse que infelizmente com um pai carpinteiro e uma mãe merendeira eu não teria condições de viajar e eu idiota que sou mais uma vez quis mostrar a ela a carta custeio que fui orientada mostrar, além do meu histórico de viagens para Chile, Argentina, Peru, Fortaleza. ….. viagens que fazíamos a 5 anos e a mesma ainda ironizou se de fato eu conhecia meu namorado. Quando eu cair na real que ela estavá curtindo com minha cara eu respondi: muito me admira vcs com um presidente negro tratar as pessoas desse jeito. Pedi meus documentos e acrescentei: temos dinheiro e o mundo não é grande. EU DECIDI QUE NUNCA MAIS ENTRAREI NOS ESTADOS UNIDOS!

      Reply

  5. 5 de June de 2015 @ 21:35 Robby

    Estarei viajando sozinho com meu cachorrinho. Será que haverá algum problema em relação a isso?

    Reply

  6. 18 de October de 2014 @ 8:03 Jaiza Chedid

    Olá, Thiago! Preciso muito da sua ajuda! estou indo pela primeira vez aos Estados Unidos, Califórnia especificamente. Nunca viajei para fora do país, está também será minha primeira vez. Bem, estou alugando um quarto na casa de uma americana, que uma amiga minha ficou lá e me indicou, e a minha dúvida é a seguinte: como ela não é um hotel, apenas aluga um quarto, uma carta convite dela informando que estou alugando um quarto na casa dela serve como um documento que comprove minha estadia no período que vou ficar nos estados unidos (duas semanas)? Estou levando também uma declaração do meu trabalho informando que sou funcionária da empresa e estarei no período de férias. Você acha que é tranquilo?Agradeço sua resposta o quanto antes pois já viajo quarta rsrs bjssss

    Reply

  7. 4 de September de 2014 @ 12:17 Renata

    Olá Thiago !
    Vamos para Orlando, mas desembarcaremos em Miami. Vamos, nossa familia (casal e dois filhos) e duas amigas da minha filha, todas com 14 anos. Devemos passar todos juntos? Elas terao problemas?
    Obrigada,
    Renata

    Reply

  8. 28 de August de 2014 @ 11:22 rilza

    Thiago,

    Estou indo para Nova Iorque em outubro, quero alugar um apartamento com dois amigos por 10 dias. Terei problemas na imigração?

    Reply

    • 1 de September de 2014 @ 16:56 Thiago Khoury

      Olá Rilza, agora é proibido alugar apartamento em NY por menos de 30 dias, então sim, eles podem te atrapalhar.

      Reply

      • 25 de November de 2014 @ 17:38 Cris

        ai é? taí que não sabia dessa!

        Reply

  9. 9 de May de 2014 @ 5:03 Tobias

    Thiago, vou fazer uma viagem para o Canadá para visitar minha namorada, porém minha passagem é até Detroit, de lá sigo de ônibus até a cidade canadense no mesmo dia. Será que vão complicar por eu não ter reserva ou convite de alguém nos EUA?

    Desde já agradeço, Tobias

    Reply

    • 9 de May de 2014 @ 18:30 Thiago Khoury

      Oi Tobias, basta explicar a situação e ter um visto de entrada.

      Reply

  10. 20 de April de 2014 @ 16:57 Anna Paula

    Ola, Thiago! Recebemos(eu e meu marido) um convite de um conhecido para trabalhar nos Eua. Estamos organizando a nossa documentação para pleitear o visto de trabalho, e claro meu filho de 17 anos também irá. Dando tudo certo, quero levar minha cadela que é uma golden retriever. Como funciona a entrevista de imigração no nosso caso? Será que terei alguma dificuldade para entrar com minha cachorra? Desde já obrigada.

    Reply

    • 20 de April de 2014 @ 20:07 Thiago Khoury

      Olá Anna Paula. Nossa, não faço a menor ideia de como proceder nesse caso, você deve entrar em contato com o embaixada – e, por favor, quando souber, vota aqui para dizer qual é o caminho das pedras!

      Reply

  11. 20 de April de 2014 @ 0:57 Renata

    Olá Thiago! Ótimas dicas!! Tenho uma pergunta rápida.. embarco semana que vem para NY com a minha irmã e mãe pra ficar 7 dias…já estive algumas vezes nos EUA (ano passado foi a última), acontece que agora trabalho como autonoma e não tenho vínculo empregatício aqui… estou levando passagens, reservas de carro e hotel..Acha que isso pode ser um problema?
    Valeu!!

    Reply

  12. 3 de April de 2014 @ 1:02 Isabe cristina

    Olá Thiago fui aos Eua em 2010,fiquei 5 meses e alguns dias,ou seja não passei meu tempo de permanência que era de 6 meses,mas quando voltei passei pelo aeroporto e só olharam meu passaporte,e não pegaram aquele papel que esta escrito o tempo que eu podia ficar por lá.algumas pessoas me disseram que tinha que ficar com eles.posso ter problemas por isso quando eu voltar?

    Reply

    • 10 de November de 2014 @ 18:10 Franklin

      Thiago, quero alugar um apartamento em orlando/winter park por dois meses. O pagamento seria adiantado a uma empresa do ramo em orlando. Pergunta: como proceder junto aa imigração ? Digo que aluguei um imóvel e fica por isso mesmo ou preciso ter os comprovantes do aluguel. Sou aposentado, tenho 74 anos e minha esposa 72. Por favor, me dê um help. Abs. Franklin.

      Reply

      • 11 de November de 2014 @ 1:16 Thiago Khoury

        Oi Franklin, você sempre tem que ter um comprovante, mesmo que seja troca de e-mails.

        Reply

  13. 31 de March de 2014 @ 21:02 Catarina

    Olá!Ótimo post! Gostaria de saber se você pode me tirar algumas dúvidas:
    estarei indo dia 15 de Abril, junto com meu marido (na verdade não somos casados oficialmente, moramos juntos e temos união estável), para a Europa. Desembarcaremos em Frankfurt. Já temos passagem de ida e volta (retorno em 29 de Abril), seguro viagem de 30.000 euros, e o roteiro será: Frankfurt-Amsterdam-Paris-Roma.Em Roma ficaremos na casa de uma amiga, vc acha que precisamos de carta convite?? Já estou fazendo as reservas dos outros locais pelo booking.com e comprando as passagens de ônibus. Porém, estas reservas por este site só são pagas lá no momento da hospedagem. Você acha que teremos algum problema na imigração por conta disso?
    Outra coisa: estamos com mais ou menos 90 euros por dia para cada um e 3 cartões internacionais. Este valor é suficiente? Sobre os cartões, será que eles exigem comprovação de limite?
    Agradeço desde já!!

    Reply

    • 1 de April de 2014 @ 16:29 Thiago Khoury

      Oi Catarina, você não precisa de carta convite, você estará descendo em um voo doméstico no Espaço de Schengen. Fique tranquila, está tudo certo.

      Reply

  14. 23 de March de 2014 @ 1:24 Márcio

    Discordo de um ou outro ponto no texto. Considerando a população do Brasil de 200.000.000 de pessoas, o número de brasileiros ilegal no exterior é muito menor do que o de outros países latino-americanos. Suspeita-se que há 3.000.000 de equatorianos em Nova York. Tudo bem, muitos se tornaram legais, mas pense que é um país de população de 15.000.000 de pessoas! No Brasil, a taxa de vistos negados para os EUA é de 3%. Há países em que a taxa é de 30, 50%.

    No resto, o texto está ótimo. As recomendações são muito boas.

    Só acrescentaria que na Europa é muito mais fácil entrar (tirando Espanha e Reino Unido; os americanos são criteriosos com todos, inclusive com os próprios americanos que também são entrevistados quando retornam ao país (mas é claro que não podem ser barrados). Uma amigo americano meu já ouviu a seguinte pergunta: “o que você faz tanto no Brasil?”. Enfim!

    Parabéns pelo texto.

    Reply

  15. 17 de March de 2014 @ 22:58 Bruno

    Olá thiago, tenho algumas duvidas, estou indo para boston com conexão em new york estou indo com minha mae e minha namorada ficaremos no mesmo endereço que é a casa de um amigo nosso, ele fara uma carta convite. Minha duvida principal é passamos nos três juntos pela imigração ou cada um separado? Outra duvida é a seguinte algumas pessoas me disseram que quando preenchemos o formulario para solicitar o visto,tudo que nós escrevemos e disse na entrevista do consulado ira aparecer lá para o oficial da imigração, isso realmente procede? Desde ja agradeço Otimo site.

    Reply

    • 17 de March de 2014 @ 23:22 Thiago Khoury

      Oi Bruno, não acredito que proceda. Sim, vocês irão passar juntos.

      Reply

  16. 17 de March de 2014 @ 17:15 Rebeca

    Olá, Thiago, adorei todas as suas informações! Gostaria de sua opinião, eu e meu marido, estamos indo para a Pensilvânia, EUA, em maio para um casamento. Eu morei na casa dessa família quando fiz intercâmbio há 22 anos e o filho deles mais novo vai casar e nos convidaram.Ficaremos na casa deles 10 dias, onde iremos fazer alguns passeios e visitar todos que conheci por lá. Eles me enviaram uma carta convite onde dizem me ter como filha e que fiz intercâmbio lá,que eles já vieram aqui e ficaram em minha casa e que agora eles gostariam muito que eu fosse visitá-los, registraram em um cartório local e escanearam e me mandaram por email, ainda não chegou pelos correios devido a última greve. Você acha que posso ter problemas por eles terem colocado na carta o carinho que sentem por mim, como filha? Devo levar algo que prove que eu vou voltar para o Brasil? Nós temos 4 filhos que ficarão aqui com minha mãe e minha irmã, inclusive eles mencionam isso na carta-convite. Obrigada desde já pela ajuda!

    Reply

    • 17 de March de 2014 @ 23:23 Thiago Khoury

      Oi Rebeca, de jeito nenhum. Viaje tranquila ;)

      Reply

  17. 25 de February de 2014 @ 20:59 Elaine

    Olá Thiago, Boa noite!
    Vou em viagem de férias para Roma Italia dia 07/03 e retorno 28/03. Fui em abril do ano passado por Milão mas com agencia de turismo. Desta vez vou sozinha e vou ficar hospedada na casa do meu namorado que é italiano e mora em Roma. Ele me enviou carta convite por correio privado, cópia da identidade, tudo certo.
    Minhas dúvidas: na imigração devo dizer que ele é meu namorado ou digo que é um amigo?
    Ele comprou passagens para nós dois para Paris e reservou um pequeno apartamento lá por 4 dias ( não é hotel). Devo obrigatoriamente apresentar meu bilhete de passagem para Paris ou devo mesmo dizer que vamos até lá? Ou digo simplesmente que vim passar as férias na Itália e vou ficar hospedada na casa de um amigo em Roma?
    Sou funcionária pública da prefeitura, um holerite serve para comprovar meu emprego fixo?
    Muito obrigada e parabéns por ajudar tantas pessoas.

    Reply

    • 28 de February de 2014 @ 11:09 Thiago Khoury

      Olá Elaine, diga sempre a verdade. Se você tem os bilhetes ou pelo menos uma cópia deles (eu teria), vale tê-lo com você, mas você não precisa apresentá-lo. Sim, funciona como comprovante, mas dificilmente você precisará usá-los.

      Reply

  18. 25 de February de 2014 @ 3:32 Otthon

    Olá, Thiago
    Parabéns pelo post.
    Vou fazer um intercâmbio na Irlanda e meu voo tem conexões em Miami e Nova Iorque antes do destino final. Porém, vou passar ter um trânsito de 9h em NY e quero ir na Apple Store fazer umas compras e voltar pro aeroporto e seguir destino. Como devo proceder, já que não vou ter reserva de hotel e nem fazer turismo?
    Obrigado.

    Reply

    • 28 de February de 2014 @ 11:13 Thiago Khoury

      Olá Otthon, não posso responder sem saber detalhes sobre a passagem, mas não consigo imaginar uma cia que faça conexão em Miami e NY a caminho de Dublin, não seriam trechos separados e diferentes? Se você estiver em trânsito você não sai da área de trânsito. Quem está nos EUA a caminho de outro país precisa de, ao menos, um visto de trânsito.

      Reply

  19. 4 de February de 2014 @ 22:39 João Silva

    Olá.

    Estou indo viajar para Los Angeles agora no dia 20/02/2014 e tenho uma duvida.
    Ja fui uma vez para ny 3 anos atras e tudo ocorreu muito bem. Desta vez ficarei na casa do meu cunhado americano visitando minha namorada (brasileira mas com cidadania americana) que está la fazendo curso de inglês por um mês. Eu ficarei apenas 5 dias pois trabalho. O que digo para os oficiais se eles perguntarem onde ficarei? Eu não tenho carta convite e não reservarei hotel.

    Obrigado.

    Reply

  20. 17 de December de 2013 @ 15:06 Luiz

    Olá Thiago:
    Irei passar o natal com meu filho em NY. Iremos levar somente mochilas, pois irei comprar um jogo de malas por lá. Algum problema com relação a isso? Eles implicam por estar somente com bagagem de mão?

    Obrigado e parabéns pelo blog!

    Reply

    • 17 de December de 2013 @ 15:09 Thiago Khoury

      Olá Luiz, problema algum!

      Reply

      • 17 de December de 2013 @ 16:23 Luiz

        Obrigado por responder e um natal cheio de paz e harmonia!

        Reply

  21. 6 de December de 2013 @ 21:28 Jessica

    Thiago, boa tarde!

    Preciso de uma ajuda sua, vou viajar para os EUA e volto para o Canadá para ficar apenas um dia e no dia seguinte pego meu avião de volta ao Brasil. Como vou ficar por uma noite em casa de amiga (estudante) você acha que preciso de uma carta convite? Ou só endereço e telefone de onde vou ficar já basta?

    Muito obrigada pela ajuda!!

    Reply

    • 9 de December de 2013 @ 15:14 Thiago Khoury

      Oi Jessica, a carta convite não é uma obrigação legal, é apenas mais um documento de apoio. Se você tiver, melhor.

      Reply

  22. 28 de November de 2013 @ 13:09 Matheus

    Thiago uma outra pergunta! Kkkk a reserva não está em nosso nome, está no nome do casal. Tem algum problema?

    Reply

  23. 26 de November de 2013 @ 10:15 Matheus

    Olá Thiago.
    Cara é o seguinte, vou viajar com minha namorada para NY. Vamos visitar um casal de amigos nosso. Eles são casados, ela é americana e ele brasileiro,Ele faz doutorado na faculdade de Syracuse. Vamos ficar 4 dias em NY, temos as reservas do apartamento, e depois vamos seguir para ficar na casa deles em Syracuse. Temos passagem de volta. O que nos aconselha fazer na hora da entrevista, peço para mandarem uma carta convite ? não sabemos falar inglês, tem tradutor ?

    Obrigado.Agradeço se responder.

    Reply

    • 26 de November de 2013 @ 13:47 Thiago Khoury

      Oi Matheus, acho que não precisa, você já tem comprovante da primeira hospedagem, eles sabem como te contactar caso seja necessário – mas é claro que seria uma preocupação a menos, caso você consiga a carta convite.

      Reply

      • 26 de November de 2013 @ 19:05 Matheus

        Entendi! Obrigado. E no caso, o tradutor é somente o fiscais que pode chamar? Obrigado Thiago!

        Reply

  24. 18 de November de 2013 @ 11:19 Mariane

    Muito boas suas dicas Thiago. Eu, meu marido e minha filha de 11 anos vamos para Orlando dia 29/11/13 e retornaremos dia 10/12/13. Estou um pouco preocupada, pois não falamos inglês, você acha interessante fazermos uma carta com as respostas das principais perguntas?Tenho todas as reservas de hotéis, parques, carro e seguro viagem.Grata desde já.

    Reply

    • 18 de November de 2013 @ 16:17 Thiago Khoury

      Oi Mariane, não acho não. Não se precipite, não dê respostas para perguntas que não foram feitas.

      Reply

  25. 16 de November de 2013 @ 3:05 Leilane

    Oi Thiago. Estou indo para Miami em março,vou tbm para Orlando, é uma viagem de 7 dias…estou na faculdade e esse é período letivo,mas vou aproveitar o carnaval,vou perder só alguns dias de aula,acha que eles podem achar contraditório mesmo sendo só uma semana? não é bem ferias,é só turismo. Vamos eu e meu namorado,queríamos ir em janeiro mas acabou q só deu certo em março. Ah, e tenho uma amiga que estuda perto do Texas,mas não nos falamos muito, caso perguntem se conheço alguém que mora nos EUA,preciso menciona-la? Abraço,espero a sua resposta.

    Reply

  26. 14 de November de 2013 @ 13:49 Paula

    Olá Thiago,parabéns por este site que ajuda tantas pessoas. Meu caso é o seguinte: em Abril, viajarei para Londres visitar meu namorado. Tenho emprego fixo aqui no Brasil, contas em meu nome, levarei a carta do meu trabalho,carta-convite do meu namorado e td documentação e dinheiro exigidos. Minha dúvida: meu namorado é americano,mas mora em Londres a trabalho. Ele é professor universitário, reside lá desde 2009 e tem visto de trabalho. Em julho/2014 sairá o visto permanente europeu. Você acha que terei algum problema na imigração,por ele ter ainda visto de trabalho,uma vez que não mentirei que ficarei hospedada na casa dele e que somos namorados? Desde já agradeço, e um abraço.

    Reply

  27. 4 de November de 2013 @ 11:55 Heitor Gomes

    Oi Thiago, estou com uma dúvida ao passar pela imigração dos EUA. Estou indo estudar em Las Vegas e vou ficar na casa de uma Tia (que não tem meu sobrenome), na entrevista do visto disse que estaria indo para a escola e lá eles me direcionariam para um local. Mas na hora da imigração devo apresentar um endereço, e minha tia, que é legal lá, vai ir do Brasil comigo para lá. A pergunta é a seguinte. Devemos ir juntos ou separados? Digo onde vou ficar ou falo que a escola que irar me direcionar? Preciso de uma carta da escola dizendo que estou indo ficar na casa de um parente? São essas dúvidas que tenho muuito obrigado.

    Reply

    • 4 de November de 2013 @ 15:54 Thiago Khoury

      Oi Heitor, você deve passar junto com sua tia e por o endereço dela, que será seu primeiro endereço nos EUA. Sim, é sempre bom ter uma carta da escola.

      Reply

      • 4 de November de 2013 @ 16:27 Heitor Gomes

        Muito Obrigado Thiago, ajudou muito. Eu tenho uma carta da escola de aceitação. Precisa necessariamente dessa carta falando que estou indo para casa da minha tia?
        Muito obrigado mesmo, seu blog e muito informativo e ajuda muito.
        Abraço.

        Reply

  28. 10 de September de 2013 @ 18:40 Rafaella

    Boa noite, Tiago! Estou indo para a Holanda em Dezembro e ficarei 42 dias.Vou fazer conexão na Suiça.Vou visitar meu namorado, que é holandês, e alguns amigos também. Estou um pouco receosa em relação à imigração, pois muitas pessoas me aconselham a não falar que estou indo visitar meu namorado, mas apenas amigos. Porém tenho medo de o agente me perguntar diretamente se namoro um desses amigos e achar que estava querendo ”esconder” o fato.Na minha opinião, falar a verdade é sempre o melhor mas tenho medo de ser negada a minha entrada também.. Estou levando a carta convite do meu namorado, uma carta traduzida da faculdade, passagem de volta, seguro viagem, dinheiro e também algumas contas aqui de casa confirmando minha residência(porém o contrato está no nome da minha amiga que mora comigo, seria bom eu pedir pra ela escrever uma carta dizendo que eu moro com ela e que pago um valor do aluguel para ela?). Enfim, qual é a sua opinião sobre o meu caso? Sei que o agente pode barrar qualquer pessoa, mas eu sendo honesta e apresentando a documentação acredito que seja bem difícil de isso acontecer!
    Agradeço pela atenção e parabéns pelo site.

    Reply

    • 11 de September de 2013 @ 10:53 Thiago Khoury

      Oi Rafaella, você está fazendo tudo certíssimo, não tem com o que se preocupar. Diga a verdade sempre.

      Reply

  29. 26 de August de 2013 @ 15:31 Sidinei Silva

    Tenho duas filhas menores que nasceram nos EUA, estarei viajando pra lá em Janeiro com visto de Turista, pois vivi ilegalmente nos EUA por alguns anos e agora depois de ter voltado para o Brasil, consegui o visto de turista, há algum risco em viajar com elas por ter vivido lá ilegalmente? Ou ainda na hora do desembarque elas terão que passar por outra fila por serem cidadãs americanas? E há algum risco de ser barrado pela imigração por esses motivos? Desde já agradeço e aguardo resposta pois me auxiliará muito. E por último, e não menos importante, muito interessante seu blog e certamente ajuda muitas pessoas.

    Reply

    • 29 de August de 2013 @ 16:40 Thiago Khoury

      Oi Sidinei, é impossível dar certeza, mas é claro que existe a possibilidade de ter vivido ilegalmente por lá pesar contra. De qualquer forma, seu visto foi concedido, o que é uma boa notícia e quer dizer muito sobre as possibilidades de você de fato passar pela imigração. Sim, suas filhas como cidadãs devem passar pela fila destinada a elas.

      Reply

  30. 14 de July de 2013 @ 11:18 Rafael

    Tenho uma duvida quanto a imigração. Geralmente somos questionados sobre onde ficaremos hospedados. Viajarei com minha noiva para Miami e ficaremos na casa da minha irmã. Minha irmã vive no Brasil, mas possui uma casa em Miami a qual as vezes fica por meses sempre com visto de turista. Inclusive no período da nossa viagem ela estará lá para nos acompanhar nos passeios e compras.
    Devo dizer que vou ficar na casa da minha irmã? Ela nao tem green card nem é cidadã amaricana.

    Reply

  31. 4 de June de 2013 @ 14:42 Tiago Lacerda

    Olá, vou viajar em Fevereiro para Orlando com minha esposa e nossa filha de 4 anos. Eu e a minha filha temos cidadania italiana, mas minha esposa não. Eu pretendo entrar com a pequena usando o passaporte europeu. Que tipo de problema pode haver? Passaremos os 3 juntos na imigração? O que você me aconselha.
    Obrigado e parabéns pelo ótimo artigo.

    Reply

    • 4 de June de 2013 @ 18:29 Thiago Khoury

      Olá Tiago, vocês podem tentar passar todos juntos, o máximo que pode acontecer é eles dividirem vocês.

      Reply

  32. 10 de March de 2013 @ 15:43 Denise Nogueira

    Comprei passagens (eu,meu marido e 2 filhos) de ida e volta para Nova York mas resolvemos ficar 5 dias iniciais em Washington. Ocorre que o vôo faz conexão em Washington. Posso interromper a viagem em Washington e não seguir para NY ou terei problemas na imigração pela mudança de planos? E como ficam as malas? Detalhe, eu e meus filhos temos passaporte amemão e já viajamos para os EUA em janeiro de 2011.

    Reply

  33. 2 de March de 2013 @ 18:14 Sergio Nunes

    Meus parabéns pelas informações!

    E difícil ver hoje alguem que esclareça as coisas com tanta simplicidade.

    Bem, estou indo para os EUA com visto de turista, porém não comprei a passagem de volta. Se eu fosse parar aqui, certamente diria: Então não vai passar pela imigração.
    Entretanto, tenho uma carta convite de uma familia americana, e realmente gostaria de comprar minha passagem de volta lá, por questões econômicas particulares.

    Isso seria visto com meus olhos pela imigração? Qual é o risco?

    Muito obrigado!

    Reply

  34. 3 de February de 2013 @ 23:52 Vivian

    Ola Thiago, seu site é incrivel, estou indo para os Estados Unidos pela terceira vez, em 2011 passei 6 meses, e em 2012 outros 6 meses, você acha que terei problemas com a imigração desta vez? agora estou indo para somente meu mês de ferias, nunca fiquei ilegal lá, mas estou preocupada com o que eles vão pensar dessas ultimas 2 visitas nos ultimos anos.

    Obrigada!

    Reply

  35. 3 de February de 2013 @ 20:33 marcelo

    Pretendo viajar 40 dias pela Europa. Entrar por Amsterdã e sair por Praga. Em dois paises vou alugar carro em uma cidade e devolver em outra bem distante. Não tenho reservas em hotéis porque posso dormir em camping ou no próprio carro quando for necessário. Melhor reservar hotéis?

    Reply

  36. 24 de January de 2013 @ 14:35 Tatiana

    Thiago, boa tarde!
    Estarei viajando para Europa (Lisboa) semana que vem com escala em Londres. Terei que passar pela imigração em Londres? Estou desesperada, minha carta convite não chegará a tempo. O que faço?
    Obrigada

    Reply

  37. 18 de January de 2013 @ 13:21 Marcos Biasoli

    Olá Thiago, vc sabe se na imigração dos EUA eles costumam exigir firma reconhecida na carta convite?
    Obrigado e parabéns pela inicitiva.

    Reply

    • 18 de January de 2013 @ 18:16 Thiago Khoury

      Olá Marcos, a priori, não. Essas normas não são documentadas, por isso é impossível dar uma resposta concreta.

      Reply

  38. 15 de January de 2013 @ 13:21 Lanna

    Olá Thiago. Estarei viajando aos EUA em breve e fiscarei hospedada da casa da minha tia, ela possui greencard e seu marido é cidadão americano. Sendo assim, preciso levar a carta convite só p/ garantir? E qual o melhor documento para provar que sou funcionária pública? Obrigada!

    Reply

    • 18 de January de 2013 @ 18:26 Thiago Khoury

      Olá Lanna, a carta-convite serve para provar hospedagem, como um comprovante de reserva de hotel. Na maioria das vezes ela não é pedida (tal qual os comprovantes de reserva de hospedagem em hotéis ou albergues). Qualquer documento que comprove o emprego, até mesmo um cartão de visitas. Boa viagem!

      Reply

  39. 13 de January de 2013 @ 17:45 Rosilene Ap. da Silva Firmino

    Olá, pretendo fazer uma viagem aos EUA com meus filhos, e gostaria de saber o que levar para provar que não pretendo ficar no país, pois sou do lar não possuo renda ou carteira assinada.

    Reply

    • 18 de January de 2013 @ 18:36 Thiago Khoury

      Olá Rosilene, a grande necessidade dos documentos de apoio são para o momento de pleitear o visto. Uma vez com o visto em mãos, para entrar no país nós teoricamente não precisaríamos de mais nada, mesmo assim muitos decidem viajar munidos das mesmas provas utilizadas no Consulado cá no Brasil – mas o mais importante é ter comprovantes de hospedagem e uma quantia de dinheiro que permita sua sobrevivência durante o período da viagem.

      Reply

  40. 8 de January de 2013 @ 16:11 Carolina Rios

    Olá! Vou com minha família para os Estados Unidos e vou permanecer 6 meses com o Visto de Turista/Negócios. Vou comprar as passagens de retorno para daqui a 6 meses e vamos alugar um apartamento com um contrato de 6 meses. Eu e meu marido vamos estudar (nada full time) e fazer contatos/ prospecção de negócios (temos uma escola de idiomas). Pretendo falar a verdade. Será que terei problemas na Imigração dizendo que pretendemos ficar os 6 meses e apresentando o contrato de leasing do apartamento? Desde já obrigada!

    Reply

    • 18 de January de 2013 @ 18:56 Thiago Khoury

      Sim Carolina, eu sugiro a verdade, sempre! Você não está fazendo nada de ilegal!

      Reply

  41. 14 de December de 2012 @ 17:43 Gabriel Biajio

    Olá Thiago…
    Estou indo para Londres semana que vem… mas tenho uma dúvida:
    Tenho dupla cidadania Italiana, e passaporte Vermelho e tals… e ouvi dizer que na imigração em Londres não devo em hipótese alguma deixar que os agentes vejam o meu passaporte brasileiro, senão já complica minha viagem.. isso é verdade? e existem outras coisas com as quais devo tomar cuidado na imigração mesmo sendo um cidadão europeu?

    Reply

    • 19 de December de 2012 @ 0:27 Thiago Khoury

      Olá Gabriel, você deve usar o passaporte europeu por facilitar a sua passagem, mas ter um passaporte brasileiro não é problema, se não a maior parte dos brasileiros não passariam pela imigração. Boa viagem!

      Reply

  42. 7 de December de 2012 @ 15:57 Francini

    Olá, Thiago! Estou pretendendo viajar para Newark em julho do próximo ano. Vou ficar na casa da minha tia que já é cidadã americana. Ainda assim é necessário que ela envie a carta-convite? Outra coisa, vou viajar com minha filha de 14 anos; as perguntas serão direcionadas a mim ou podem ser a ela também? A última, (rs) sou funcionária pública de MG, qual o documento que melhor comprova isso já que não possuo cartão de visita e caso precise? Obrigada e parabéns pelo site!

    Reply

  43. 4 de November de 2012 @ 19:17 Priscilla

    ola Thiago! vou viajar para Londres em Dezembro para encontrar uma amiga que estuda legalmente lá…vamos passar o final de ano juntas. Ficarei sete dias em Londres, depois vamos para Berlim passar o natal, voltamos dia 27 e em seguida já embarcamos para Edimburgo para passar o reveilon. Por fim, voltamos para Londres e fico mais uma semana. Tenho as reservas do hotel em Berlim e Edimburgo, mas em Londres eu aluguei um quarto na casa dessa minha amiga… eu tenho uma carta de confirmação de endereço em papel timbrado, assinado pelo diretor da empresa que me alugou, constando o pagamento e data de estadia por 27 dias. A pergunta é, caso tenha que mostrar as reservas do hotel e a carta de estadia em Londres para a imigração, teria problema ter reservado a casa pelo prazo total da viagem? pois não vou permanecer os 27 dias nesse endereço. Outra coisa se me perguntarem, digo que a minha amiga está lá e eu vou me encontrar com ela? estou com todos os documentos e passagem de volta certo. Desde já obrigada!

    Reply

  44. 30 de October de 2012 @ 17:57 Bernard Xavier

    Olá Thiago, parabéns pelo site. Acho importante compartilhar experiência, então lá vai a minha:
    2011 em setembro fui pra NYC e fiz entrevista em Houston (meu voo era Rio de Janeiro – Houston – Newark). A officer parecia mt séria e foi meio grossa com a pessoa antes de mim. Quando chegou minha vez, ela perguntou pq estava lá, quanto tempo e ia ficar onde… Nao sei se é pq fiquei nervoso, e comecei a falar em detalhes, onde ia ficar, na casa de uma amiga, q morava comigo em SP, etc etc… E ela falou: Vc vai amar NYC, é ótimo para comprar. Divirta-se…. Fiquei em estado de choque eheheheh…
    Outra experiência foi em Londres, que todos falam muito mal. O cara olhou pra mim, perguntou quanto tempo, disse somente 4 dias, pq eu ia pra ver 2 shows (Manchester and Newcastle) e voltaria. Ele falou ok, carimbou e me liberou. Ah sim, nenhum deles me pediram nada…. Acho que o bicho-papão não é tanto assim atualmente…. mas claro, estava com toda documentação, até com minha carteira de trabalho para mostrar onde trabalhava… rs… Mas quando fui para NYC, nao levei carta-convite. Acho que infelizmente varia mt conforme ele vê sua expressão (tranquilo, nervoso, etc).
    Mais uma vez, parabéns pelo site! Abraço!

    Reply

  45. 28 de October de 2012 @ 12:17 Alessandra

    Olá Thiago! Fantástico e muito esclarecedor seu site. Gostaria de tirar uma dúvida… vou para NY em março de 2013 com meu marido e filha de 09 anos (sendo que meu filho de 20 não irá). Sou funcionária pública do Tribunal de Justiça ha 21 anos e tenho casa própria e veículo. Contudo, meu marido é autonomo e não possui vinculos empregatícios. Eu e ele estivemos, em janeiro de 2012, em Paris, Londres e Espanha. Tenho as passagens ida/volta, voucher do hotel, seguro daúde, levarei meu comprovante do IR – no qual consta meu marido e minha filha como dependentes, extrato do cartão de crédito, um visa travel para mim e para ele – com mil dolares cada um – mais quinhentos dolares em espécie e uma declaração da escola de minha filha informamdo que ela esta matriculada. Minhas dúvidas; meu marido precisa levar mais alguma coisa? (Por exemplo, extratos bancários?) A imigração pode estranhar o fato de minha filha estar em período letivo e ir viajar? (Sao apenas 5 dias). Posso argumentar que ela fara dez anos e é seu presente, caso me perguntem? Com esse valor que levarei – lembrando que meus cartões de crédito tem um limite bem legal) falo que é turismo ou turismo/compras? Devo levar a escritura da minha casa? Ufa! Mais dúvidas que mulher grávida… Ah, tenho 41 anos e meu marido 39… Grata!!! ;)

    Reply

    • 29 de October de 2012 @ 9:16 Thiago Khoury

      Oi Alessandra, antes de tudo: relaxe, você não terá problema algum. É claro que você não precisa levar a escritura da casa. Esses documentos de apoio geralmente não são utilizados. A filha é sua e você viaja com ela quando quiser. Agentes de fronteira podem ser mal educados ou fazer perguntas estranhas (como “mas ela não deveria estar estudando?”), basta você dizer o que disse aqui, que são apenas 5 dias. Boa viagem!

      Reply

  46. 21 de October de 2012 @ 14:34 Adriana

    Olá Thiago, tudo bem? Muito legal o seu site e a sua iniciativa em ajudar aos viajantes de primeira viagem. Gostaria de tirar uma dúvida:
    Vou com um amigo para Londres em dezembro e volto no início de janeiro ( ficarei 15 dias). Tenho passaporte recente (tirei agora em outubro), passagem de ida e volta,seguro, comprovante do hotel em que vamos ficar hospedados e cartão de crédito, vou fazer um VTM pelo Itaú e levar dinheiro comigo. Sou professora e estarei de férias, mesmo assim pedirei na Secretaria que façam uma carta em inglês em papel timbrado da escola, dizendo que sou funcionária pública, que tenho vínculo empregatício e que estou em período de férias, tudo assinado e carimbado e levarei os 3 últimos contracheques. Você acha que preciso de mais algum documento para passar pela imigração? Ah,quanto ao dinheiro, qual é mínimo que eu devo apresentar caso a imigração pergunte? Desde já agradeço.Obrigada.

    Reply

    • 23 de October de 2012 @ 13:13 Thiago Khoury

      Olá Adriana, é provável que você não tenha que mostrar nada disso, mas, se for fácil consegui-los e isso te der segurança, vale levá-los. Não precisa de mais nada.

      Reply

      • 24 de October de 2012 @ 21:45 Adriana

        Obrigada Thiago. Curto muito seu site.

        Reply

  47. 7 de October de 2012 @ 16:35 Rafaela

    Olá Thiago,td bem?
    Estou indo para a Europa pela primeira vez e sozinha,estou muito ansiosa!Mas então, irei pra Munique com conexão em Amsterdã.Farei a imigração só em Amsterdã ou na Alemanha também? Outra coisa, irei ficar na casa do meu namorado,que também é brasileiro,mas está morando lá.Ele pode me enviar a carta convite ou é só para pessoas naturalizadas? Temos reservas em hotéis nas cidades que vamos visitar,porem estão no nome dele,eu posso utiliza-las ou devem estar no meu nome?
    Aguardo retorno ;]

    Reply

    • 8 de October de 2012 @ 10:02 Thiago Khoury

      Olá Rafaella, você fara imigração apenas em Amsterdã, depois segue em um voo “doméstico” para Munique. Sim, ele pode enviar carta-convite. Quanto as reservas, você pode levá-las em nome dele e, caso necessário, se justificar na imigração. ;)

      Reply

  48. 3 de October de 2012 @ 21:05 Fernanda

    Ola Thiago,
    Meu marido esta em missao de paz no haiti,ele tem duas feria de dez dias cada num periodo de seis meses(o tempo de duraçao da missao)
    nessas ferias ele vem pro brasil,encontrar a familia,dessa vez eu que estou indo pra la pra encontra-lo em miame,fazer umas compras,tirar fotos e uma lua de mel relampago,pq vou dia 26 e volto dia 30.no visto meu cabelo estava curto e preto,so que agora eu deixei ele curtissimo e loiro branco,eu achei que fiquei gatissima,rsrsrs,mais meu marido ta falando que vao implicar comigo,e eu vou acabar nao entrando no país,e ai o que vc acha?ah e eu nao falo uma palavra em ingles,e estarei indo sozinha,minha primeira viagem de aviao.
    Aguardo um retorno.

    Reply

    • 4 de October de 2012 @ 9:18 Thiago Khoury

      Ei Fernanda, também acho que você deve estar gatíssima! Mulheres mudam muito durante a validade do visto, isso é normal, todos estão acostumados.

      Reply

  49. 3 de October de 2012 @ 13:39 Tyrone

    Cara, tinha lido isso antes da minha viagem aos EUA, e fiquei meio receoso, fui num voo direto, Natal-Miami, “Charter”, com +- 250 amigos, fui um dos últimos a passar pela integração, o agente de imigração que me “abordou” foi super legal, quando cheguei perguntou se eu falava inglês, respondi que sim, perguntou de onde eu era, eu disse Brasil, aí perguntou se a bandeira que eu estava nas costas era do Internacional, eu disse não, é do América de Natal, ai ele disse “Oh, America? I like this team” e desejou boa viagem e me deixou seguir. Minha conversa com ele não levou mais de dois minutos, só tive que colocar as digitais e tirar a foto e tudo OK.

    Reply

  50. 17 de September de 2012 @ 11:17 Bruno

    Olá!
    Tenho muitas dúvidas em relação a escalas realizadas em voos para os Estados Unidos.
    Vou pra SFO com escala em NY, farei a imigração em NY, certo? as malas não trocariam automaticamente de avião? eu vou ter que pegar as malas e fazer check-in outra vez? to com receio de 2hrs e meia de escala não serem suficientes.

    Reply

  51. 5 de September de 2012 @ 10:13 Igor

    Oi Thiago, maneiro seus posts. Deixa te perguntar uma coisa, eu em 2006 tive um visto negado para os estados unidos na embaixada em SP, em 1996 tive um visto emitido por 10 anos, (valido ate 2006) so que viajei a Buenos Aires e fui assaltado e me roubaram meu passaporte e outros pertences, imediatamente comuniquei a embaixada em dos USA em SP que havia sido roubado meu passaporte com visto, inclusive tenho copia desse documento ate hoje, como nao iria viajar logo em seguida, nao fui tirar o visto novamente, ai em 2006 quando eu fui tentar me foi negado, foram extremamente grosseiros comigos, inclusive a atendente do consulado disse que eu nunca tinha tido um visto, olha a loucura, e aquela coisa, vc nao tem nem tempo pra argumentar nada. Em 2007 tirei minha cidadania Italiana e agora possuo passaporte italino, ja viajei muitos lugares com ele e sempre sou bem recebido, inclusive entrei no site do ESTA para emitir a autorizacao de viagem para os Estados UNIDOS (para paises participantes do visa waiver como a italia) e me foi concedida, eles perguntam se eu ja tive um visto negado, informei que sim, mesmo assim a autorizacao de viagem veio positiva. Voce acha que eu posso ter algum problema ao chegar lá ? Mesmo meu passaporte italiano tendo muitos carimbos de viagem ???

    Reply

    • 5 de September de 2012 @ 12:01 Thiago Khoury

      Olá Igor, infelizmente é impossível ter certeza, mas espere uma passagem pela imigração muito menos arbitrária do que a passagem pelo Consulado. Se o ESTA foi emitido com sucesso você está completamente assegurado, para a deportação é necessário um motivo real, diferente dos motivos arbitrários da concessão de visto.

      Reply

  52. 5 de September de 2012 @ 0:14 Marcos

    Olá Thiago, o post é muito bom, bastante esclarecedor! Tenho uma viagem para Europa marcada para os próximos dias, e estou reservando os hotéis nos países que pretendo ir, mas não estou fazendo o pagamento antecipadamente aqui no Brasil, porque se eu fizer isso, eles não devolverão os valores caso eu queira cancelar, só estou deixando o número do cartão de crédito como garantia, isso poderia ser um problema na hora da imigração? Ou somente o comprovante de reserva, mesmo que ainda não esteja pago é suficiente se apresentado com os extratos de cartão de crédito, cartões pré pagos com os valores suficientes para o pagamento das reservas? Obrigado

    Reply

    • 5 de September de 2012 @ 11:57 Thiago Khoury

      Olá Marcos, apenas o comprovante de reserva é necessário ;)

      Reply

  53. 1 de September de 2012 @ 12:16 Luiz Flavio

    Olá! Estou viajando para Londres em 20.12.2012. Porém, as aulas do curso da escola de inglês, no qual estou matriculado, só começam a partir do dia 07.01.2013, terminando quatro semanas depois, em 05.02.2013. Pretendo retornar ao Brasil no dia 08 de fevereiro do mesmo ano.

    Meu propósito em chegar com duas semanas de antecedência é o melhor vivenciar a língua inglesa, fazer turismo, conhecer melhor a cidade e outros pontos do país, uma vez que, quando o curso iniciar, estarei focado no estudo.

    Será se há alguma problema com a imigração em chegar com duas semanas de antecedência ao inicio do curso?

    Vale esclarecer que que paguei para ficar em casa de família apenas para duas primeiras semanas (vou estender, se for o caso, quando estiver lá), tenho os tickets de ida e volta da passagem de avião, levarei 3.000 libras, cartão de crédito e documento do trabalho (Tribunal de Justiça)atestado meu período de férias e o documento de matrícula na escola, com inicio das aulas no dia 07.01.2013.

    Obrigado, desde já, pela atenção!

    Reply

    • 3 de September de 2012 @ 10:59 Thiago Khoury

      Olá Luiz, não tem problema nenhum chegar com antecedência, é super natural as pessoas quererem aproveitar Londres um pouco mais! ;)

      Reply

  54. 27 de August de 2012 @ 11:30 Luciana

    Olá! Vou viajar para a Alemanha em setembro a carta convite foi enviada dia 16/08 e ainda nao chegou ao Brasil (que absurdo) se a carta nao chegar a tempo ela pode ser escrita a mao, assina e escaneada? quando é escaneada precisa de alguma documentacao de quem ta enviando? tipo passaporte ou identidade? Estou apreensiva com a nao chegada dessa carta convite até o dia 20/09.

    Reply

    • 30 de August de 2012 @ 16:58 Thiago Khoury

      Olá Luciana, o ideal é recebê-la pelo Correio, mas eu não deixaria de viajar com um “scan” da carta, não custa levá-la.

      Reply

  55. 9 de August de 2012 @ 13:02 Ana

    Olá Thiago, primeiramente parabéns pelo post! Bom, eu tenho uma dúvida, pretendo ir com meu namorado p/ os EUA até o mês que vem. Ele não está trabalhando desde este mês passado, porém, é universitário. O pai dele tem firma registrada, seria cabível fazer uma declaração como se ele estivesse trabalhando com o pai? Pra evitar que eles desconfiem, pelo fato de não estar empregado.
    Aguardo seu retorno.

    Reply

    • 16 de August de 2012 @ 17:14 Thiago Khoury

      Olá Ana, geralmente eles não pedem esses documentos para verificação durante a imigração. De qualquer forma, dizer a verdade é a única coisa que eu indico. Ser universitário e ter a viagem custeada pelos pais é muito normal e possível.

      Reply

  56. 8 de August de 2012 @ 10:58 Maruzia

    Oi Thiago! Me tira a seguinte dúvida: meu namorado irá morar na Holanda por 1 ano (intercâmbio programa Ciências sem Fronteiras). Ele tá com o visto mas ainda não conseguiu alugar um quarto lá. Ele deverá ficar na casa de uma prima até conseguir alugar um local para ele. Pergunta: ele precisa de alguma carta-convite dessa prima comprovando onde ele irá ficar até o aluguel?
    Obrigada!!

    Reply

    • 16 de August de 2012 @ 17:16 Thiago Khoury

      Ei Maruzia, sim, é o mais indicado. A carta-convite funciona da mesma forma que o comprovante de hospedagem funcionaria, provar que existe um alugar planejado para hospedagem.

      Reply

  57. 5 de August de 2012 @ 21:46 João Junio

    Olá, muito informativo o post. Eu tenho uma dúvida que é a seguinte.
    Vou para os EUA somente para um aniversário de uma prima, vou dia 14 e volto dia 20. Gostaria de saber como posso citar isso, e se minha mãe estando nos EUA complica alguma coisa. OBS: Ela também está somente para o aniversário, porém foi alguns dias antes. Outra observação é vou ficar na casa de uma tia minha, devo citar isso também? Obrigado e parabéns pelo site

    Reply

    • 16 de August de 2012 @ 17:25 Thiago Khoury

      Olá João, claro, cite tudo sem problema algum!

      Reply

  58. 30 de July de 2012 @ 0:10 Gilberto

    Olá Thiago
    Estou indo em família para Orlando (03 pessoas) e ficaremos em um apto de um amigo que mora no Brasil mas tem apto lá. Além do endereço temos que levar algum comprovante do imóvel para apresentar à imigração?
    Parabéns pelo site e muito obrigado.

    Reply

    • 31 de July de 2012 @ 17:03 Thiago Khoury

      Olá Gilberto, você não precisa de outros documentos, apenas o endereço.

      Reply

  59. 17 de July de 2012 @ 1:55 Michele

    Olá Thiago.
    Eu e meu marido estamos indo agora dia 04 de agosto de 2012 para Miami com a intenção de ficar 03 meses passeando e tb fazendo curso de inglês (aqueles de 15 horas semanais que não exigem o visto de estudante). Já me disseram que se eu falar na imigração que vou fazer curso de inglês (mesmo esse q não exige visto de estudante) eles podem me mandar de volta por eu não ter visto de estudante. Sempre pensamos em falar a verdade: vamos fazer o curso por 2 meses (já levar o comprovante de matrícula na escola e tb de onde iremos ficar hospedados) e 1 mês passeando (inclusive já temos reserva de hotel em Orlando para daqui 2 meses). A pergunta é: na imigração devo falar que vou fazer esse curso ou não, falo que é só turismo? Obrigada desde já.
    Michele

    Reply

    • 2 de August de 2012 @ 13:42 Thiago Khoury

      Olá Michele! Bem, eu sempre instruo as pessoas a dizerem a verdade. Existe um número de horas semanais de estudo nos EUA que para elas não é necessário visto de estudante, mas isso realmente pode te trazer problemas na imigração – não necessariamente ser deportada, mas ao menos alguma dor de cabeça. Existe uma carta emitida pelas instituições de ensino explicando a situação para agentes de fronteira, você recebeu a sua? Se não, peça. De qualquer forma, como você não é caracterizada como estudante pelo governo, você continua sendo turista e por isso também pode dizer que está indo fazer “turismo”, o que não deixa de ser verdade.

      Reply

    • 21 de July de 2014 @ 23:33 Ana Carolina

      Olá Michele, estou EXATAMENTE na mesma situação que você e exatamente para o mesmo lugar. rs Você poderia me dizer como foi sua experiência? Você falou para eles sobre o seu curso ou disse que iria apenas para turismo? Estou muito ansiosa e nervosa também, seria muito legal saber de alguem que ja passou pela mesma situacao. obrigada

      Reply

  60. 10 de July de 2012 @ 0:56 Marlene

    vou para roma e tenho conexçao em lisboa quero saber se tenho que passar por a duas imigraçao ou di lisboa vale para toda europa?

    Reply

    • 10 de July de 2012 @ 14:16 Thiago Khoury

      Olá Marlene, você faz imigração apenas uma vez no Espaço Schengen, depois disso os outros países são considerados “voos internos”.

      Reply

  61. 30 de June de 2012 @ 9:57 Solange Guimarães

    Irei para os Estados Unidos com minha irmã e meu sobrinho, iremos passar 20 dias e estamos cada um com USD 900,00 em espécie, porém estou levando cartão de crédito internacional cujo limite é suficiente para cobrir todas as nossas despesas, como posso comprovar isso? devo levar um extrato do cartão de crédito? a minha irmã e o meu sobrinho que são adultos maiores de 22 anos tem que comprovar que tem mais do que os USD 900,00, ou apenas com o meu cartão de crédito resolve já que pretendemos passar juntos na imigração, pois apenas o meu sobrinho fala um pouco de inglês.
    Desde já agradeço pela oportunidade deste site maravilhosos que tira todas as nossas dúvidas e nos deixa viajar com mais segurança.

    Reply

    • 2 de July de 2012 @ 14:44 Thiago Khoury

      Olá Solange. O ideal é provar que cada um tem como se sustentar durante a viagem, mas você pode dizer que que o seu cartão é o suficiente para custear qualquer necessidade extra. Sim, vale levar um extrato do cartão.

      Reply

  62. 28 de June de 2012 @ 19:49 Solange Guimarães

    Estou indo para os Estados Unidos no dia 08 de julho daqui a dez dias, a minha preocupação é com a imigração, estou indo com meu sobrinho e minha irmã, e apenas o meu sobrinho fala um pouco de inglês, eu e minha irmão não falamos nada, será que podemos passar juntos na imigração, porque se não deixarem não sei o que vai acontecer, pois nem eu nem minha irmã falamos nada em inglês.
    Agradeço se puderem me responder.

    Reply

    • 28 de June de 2012 @ 20:42 Thiago Khoury

      Sim Solange, família pode passar junta sem problemas!

      Reply

  63. 24 de May de 2012 @ 11:39 Fernando

    Olá!
    Estive em NY em abril de 2011 e retornei para Orlando em Maio de 2012. Nos duas vezes fui encaminhado para salinha da imigração e me deram um chá de cadeira de 2h. Até onde eu fiquei sabendo, foi por motivo do meu sobrenome “Silva”.
    Gostaria de saber onde poderei registrar uma reclamação sobre a Imigração. Uma vez que fui para NY e voltei na data informada sem causar nenhum problema, pq me barraram novamente sendo que tinha histórico de entrada e saída? Realmente desta vez fiquei muito aborrecido. Como já era tarde, os guardas já estavam querendo ir embora, mas estavam aguardando um ligação de Miami. Realmente não entendi.

    Reply

    • 24 de May de 2012 @ 11:43 Thiago Khoury

      Olá Fernando! Sinto informar, mas não existe nenhum tipo de “atendimento ao consumidor”: a gente tem é que se conformar, infelizmente! Problemas com homônimos estão cada vez mais frequentes nos EUA.

      Reply

  64. 30 de April de 2012 @ 17:54 Ney

    Prezado, eu e meu amigo vamos aos EUA para comprar um equipamento que custa algo em torno de 30 mil dolares. o que devo falar a imigracao ao chegar la? posso dizer que vamos comprar um equipamento? da ultima vez que fomos, falamos que fomos a turismo e nos deu muita dor de cabeca passar pelos caras.

    Reply

    • 7 de May de 2012 @ 8:36 Thiago Khoury

      Olá Ney. Você não deixa de estar indo a turismo. Você não precisa dizer que está indo comprar um equipamento de 30 mil dólares, pode dizer apenas que está indo fazer compras. Boa viagem!

      Reply

  65. 20 de April de 2012 @ 13:09 Thiago Khoury

    Olá Otavio, ajudo! A carta-convite não é uma obrigação, é apenas mais uma coisa que você pode usar como prova de hospedagem – caso eles peçam. Ninguém é barrado por visitar a irmã, principalmente se ela é residente legal e possui greencard.

    Reply

  66. 9 de April de 2012 @ 17:17 Fernanda

    Oi Thiago,
    Estou com uma dúvida. Em julho/2000 fui para os USA com visto de Turista e acabei ficando por lá até Marco/2001, ou seja, extrapolei em dois meses o prazo permitido. No ano passado como meu visto havia expirado tirei um novo visto tranquilamente e estou com um novo passaporte também. Estou com 32 anos, casada meu marido é médico, tenho emprego estável no Brasil. Tenho passaporte carimbado de que passei na Europa (londres, Paris) e neste final de semana (15/04) estaremos indo para NY por uma semana a passeio e de NY para Paris. Já estamos com passagens compradas de NY p/ Paris e hotel tudo certinho. Estou com medo de ser barrada na imigração do Newark por ter extrapolado esse tempo permitido de 02 meses. Qual sua opiniao…devo ficar tranquila por ter todos os documentos que comprovem que a minha estada será por somente uma semana?

    Reply

  67. 1 de April de 2012 @ 22:47 João

    Boa Noite, Thiago.

    Estarei viajando com minha esposa e minha filha de 12 anos para passarmos 10 dias em Nova Iorque, fazendo conexão em Miami. Faremos turismo e compras. Levarei dinheiro em espécie, cartão pré-pago de viagem e meu cartão de crédito. Quanto você acha que devo levar em espécie e no cartão de viagem para que, diante da imigração, não pareça demais ou de menos em relação ao número de dias?

    PARABÉNS PELO SITE.

    Grato pela atenção.

    Reply

    • 7 de April de 2012 @ 23:54 Thiago Khoury

      Olá João, não existe dinheiro de mais: cada um pode andar com, até, o equivalente a 10 mil na moeda local. Você precisa ter a quantidade que justifica a sua passagem por lá. Se for apenas turismo, um mínimo de U$ 50 por dia por pessoa. Se você for fazer compras, dizer que cada um tem o equivalente a U$ 50 por dia é pouco, deve ser proporcional ao propósito da viagem.

      Reply

  68. 13 de January de 2012 @ 22:37 Leo

    Olá Thiago, como vai?
    Muito boas suas dicas de viagem.

    Eu estou indo pra Orlando com a minha tia e a minha avó. Vamos ficar na casa da minha outra tia que é cidadã.
    Nós podemos passar juntos pela entrevista da imigração né?
    Todos nós estamos com vistos e passaportes OK.

    Um grande abraço.
    Parabéns

    Reply

  69. 12 de January de 2012 @ 13:00 Sandra Santos

    Olá Thiago, estarei viajando para Itália por 10 dias e bancarei a viagem de minha irmã que irá me acompanhando. Ela é dona de casa, solteira e tem 45 anos. Poderemos ter problemas na imigração se vamos viajar através de uma agencia de viagem já com as reservas de hotel, passagens de ida e volta e dinheiro suficiente para cobrir nossas despesas pelos dias que estaremos lá?

    Reply

  70. 17 de December de 2011 @ 20:33 Ricardo

    Thiago, gostaria de saber em relação a animais, vou em fevereiro para Orlando e meu filho quer levar os dois cachorrinhos dele, existe algum empecilho em relação aos agentes de imigração, vou ficar 22 dias.
    Abraço
    Ricardo

    Reply

  71. 11 de November de 2011 @ 14:40 Chel

    Olá Thiago!

    Estou indo para a Europa em dezembro! Entrarei pro Paris e viajarei por vários lugares. Tenho um irmão que está morando em Lyon em uma residencia estudantil. Oficialmente, ele não pode receber ninguém lá, entretanto, isso á prática comum entre os estudantes. Ficarei alguns dias lá e outros viajando por outros lugares com reservas em hostels. A minha pergunta é: devo dizer que ficarei na residencia do meu irmão sem entrar em maiores detalhes ou faço uma reserva e cancelo assim que chegar lá ou digo que vou ficar em um hostel, mas que não reservei pq só vou ver quando chegar lá?

    Muito obrigada pela atenção!

    Reply

  72. 31 de October de 2011 @ 2:29 Bruno Avelar

    Ola,

    Tenho algumas duvidas sobre a imigracao em Miami, vou com meu namorado em janeiro de 2012 devo falar que somos amigos ou namorados? (Por possivel preconceito do agente)?

    Outra duvida e, vamos ficar 27 dias em Miami e Orlando, mais so temos reservas feitas por 3 dias nao sabermos que dia vamos para Orlando, isso sera problema?

    Outra duvida e ultima rsrsrs… Nao falamos ingles muito bem quase nada, ja fui para Miami em 2009 e fiquei 26 dias, mais meu namorado nao, sera que eu posso ser barrado. pois quando fui, fui sozinho tinha 20 anos e abriram minha mala e tudo mais, mais entrei normal depois de tudo. Oque vc acha.

    Desde ja obrigado.

    Reply

    • 31 de October de 2011 @ 8:49 Thiago Khoury

      Olá Bruno. Já pensei sobre isso, mas acho que você não tem muito com o que se preocupar não. Quando ele pergurtar sobre a relação de vocês, diga que são “partners”. Eu acho que isso vai acabar é te trazendo benefícios, rs. Conta depois como que foi. Sobre apenas os três dias, diga onde vai se hospedar, não precisa falar por quanto tempo.

      Reply

    • 16 de April de 2012 @ 13:36 Romario

      Quando vc foi com 20 anos quais perguntas le fizeram bruno?
      estou indo tenho 22 anos
      se de me add romario_almeida@hotmail.com
      facebook https://www.facebook.com/romarioalmeida10
      abraço se puder me ajudar agradeço.

      Reply

  73. 13 de October de 2011 @ 19:49 Fernanda

    Olá,
    Gostaria de um esclarecimento: meu passaporte está com meu nome antigo, do primeiro casamento e a passagem com o meu nome atual. Tem algum problema? Se eu levar as certidões que comprovam a mudança de nome está ok?

    Obrigada!

    Reply

  74. 31 de August de 2011 @ 17:01 Rosilaine Cristina

    Olá!
    Eu já estou pronta para a viagem aos EUA, porém fui ” conviada” a comparecer a um posto de conciliação de dividas pelo tribunal de justiça é apenas divida de cheque, mas estarei viajando. Há a possibilidade de negarem minha entrada por isso? ainda não é um processo, é apenas uma tentativa de acordo. Eles fazem algum tipo de consulta sobre isso?

    Reply

  75. 30 de August de 2011 @ 16:15 Amanda Soares

    Thiago, boa tarde!

    Tenho três perguntas a fazer:

    Vou para Londres no final de Setembro, existe algum formulário que terei que preencher no avião???

    Já no final de Outubro eu vou para Paris pela Eurostar, vou passar pela imigração novamente? Terei outro formulário para preencher?

    E o que devo saber sobre as alfândegas?

    Muito obrigada!!!

    Reply

    • 30 de August de 2011 @ 18:03 Thiago Khoury

      Olá Amanda, se você não possui passaporte europeu/suíço você precisa prencher um formulário de imigração. Sim, você passa pela imigração mais uma vez, mas sem formulário.

      Reply

  76. 29 de August de 2011 @ 17:27 Marcela

    Olá, Boa Tarde!

    Tenho passaporte e cidadania europeia, mas ja tive o meu visto dos EUA negado e no momento de preencher o formulario ESTA me informaram para que eu nao colocasse que ja tive o visto negado, assim o minha autorizacao foi aprovada. Sera que terei algum problema no momento da chegada nos EUA (imigracao)?

    Att
    Marcela

    Reply

    • 29 de August de 2011 @ 18:24 Thiago Khoury

      Marcela, existe a possibilidade dos agentes perguntarem o motivo de você ter mentido.

      Reply

  77. 16 de August de 2011 @ 0:28 Vanessa

    Olá, pretendo viajar por alguns países da Europa, farei entrevista em todos eles?

    Obrigada.

    Reply

    • 16 de August de 2011 @ 0:31 Thiago Khoury

      Não Vanessa, nos países Espaço de Schengen apenas no que você desembarcar vindo do Brasil.

      Reply

  78. 9 de August de 2011 @ 19:58 Amanda

    Olá Thiago! Achei muito legal o seu site, parabéns!
    Irei comprar passagens para Londres, porém a maioria dos voos possuem escala e em geral o tempo de permanência no aeroporto é de 1h.

    Estou com receio de não dar tempo, e acabar perdendo o voo. É comum escalas com este curto tempo?

    Quando faço escala preciso passar pela imigração? A escala seria em Frankfurt ou Madrid ou Barcelona.

    Grata, Amanda.

    Reply

    • 11 de August de 2011 @ 10:06 Natalia C.

      Olá Amanda, acho que posso te ajudar. Quando você faz uma ESCALA num determinado aeroporto você não vai sair da aeronave, esse tempo de 1 hora é só o tempo que os passageiros com destino a esta cidade irão descer, outros irão subir, muitas vezes acontece abastecimento de combustível, essas coisas… Você só descer do avião pra ‘pegar’ outro quando você faz uma CONEXÃO, aí sim acontece troca de aeronaves. Espero ter ajudado.

      Reply

  79. 15 de July de 2011 @ 3:50 Verônica Tavaniello

    Oi Thiago!

    Tenho uma dúvida!!! Se puderes me ajudar, te agradeço!

    Estarei indo pra Vancouver em Agosto para visitar meu irmão que está morando lá para estudar. Tenho passaporte europeu (italiano) e pretendo ficar hospedada na casa do meu irmão. Já comprei as passagens de ida e volta. A questão é a seguinte:

    Tenho receio de que, por ter passaporte europeu e não ter vouchers que comprovem o local de hospedagem, não permitam a minha entrada! Você tem idéia de que documentos eu poderia levar junto pra provar que meu interesse não é morar lá e que não estou mentindo em relação a hospedagem na casa do meu irmão???

    Complicado isso ne? hehe Pensei em pedir pra ele escanear o visto dele e o passaporte e me mandar pra eu levar impresso juntamente com uma carta convite, contendo o endereço e tudo mais. Será????

    QUE DOR DE CABEÇA ISSO!!!

    Reply

    • 9 de August de 2011 @ 2:31 Thiago Alves

      Seria interessante pois irei viajar pra irlanda onde minha familia inteira vive legalmente estou levando uma carta convite e a copia colorida do visto do meu pai que tambem tem passaporte vermelho.

      Reply

  80. 8 de July de 2011 @ 1:59 Sylvia

    Thiago, meu filho tem 19 anos e vai para Londres sozinho a semana que vem. Vai passar 10 dias. Esta prestando vestibular, ou seja, nao possui comprovacao de ser estudante – nao esta na escola e nem na faculdade, nao trabalha. Vai com hotel reservado, passagem de volta e dinheiro. Ja estou imaginando o sufoco que vai ser para passar pela imigracao!!! Ajudaria se ele levasse uma carta de trabalho? Alguma coisa poderia facilitar a entrada dele? Abs Sylvia

    Reply

    • 8 de July de 2011 @ 13:06 Thiago Khoury

      Olá Sylvia! Se ele está com tudo isso ele está muito bem e, se ele não trabalha, não tem como ele levar uma carta de trabalho.

      Reply

  81. 9 de June de 2011 @ 10:23 Brunno

    Oi Thiago,

    Estou indo no final desse mês para Chicago com minha esposa. Eu vou ficar apenas 15 dias e ela vai ficar na casa de amigos em lafayette por 3 meses para estudar inglês. Ela não pode dizer na imigração que irá estudar inglês, pois precisaria do visto de estudante. Será que o mais prudente seria comprar as duas passagens com retorno para 15 dias e depois que entrarmos nos EUA alterar a dela para os 90 dias de acordo com o tempo de permanência que eles derem na entrada ?

    Sds

    Reply

    • 9 de June de 2011 @ 11:59 Thiago Khoury

      Olá Brunno! Eu acho que ela deveria viajar com visto de estudante.

      Reply

  82. 31 de May de 2011 @ 17:02 Chris

    Oi Thiago,
    Gostei muito do seu post…
    Bom, Viajo para a italia daqui a uns dias. Vou encontrar o meu namorado que está lá em um congresso. Vamos para a Veneza/florença e roma e passo um dia sozinha em Verona.
    Bom eis a dúvida: Os hoteis foram todos reservados no nome dele e eu vou viajar sozinha. Será que se eu levar os comprovantes de reserva no nome dele vai dar m*?ou devo pedir uma carta para que os hoteis uncluam o meu nome?

    Obrigada desde já.
    Estou meio desesperada.
    Abçs

    Reply

    • 31 de May de 2011 @ 17:11 Thiago Khoury

      Não Chris, tenha as reservas dele com você, já é o suficiente.

      Reply

  83. 26 de April de 2011 @ 17:17 Flavio

    Thiago, boa tarde !
    Venho sanar uma dúvida, recentemente acabei de tirar o visto americano.
    Ocorre que no procedimento de obtenção de visto informei que iria viajar para Orlando em Outubo de 2011, e coloquei os dados de um Hotel qualquer.
    No entanto, não tenho mais interesse de ir a Orlando em Outubro e sim para Miami em data diversa agora.
    Minha dúvida, terei problemas na Imigração em colocar o meu destino como Miami e não Orlando ? Eles fazem o cruzamento destas informações ? Se eu viajar em data diferente a de Outubro, terei problema ? Se tiver problemas, alguma dica…
    Fico muito grato pela gentileza !

    Cordialmente
    Flavio

    Reply

    • 27 de April de 2011 @ 9:50 Thiago Khoury

      Olá Flavio, o que você disse na entrevista não tem nenhuma ligação com o que você diz na fronteira. Boa viagem!

      Reply

  84. 24 de April de 2011 @ 21:20 Déia Abreu

    Olá Thiago!

    Em 2010 fui para o EUA com visto de turista e me concederam 6 meses de permanência, mas nestes seis meses me inscrevi numa escola de inglês e 1 mês antes de acabar minha permanência solicitei o visto de estudante e foi aprovado meu visto até 20 de fevereiro de 2011, porém voltei para o Brasil 20 dias antes de acabar meu visto, mas fiz tudo legalmente, cancelei o meu I20 na escola e voltei.
    Mas agora estou querendo voltar pra NY pra ficar 15 dias de férias com meu sobrinho, não estou trabalhando atualmente, mas sou Comissária de Bordo e professora de Educação Físca. Lembrando que assim que voltei do EUA passei 15 dias na Europa.
    Eles poderião me questionar o tempo que fiquei lá e o tempo que estou aqui no BRasil? Porque tem apenas 3 meses que voltei para o Brasil.
    Me ajuda, porque quero viajar está semana.
    Desde já agradeço qualquer informação.

    Quais as dificuldades que poderia enfrentar na imigração???

    Reply

    • 25 de April de 2011 @ 16:58 Thiago Khoury

      Olá Déia, se você ficou o tempo permitido da primeira vez não vejo problema nenhum, você pode viajar quantas vezes quiser no espaço de tempo que for!

      Reply

      • 26 de April de 2011 @ 13:17 Déia Abreu

        Valeu Thiago pela informação.
        Tenho uma outra dúvida que talvez você posso me ajudar.
        Caso eu viaje e eles não me deixem entrar no país, posso perder meu visto por isso?
        Lembrando que não tive nenhum problema lá e não fiquei ilegal.
        Outra pergunta, você acha que eles podem me questionar quanto ao tempo que eu fiquei lá?
        O que responder pra eles sobre o meu retorno em apenas 3 meses?

        Desde já agradeço novamente a atençao.

        Reply

        • 26 de April de 2011 @ 13:19 Thiago Khoury

          Você só perde seu visto por algo muito sério Déia. Eles não estão preocupados com quantas vezes vocês volta lá, tem gente que vai para os EUA toda semana.

          Reply

          • 26 de April de 2011 @ 14:47 Déia Abreu

            Obrigado mais uma vez Thiago.

    • 19 de September de 2012 @ 23:53 Viviani

      Oi Deia, estou na mesma situação, acabei de voltar dos EUA após 6 meses e quero retornar daqui a 3 meses, você conseguiu entrar sem problemas?
      Obrigada

      Reply

  85. 23 de April de 2011 @ 16:32 Claudia Raupp

    Ola Thiago,

    A minha irmã me ligou pela manha dizendo que ao chegar em miami a imigração negou a entrada dela, eu estou sem noticias e muito preocupada…o que posso fazer para ter noticias?

    Reply

    • 24 de April de 2011 @ 1:38 Thiago Khoury

      Olá Claudia, se sua irmã teve a entrada negada ela provavelmente volta para o país no próximo voo com assento disponível. Para qualquer problema, entre em contato com o consulado brasileiro em Miami http://www.brazilmiami.org/

      Reply

  86. 12 de April de 2011 @ 9:35 Thiago

    Caro Thiago….

    Em 2008 estava fazendo uma viagem pela Europa e fui “barrado” pela imigração inglesa, sendo convidado a não permanecer no pais, e voltei para França, pais de origem da viagem. No passaporte tem uma cruz no carimbo ingles, sinalizando que não houve a entrada no pais. Pretendo esse mês ainda tirar o visto para os EUA só que tenho receio do visto ser negado por conta desse de Londres… O que você sugere ou acha sobre isso…

    Reply

    • 12 de April de 2011 @ 10:21 Thiago Khoury

      Thiago, isso não deveria te trazer problema algum. Hoje, mais de 95% dos vistos americanos são concedidos.

      Reply

  87. 4 de April de 2011 @ 22:21 Alexandre

    Caro Thiago,

    Vou para Europa com minha esposa e mais uma amiga nossa. Entraremos por Madrid. Você sabe se podemos fazer a imigração os três juntos ou tenho de fazer com minha esposa e a amiga faz separado. Nosso receio é que ela não fala nada de inglês ou espanhol…

    Valeu,

    Reply

    • 4 de April de 2011 @ 23:13 Thiago Khoury

      Grande Alexandre, eu costumo viajar com grupos de 40, 50 meninos desacompanhados e te digo: não tente incluir pessoas.

      Reply

  88. 30 de March de 2011 @ 9:21 Jonatas

    Olá , preciso saber se tem algum problema ir para outro lugar dos estados unidos , a nao ser oque eu ja coloquei no formulario do consulado? ja peguei o visto, porem : eu avia colocado que iria para california e vou para california , mas antes disso eu gostaria de visitar nova york que tambem tenho onde ficar na casa de um amigo , enfim , será que podem me barrar por conta disso ? só porque nao estou indo primeiro para onde eu avia doto antes ? abraços e obrigado mesmo pela atenção .

    Reply

    • 30 de March de 2011 @ 10:52 Thiago Khoury

      Jonatas, não se preocupe com isso, com visto você viaja para onde quiser quando quiser.

      Reply

  89. 23 de March de 2011 @ 23:18 Luiz Fernando

    Tudo blz Thiago? Show de bola o site !

    Vou pra Las Vegas e Los Angeles no mês que vem com minha esposa, ficaremos 15 dias, hotel reservado, etc…Estou seguindo a sugestão de amigos que moraram lá e estou levando 2 malas (1 dentro da outra), praticamente vazias. Cláro, vou aproveitar para renovar uma parte do guarda roupa.
    Pergunta: Você acha que isso pode ser um motivo para pegarem no meu pé? ou tranquilo??
    Valeu, abraços !!

    Reply

  90. 22 de March de 2011 @ 6:03 Fabio Claudino

    Thiago,
    Vou para Miami e Orlando em maio e não domino muito bem o ingles meu cunhado, irmã e meu sobrinho ( que não falam ingles ) estarão comigo, a entrevista poderemos fazer a entrevista juntos ? se eu não me sentir seguro posso entregar uma carta explicando meu destino, tempo e lugar de hospedagem para o agente?

    Obrigado.

    Reply

    • 22 de March de 2011 @ 10:30 Thiago Khoury

      Olá Fábio, vocês podem fazer a entrevista juntos. Não acho que seja legal começar se explicando mesmo sem que tenham te pedido explicações. Espere pelas perguntas. É tudo muito simples, não se preocupe.

      Reply

  91. 13 de March de 2011 @ 6:47 Ivana

    Vou aos EUA com meu marido e ficaremos hospedados na casa de uma amiga brasileira (com Gree Card) como deve ser redigida essa carta convite, tem que ser a original ou ela pode mandar por fax ou e-mail, seria mais fácil se fosse em hotel

    Reply

  92. 21 de February de 2011 @ 7:59 Patrick

    Olá. Muito bacanas as dicas. Estou indo pela segunda vez aos EUA a turismo, a primeira foi em 2008 e fiquei por 15 dias em miami/orlando. Desta vez vou a Philadélfia com escala em miami, porém na philadelfia pegarei um trem de 1 hora a NY. Como tenho pouco tempo, e aproveitei uma promoção da AA, ficarei 3 dias em solo americano.
    Você acha que este pouco tempo lá pode ser um problema?? Ou posso explicar que consegui tirar apenas 1 semana de férias da empresa em que trabalho, por isto o motivo de uma viajem tão rápida?

    Obrigado

    Reply

  93. 15 de February de 2011 @ 19:22 Raquel N. Meireles

    Adorei suas dias.
    Estamos indo eu e uma amiga para a Europa no dia 21/04. Chegaremos em Madri e faremos turismo por toda a Espanha. Temos amigas brasileiras, legalizadas, que moram em Barcelona e Maiorca, cidades que visitaremos. Uma mora com um espanhol, inclusive. Depois passaremos uma semana em Paris e retornamos a Madri para o vôo de volta. Vi seus comentários sobre a carta-convite. Tem um padrão para que ela seja feita? Outra coisa que gostaria de saber: vi posts dizendo que o passaporte deve ter + de 6 meses de validadee outros que dizem que tam de ter até 6 meses de validade. Em quem confiar? Ou isso não tem nada haver?

    Reply

    • 15 de February de 2011 @ 23:04 Thiago Khoury

      Teoricamente o passaporte deve ter pelo menos 6 meses de validade. Eu estou viajando agora pelos Estados Unidos com o meu que vence em três semanas e com visto que vence em quatro, não tive nenhum problema – mas, para entrar na União Europeia, eles são mais rigorosos no que diz respeito aos 6 meses. Não existe padrão global para a carta, alguns países possuem modelos próprios nos sites de seus consulados, outros fazem questão de que ela seja certificada em cartório. Vale pesquisar com o órgão oficial do seu destino.

      Reply

  94. 8 de February de 2011 @ 15:33 Paulo

    Recentemente viajei para Porto-Portugal, pelo menos era essa a minha intenção. Voei pela Ibéria para economizar quase 1000 de passagem e fiz conexão em Madrid. ME LASQUEI!!!! A carta-convite que é aceita em portugal não é aceita em Madri. Eles pedem uma carta feita pela policia federal de Portugal. Fui mandado de volta para o Brasil, mas não sem antes se humilhado, maltratado, ficar com fome, sede, sem direito a banho, escovar os dentes, trocar de roupa, material de higiene pessoal, pertences e bagagem de mão, comida somente quando eles achavam que estava na hora. Tudo foi negado, minha irmã poderia levar a carta pessoalmente em Madrid, eles não permitiram. Pedi para ligarem ao banco e confirmar o meu saldo, eles não permitiram. Entrar na net e acessar meu extrato, não permitiram. Foi um drama de 48 horas de maus tratos e dor, até hoje 2 dias depois ainda não consigo dormir direito sem ter um pesadelo naquele lugar. Eu e mais 6 brasileiros que estávamos apenas em conexão. Portanto não viagem para Europa pela IBÉRIA porque todos os vôos fazem conexão em MADRID-Barajás. Façam vôos diretos. Não adianta estar com tudo certo, latinos americanos, principalmente Brasileiros são mal vistos. Uma das detidas estava apenas com uma letra grafada errada no voucher. Então CUIDADO! A tortura é GRANDE lá dentro.

    Reply

    • 8 de February de 2011 @ 23:30 Thiago Khoury

      Nossa Paulo, que história de terror, heim? Infelizmente você foi sorteado, mas é impossível não comentar que você faz parte da exceção e não da regra. Torço para que você tenha várias outras boas histórias para contar!

      Reply

      • 10 de February de 2011 @ 11:41 Paulo

        Realmente, dentro daquela roleta russa, fomos premiados… 25 latinos americanos, 7 brasileiros… mas o que não é exceção é os maus tratos aos “denegados” (maneira simpática que eles usam para deportados)TODOS que não forem permitidos a entrada SOFRERÃO isto sim… Portanto, antes de fazer qualquer conexão na ESPANHA verifiquem se a Documentação está OK de acordo com a ESPANHA, depois torçam, orem, cruze os dedos para não te acertarem na roleta russa. Porque eu tinha todas as condições necessárias para passar adiante… MAS ELES NÃO QUERIAM SABER… No mesmo vôo de volta vários brasileiros que não foram denegados falaram da forma arrogante que somos tratados pela imigração e alfândega espanhola, o que me faz pensar que exceção são os que não passam pelo terror!!! ESPANHA NUNCA MAIS!!!

        Reply

  95. 17 de January de 2011 @ 18:47 Cesar

    Thiago uma pergunta ,a carta de convite e realmente necessaria ,estou indo para Miami com USD5.000,para casa de um primo e ficar um mes,eu ja falei com ele mas nao pedi carta so o endereco e telefone

    Reply

    • 17 de January de 2011 @ 23:32 Thiago Khoury

      Necessário mesmo nada é partindo do pressuposto de que você já tem um visto, mas seria interessante, César!

      Reply

  96. 17 de January de 2011 @ 13:38 Juliana Rosa

    olá!! gostaria se posi vel de esclarecimentos sobre a carta convite.
    estou indo para paris na casa de um amigo,mais eu não to levando a tal da carta por que resolvi viajar em cima da hora e nao da tempo da certa chegar pelo correio.posso levar só o endereço dele em papel com nome e telefone?
    e essa crta não pode ser enviada por fax não né? ou por e-mail..escaniada por exemplo?
    por favor..me respondam estou indo viajar 2°feira…brigadinhuuu

    Reply

    • 17 de January de 2011 @ 23:31 Thiago Khoury

      Pois é, não existem regras bem definidas, o que a gente faz a especular em cima de muitas experiências passadas e casos ouvidos. No seu caso, eu viajaria com “email convite” sim!

      Reply

  97. 7 de January de 2011 @ 11:58 Dayana

    Olá Thiago, tenho uma dúvida, é a seguinte: no dia da minha
    entrevista no consulado eu disse que iria ficar na casa de uma
    amiga nos eua, mas na verdade é um amigo, nao sei porque fiquei com
    medo de dizer que era uma amigo. Na imigração vou levar uma carta
    desse amigo atestando que vou ficar lá com ele; tem como a
    imigração cruzar esses dados? nao dei nome nenhum de amiga ou do
    amigo no consulado. Estou realmente preocupada com isso.
    Obrigada!

    Reply

    • 7 de January de 2011 @ 20:30 Thiago Khoury

      Oi Dayana, não existe relação nenhuma entre a entrevista e o que vai ser dito com os agentes de imigração, até porque o visto não é para uma viagem só.

      Reply

      • 13 de January de 2011 @ 13:55 Dayana

        Obrigada pelo retorno!

        Reply

  98. 26 de December de 2010 @ 1:48 Raphael

    Oi Thiago, muito util esse post, e os comentários tambem!
    Tenho uma dúvida mas nao sei onde tirá-la. Estou indo pra Lisboa
    segunda-feira, vou com um amigo mochilar. Temos todos os hotéis
    pagos, reservas de passagens de trem e tudo certinho. Porém: Eu
    tenho passaporte europeu, pego outra fila na imigração, ele não. E
    todas as reservas de hotéis estão no meu nome (por questões de
    cartão de crédito, etc.) Estamos indo com todas as reservas
    impressas dos sites, mas em todas está meu nome, e quarto duplo.
    Será que posso ter problemas com isso na imigração do meu
    amigo?

    Reply

    • 26 de December de 2010 @ 4:39 Thiago Khoury

      Não, basta imprimir cópias para seu amigo também e, caso façam alguma pergunta para o amigo, é só dizer que Raphael é o amigo que está na fila dos passaportes bons!

      Reply

  99. 17 de December de 2010 @ 2:27 Nathalia

    olaa.. estou viajando agora dia 21 e vou ficar na casa d um amigo até o dia 18.. em orlando.. mas chego em miami e ele vai me buscar no aeroporto… eu pensei em fazer uma reserva em um hotel pois estou com medo d dizer q vou me hospedar com meu amigo.. ja viajei 2 vezes pra orlando.. sendo q a segunda foi ano passado como funcionária da disney.. será q eles implicariam cmg ficando na casa d amigos? obrigada

    Reply

    • 17 de December de 2010 @ 13:05 Thiago Khoury

      Claro que não, todos temos direito de ter amigos morando fora!

      Reply

  100. 14 de December de 2010 @ 13:06 Karla

    Olá! Super bacana o site mesmo.
    Bem, eu estou com uma duvida. Viajarei daqui uma semana! Farei escala em Houston e depois Tulsa, que é meu destino final. Você sabe se passarei pela Imigração de ambos aeroportos?
    Obrigada e parabéns.

    Reply

    • 14 de December de 2010 @ 14:18 Thiago Khoury

      Apenas em Houston!

      Reply

      • 14 de December de 2010 @ 23:23 Karla

        Obrigada pelo retorno tão rápido. Novamente, parabéns pelos post interessantes e úteis :D

        Reply

  101. 15 de October de 2010 @ 15:21 Thaís

    Oi! Gostei muito desse post… viajei duas vezes pros EUA e uma vez pra Irlanda (entando na Europa pela Inglaterra) e confesso que fiquei com medo da imigração também. Achei muito mais difícil entrar na Inglaterra do que nos EUA. Na Inglaterra o oficial me perguntou tudo e anotou todas as respostas(pra onde que eu ia, quanto tempo, fazer o que, ficar aonde, quanto tempo eu conhecia o meu namorado, quanto tempo de namoro, onde nos conhecemos, se tinha residencia fixa no Brasil, se trabalhava, quem pagou minha viagem, qual era a minha graduação, a nacionalidade do meu namorado, a ocupação do meu namorado, o que os meus pais faziam e etc). Depois dessa imigração ainda passei pela imigração em Dublin, e o oficial ja sabia que eu ia ficar 18 dias (o que leva a crer q eles tem um sistema comum de imigração). Então se a pessoa mentir corre o risco de ter que mentir 2 vezes, em 2 imigrações e cair em contradição!

    Reply

  102. 4 de October de 2010 @ 21:00 Jael

    Eu me lembro da minha viagem a pouco tempo para os EUA, eu estava indo com o passaporte europeu e não requer visto como tal.

    Fui certinho e tals, e minha estadia seria de 2 meses na casa da minha mãe..só que ela estava nervosa e me disse para eu dizer (caso perguntassem o tempo que eu iria ficar) que iria ficar 15 dias…Ñ deu outra e pediram para ver minha reserva, e la estava claro q eu só voltaria 2 meses dps…

    Como eu sei um falar um ingles mediano, inventei uma desculpa na hora…e mesmo assim não foi o suficiente de imediato, até porq eles me mandaram para a sala de interrogação.
    Daí eu disse que comprei a passagem para 2 meses porq ficava mais barato( e as vezes coincide de acontecer isso) e me perguntaram o quanto + caro ficava, chutei la no alto, uns 500 euros e como eu sou estudante, disse q axei melhor gastar esse dinheiro em outras coisas lá.

    O que me salvou tbm foi a minha bagagem q realmente estava com pouquissimas roupas ( porq eu tinha deixado para comprar mts roupas quando chegasse) dai a 3ª pessoa que foi me interrogar fez a mesma pergunta do tempo que eu iria ficar, e numa jogada inocente, eu disse: dinovo essa pergunta?? e realmente eu estava tranquilo, até q ele me pediu desculpas e me libero.

    2 Coisas q eu aprendi nisso…Realmente vc não pode mentir em circunstâcia alguma, eu iria passar de boa sem precisar ir para a sala se não tivesse mentindo meu tempo de estadia e a 2ª é que vc tem que falar o pelo menos um pouco de inglês (em qualquer parte do mundo) porque eu tive uma converssa normal e tranquila com os agentes, mas uma pessoa que estava na mesma sala que eu e não sabia falar inglês, foi super mal tratado pelos agentes, chegando a ouvir gritos.

    Reply

  103. 4 de October de 2010 @ 3:31 Tiago

    Em Amsterdam, em 2006, eu vi uma brasileira na fila de imigração que tava chorando, de tão nervosa. Não sei como, ela passou. Lógico que era treta! hehehe

    As 5 perguntas que você citou no post condizem com o que acontece mesmo nos aeroportos, uma bela dica pra quem tá aí nervoso pra passar pela imigração.

    Outra coisa tb é que tem vários agentes à paisana em alguns aeroportos (em Roma é assim). Uma vez, a mala de um amigo meu demorava para vir, chegaram a de todos os passegeiros e a dele não. Quando chegou, ele saiu correndo e abraçou sua mala, como se fosse um tesouro. Não deu outra, um agente chegou perto dele, o pegou pelo braço e o fez abrir a mala e vasculhou por todo canto. Ou seja, fazer bonitinho na imigração, e depois que passar por ela encontrar seus quinhentos amigos que estavam separados, dando risada e fazendo gracinha, ainda sim, é perigoso!

    Reply

  104. 1 de October de 2010 @ 15:45 Alexa

    Adorei o post Thiago!

    Excelentes dicas!
    Na minha última ida a Miami eu tava tão confiante e tranquila q o immigration officer ficou meu amigo… e hj nos falamos direto por e-mail e FB…hehehe!!! Já to até ajudando ele a programar uma viagem para o Brasil!!!

    abçs

    Reply

    • 6 de September de 2012 @ 10:17 Alex

      Queria ver se ao inves de Alexa voce se chamasse Alex!

      Reply

  105. 1 de October de 2010 @ 11:22 Tereza

    Utilíssimo seu post Thiago!
    Muitos dos brasileiros, se prejudicam na hora mais importante, que é a chegada a um país que desconhece costumes e leis. Portanto os brasileiros precisam deixar o oba -oba de lado, ao passar pelo setor de imigração. Muitos sentem-se ofendidos com perguntas de praxe e muitas vezes se dão mal.
    Portanto , questionar as autoridades mesmo que vc seja , filhinho de quem quer que seja, não vai resolver, portanto os ânimos tem que ser controlados . Piadinhas, gozações só complicam.!

    Reply

  106. 1 de October de 2010 @ 9:41 Douglas Luz

    Fala, Thiago!

    Post bem bacana esse. Lembrei da minha primeira viagem aos EUA! Nunca havia andado de avião e logo de cara foi viagem internacional com direito a conexão ainda, além de nunca ter falado inglês formalmente. Rs!
    No final deu tudo certo e pude curtir minhas férias na casa do meu irmão, mas acho válidas essas dicas…sempre bom ter uma ideia do que se pode encontrar!

    Abraço!

    Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

*

Rodei Viagens 2010 - 2017. Todos os direitos reservados. Termos de uso e política de comentários. Colabore com o blog!